segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Aruba: Restaurante Madame Janette

Quem acompanhou nossa viagem em outubro para Aruba e Curaçao viu que o primeiro restaurante que conhecemos em Aruba, logo no primeiro dia de viagem, dia 01 de outubro, foi o excepcional Madame Janette!

Como sempre, antes de viajar, eu faço uma pesquisa em outros blogs, instagram e no TripAdvisor, sendo este último o melhor na minha opinião quando o assunto é escolher os restaurantes onde irei comer, e separo aqueles que mais me interessaram e me pareceram legais.


No caso do Restaurante Madame Janette, realmente chamou minha atenção - E MUITO - o fato de ele ter nota 9 no TripAdvdisor com quase 3.500 comentários de pessoas que já foram. Óbvio que isso despertou a minha curiosidade. 

O mais interessante de tudo é que esse restaurante, embora muito bem localizado na região de Palm Beach / Eagle Beach, ele fica mais no interior, longe da praia, e não tem como ir a pé, mesmo aos que estiverem hospedados nessa parte da ilha. Tem que ir de carro ou de táxi e mesmo assim o restaurante é um sucesso!

Ficamos muito felizes por sermos recebidos pelo restaurante, que nos convidou para o jantar, em parceria com o blog.


Desde a chegada, já percebi que o ambiente era uma graça: luzes, decoração em estilo de cabanas, música ao vivo... eu gostei de cara!

Inaugurado em 1999 por Ramon Helgers e Karsten Gesing, a ideia é oferecer um jantar de excelência em uma atmosfera casual

Adorei o estilo rústico-chique do restaurante! Toda a decoração era bem praiana, boa parte do chão de pedrinhas, mas repleta de requinte e elegância. Eu diria até que o toque intimista foi o que mais me encantou.

Bem romântico e super apropriado para um jantar de lua de mel. 



Mas a música ao vivo tornava o ambiente também bastante descontraído e ótimo para amigos e famílias frequentarem, conferindo todo um charme para o ambiente. Assim, no início eu não conhecia nenhuma música rsrs... mas percebi que a maioria do pessoal local cantava animado. Então logo me conta de que eram músicas country americanas e, como Aruba receb um forte turismo dos EUA, a maioria ali presente deveria ser norte americano.

Só que depois o repertório musical começou a diversificar-se para Jack Johnson, Eagle Eye Cherry, dentre outros, que nós conhecemos e entramos mais no clima, cantando as músicas... muito legal! 


Se isso não bastasse, a Caroline, que nos acompanhou durante a noite e fez ótimas sugestões de pratos para experimentarmos, foi um grande diferencial pela simpatia e alegria!

Já começamos sendo recebidos com vinho rosé e depois degustamos uma sequência maravilhosa de cervejas importadas que estavam espetaculares e combinaram perfeitamente com o calor infernal que fazia naquele dia, atipicamente, em razão do Furacão Joaquim que passava pela costa de Cuba e trouxe como reflexo em Aruba a falta de ventos e o clima quente e abafado.



A especialidade da casa é cozinha internacional com um toque caribenho! Veja aqui no Menu.

Eu gostaria de dizer que algo não me agradou para que vocês não pensem que só porque fui a convite estou aqui falando bem. Mas é que estava tudo absolutamente maravilhoso!!



Desde o pães caseiros logo quando chegamos, as entradas, até os pratos principais e a sobremesa, eu não tenho do que reclamar em absoluto, pois estava tudo delicioso!



Esse pãozinho era tudo! E estávamos com tanta fome que foi difícil não devorar kkk... ainda bem que me contive porque as entradas, prato principal e sobremesa mereciam toda a minha atenção também!

Uma coisa bem bacana de Aruba, que pude perceber em todos os restaurantes em que estive, é que são servidos sempre uns pãezinhos e pastinhas antes mesmo de você pedir entradas propriamente ditas, sempre de cortesia.

As entradas, por incrível que pareça, foram os nossos pratos prediletos!

Madame`s Lobster Raviolis (17usd), um prato de ravioli d lagosta, com espinafre, cogumelos, queijo ricota e um molho extraordinário!

Esse queijo tipo Gana Padano estava tão maravilhoso... hummmm...


Madame`s Termidos Gratin (19usd), um prato de lagosta e camarões, também com espinafre, queijo gouda e outro molho maravilhoso!

Passamos a viagem inteira com desejo de provar novamente esse molho! O melhor de nossas vidas!


Os pratos principais, por sua vez, vieram para complementar essa harmonização especial de uma noite que marcava o início das nossas férias, nossa segunda lua de mel! É claro que estávamos muito felizes!

Foram servidos para nós os seguintes pratos principais:

Le Filet Mignon "Gianni Versace"(39usd), um bife tenderloin com espinafre e medalhões de lagosta (sim, eu nunca havia experimentado uma combinação tão diferente de carne com frutos do mar!), juntamente com cogumelos e um molho holandês... simplesmente divino!



E o prato é tão bem servido, que vinha com acompanhamentos, como purê de batatas recheado com queijo, que nem conseguimos comer de tão farto, pois ainda havia o segundo prato principal.



O segundo prato principal foi o Asian Seabass, servido com um purê de babatas wasabi, com vegetais e um molho asiático apimentado. Olha, nem sei explicar para vocês essa explosão de sabores tão marcantes.



Aliás, o que mais nos agradou no Madame Janette foi justamente o sabor forte dos pratos, dos molhos, o tempero excepcional que arrebatou nossos corações.

Nós tanto falamos sobre o molho, especialidade da casa, que a fofa da Caroline deu para a gente a receita do molho para tentarmos reproduzir em casa 

Se quiserem tentar fazer, lá vai a receita:

- Yellow jumbo onions (cebolas grandes amarelas)
- Vinho Tinto
- Vinagre
- Bay leaves (temperos, tipo orégano, por exemplo, ou ervas de Provence)
- Peppercorns black (pimenta preta)
- Sal
- Açúcar
- MJ Hot sauce (ou Habanera, Scotch Bonnet ou outro tipo de molho quente)
- Red bell pepper (pimentão vermelho)
- Amor (eu juro...rsrsrs... estava na receita!)
- Misture tudo até ficar do jeito que você gostar (é claro que eles não iam me entregar o ouro assim prontinho... tem que testar!).

O interessante é que Aruba, como ilha árida que é, não tem boas condições de solo e clima para plantações e pasto,





Por isso, a carne vermelha do Madame Janette vem da Argentina, por exemplo.

Os frutos do mar vêm do Chile.

Como vocês sabem, nossos somos amantes da culinária e adoramos experimentar novos sabores. Melhor ainda quando nos surpreendemos com pratos mais ousados. Entendemos que a gastronomia faz parte da experiência turística que vivenciamos durante as viagens e o restaurante Madame Janette não nos decepcionou!

Calma aí! Ainda tem a sobremesa kkkkk...

Já que é para atolar o pé na jaca logo na primeira noite na Ilha Feliz, a gente fez com louvor e direitinho!

The Spoon!!!


Notem como a sobremesa veio preparada com muito carinho e nós amamos! Um souflé de chocolate dos deuses!

O valor médio das entradas é 16usd e dos pratos principais é 30usd.

E assim encerramos a nossa experiência no Madame Janette! Foi sensacional e recomendo.

Com a Caroline e o bartender que ajudou na escolha das cervejas que harmonizaram muito bem com o jantar

Obs.: Os pratos do Madame Janette são bem fartos e vale a pena considerar dividi-los. Nesse caso, o restaurante cobra uma taxa de 7usd para quem desejar dividir o prato

Dica: Sugiro fazer reserva para o jantar, principalmente se você for em alta temporada. Faça aqui a sua reserva

Localização: Cunucu Abou 37 (nós colocamos o nome do restaurante no GPS e ele encontrou com facilidade)









Nenhum comentário:

Postar um comentário