sábado, 30 de setembro de 2017

Santa na Mesa: Parque das Ruínas sedia Festival de Gastronomia - Um roteiro por Santa Teresa!

No final de semana passado eu tive o prazer e a emoção de, pela primeira vez, andar no Bondinho de Santa Teresa! Vocês acreditam nisso? Eu já estive em Santa Teresa tantas e tantas vezes, mas nunca havia conseguido ter essa oportunidade. Foi lindo e incrível, viu? E a ocasião foi muito especial porque estava rolando um Festival Gastronômico bem bacana, o Santa na Mesa (de 22 de Setembro a 01º de Outubro), que visa a mostrar para todos como esse bairro é querido, acolhedor e tem muito a oferecer!



Quem mora no Rio de Janeiro certamente já ouviu falar de Santa Teresa, de seu jeitinho provinciano, com o toque quase bucólico e aquela carinha de Rio Antigo, que parou no tempo. Blocos de carnaval super tradicionais e famosos levam multidões para as ruas do bairro, como o Carmelitas e o Céu na Terra, ateliers e galerias de arte atraem um público fiel e encantam os turistas, fazendo, inclusive, com que muitos resolvam ficar por lá mesmo e passem a residir no bairro. Hotéis, guest houses, pousadas e hostels charmosos, que vão desde o descolado ao sofisticado e chique, que atendem aos perfis mais românticos e aos mais familiares, fazem o bairro ganhar adeptos cada vez mais, isso sem contar que há anos que Santa Teresa consolidou-se como polo gastronômico de respeito, oferecendo uma variedade de restaurantes, cafés e bares que, somado a tudo isso dito anteriormente, elevam o bairro a verdadeiro ponto turístico na Cidade Maravilhosa.



- Restaurante Espírito Santaclique aqui

- Portella Barclique aqui

- Tribas Pizzas Saudáveisclique aqui

- Café do Altoclique aqui

- Gerthrudes Bed & Breakfast clique aqui

- Hotel Altos de Santa Teresa clique aqui

- Casa da  Gente Bed & Breakfast clique aqui

- Hotel Chez Georgesclique aqui


Para completar o passeio, os atrativos turísticos do bairro e arredores estão super na moda! Quem aí nunca ouviu falar da Escadaria Selarón? Ok ok, ela não fica bem assim em Santa Teresa, mas é uma das ligações entre a Lapa e Santa Teresa e vai dar lá no Convento de Santa Teresa. Da mesma forma, o Parque das Ruínas, a Chácara do Céu e o próprio passeio de Bondinho pelas ruas do bairro, são outros pontos turísticos que conferem mais bossa a este bairro que sabe muito bem harmonizar o seu lado pacato com o boêmio. 

- Parque das Ruínasclique aqui

- Escadaria Selarónclique aqui




Bem, uma questão que sempre é levantada quando falamos sobre Santa Teresa é sobre a segurança pública. Eu acho injusto dizer que Santa Teresa é um bairro violento ao ponto de fazer as pessoas evitarem frequentá-lo. A bem da verdade, o Rio de Janeiro inteiro enfrenta sim uma grave e muito séria crise - para não ter que dizer caos - no setor de segurança. Estamos vivendo tempos bem complicados, delicados, à beira de um colapso que torcemos e rezamos muito para que não acontece. Portanto, se for para te falar que você não deve ir a Santa Teresa por ser um bairro perigoso e com muitas comunidades carentes - favelas - eu infelizmente terei que dizer que você não poderá sair de casa, seja o bairro que for, onde estiver. Ou, pior ainda, que nem venha ao Rio de Janeiro porque há risco em qualquer lugar e a qualquer horário do dia. 





E Santa Teresa não é mais perigosa do que Copacabana, por exemplo, onde os números de roubos e furtos são infinitamente maiores. Recentemente, inclusive, acompanhamos uma série de momentos bem críticos na Rocinha que praticamente fizeram os moradores do bairro de São Conrado ficarem reféns de suas próprias casas. Ou seja, o que eu estou querendo dizer é que isso é, infelizmente algo com o que a gente aprende a lidar aqui no Rio de Janeiro. Eu e Julio não deixamos de fazer os passeios e de sair por medo. Mas é claro que tomamos as precauções, todas as atenções necessárias. Não ostentamos bens de muito valor. Não andamos a pé em ruas escuras e em lugares que não conhecemos.


Evito carregar comigo, para determinados lugares, objetos caros e raramente uso jóias, por exemplo. Enfrentamos uma séria crise de segurança pública que atinge a cidade inteira e não tem jeito. Logo, ou a gente faz isso e segue vivendo, com um pouco de qualidade de vida e de lazer, ou nos rendemos ao terrorismo psicológico e ficamos dentro de casa. Portanto, acho que isso não deve ser desculpa para se privar de visitar certos lugares que são tão legais como o bairro de Santa Teresa, mas eu insisto em dizer que é importante sim saber por onde anda, que horas poderá andar e, de preferência, que se ande em grupo. 


** SOBRE O BONDINHO DE SANTA TERESA **

O bondinho esteve fechado por cerca de 4 anos, após um trágico acidente ocorrido em agosto de 2011. Voltou a operar em 2015, reformado, adotando maiores normas de segurança, com mudança de trilhos, novos bondes com capacidade para 32 pessoas sentadas e operando de segunda a sábado, com intervalos médios de 20 minutos, passando por três paradas: Carioca (Rua Lélio Gama, n. 2 - Centro), Largo do Curvelo e Largo dos Guimarães. 




Assim, apesar de estar funcionando em um trajeto bem menor do que era antigamente, o que não veio tanto para beneficiar a locomoção dos moradores, mas sim, mais pelo turismo, o bondinho agora custa R$20,00 para os turistas e os moradores do bairro, desde que previamente cadastrados, estudantes da rede pública uniformizados e com o cartão escolar, pessoas acima de 65 anos e portadores do Vale Social têm gratuidade garantida. De segunda a sexta, das 8h às 17:45 e aos sábados, das 10h às 18h, entre os Largos da Carioca e dos Guimarães. Não funciona aos domingos nem em feriados. 




Ainda que não seja como antigamente (e eu, sinceramente, quando lembro das cenas de antigamente em que o bondinho custava algo em torno de R$0,60 e as pessoas andavam penduradas do lado de fora), o Bondinho de Santa Teresa é uma verdadeira instituição da cidade, um cartão postal e atração turística que confere um passeio que nos faz imaginar um Rio de Janeiro em seus tempos áureos, passando por cima dos Arcos da Lapa, 




Eu gostei muito da experiência e confesso que fiquei muito feliz por finalmente ter realizado esse trajeto com o bondinho. 




Descemos no Largo dos Guimarães e seguimos por um Tour Gastronômico em Santa Teresa!



** TOUR GASTRONÔMICO EM SANTA TERESA **

Então, descemos no Largo dos Guimarães e caminhamos até o Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel, onde fomos recebidos por uma mesa fofa com pães de queijo, cookies, croissants e sucos para iniciarmos nosso dia gastronômico por Santa.




Fomos muito bem acolhidos e convidados para um pequeno tour pelo hotel, onde tivemos a oportunidade de conhecer uma suíte linda, muito espaçosa, elegante e absolutamente perfeita para aquela escapada da rotina, para um momento romântico a dois, para uma lua de mel e até mesmo para um Dia de Noiva! 



Realmente, a infraestrutura do hotel encanta com seu paisagismo belíssimo, com as diversas esculturas que nos fazem sentir como se estivéssemos em uma autêntica galeria de arte, fazendo jus ao seu nome... a piscina que fica em uma área muito aconchegante e tudo muito bem cuidado, num espaço que conserva a história do passado, com vistas lindas para o bairro.


Passamos também pelos seus dois restaurantes, o sofisticado Térèze e o descolado Bar dos Descasados. 



Seguimos nosso Tour Gastronômico pelas ruas de Santa Teresa, caminhando um pouco e observando os trabalhos de arte nas paredes do bairro, com pinturas e azulejos. Santa é um convite para fazer uma caminhada, ao ar livre, ainda mais num dia bonito de sol como foi. 





Chegamos no novíssimo, despojado e descolado Mama Shelter, mais uma hospedagem do grupo Accor que aportou no Rio de Janeiro para quebrar paradigmas e mostrar que uma estadia pode ser também repleta de elementos divertidos.



Com decoração inusitada que mistura personagens infantis, referências a tribos indígenas e até mesmo artigos eróticos para apimentar os romances, o Mama Shelter é com certeza um conceito novo que vai conquistar muita gente.



Uma mesa de totó enorme, um restaurante, um bar, uma varanda ao ar livre... bons drinks, aperitivos, sanduíches e pratos elaborados prometem fazer da casa mais um point em Santa Teresa! Curiosidades: você sabia que só existem 6 hospedagens com a bandeira Mama Shelter no mundo? Que honra para o Rio de Janeiro, não é? E tinha mesmo que ser em Santa Teresa, um bairro que sempre transcendeu do convencional e trouxe novidades para a gente.



Tomamos uma boa cerva gelada, pois, à esta altura do dia já fazia calor e a cerveja veio bem a calhar! Degustamos também o delicioso pão de calabresa do bar do Mama Shelter!

Com Cris, Igor e Manu, do blog Cris pelo Mundo



Mas a caminhada estava somente na metade e prosseguimos para o próximo bar! Em uma verdadeira BaraTona por Santa Teresa, o próximo a ser visitado também foi novidade para mim e para o Julio: Maloca Carioca Gastrobar.



  
Uma gracinha de ambiente dentro de um sobrado típico de Santa Teresa, com mezanino e uma decoração bem tradicional, repleta de elementos característicos do bairro. 

Dessa vez, experimentamos uma cerveja artesanal e um dos petiscos da casa, que foi o filé mignon no pão italiano.



Finalizamos esse delicioso - literalmente - passeio num dos restaurantes de que mais gosto: Espírito Santa! 

Um restaurante que curto muito frequentar desde os tempos em que havia uma boate no andar de baixo rsrs




Com decoração alegre que mistura um pouco de tudo, com velas, bondinhos, muita cor, influências indígenas que marcam sua influência Amazônica oferecendo o melhor da culinária manauara, o restaurante Espírito Santa é sempre uma boa pedida para um almoço ou um jantar maravilhoso. 

Com Cris do blog Cris pelo Mundo e a Ju do blog Vida Carioca

Experimentamos uma caipirinha de frutas vermelhas com espumante e alguns petiscos como o bolinho de tapioca e a banana com moquequinha.


** SANTA NA MESA **




Finalmente, após um tour incrível pelas ruas de Santa Teresa, chegamos no Parque das Ruínas! 

Eu sou suspeita porque adoro esse lugar que tem uma história incrível - vejam abaixo - e achei essa iniciativa de fazer o Festival Gastronômico Santa na Mesa lá muito lindo e tem tudo a ver com o bairro, que é animado, cultural e agora quer mostrar essa sua faceta sustentável. 




O festival Santa na Mesa, que é realizado pela primeira vez no bairro, é resultado de uma parceria entre o Amesanta e o Sebrae através de sua coordenação de alimentos e bebidas. É fruto de um trabalho que começou em 2005 com a finalidade de capacitar e a qualificar o polo gastronômico de Santa Teresa.


Acontecendo desde o dia 21 de setembro, este agora é o último final de semana do evento, que termina no domingo, dia 01 de outubro.



A maior parte do evento está no Parque das Ruínas, onde a programação dos fins de semana está intensa com a Feira de Produtores, que oferece ao público produtos orgânicos, cervejas especiais, peixes e mariscos, queijos e laticínios, cafés e alimentos processados e muito mais.



O Amesanta de Bandeja também está por lá com os restaurantes do bairro oferecendo seus pratos carros-chefe na versão comida de rua. Toda a diversidade ofertada pelos estabelecimentos de Santa Teresa está também à disposição do público no Circuito Gastronômico durante todo o período do festival: os estabelecimentos participam de diferentes roteiros, como de comida contemporânea, cervejas especiais, café da manhã, pizza, sanduíches, pães, doces e guloseimas, dentre outros. Os roteiros estão sinalizados no mapa do festival que está sendo disponibilizado para os visitantes do evento.



Aliás, o mapa está lindo e fiquei muito feliz em saber que ele será utilizado depois para ajudar na identificação dos lugares, pontos turísticos, restaurantes, galerias de arte...



O Circo dos Sabores está presente também e é um dos programas mais eperados por muitos com uma cozinha especialmente montatda para receber os profissionais do bairro e do cenário gastronômico carioca. As duplas de Chefs utilizarão produtos disponíveis nas barracas dos produtores para cozinharem suas receitas e oferecerem degustações ao público.

Natacha Fink e Teresa Corção, Raul Faria e Frederic Monnier, Alda Maria e Flávia Quaresma, Neto Perrone e Lucinho Lef e Rafael Santana e Andressa Cabral são alguns dos profissionais que comprometidos com o evento. O encontro acontece em dois horários: às 12h e às 15h, nos dois finais de semana do festival.

Nós tivemos o prazer de assistir a Andressa Cabral, Chef do restaurante Meza, que nos propocionou não apenas uma verdadeira aula, como também transmitiu muito das suas opiniões a respeito do poscionamento do negro na sociedade atual, da sua importância na gastronomia e ainda pudemos degustar o prato preparado por ela e o drink feito com Cachaça Magnífica.





As crianças não foram esquecidas! No Circo dos Sabores, entre 9h e 10h30, a Festa no Céu Quituteria desenvolverá uma programação para os pequenos com brincadeiras, oficinas gastronômicas e leituras animadas sobre temas relacionados à alimentação. Em temos de Master Chef Junior (meu sobrinho de 8 anos de idade é viciado!!), eles não poderiam ficar de fora desse momento gastronômico, certo? Na sequência, a partir das 11h, O Teatro do Parque das Ruínas recebe o público infantil com espetáculos de teatro musical.

Restaurantes, hotéis e espaços culturais igualmente são palco de uma série de atividades como feiras, degustações, menus harmonizados, exibições de filmes, workshops, painéis e muita diversão, que vocês podem conferir na programação abaixo!



No sábado passado, nós degustamos alguns dos pratos que nos foram ofercidos pelos seguintes estabelecimentos:

- Sanduíche de Pancetta do Mama Shelter


- Cerveja Mohave


- Batata Rostie do Maloca Carioca


- Moqueca de Banana e Sanduíche de Tucupi com Shitake do Espírito Santa



- Drinks da Cachaça Magnífica

- Bobó de Camarão, Coxinha de Caranguejo e Pastel de Camarão do Sobrenatural

- Quitutes da Cereal (Panificação Artesanal)


- Docinhos sempre maravilhosos da Alda Maria Doces Portugueses



- Bolinho de Rolo do Café do Alto


- Espumante da Vinhetica

Estava tudo muito bem prepardo, saboroso e achei os preços são bem variados, a depender do que você deseja comer e beber. Mas não vi nada mais caro que R$25.00 por lá. 

- No Instagram do Apaixonados por Viagens:

. Foto do Bondinho: clique aqui

. Vídeo da Experiência do Tour Gastronômico: clique aqui

. Vídeo da Experiência completa no Parque das Ruínas: clique aqui


** SOBRE O PARQUE DAS RUÍNAS ** 

O Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas funciona no Palacete Murtinho Nobre que foi erguido entre 1898 e 1902 e restaurado recentemente pela Prefeitura. Num passado não tão distante, ele pertenceu a uma grande dama da sociedade e uma das maiores mecenas da Bélle Époque Carioca: Laurinda Santos Lobo. 



Sobrinha e herdeira de Joaquim Murtinho Nobre, que foi Ministro da Fazenda do governo Campos Sales, ela organizava saraus com os mais importantes artistas do país e personalidades internacionais, transformando sua residência em ponto de encontro do modernismo brasileiro, incentivando o debate cultural, artístico e político.

Estiveram no casarão artistas do porte de Villa Lobos, Tarsila do Amaral, João do Rio e a bailarina Isadora Duncan! Laurinda morreu em julho de 1946 e não deixou filhos. Em seu testamento, ela deixou a casa para a Sociedade Homeopática que não tomou posse do bem. Infelizmente, sem proprietário direto para cuidar do palacete, abandonado, o tempo não tardou a agir e as invasões, saques por moradores de rua causaram sérios danos à sua estrutura. 


Finalmente sensibilizado com essa situação degradante de um bem cujo valor histórico para a cidade é inestimável, em 1993, o Estado do Rio de Janeiro tombou como Patrimônio Histórico o que restou da propriedade e, em 1997, foi inaugurado o Parque das Ruínas, por iniciativa da Prefeitura da Cidade.


Assim, o atual casarão da Dona Laurinda apresenta-se novamente como em suas origens, sendo um espaço que proporciona encontros culturais, programações artísticas, musicais e gastronômicas, em um ambiente que mescla o moderno com o passado, onde as ruínas, representadas por tijolos, foram integradas a armações contemporâneas e novas de ferro e vidro. Sem dúvidas, um lugar lindo para visitar, para passear e, além disso tudo, extremamente fotogênico!




Não raro ocorrem por lá apresentações musicais, palestras, oficinas de arte... Aproveite para conhecer suas instalações e encantar-se com uma das mais belas paisagens do Rio de Janeiro: boa parte da Baía de Guanabara brinda o turista com seu esplendor, de onde podemos ver Niterói, detalhes da orla, a ponte Rio-Niterói e diversos outros monumentos históricos... e, é claro, o Pão de Açúcar!


A dica é subir até o último andar do casarão para contemplar toda essa vista deslumbrante! Mas os terraços panorâmicos do casarão também descortinam paisagens bem bonitas e privilegiadas para o centro da cidade. 





Parque das Ruínas:

- Horário de Funcionamento: Aberto de terça-feira a domingo, das 8h às 20h.
- Endereço: Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa.
- Telefones para contato: 2215-0621 / 2224-3922.
- E-mail: pruinas.culturapresente@gmail.com
- Horário de Funcionamento do Palacete: Aberto de terça-feira a domingo, de 8h às 18h.
- Entrada Gratuita
- Avaliações no TriAdvisor: nº 39 dentre 732 atividades do ranking do que fazer no Rio de Janeiro, com Certificado de Excelência e mais de 1078 avaliações - clique aqui e confira


** PROGRAMAÇÃO DO SANTA NA MESA **

Na programação cultural, com o intuito de reformar e valorizar a imagem de Santa Teresa como destino sustentável de entretenimento turístico, cultural e gastronômico, destacam-se apresentações musicais no Café do Alto, Maloca Carioca, Simplesmente e Favela Hype – Luiz Brasil, Guga Mendonça, Samba Nosso e o trio de jazz Tricerátopo são alguns dos nomes confirmados. Um dos pontos altos da programação será a comemoração dos 20 anos do grupo Céu na Terra no Parque das Ruínas, com espetáculo infantil no dia do encerramento do festival (01/10), às 14h, e o tradicional Pastoril às 17h.

A mostra de cinema Reconexão também faz parte da programação cultural, abordando como tema central a alimentação. As produções selecionadas revelam histórias sobre modelos de produção alimentícia mais saudáveis para o corpo e para o planeta. No Cine Santa, dias 28, 29 e 30 de setembro, com entrada gratuita.


ROTEIRO GASTRONÔMICO 

No Roteiro de Restaurantes, estão Adega do Pimenta, Aprazível, Café do Alto, Espírito Santa, Mama Shelter, Brasserie São Elas, Bar do Marcô, Térèse  e muito mais.

No Roteiro de Bares, estão o Portella Bar, Simplesmente, Bar do Mineiro, Bar dos Descasados e muito mais.

No Roteiro do Sanduíche, estão Fantinatoca, City Burguer, Maloca Carioca, Mama Shelter e muito mais.

No Roteiro das Cervejas Especiais, estão o Aprazível, Adega do Pimenta, Bar dos Descasados, Espírito Santa, Favela Hype, Café do Alto, Maloca Carioca e muito mais.

No Roteiro do Café da Manhã, estão Café do Alto, Cereal, Mama Shelter, Espírito Santa, Térèse e muito mais.

No Roteiro de Pães, Doces e Guloseimas estão Alda Maria Doces Portugueses, Brasserie São Elas, Cereal e muito mais.

CIRCUITO CULTURAL
    
Os ateliês e espaços culturais de Santa Teresa oferecem uma programação caprichada para os dois finais de semana de evento. Teatro, música, artes visuais e performances fazem parte do roteiro.

- 23/09, às 17h: a Orquestra Pro Arte encerra o dia com apresentação no Terraço Panorâmico do Parque das Ruínas.

- 30/09, às 17h: Choro no Parque e convidados no Terraço Panorâmico do Parque das Ruínas.

- 30/09: Céu na Terra comemora 20 anos com uma festa no Largo das Neves, ao cair da tarde.

- 01/10: apresentação do espetáculo infantil Brinquedos Cantados, do Céu na Terra, às 14h no Parque das Ruínas. Às 17h, também no Parque das Ruínas, apresentação do tradicional Pastoril.

No Café do Alto: 

- 25/09, às 19h: Luiz Brasil + convidado (MPB e Bossa Nova)

- 21 e 28/09, às 19h: Guga Mendonça e Bruno Araújo (Música Instrumental, Bossa Nova e Jazz)

- 22 e 29/09, às 19h: Tricerátopo (Jazz Trio)

- 24/09 e 01/10, às 17h: Bonde do Choro (Chorinho)

No Espírito Santa:

- 24/09 e 01/10, às 20h: Daniel Santos e convidados (Jazz) 

No Maloca Carioca:

- 24 e 30/09, às 21h: Maloca Lounge com Djs convidados

No Simplesmente:

- 27/09, às 21h: Samba Nosso

Feira dos Produtores

- Dias: 23, 24 e 30/09 e 01/10

- Horário: 10h às 18h                                  

- Local: Parque das Ruínas

A feira aproximará os pequenos produtores e o público que prioriza alimentos e produtos feitos de forma sustentável, além de incentivar o comércio local e sem atravessadores. Estarão presentes produtores de diversos segmentos do Estado do Rio, como os de produtos orgânicos, cervejas especiais, peixes e mariscos, queijos e laticínios, cafés e alimentos processados. Presenças confirmadas: Quitanda Natural, Cogumelos King, Armazém Sustentável, Organopão, Cachaça Magnífica, Produtores do Brejal, entre outros.

Circo dos Sabores

- Dias: 23, 24 e 30/09 e 01/10

- Horário: 10h às 16h

- Local: Parque das Ruínas

No centro da Feira dos Produtores, no circo que tradicionalmente abriga atividades artísticas, será montado um palco para receber os profissionais do bairro e de gastronomia, que cozinharão e oferecerão degustações à base dos produtos disponíveis nas barracas de produtores.

São presenças confirmadas os Chefs Teresa Corção, Flávia Quaresma, Alda Maria, Andreza Cabral, Frederic Monnier e Natacha Fink, dentre outros.

Mostra Reconexão

- Dias: 28, 29 e 30/09

- Horário: 16h - entrada gratuita

- Local: Cine Santa

O festival receberá em sua programação a mostra de cinema Reconexão, concebida e produzida pela Mairarê. Para esta edição especial, o foco será a alimentação. As produções selecionadas revelam histórias sobre modelos de produção alimentícia mais saudáveis para o corpo e para o planeta. Segue a programação abaixo:

- 28​/09​ ​|​ ​quinta-feira  

“Favela​ ​como​ ​modelo​ ​sustentável”​ (​​documentário,​ ​2012,​ ​26min,​ ​Brasil,​ ​dir.​ ​Emily​ ​Sasson)

Sinopse: Princípios sustentáveis já existem nas favelas do Rio, mas são tão orgânicos que passam despercebidos. Lançado na Rio+20, o vídeo "Favela como Modelo Sustentável", realizado pela ComCat.org, visa iniciar um diálogo global com respeito às qualidades de bairros informais, particularmente bairros consolidados como é o caso das favelas cariocas, e o potencial de tais comunidades​ ​na​ ​contribuição​ ​para​ ​um​ ​urbanismo​ ​mais​ ​sustentável. Produção:​​ ​Comunidades​ ​Catalisadoras​ ​e​ ​RioOnWatch.

- 29/09​ ​|​ ​sexta-feira  

“As​ ​sementes”​​ ​(documentário,​ ​2015,​ ​dir.​ ​Beto​ ​Novaes​ ​e​ ​Cleisson​ ​Vidal,​ ​Brasil,​ ​30min​)

Sinopse: Neneide fala sobre empoderamento feminino e como seu grupo "Mulheres Decididas a Vencer" passou a trabalhar com abelhas num assentamento na caatinga no Rio Grande do Norte. Izanete resiste ao agronegócio que ocupa extensas terras no Rio Grande do Sul, onde produz um leite ecológico e pães para a merenda escolar. Para Efigênia, horta é terapia e o trabalho na roça em Minas Gerais, independência. Maria dos Santos recorda lutas pela posse da terra, igualdade de gênero e desnutrição nas áreas quilombolas na Bahia. Quatro sementes da economia solidária, do cooperativismo,​ ​do​ ​feminismo​ ​e​ ​da​ ​agroecologia. Produção:​ ​​UFRJ/Distribuição:​​ ​VideoSaúde​ ​Distribuidora/Fiocruz

- 30/09​ ​|​ ​sábado  

“Fonte​ ​da​ ​Juventude”​​ ​(documentário,​ ​2017,​ ​58’,​ ​Brasil,​ ​dir.​ ​Estevão​ ​Ciavatta)  

Sinopse: ​Diante da epidemia global de obesidade, o documentário ‘Fonte da Juventude’ faz um mergulho no ambiente alimentar do Brasil e propõe um diálogo entre a academia, o setor público, empresas, associações e famílias sobre o alimento do campo à mesa. A biodiversidade, aliada à nossa cultura​ ​alimentar,​ ​é​ ​o​ ​melhor​ ​caminho​ ​para​ ​a​ ​longevidade. Produção:​ ​Pindorama​ ​Filmes/Co-produção:​ ​Novos​ ​Urbanos/Distribuição:​ ​Videocamp  

RESTAURANTES PARTICIPANTES 

- ALDA MARIA DOCES PORTUGUESES
Rua Almirante Alexandrino, 1116 • (21) 2232-1320

- ADEGA DO PIMENTA
Rua Almirante Alexandrino, 296 • (21) 2224-7554

- APRAZÍVEL
Rua Aprazível, 62 - 21 2508-9174

- ARMAZÉM CULTURAL SÃO JOAQUIM
Rua Almirante Alexandrino, 470 • (21) 2507-6055

- BAR DO ARNAUDO
Rua Almirante Alexandrino, 316 B • (21) 2146-6704

- BAR DOS DESCASADOS
Rua Felício dos Santos, 15 • (21) 3380-0200        

- BAR DO MARCÔ
Rua Almirante Alexandrino, 412 • (21) 2531-8787

- BAR DO MINEIRO
Rua Paschoal Carlos Magno, 99 - (21) 2221-9227

- BRASSERIE SÃO ELAS
Rua Paschoal Carlos Magno, 103 A • (21) 3576-5107

- CAFÉ DAS RUÍNAS
Rua Murtinho Nobre, 169 (Parque das Ruínas) • (21) 3253-4201

- CAFÉ DO ALTO
Rua Paschoal Carlos Magno, 143 • (21) 2507-3172

- CEREAL
Rua Almirante Alexandrino, 3283 • (21) 98828-1219

- ESPÍRITO SANTA
Rua Almirante Alexandrino, 264 • (21) 3197-1791 / 2507-4840

- EXPLORER
Rua Almirante Alexandrino, 399 B • (21) 3264-9665

- MAMA SHELTER
Rua Paschoal Carlos Magno, 5 • (21) 3980-0300

- MALOCA CARIOCA GASTROBAR
Rua Paschoal Carlos Magno, 103 B • (21)  3174-3597

- NEGA TEREZA BAR
Rua Áurea, 24 • (21)  3251-0038

- PORTELLA BAR
Rua Paschoal Carlos Magno, 139 • (21) 2507-5181

- SANTA PIZZA
Rua Almirante Alexandrino, 1495 F • (21) 3971-0244

- SIMPLESMENTE BAR
Rua Paschoal Carlos Magno, 115 • (21) 2507-1365

- SOBRENATURAL
Rua Almirante Alexandrino, 432 • (21) 2224-1003

- TÉRÈZE
Rua Felício dos Santos, 15 • (21) 3380-0259

- TRIBA’S PIZZAS
Rua Paschoal Carlos Magno, 109 • (21) 3689-6609

- CITY BURGER • Hambúrgueres Artesanais
Operação itinerante sob consulta (Presente no AmeSanta de Bandeja)
facebook.com/cityburgersanta

- FANTINATOCA • Hambúrgueres e Panif. Artesanal
Operação itinerante sob consulta (Presente no AmeSanta de Bandeja)
facebook.com/fantinatoca • (21) 98106-9423


CIRCUITO CULTURAL E HOSPEDAGEM 

- ALMA DE SANTA GUEST HOUSE
Rua Andrés Belo, 15 • (21) 2135-9304

- BAOBÁ
Rua Paschoal Carlos Magno, 92 •

- FAVELA HYPE
Rua Paschoal Carlos Magno, 103A • (21) 98732-0064

- GERTHRUDES BED & BREAKFAST
Rua Bernardino dos Santos, 31 • (21) 3437-9218 / 99359-3899

- HOTEL SANTA TERESA
Rua Almirante Alexandrino, 660 • (21) 3380-0200

- LA VEREDA DE VICTORIA
Rua Almirante Alexandrino, 428 • (21) 2507-0317

- MAMA SHELTER
Rua Paschoal Carlos Magno, 5 • (21) 3980-0300

- SUGAR LOFT APARTMENTS
Rua Dias de Barros, 11 • (21) 3496-5627

- TUCUM
Rua Paschoal Carlos Magno, 100 • (21) 3128-2957


RESPONSABILIDADE SOCIAL 

- BALLET DE SANTA TERESA
Rua Pintora Djanira, 58 • (21) 2224-3784

- CEU – CASA DE EMPREENDEDORES URBANOS
Rua Progresso, 67 • (21) 3689-3881

- INGRID REIS SOLUÇÕES
Rua Progresso, 67 • (21) 98307-5470

- INSTITUTO MARQUÊS DE SALAMANCA
Rua Alm. Alexandrino, 1662 • (21) 2221-7371

- MOVIMENTO LIXO ZERO
Rua Visconde de Inhauma, 83 - Centro • (21) 99423-1878

- RECICLAÇÃO
Av. Rio Branco, 133 - Centro • (21) 3852-0080 

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário