terça-feira, 24 de maio de 2016

Tour Gastronômico em Santa Teresa: Portella Bar

Nosso giro gastronômico pelo histórico e tradicional bairro de Santa Teresa contou também com a visita ao Portella Bar, que nos convidou para almoçar e conhecer a casa que abriu suas portas em outubro de 2011 em terras cariocas após longo sucesso em São Paulo, pois lá na terra da garoa o bar foi fundado em 1969.


Muito bem localizado, no Largo dos Guimarães, instalado em um belo casarão de esquina e cor vermelha, ao  lado de vários restaurantes, cafés e bares, na calçada oposta ao do Cine Santa Teresa e praticamente de frente para o ponto de embarque e desembarque do bondinho, o Portella Bar poderia ser considerado um pé limpo - bem limpo - do bairro, com um amplo salão, que é dividido em dois por um bar no centro, e uma decoração muito alegre, colorida, com bandeiras e garrafas penduradas no teto, que me fizeram lembrar uma festa junina bem nordestina, com ares hippie-chic.


Estivemos lá no último sábado (21/05/16) e também pudemos ver o bondinho em funcionamento, algo que eu não via há muitos e muitos anos, pois o bondinho de Santa Teresa ficou sem operar de 2011, quando ocorreu um acidente com vítimas fatais, até meados de 2015, quando voltou a rodar em pequenos trechos, inicialmente como testes, mas hoje está funcionando da estação Carioca até a estação do Largo dos Guimarães.




Reparem nas garrafas da Cachaça Magnífica, penduradas no teto, pois essa cachaça é de uma família que reside no bairro e é bem famosa em Santa Teresa. Chama-se Magnífica por ser uma homenagem a matriarca da família que foi, no passado, Reitora da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e o tratamento que usa ao se dirigir a uma reitora seria justamente a palavra "Magnífica". Não experimentamos a cachaça, embora tenham dito para a gente que ela realmente é boa. 


Outra curiosidade da decoração é o uso de cabaças penduradas e usadas nas lâmpadas. Além disso, muitas imagens dos pontos turísticos da cidade e de grandes artistas podem ser encontradas no teto, penduradas, conferindo um clima bastante informal, descontraído e despojado ao ambiente, que tem tudo a ver com a vibe carioca do gingado e do samba.

Reparem também nas namoradeiras pelas janelas... tão fofo!

     


Nós poderíamos escolher entre dois carros-chefes da casa: a feijoada ou o escondidinho, que poderia ser de camarão, carne seca ou o vegetariano, feito com purê de abóbora e de mandioca, com queijo coalho gratinado.



Cruel ter que escolher entre esses dois, não é mesmo? E, ainda sem saber o que realmente iríamos comer, ficamos só de olho no cardápio, que é repleto de deliciosos petiscos bem brasileiros, como o bolinho de feijoada, o aipim frito, o portellada, que é um pastel de massa folheada, recheada de mortadela temperada, catupiry e pistache), além de outros pratos principais bem clássicos e com muita inspiração nordestina, como o bobó de camarão e o baião de dois.

Porém, para facilitar a nossa vida, o nosso convite para conhecer o restaurante era para experimentar um de seus pratos mais famosos e, mesmo com muita dúvida e dor no coração - a vontade era a de experimentar os dois, mas o maître, Fernando, que nos atendeu, sabiamente nos orientou a escolher somente um ou simplesmente não daríamos conta - nós escolhemos o Escondidinho de Camarão. E não é que ele tinha toda a razão?


O prato é muito bem servido para duas pessoas e eu arriscaria dizer que serve até 3 pessoas não famintas.

Chegou bem rápido, inclusive, e veio bastante quente. Curioso que ele se manteve quente por todo o nosso almoço! 



O escondidinho de camarão foi, sem dúvidas, um dos melhores que nós já comemos em toda a nossa vida em termos de sabor e tempero! Estava simplesmente divino!! 

O gratinado em cima era perfeito, o aipim estava com uma consistência ótima e, na receita, ainda havia tomates, cebolas e uns verdinhos (talvez cheiro verde e/ou cebolinha) para temperar que deram um toque bem especial. Estava de lamber os beiços, viu?

Só sentimos falta de mais camarão! hahahaha... é que é um problema sério, viu? Eu e Julio somos apaixonados por frutos do mar e amamos camarões! hummmmm... queria mais, até porque estava muito bom!

Eu tomei um suco de morango, natural da fruta, que estava consistente do jeito que eu gosto (não gosto de suco aguado) e Julio foi de cerveja. Mas a casa tem uma grande seleção de drinks e eu fiquei mesmo foi com vontade de tomar uma caipirinha... só que consegui resistir à tentação!

E assim foi o nosso ótimo almoço no Portella Bar, em Santa Teresa, embalado por uma ótima apresentação de uma dupla que cantou ao vivo para nós grandes sucessos da MPB.

Fomos bem atendidos e, ao nosso redor, percebi que o atendimento era igual para todos que estavam sentados perto da gente, com simpatia e gentileza por parte dos garçons. Nosso escondidinho chegou bem rápido até e gostamos bastante da experiência. Portanto, fomos, provamos e aprovamos!






** FICHA TÉCNICA DO PORTELLA BAR **

- Endereço: Rua Paschoal Carlos Magno, 139/141 - Santa Teresa, Rio de Janeiro
- Telefone: (21) 2507-5181
- Estilo Gastronômico: Bar tipo Pé Limpo de comida brasileira, com ênfase na nordestina
- Horário de Funcionamento: terça a sexta, das 16h à 1h; sábado e domingo, das 12h à 1h
- TripAdvisor: nota 8. Confira os comentários clicando aqui.  
- Música ao Vivo: sim e o couvert é opcional (R$10,00 por pessoa)

- Confira abaixo um pouco do Cardápio da Casa (cardápio de maio de 2016)











Um comentário:

  1. E amei o blog!!! e gostaria de deixar um recadinho, Se cada um puder me ajudar com um pouquinho, me fara muito feliz!!! desde já agradeço.
    https://www.vakinha.com.br/vaquinha/me-ajude-com-a-viagem

    ResponderExcluir