domingo, 20 de dezembro de 2015

Guia de Aruba: Dicas, Sugestões, Passeios, Restaurantes e Mais!


** CHEGADA E AEROPORTO **

Fomos no dia 1° de outubro com a Gol (resgatamos as passagens com milhas) diretamente para Aruba. Bem, não tão diretamente rsrs... fizemos uma conexão em SP e depois uma escala em Caracas.

Não foi nenhuma barganha! Ida e volta saíram por 50 mil milhas para cada um. Reparem que eu estou me referindo a um resgate que fiz com quase 1 ano de antecedência ou, mais precisamente, com 11 meses de antecedência. Como também havia milhas a vencer, achamos que foi o melhor negócio.

O aeroporto Reina Beatrix, que é o único aeroporto da ilha, no dia 1° de outubro de 2015, às 18h, no horário local - 19h no horário de Brasília (saímos às 8:35h da manhã do Rio de Janeiro), com a temperatura na casa dos 30°C.

Eagle Beach

Letreiro ao lado do Parlamento

OBSERVAÇÃO: voamos com a companhia aérea Gol que permite o uso do aparelho de telefone celular durante o vôo desde que esteja no modo offline/avião. E isso é muito legal para tirar algumas fotos do alto.

Estávamos no lado esquerdo do avião e pudemos ver muito bem boa parte da ilha da janelinha. Mas o sol do fim da tarde, quando chegamos, e uma espécie de névoa não me permitiram fazer fotos muito boas com o celular. De todo modo, fica a dica de que o lado esquerdo confere bela vista da ilha!

O aeroporto de Aruba é muito bonito, limpo, organizado, mas o Duty Free de chegada é bem simples. Tudo bem também porque Aruba é famosa por ser uma ilha tax free. Então muita gente faz compras nas lojas de rua shoppings.

Por outro lado, o Duty Free do aeroporto de Aruba fecha às 20h!!! Ou seja, como nosso voo de retorno ao Brasil era às 20:50h e fomos calmamente, logo ao passar do raio-X, fazer umas comprinhas de souvernirs na lojinha de Aruba, quando chegamos no Duty Free já estava fechado! kkkk.. para a alegria do Julio! Logo, eu nem sei informar direito se realmente vale a pena fazer compras no Duty Free de lá. 

Aeroporto

OBS: Companhias Aéreas que voam para Aruba, saindo do Rio de Janeiro, são:

- Avianca (com conexão em Bogotá)
- Copa (com conexão na Cidade do Panamá)
- Tam/Lan (com conexão em Guarulhos e Bogotá)
- Delta e American Airlines (com conexão em Miami ou NY - não recomendamos por ser muito cansativo)
- Air Canada (com conexão em Toronto - tampouco recomendamos por ser muito cansativo)
- Gol (a companhia aérea que escolhemos porque tínhamos milhas acumuladas, porém, ela não tem voos todos os dias para lá. A saídas são às quintas e domingos).


**INFORMAÇÕES IMPORTANTES**

- Passaporte e Visto: precisa de passaporte, mas não precisa ter visto para visitar Aruba se for turista apenas. O passaporte deve ser válido e segue a regra holandesa, ou seja, a contar da data de volta, o passaporte precisa ter mais 3 meses de validade (basta olha a data de expiração do passaporte e verificar se tem mais de 3 meses ainda antes de vencer, a contar da data do seu retorno ao Brasil).

- Vacinas: a princípio, nenhuma é exigida. Mas por via das dúvidas, recomendamos que se tenha o Atestado Internacional da Vacina contra a Febre Amarela, principalmente para quem fizer conexão no Panamá. Se pernoitar no Panamá e em Bogotá, aí sim será necessário.

Eagle Beach

Baby Beach

- Fuso Horário: 1 hora a menos em comparação com o horário de Brasília (em condições normais, ou seja, sem considerar horário de verão no Brasil).

- Voltagem e Tomadas: a voltagem padrão é de 120v e a tomada segue o estilo americano. Recomendamos sempre que se leve o plug de tomadas (adaptador) universal para não ter problemas, pois, muitas vezes, os hotéis não têm adaptadores para todos os hóspedes. 

- Moeda: a moeda oficial é o florim arubano, representado pelas siglas Awg ou Afl. Porém, o dólar americano é plenamente aceito. O que pode acontecer é pagar em dólar e receber o troco em florim.

1 dólar equivalia a 1.75 florins (*em outubro de 2015*).


- Idioma: o idioma oficial é o Holandês, que todos falam, mas o idioma nativo é o Papiamento, que todos falam também e consiste numa mistura meio estranha de Português, Espanhol e Holandês. Com muita boa vontade, dá até para entender alguma coisa, como se fosse um português bem ruim. 

- Melhor época: a temperatura não oscila muito durante o ano.

A Alta Temporada vai de dezembro (Natal e Réveillon) até a Páscoa e depois novamente em Julho e Agosto, por causa das férias dos norte americanos e europeus.

Temporada de Chuvas: a ilha tem clima árido, praticamente desértico, mas pode haver mais chances de chover entre os meses de outubro e dezembro.

Baby Beach

- Hospedagem: as redes de hotéis mais famosas estão em Palm Beach, considerada como praia de melhor infraestrutura, com hotéis altos. Se preferir algo menos americanizado e mais calmo, há também ótimas opções em Eagle Beach, que é a praia vizinha à Palm Beach.

Não recomendamos ficar hospedado no centro/capital Orejanstad, salvo se você ficar no Hotel Renasissance.

- Povo caribenho: são mais de 50 nacionalidades e mais de 40 religiões que convivem em harmonia na Ilha Feliz. O curioso é saber que pelo menos 70% da população é católica. São todos muito receptivos e a Ilha vive disso mesmo, do Turismo, que compõe a principal fonte de renda de Aruba.

- Jogos de Azar: há muitos cassinos em Aruba, principalmente dentro de Resorts e o famoso Crystal em Orejanstad. Em Palm Beach, você se sentirá um pouco em Las Vegas.

- Segurança: todos aqui fazem questão de enfatizar que Aruba é uma ilha muito segura e tranquila. Que não há relatos de roubos nem de furtos. Como boa carioca que sou, não consigo desligar o botão do "Estado de Alerta" com facilidade e por isso não gosto de dar mole.


- Bebida Alcoólica: não se pode beber nas ruas (a polícia pode até fazer vista grossa vez ou outra, mas o recomendável é só beber dentro de bares e restaurantes). Vi dentro de mercados um aviso dizendo que bebida alcoólica não seria vendida depois das 21h. Não sei se isso é uma regra geral (à semelhança do que vi em Ottawa e Toronto, no Canadá), mas fica a dica para que tiver desejo de uma cerveja depois das 21h. Aconselho comprar antes.

- Água: a água de Aruba é considerada uma das mais limpas do mundo. Os mananciais não são suficientes para abastecer a população toda e por isso que a água do mar passa por um processo de dessanilização e depois recebe sais minerais o que a torna muito apropriada ao consumo. Todos os restaurantes servem água aos clientes sem cobrar.

- Drogas: não é por que Aruba foi colonizada por holandeses e ainda mantém fortes laços com este país que a legalização de drogas seja tratada da mesma forma. Portanto, de novo, não se arrisque nem se exponha. Aqui é proibido! Lembre-se de que você não está em Amsterdam. 

- Turistas: grande parte do turismo vem dos EUA e como a maioria deles chega na ilha ou parte no final de semana, descobri que fazer passeios aos finais de semana é legal porque ficam mais vazios e você ainda pode conseguir descontos. Durante a semana, com a presença maior de americanos, os passeios tendem a encher.

- Ventos: muito provavelmente por causa do Furacão Joaquim que passou pela costa de Cuba e refletiu no clima de Aruba, os ventos famosos e constantes para a prática de wind e kitesurf simplesmente sumiram kkk... e as praias, que já tendem ser calmas, estão uma verdadeira piscina.

Eagle Beach

- Geografia: A Ilha tem regiões bem distintas! Apesar de ser uma ilha bem plana, é possível verificar diferenças drásticas nas paisagens: a face oeste da ilha é de praias mais calmas e a face leste é de mar mais mexido. Além disso, embora o clima seja preponderantemente tropical, é possível ver muitos cactos pela ilha. O ideal é ter pelo menos 5 dias para percorrer seis pontos de interesse principais

Outra coisa interessante sobre a geografia é perceber que eles chamam a região de Palm Beach de High Rise Hotel Area e a região de Eagle Beach de Low Rise Hotel Area, pois os hotéis em Palm são mais alto e os hotéis de Eagle são mais baixos.

Obs: Aruba está fora da Rota de furacões! Não há que se preocupar com isso, mas há sim reflexos como tempestades, aumento ou diminuição dos ventos. Dessa vez, aconteceu um aumento absurdo do calor, com sensação térmica beirando os 40°C, além de parar de ventar e aumentar muito a quantidade de insetos. Assim foi no dia 2 e 3 de outubro. .. no dia 4 já deu uma melhorada e voltou a ventar bastante, como se espera da ilha, e depois, nos dias 9, 10 e 11, embora com muito calor, às vezes ficava com mormaço e ventos esporádicos.

Jolly Pirates Tour


- Política: embora Aruba seja independente e autônoma, a ilha possui também um governador vinculado diretamente à coroa Holandesa, que fica por aqui agindo em separado do Parlamento. Mas o povo, que é na verdade de aproximadamente 103.000, composto quase que pela metade de imigrantes da América do Sul  (Venezuela, Colômbia, Bolívia) bem como europeus como holandeses (obviamente) e alemães, eles votam nos seus representantes do Parlamento e estes votam no Primeiro Ministro.


** DESLOCAMENTOS **

Optamos por alugar um carro pelo site da AutoEurope que nos ofereceu como melhor cotação a Europcar, que nos custou cerca de 50 euros por dia, por um Accent de nível intermediário, na primeira etapa da viagem (nós dividimos em duas etapas: 3 noites em Aruba, depois fomos para Curaçao, onde ficamos 5 noites, retornamos a Aruba para mais 2 noites).

Após ler em diversos blogs que a melhor forma de me deslocar é com carro próprio, nem hesitei em alugar.

Caminhada entre Manchebo Beach e Drulf Beach

Outra forma seria aproveitar o transporte público da Arubus  (no site deles tem as rotas - www.arubus.com) que levam muitos turistas a diversas praias, mas algumas são só acessadas de carro mesmo, principalmente as mais distantes. No caso da Baby Beach, eu havia lido que não o arubus não chegava lá. Porém, consultando as rotas existentes no site do AruBus, verifiquei que chega sim, com saídas de Orejanstad, mas os horários são bem restritos.

Verifique aqui a tabela de preços dos táxis do aeroporto para o seu hotel (em média, 25usd por corrida).

Li também em alguns blogs e guias sobre a questão da sinalização de trânsito, que é diferente. Mas eu não reparei nada de tão diferente assim.


** HOSPEDAGEM **

Eu gostei bastante de ficar hospedada em Palm Beach, pois, embora eu não tenha curtido muito a praia da região, cheia de gente, de jet ski, banana boat, kite surf, wind surf, parasail etc... o que, no meu sentir, acabou poluindo muito o ambiente, eu gostei muito do agito noturno de Palm Beach e de andar por ali, ver o movimento, as pessoas, as modas, as lojas, os restaurantes.

Se você não faz questão desse agito noturno e prefere uma praia mais tranquila, então com certeza o ideal é que você se hospede em Eagle Beach, conhecida como a Low Rise Hotels Area, pelos hotéis mais baixos. Enquanto Palm Beach é chamada de High Rise Hotels Area.

Em Palm Beach, eu indico os dois hotéis em que fiquei: Brickell Bay Resort & Spa e o Boardwalk Small Hotel.

Além disso, para quem prefere ficar em resorts grandes, há opções como o RIU, o Marriott, Holyday Inn, Ritz-Carlton e o Occidental Grand Aruba, todos com bons comentários no TripAdvisor e Booking.com.


Em Orejanstad, se preferir ficar no centrinho, como opção há o Renaisssance  Resort Hotel.

Orejanstad


** LETREIRO I LOVE ARUBA **

Letreiro ao lado do Señor Frog's

Um Must Go em Aruba, ou melhor, um Must Photo rsrs... é fotografar esse Letreiro super fofo em Aruba que é colocado em alguns lugares estratégicos.

Encontramos o "I Love Aruba" que fica depois dos grandes hotéis de Palm Beach, em Hadicurari/Fisherman's Huts. 

Letreiro em Hadicurari

E o maior que vimos é o que fica perto do Hotel Renaissance, mais precisamente ao lado do Parlamento onde tem um grande letreiro do "I Love Aruba".

Letreiro ao lado do Parlamento

Tem também um letreiro em Palm Beach na galeria ao lado do Señor Frog's. 


** MERCADOS/COMPRINHAS **

Em Palm Beach há muitas oções de mercados, assim como no caminho entre Palm Beach e Orejanstad. Nós gostamos muito de dois supermercados: Kong Hing e o Super Food.

O Super Food é famoso dentre os holandeses, pois lá é possível encontrar diversos produtos europeus. Compramos até um iogurte grego que havíamos tomado na Grécia e deu para matar um pouco a saudade da terra dos deuses...

Mercado Kong Hing fica logo depois de Drulf Beach, seguindo para Orejanstad e é um bom mercado, diga-se de passagem! Gostamos dos produtos e dos preços. Compramos Vinho Rosé Chileno por cerca de 8usd e licor Caribe por uns 7usd (a conversão é mais ou menos 1usd por 1,75 florins).

Esses mercados são ótimos para você comprar snacks, água, cerveja, vinho, espumante e o que mais desejar para levar para as praias. Não tenha vergonha de levar sua bolsa térmica para as praias porque é bem comum ver isso por lá e você vai economizar alguns dólares.


Igreja Alto Vista

- Aloe Vera: como Aruba tem um solo árido, quase nada é plantado por lá. Alguns tomates resistem ao clima semi-desértico, com pouca chuva e praticamente tudo acaba sendo importado pelos arubenhos dos países vizinhos, como frutas e legumes da Venezuela, carnes da Argentina, produtos da Europa e EUA, por exemplo, são vendidos em restaurantes e supermercados (caso das cervejas importadas). Mas há plantações de Aloe Vera e um forte comércio a partir disso, com a fabricação de produtos que têm por base essas plantas (no Brasil, nós conhecemos como Babosa), como hidratantes, cremes para rosto, sabonetes, esfoliadores... e por aí vai! Há, inclusive, passeios para visitar essas plantações.

Visitamos uma lojinha de produtos de Aloe e Vera, em Palm Beach, onde comprei um gel hidratante por 20 usd (achei todos os produtos bem caros, mas quis comprar um como lembrança de Aruba também).

- Compras: não faltam opções para compras em Aruba! Afinal, ela é bem voltada para o turismo norte-americano. Grifes internacionais famosas e conhecidas serão facilmente encontradas por lá: Ralph Lauren, Calvin Klein, Tommy Hilfiger, Victoria Secret's, Mango, Swatch, dentre inúmeras, estão espalhadas principalmente em Palm Beach e Orejanstad, em shoppings e galerias como o Palm Beach Plaza e o Paseo Herência.

Eu queria ver as lojas do Paseo Herencia Mall e do Palm Beach Plaza no nosso último dia (dia 11/10). Talvez por ser domingo e ainda ser umas 15:30, estava tudo fechado. Para minha tristeza e para a sorte do Julio (economizar umas doletas e ele não teve que ficar me esperando nas lojas kkkk). 


Muitas lojas são tax free! Aproveite! E verifique essa questão dos horários, pois o comércio de Aruba não fecha tão cedo como o de Curaçao (nesta, fecha em torno das 18h). Eu vi lojas abertas até às 23h em Aruba, em Palm Beach. Só que dei azar de ter deixado justamente o domingo para fazer comprinhas e não tinha ideia de as lojas abririam mais tarde.

Mangel Halto


** RESTAURANTES **

Como vocês sabem, nossos somos amantes da culinária e adoramos experimentar novos sabores. Melhor ainda quando nos surpreendemos com pratos mais ousados. Entendemos que a gastronomia faz para da experiência turística que vivenciamos durante as viagens.

Como temos por hábito tomar um café da manhã bem caprichado e levamos snacks, sanduíches e barrinhas para enganar o estômago durante o dia, a gente acaba optando sempre por um bom jantar quando viajamos.

Dessa forma, escolhemos os seguintes restaurantes para jantarmos:

Madame Janette: leia aqui a matéria completa sobre a nossa experiência no Madame Janette.

Passions on the Beach: onde pudemos admirar um belo pôr do sol com pé nas areias de Eagle Beach.

Flying Fishbone: restaurante localizado em Savaneta, também pé na areia e ótimo para assistir ao pôr do sol!

Flying Fishbone

Flying Fishbone

Restaurante Barefootfica depois do Hotel Renaissance, entre Orejanstad e o Aeroporto, outro ótimo lugar pé na areia para assistir ao pôr do sol.

Barefoot

The West Deck: fica literalmente após o Renaissance, em Orejanstad. Confira aqui a matéria completa sobre o The West Deck

The West Deck

Pizzaria Amore Mio: fica em uma espécie de vila italiana em plena Palm Beach (os restaurantes pertencem ao Gianni's Group).

sorvete no Gelatíssimo: muito gostoso e também pertence ao Giannis's Group.

OBS: Outros restaurantes recomendados que não conseguimos conhecer:

Restaurante La Trattoria El Faro Blanco: perto do Farol California (logo acima da Arashi Beach), para assitir a um belo pôr do sol.

- Bavaria: estava em 4º lugar no ranking de restaurantes em Palm Beach de acordo com o TripAdvisor. Contudo, como ele estava vazio em pleno sábado à noite, achei desanimador, principalmente porque estávamos com sono.

- No burburinho de Palm Beach, estão os famosos Iguana Cantina e Smokey Joe's, mas nós não curtimos muito a frequência deles, por isso nem ficamos. 

Tomato Charlie's Pizza, onde é servido um café continental de forma individual a cada hóspede do Brickell Bay Resort & Spa e também é aberto ao público que desejar lá comer, principalmente as pizzas. 

- Señor Frog's e Gusto: servem também comidinhas, no estilo lanche e algumas refeições, mas eu os considerei  mais baladinhas. 

- Quanto à gorjeta, recomenda-se deixar uns 10 ou 15% do valor da conta.

- Média de valor por jantar para dois: entre 100usd e 150usd. Foge dessa regra o The West Deck, cujo menu apresenta diversas opções de refeições em torno dos 8usd e bastam dois pratos para ficar bem satisfeito, assim como a Pizzeria Amore Mio, cujas pizzas, em média, custam uns 25usd e servem muito bem duas pessoas.

Percebemos que os restaurantes serviam sempre uma estradinha de cortesia também, o que é claro que a gente adorava, principalmente quando eram pães caseiros e quentinhos. 

E, para quem desejar economizar e não liga de comer uma comida de maior qualidade e, por isso mesmo, um pouco mais cara, em Aruba não faltam esses restaurantes de rede americana como Wendy's, TGI Friday's, Subway, McDonald's, dentre outros. Até porque o turismo é bem voltado para os norte americanos.



** RESTAURANTE PREDILETO ** 

Em termos de refeições, eu amei o Madame Janette! Pratos super elaborados, com apresentação impecável e atendimento atencioso e simpático. Embora não seja pé na areia nem apropriado para ver o pôr do sol, para quem gosta de comer bem, vale a pena ir lá. Fica em Eagle Beach, mais para dentro da região.

Madame Janette

Em segundo lugar, pela beleza do local, é difícil demais escolher entre o The West Deck, o Passions on the Beach, Flying Fishbone e o Barefoot. A qualidade do atendimento, do serviço e das refeições servidas é excepcional em todos onde estivemos. Não temos do que reclamar. Em termos de ambiente, assistir ao pôr do sol no  Flying Fishbone, onde efetivamente conseguimos ver o sol encostando no mar (não tivemos a mesma sorte nos outros, ou porque chegamos logo após o pôr do sol ou porque as nuvens impediram esse encontro do sol com o horizonte) foi muito especial. Mas acho que vale a pena em ir em todos, viu?

Flying Fishbone

Eagle Beach, perto do Passions on the Beach

 OBS: O pôr do sol na época que fui (em outubro de 2015) acontecia às 18:30. Nesses restaurantes com vista para o pôr do sol, recomenda-se reservar antes.

Barefoot


** ARUBA BY NIGHT **

Gusto

Tem uma balada em Aruba que acontece em um ônibus, cujo nome é muito engraçado para nós brasileiros (e provavelmente gera muita piadinha de duplo sentido): Kukoo Kunuku.

Trata-se de um ônibus bem animado que vai passeando pela região Noord da ilha, com duas opções: uma inclui jantar (62usd por pessoa) e outra é que para bares (46usd)

Além de muita festa e algazarra, dentro do ônibus, que funciona como se fosse uma boate, há muita música e animação! Também, depois de receber drinks de graça em cada parada que o ônibus faz, com certeza a animação fica garantida com o alto teor alcoólico.

Nós não fomos rsrs... nem tive vontade. Mas vimos o Kunuku passar algumas vezes pela gente e achei muito engraçado. Pareceu programa para americano mesmo, sabe?

Funciona de Segunda a sábado, a partir das 18h (se for o Kunuku com jantar) e a partir das 21h (o Kunuku para bares) e pessoa ganha um drink a cada bar onde ele para e descontos para comprar mais drinks. Veja aqui mais informações sobre os roteiros que o Kunuku faz.

Ahhhh... detalhe: ele está em 1º lugar no ranking do TripAdvisor. Ou seja, ruim não deve ser!

E como não embarcamos no Kunuku, fomos para o burburinho de Palm Beach conferir de perto como seria uma night caribenha!

Entramos no Gusto, que era gratuito e com drinks e cervejas pela metade do preço até às 23h. Exatamente por isso, estava até cheinho! E a música era ótima para dançar. Vários hits do momento do pop e dance. 

Señor Frog`s

Em frente ao Gusto, entramos também no Señor Frog's, só que estava bem mais vazio, embora não cobrasse entrada (o Gusto já estava cobrando entrada por ter passado das 23h). As músicas eram mais antigas, tipo sucesso de boate da década de 90 kkkk... e havia uns gringos mucho lokos por lá dançando. Tomamos uma cerveja e logo fomos embora porque o dia seguinte seria bem cheio!

Nesse centrinho de Palm Beach sempre tem algum movimento. Até vimos uma banda, tipo de bloquinho de carnaval, tocando algumas músicas em ritmo de samba em frente ao Señor Frog's. Logo, ali é um bom lugar para você dar uma volta e buscar umas festinhas e paqueras. 

Obs.: Havia uma banda tocando pop rock no Hard Rock Cafe e também havia música de boate em algum lugar ali perto, que dava para ver do corredor do Hotel Brickell. 


** PRAIAS **

- Palm Beach é muito americanizada e lembrou-me bastante a Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro e Las Vegas.  É uma praia muito movimentada, com muitos atrativos como banana boat, SUP, parasail. .. eu achei agitada até demais para o meu gosto.

Palm Beach

Palm Beach

Se estivéssemos sem carro em  Aruba e Palm Beach fosse a única opção, Ok! A praia é linda tanto quanto as outras. Mas essa multidão de cadeiras, barracas, pranchas, bananas boats etc... isso tudo me incomoda um pouco. Logo, definitivamente, não nos identificamos com a praia de Palm Beach (Julio ficou dois minutos e voltou para o carro... kkkk.. e eu ainda fiquei um pouco lá para ver se achava algum cantinho legal para a gente descansar, mas não rolou!).

Palm Beach

- Savaneta e St Nicolas são regiões mais genuínas de Aruba, digamos que sejam de origem. Lá que ocorrem os festejos do longo e famoso carnaval arubano, com desfiles, muita música e dança! E há algumas praias bem bonitas, porém mais rochosas, se você entrar na altura das placas que encaminham para De Palm island, como é no caso de Mangel Beach.

A Caminho de Mangel Beach

Mangel Halto, localizada no sul, sentido Baby Beach (você tem que entrar onde há indicação das placas para a De Palm Island), é na verdade um grande mangue e um píer. Há palapas públicas por lá, mas o que a gente curtiu  mesmo foi o snorkel. Vimos peixinhos, corais e moreias! Foi muito bom! E tirar foto no píer é bem bacana também porque o visual é lindo!

Mangel Beach

- Eagle Beach tem sua graça por ser extensa e repleta de Divi Divis, as árvores que são símbolo da ilha e tortinhas por causa da ação do tempo. 

Essas Divi Divis que ficam na areia de Eagle Beach, um pouco antes do restaurante Passions on the Beach  (mais ou menos em frente ao Hotel Amsterdam Manor), disseram para a gente que elas têm mais de 300 anos!

Eagle Beach

Eagle Beach

Dica: As palapas públicas, aquelas onde não precisamos pagar para ter um pouco de sombra, são mais facilmente conseguidas de manhã cedo. A disputa é grande, obviamente. Nós chegamos na praia por volta das 10h, era um domingo, e até encontramos algumas palapas vazias no canto esquerdo da Eagle Beach, sentido Manchebo Beach.

Aliás, achei esse cantinho mais gostoso para curtir a praia, porque, quanto mais for para o canto direito, sentido Palm Beach, mais jet skis e outras coisinhas assim no mar você encontrará e eu particularmente não curto muito isso e fico sempre com medo de entrar na água e ter um doido no jet ski que possa machucar a gente por ir perto demais da areia.

- Manchebo Beach tem uma faixa de areia muuuuuuuito extensa e você custa a chegar no mar kkk... É linda, mas essa faixa desanima a ficar por lá torrando no sol.

- Drulf Beach é linda e curti bastante. Porém, pareceu-me que toda a estrutura de praia ali montada pertencia aos hotéis. Nada impede de estender uma canga na areia e torrar um pouco no sol rsrs...



- Rodgers Beach é muito bonita, mas tem ao fundo a não agradável visão para a refinaria e por isso eu não quis ficar por lá. 

Baby Beach, a queridinha de muitos, é realmente linda. Uma imensa piscina de águas calmas, cristalinas e azuis. Há palapas públicas se der sorte de pegar uma vazia - e nós demos - (são aquelas barracas de praia com palha em cima) mas também há restaurante no canto esquerdo e barracas e cadeiras para alugar (cerca de 50usd pelo conjunto).


Baby Beach

Baby Beach

Fizemos um ótimo snorkel em Baby Beach no canto esquerdo (de quem olha para o mar, ou seja, no canto oposto ao da refinaria), onde há umas pedras e até mesmo um aviso para não passar das pedras porque a correnteza é muito forte. Vimos muitos peixinhos, corais... e quando você mergulha ali, é engraçado porque a correnteza vai te levando naturalmente de volta para a praia, o que é ótimo!

Baby Beach

Baby Beach

- Boca Grandi, onde fomos para tirar foto com a âncora e também na praia, para uma caminhada. Ela é muito procurada por kitesurfistas. Fica a caminho de Baby Beach

Perto de Rodgers Beach

Rodgers Beach

Malmok, que fica no caminho entre Palm Beach e Arashi, é um lugar muito procurado para a prática de snorkel. Não tem areia, mas sim muita pedra. 

Hadicurari, logo depois de Palm Beach, na verdade, é quase uma extensão de Palm Beach, onde há uma boa quantidade de escolas de esportes náuticos, como wind surf e kite surf.

Arashi Beach, fica no norte da ilha. É a última praia antes da parte mais selvagem de Aruba. Ela arrebatou meu coração com suas areias branquinhas, mar calminho de azul bebê, repleta de pelicanos e gaivotas e vista para o Farol California. 

Arashi Beach

Arashi Beach

Boca Catalina, onde há uma faixa de areia pequena que disputa lugar com as pedras. Não é muito apropriada para crianças. Mas é um lugar fantástico para mergulho de snorkel. 

Boca Catalina

OBS: Visitamos também praias do outro lado da ilha, o lado B de Aruba, que é uma parte mais árida, mas pedregosa e as praias são de mar mais agitado.

Confira aqui a matéria completa sobre o passeio que fizemos por essas praias mais selvagens de Aruba. 

Em Aruba você não precisa pagar para frequentar as praias (tal como ocorre em algumas praias de Curaçao), salvo as praias da Ilha particular quer pertence ao Hotel Renaissance e a De Palm Island, que são privadas e de acesso pago.

Eagle Beach

Eagle Beach

Para conseguir palapas gratuitas, a dica é chegar o mais cedo que puder, de preferência, antes das 10h.

Em algumas praias como Baby Beach, Eagle Beach, Palm Beach e Arashi, nós vimos aluguel de cadeiras e barracas de praia. Em Baby Beach eu cheguei a perguntar o valor, mas fiquei horrorizada. O conjunto, duas cadeiras mais uma barraca de praia ficava na faixa de 50usd.

Eagle Beach


** PRAIA PREDILETA **

Arashi Beach foi a nossa praia predileta! Adoramos ver os pelicanos, a praia é mais afastada, no sentido do Farol California, mais tranquila, não tivemos dificuldade em pegar uma palapa para colocar nossas coisas e aquela combinação de mar azul, areia branca, pelicanos e gaivotas, além do farol ao fundo, fez dela a nossa queridinha.

Arashi Beach


Em segundo lugar, Baby Beach foi outra praia querida pela calma do mar (faz jus ao nome!), água transparente e maravilhosa também. Fica bem ao sul, uma das últimas, e não é muito fácil chegar lá sem carro alugado já que o Arubus tem restrições de horários para ir lá.

Baby Beach

Baby Beach


** SNORKEL PREDILETO **

Boca Catalina! Boca Catalina! Boca Catalina! 

Amamos ver as estrelas do mar, peixinhos, corais e moreias! Vale muito a pena mesmo ir lá.

Boca Catalina

Em segundo lugar, mergulhar no naufrágio Antilla, onde fomos como passeio da Jolly Pirates, foi incrível também! É impressionante ver a ação do tempo no navio, já tomado por corais e plantas, deteriorado com o tempo e assim a gente sempre para pensar em como somos insignificantes diante da natureza.

Boca Catalina

Boca Catalina

Boca Catalina

Boca Catalina

Algumas recomendações, no entanto, ajudarão a fazer snorkeling em Boca Catalina:

- usar a papete/sapatilha de neoprene facilitará a entrar no mar porque há pedras na praia.

- muito cuidado com o barcos de mergulho e lanchas porque esse é um dos pontos de parada dos passeios de barco, tal como o que eu fiz com o Jolly Pirates.

se por um lado, tem que ter atenção redobrada com barcos e lanchas, por outro lado, também é interessante observar onde eles param porque eles sabem muito bem quais são os melhores pontos de mergulho.

- quanto mais fundo, mais clara fica a água e mais piscina se transforma o mar, sendo muito fácil observar os corais e peixes.

- cuidado com ouriços e moreias. Pisar em ouriços ou levar mordidas de moreias pode causar uma infecção grave. Exatamente por isso, evite pisar em pedras (moreias adoram se esconder em buracos e pedras) e jamais pisem em corais!

Piscina Natural de Conchi


** PASSEIOS **

Além de andarmos muito de carro para cima e para baixo pelas praias de Aruba, fizemos dois passeios bem legais!

Passeio de barco com a equipe do Saveiro Jolly Pirates! Foi um passeio específico para mergulho chamado Sail, Snorkel and Swim! Mergulhamos no naufrágio Antilla, em Boca Catalina e Malmok

Saveiro Jolly Pirates

Passeio com o Saveiro Jolly Pirates


Outro passeio super bacana que fizemos em Aruba foi com a agência de turismo ABC Toursjeep safari pelo lado mais selvagem de Aruba!  Foi um passeio de dia inteiro, passando por pontes naturais, paisagens exóticas, minas de ouro, caverna, piscina natural e muita aventura no jeep que o Julio dirigiu durante o passeio!


Jeep Safari Tour

Minas de Ouro de Bushiribana

LEIA AQUI NA ÍNTEGRA COMO FOI O PASSEIO JEEP TOUR SAFARI COM A ABC TOURS.


** OUTROS PASSEIOS **

Bem, há muitos outros passeios que podem ser feitos em Aruba.  Eu não esgotei a ilha e não pretendia fazer isso. Por exemplo, há a ilha privada do Renaissance Hotel, onde você paga 100usd por pessoa pelo day use e poder usufruir de sua estrutura além de ter a chance ver os flamingos de perto na praia, que eu não vi... =(( Queria tanto ter ido, mas tive crise de muquiranice e achei muito caaaaro gastarmos 200usd no total para ver os flamingos (já tínhamos visto em Curaçao, embora não tivéssemos chegado pertinho... mas eu queria mesmo assim... ).

Orejanstad

Outro passeio também muito famoso entre famílias com crianças é o da ilha privada da empresa De Palm Tours, que é uma espécie de parque aquático. Também achei que não era muita vantagem para a gente ir. Quem está em família, com crianças, poderá curtir mais. 

Também não somos fãs de jogos de azar e não fiz questão alguma de entrar nos Cassinos. Mas se você curte (e eu não tenho nada contra), há muitos cassinos em Aruba, onde os jogos são permitidos: Occidental Grand Casino, The Casino do Radisson, Excelsior Casino, The Casino do Ritz-Carlton, o Crystal... já perceberam que praticamente todo grande hotel tem seu próprio cassino, né? Pois é bem assim mesmo. Por isso que o Julio, logo que pisamos em Palm Beach, disse que lembrava um pouco Las Vegas (eu nunca fui, mas ele conhece! Veja aqui o post sobre Las Vegas).

Outro lugar que não visitamos foram as dunas de areia California, que ficam bem próximas ao Farol California.

Tendo tempo e oportunidade, não deixe também de dar uma voltinha por Orejanstad, a capital de Aruba, que conserva um estilo arquitetônico mais antigo, clássico e tradicional holandês. Vale a pena ver o bonde passar por lá e até mesmo andar nele, se conseguir. Há também museus para visitar, que infelizmente eu não tive tempo de ir, como o Museu Nacional Arqueológico, ou o Museu de História, ou o Model Train Museu que é um museu que expõe trens em miniatura e maquetes, ou o Museu de Antiguidades e o Museu de Aloe.


Orejanstad

É claro que a maioria das pessoas não vai passar férias na praia procurando museus, né? Eu sei disso. Neste caso, eu também não consegui visitar nenhum. Mas foi por falta de organização minha. E fiquei muito curiosa para conhecer o Museu Nacional Arqueológico

Por fim, há o Santuário dos Pássaros (fica em Eagle Beach) e se chama Bubali Bird Sanctuary. Deve ser interessante principalmente para quem estiver com crianças. Como eu só queria mesmo era ver os flamingos, mas fui vencida pelo Duty Free e achei melhor guardar os 200usd que não usamos para ir à ilha privada do Renaissance e gastar no Duty Free, então eu também não queria saber de mais nenhuma ave kkkkk...

Por essa e por outras, se você tiver uma semana para passar em Aruba, eu recomendo que fique somente lá mesmo e aproveite tudo o que a ONE HAPPY ISLAND - a Ilha Feliz tem a te oferecer.

A ilha é muito bem estruturada para o turismo e sabe como agradar aos turistas, principalmente porque o Turismo corresponde a mais de 80% da economia de Aruba. Logo, eles sabem da importância que nós turistas temos para o desenvolvimento da economia local.

Há muitos naufrágios em Aruba e este fica bem perto da costa (parece mais que encalhou mesmo), próximo a Hadicurari

** ESPORTES **

Eu não sou uma grande fã de esportes assim (gosto de caminhar, nadar, pedalar e tento correr com certa frequência... e só! kkkk). Mas aos interessados, há muitas escolas para iniciantes de kite surf e windsurf em Hadicurari Beach.

Em Palm Beach, você encontrará muitas atividades também, como jet ski, banana boat, parasail,  andar de caiaque, dentre outras. Há praticamente um quiosque ao lado do outro oferecendo o aluguel de equipamentos.



Em Eagle Beach, também é possível praticar algumas atividades. Vi vários jet skis estacionados no canto direito da praia (sentido Palm Beach) para aluguel.

O único lugar onde vi alguém fazendo SUP foi em Arashi Beach. Os ventos, tradicionalmente fortes em Aruba, estavam tranquilos. Nos primeiros dias de ilha, na verdade, não ventava. Tudo isso era efeito do furacão. Quando retornamos, aí melhorou um pouco, mas nada de vendaval! Ventos tranquilos.

Aos avançados na prática de kite surf, a Praia de Boca Grandi, ao sul (sentido Baby Beach), é indicada para esse esporte e vimos muitas pipas por lá.

** PARCERIAS **

O blog Apaixonados por Viagens foi recebido pelos seguintes estabelecimentos:

- Restaurante Madame Janette
- Restaurante The West Deck
- Jeep Safari da ABC Tours
- Passeio de Saveiro com a Jolly Pirates
- Hotel Brickell Bay Resort & Spa
- Hotel Boardwalk

Eagle Beach

Eagle Beach


** ÍNDICE DE TODAS AS MATÉRIAS PUBLICADAS SOBRE ARUBA AQUI NO BLOG ** 















10 comentários:

  1. Matéria fantástica - muito detalhada e com toques pessoais! Já estive em Aruba por poucos dias e pretendo voltar - provavelmente este será meu guia.

    Aproveitando, a terminologia high rise e low rise se refere às marés. Imagino que os hotéis da área high rise fiquem em posição mais alta justamente porque a maré deve subir mais em determinadas épocas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee!
      Tudo bom?
      Obrigada!! Volte sim! Também já quero voltar para Aruba =)
      Não sabia que tinha a ver com as marés. Realmente li em algum lugar que lá, em Aruba, essa divisão tinha a ver com o tamanho dos edifícios. Mas faz total sentido. Adorei a dica! Nem sabia que tinha variação de maré lá. Eu não percebi qualquer variação quando eu fui.
      Obrigada.

      Excluir
  2. Excelente matéria! Iremos em março e foi ótimo encontrar esse "achado"!!!!
    Parabéns!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jefferson,
      que bacana! Vocês vão adorar!!
      Fico feliz em poder contribuir no seu planejamento.
      Curta muito a ILHA FELIZ!
      Abraços,
      Lily

      Excluir
  3. Lily, esse seu post é ótimo!!
    Você não imagina como está me ajudando a decidir se ficamos em um All inclusive ou em um hotel normal. Muito obrigada!
    Talita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Talita!
      Que fofa! Obrigada por comentar. Ficamos felizes em poder ajudar com as dicas!
      Depois volte aqui e nos conte como foi a sua experiência, viu?
      Beijos,
      Lily

      Excluir
    2. oi, Lily! Voltamos de nossas férias em Aruba e posso dizer que aproveitei MUITO as dicas do seu blog. Ficamos no Brickell, fizemos o passeio com a ABC, comemos no Madame Janette...enfim, quase segui completamente seu roteiro rs. Só não gostei do Jolly Pirates, porque mesmo com remédios pra enjoo eu passei muuito mal! Mas meu noivo curtiu, rs.
      Ah! achei que o day use no Renaissence valeu a pena. Eu voltaria pra lá se tivesse outra chance.
      De agora em diante, sempre que eu for planejar uma viagem, passo por aqui pra ver suas dicas =)
      muito obrigada
      beijos
      Talita

      Excluir
    3. Que linda, Talita!
      Sua mensagem realmente me emocionou!
      Fico muito feliz mesmo em saber que as dicas te ajudaram.
      Que pena o lance do enjoo... eu também enjoo muitas vezes, viu? Sempre tenho Dramin comigo.
      Sobre os flamingos... ai ai ai ... nem me fale! O escorpião estava no bolso no dia e fiquei com muquiranice de gastar 200usd (eu e Julio) para ir lá kkkk... na próxima vez, nós iremos!
      Beijo grande e muito obrigada pelo carinho,
      Lily

      Excluir
  4. Isso é muito mais do um post, é um roteiro completo!!!
    Muito obrigada por explicar tudo tão detalhadamente... vai me salvar a vida !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeehhhhhh... que linda! Obrigada pelo carinho!
      Você sabe bem o trabalho que temos ao escrever... mas quando fazemos com amor, tudo fica mais fácil!
      Obrigada por vir aqui pegar dicas!
      E depois vou querer saber tudinho de novidade que você vir por lá, hein? Volte para me contar!
      Beijo grande,
      Lily

      Excluir