sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Roteiro Completo EuroTrip 2016 (Parte 2): Suíça, Liechtenstein, Áustria e Alemanha

Vocês já viram a Primeira Parte do Roteiro da EuroTrip que fizemos agora no mês de setembro? 



Hallstatt

Agora, vou compartilhar com vocês como foi a segunda etapa da viagem e dar algumas dicas para quem desejar passear pela Áustria, que foi o país foco da segunda parte. Mas também passamos pela Suíça, Liechtenstein e Alemanha, com direito a muitas Oktoberfests pelo caminho!


Oktoberfest em Munique

Viena - Belvedere

Então, só para pegar um link com a primeira parte do roteiro, nós aproveitamos para fazer os passeios iniciais pelos Bálcãs, aproveitando o verão, o calor e as praias. No total, foram 22 noites de viagem, voando com a Alitalia e fazendo Rio - Viena / Viena - Rio, com conexão, nos dois trechos, em Roma. 


Viena - Belvedere

Na primeira etapa da viagem, portanto, coincidindo com o verão, passamos 1 noite de chegada em Viena e as demais 10 noites na Croácia, Montenegro e Bósnia. 

Terminada essa etapa de sol e praia, a gente mudou radicalmente de cenário e partiu para as montanhas, mais especificamente, para os Alpes Suíços e Austríacos, para mais 11 noites de viagem que, a essa altura, coincidiram com a chegada do outono. Só que demos muita sorte e pegamos pouco frio. Na verdade, tirando o último dia em Viena, todos os demais dias desse período da viagem foram lindos, ensolarados e perfeitos para aproveitar bastante as atrações turísticas. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Pizzol - Suíça

Salzburgo

**PLANEJAMENTO DA VIAGEM**

Fuso Horário durante toda a viagem: 5h a mais

1) DESLOCAMENTOS INTERNOS:

- Passagens aéreas internas (Vienna - Dubrovnik / Split - Zurich)

- Aluguel de carro na Croácia: retirada em Dubrovnik no dia 14/9 e devolução em Split no dia 18/9 – apoio conferido pela Croatia National Tourism

- Ferry na Croácia (Split - Hvar - Split): comprar na véspera com a empresa Jadrolinija ou pela Internet

- Aluguel de carro na Áustria: retirada em Innsbruck no dia 23/9 e devolução no dia 27/9 em Linz (alugado com a AutoEurope)

Obs: Perguntar sobre o Selo de Circulação Livre - vignette -  que deve ser colado no carro, sob pena de pesada multa. A tarifa é determinada com base no número de dias utilizados.

- Trem na Suíça (baixamos aplicativo no celular para comprar na hora que chegamos em Zurique o trem para Wangs – clique aqui – na verdade, o trem era para Sargans, na Suíça e de lá fomos de carro para Wangs).

Wangs - Suíça
Innsbruck - Áustria

- Trem na Áustria (Linz - Munique / Linz - Vienna / Vienna - Bratislava - Vienna): passagens oferecidas pela ANTO - Austrian Tourist Board somente pode cobrir o trecho Innsbruck - Salzburg / Linz - Vienna

LEIA AQUI sobre a nossa experiência de andar de trem pela Áustria

2) PASSEIOS:
 
. Dubrovnik: guided tour, Lokrum, muralha e cable car, visit card/pass,  Restaurante Panorama (parceria com Dubrovnik Tourist Board) + parceria com o Restaurante Dalmatino

. Montenegro (Budva, Sveti Stefan, Petrovac, Kotor): parceria com o hotel que inclui jantar... livre para passeios (fazer o que der tempo)

. Mostar: parceria com o hotel... livre para passeios.

. Trogir: guided tour  (parceria com Central Dalmatia que também ofereceu jantar no restaurante Monika)

. Krka:  parceria com o parque (entradas)

. Split: guided tour + visit card/pass (parceria com o Visit Split) + jantar no Restaurante Konoba Varos (cortesia oferecida pela Central Dalmatia) + almoço no Bokeria  (contato direto com Luka)

. Hvar: guided tour  (parceria com Central Dalmatis) + parceria com Hvar Tours (contato direto: 2 passeios -ilhas + vinícola)

. Suíça e Lichtenstein: livre  (tentar passear pelo centro de Vaduz e Wangs)

Vaduz

. Innsbruck: retirar o carro + livre (só um passeio de passagem pelo centro histórico a caminho de Salzburg + retirada do carro)

Innsbruck

. Salzburgo: guided tour + Passeio BikeTour da Noviça Rebelde + visit card/pass + Mozart Concert Dinner (parceria com Salzburgo Tourist Board) 

Salzburg
Salzburg

. Hallstatt: parceria para o passeio das minas de sal/SkyWalk + Five Fingers View Point ou Ice Caves (o que der para fazer) + parceria com hospedagem

Hallstatt
Hallstatt

. Linz: livre (passearemos com o Pedroso) + Oktoberfest em Munique (trem de Linz para Munique comprado com a ÖBB e de Munique para Linz comprado com a D-Bahn

Linz
. Oktoberfest em Munique: entrada gratuita

Oktoberfest, em Munique

. Vienna: guided tour + Vienna Visit Cards + refeições (parceria com Vienna Tourist Board)

Viena
3) SEGURO VIAGEM: parceria com a Assist Card - LEIA AQUI SOBRE O SEGURO ASSIST CARD

4) CHIP INTERNACIONAL DE CELULAR: parceria com a EasySim4u – chip T-Mobile - LEIA AQUI SOBRE NOSSA EXPERIÊNCIA USANDO O CHIP T-MOBILE

5) DINHEIRO EM CASH: comprado na casa de câmbio DG: 2 mil€ no total 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- Dia 21/09: Voo de  Split para Zurique com a Germania Flug 19:20 - 21:15 / 108 euros (chegar 1h antes - bagagem despachada de até  20kg e de mão de até 6kg - Flight number GM 3989) - No aeroporto de Zurique, conectamos o aplicativo de celular de trens suíços (baixamos o aplicativo no celular para comprar a passagem de trem assim que desembarcássemos em Zurique para Wangs, por recomendação de nosso amigo que mora em Wangs, por ser mais fácil e mais barato – clique aqui – na verdade, o trem era para Sargans, na Suíça e de lá fomos de carro para Wangs)

- Dias 21 - 22 - 23/9: Wangs - Pizol

. Entre Wangs e Vaduz: 
. 15 minutos de carro de Vaduz (18,5km)
. Cerca de 1h de trem


- 22/9: Passeio ao Pizzol pela manhã e Vaduz de tarde

. Sobre o passeio ao Pizzol:




Subimos a montanha de teleférico até o Wildsee Lake in Pizol Mountain - A partir da cidade de Wangs / Switzerland, subimos o teleférico (44 francos suíços por pessoa) até 2.200 metros. Fizemos um trekking de 1:10 até 2.450 metros e chegamos no lago Wildsee




. Sobre Vaduz - Liechtenstein  (temperatura média 20°-11°)


Aproveitando a proximidade entre a cidade de Wangs, na Suíça, onde ficamos hospedados na casa de amigos, e Vaduz, a capital de Liechtenstein (15 minutos de carro), não perderíamos a oportunidade para ticar um país da nossa lista e fomos lá conferir rsrs. Você sabia que:

↘ Liechtenstein é um microestado e o sexto menor país do mundo (um dos mais ricos), com apenas 160km², 25km de comprimento, 12km de  largura e cerca de 37 mil habitantes.

↘ A capital é Vaduz, o idioma é o alemão e a moeda é o Franco Suíço, mas também aceita euro. Fica entre a Áustria e a Suíça, rodeado pelos Alpes.

↘ Como principado, Liechtenstein não tem eleições, sendo o poder transmitido sempre de pai para filho, adotando o parlamentarismo como sistema. Em 1996, o trono foi assumido pelo príncipe Hans Adam II

↘ Desde o século XVI, o Principado de Liechtenstein tem o mesmo território e é comandado pela mesma família, que tem origem austríaca e comprou a região de Vaduz e arredores e lá se estabeleceu. 

↘ Gastronomia: experimentar as batatas assadas, linguiças, salsichas de vários tipos e queijos. Os vinhos também fazem sucesso (vimos muitas parreiras repletas de uvas), além do chocolate.




↘ Atrações Turísticas em Vaduz: a principal é o Castelo, que pode ser avistado de vários pontos da cidade por se encontrar encrustado na montanha. Porém, ele é fechado à visitação já que o Duque e sua família residem nele. A sugestão para conhecer o centrinho é ir ao Centro de Informação Turística ou na rua Städtle, onde estão as principais atrações, como a Prefeitura, Parlamento, Catedral, Museu do Selo, dentre outros... ou o centro de Informação Turística na rua Äulestrasse, onde em frente fica o local de embarque de um trenzinho que é pago e percorre os principais pontos de interesse de Vaduz. 

↘ Quanto tempo ficar: 2 horas se for de carro ao Castelo e não quiser entrar nos museus nem fazer alguma refeição. Dá para ver tudo com muita calma! Todavia, se estiver a pé, se quiser entrar nos museus e e/ou comer por lá, destaque de 3 a 5 horas para passar na cidade e será tempo mais que de sobra para fazer tudo com folga. A melhor época, para muitos, costuma ser no inverno, quando a cidade fica rodeada pelos Alpes branquinhos da neve. 

↘ Como chegar: fomos de carro, emprestado dos amigos. A melhor forma é a terrestre mesmo, já que  não há aeroporto no país e o mais próximo fica na Suíça, na cidade de Zurique. (se não tiver como alugar um carro, vá de trem até a estação de Schaan, ao norte de Vaduz ou pegue um ônibus em Sargans, que sai de meia em meia hora)


** Casa do Back até estação de trem de Feldkirch de carro: 32min (38,4km)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

↘ 23/9: Ir para Feldkirch de manhã para pegar o trem para Innsbruck. (tentamos alugar um carro em Feldkirch, mas não conseguimos encontrar nenhuma locadora conhecida, portanto, desistimos e alugamos o carro em Innsbruck para seguirmos para Salzburg).

**Feldkirch - Innsbruck: 1:47 (de carro, pois de trem foi um pouco mais)

**Innsbruck - Salzburgo: 2h (de carro).

** 23/9: passar por Innsbruck: passamos a tarde em Innsbruck, a caminho de Salzburg

A fofa cidade de Innsbruck foi fundada em 1187, é cortada pelo rio Inn, afluente do Danúbio. Localizada na central da região mais turística da Áustria, possui uma geografia privilegiada, cercada por montanhas altamente convidaditas à prática dos esportes de neve e já sediou duas Olimpíadas de Inverno em 1964 e 1976. O símbolo máximo de Innsbruck é o famoso telhado de ouro do casario ao lado da torre, o Goldenes Dachl. Sem foco a princípio, com passeio livre, a gente andou pelas ruas principais, registrou os belos edifícios coloridos, a maioria do século XV, e pegou um mapa no Centro de Informações Turísticas para ver os nossos pontos de interesse, na Capital do Tirol, região que faz fronteira com a Alemanha. 





Assim, apenas passamos a tarde lá. Fomos de trem de Feldkirch com a empresa de trem nacional austríaca ÖBB. A viagem durou 2h e a Hbf (estação de trem principal de Innsbruck) fica a passos do centro histórico da cidade, o qual basicamente resume-se à rua Maria-Theresien Strasse. Caminhando por ela, você chega até a Torre Stadttrum, de onde se tem uma vista incrível da cidade (custa 3.5€ e são 150 degraus e cerca de 50 metros de altura). 


Aprecie o Goldnenes Dachl, que é um edifício lindo perto da torre com telhado dourado. Depois sugerimos que caminhe até à Catedral Dom St. Jakob, pois seu interior é incrível e merece a visita (é gratuito para entrar, mas paga-se 1€ se quiser tirar fotos). Na sequência, não deixe de caminhar pela Herzog-Otto Strasse e vá até o rio Inn (Innsbruck significa "ponte do rio Inn). Almoçamos um schnitzel num dos restaurantes dessa rua. De modo geral, esse seria o principal a ser visto (faltou o Museu da Swarovski /Mundo do Cristal - a 20km de Innsbruck - nem subimos as montanhas, pois os Alpes que circundam Innsbruck oferecem ao menos 9 estações de esqui). Achamos a cidade uma gracinha! Dá para ir também ao castelo, mas aí precisaria de carro. Acredito que uma noite lá seja bem válido para ver a cidade com as luzes acesas. Porém, infelizmente, seguimos viagem e viemos pela auto bhan, de carro que alugamos em Innsbruck, e em 2:30 chegamos em Salzburgo, onde já estamos hospedados! 






Não deixe de observar, nos edifícios, as suas pinturas, os letreiros em ferro bem decorados... é tudo tão fofo que dá vontade de dobrar e levar no bolso! ❤ Como não tem como fazer isso rsrs... levamos então na memória.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

↘ 23 - 24 - 25 - 26/9: 3 noites em Salzburgo (temperatura média 23° - 10°)



 

- 23/09: chegamos tarde, às 20h, e, após check in, tentamos ir à Brewery Augustinerbräu. Mas, quando chegamos, a cozinha tinha fechado e só serviam bebida. Estávamos com fome e seguimos caminhando na margem do rio Salzach, quando descobrimos que estava rolando uma festa na cidade, de St. Rupertus, com todos vestidos a caráter, no melhor estilo Oktoberfest que a gente conhece. 


- Parceria com Tourismus Salzburg Board, que ofereceu:
. Hospedagem no Motel One Salzburg-Mirabell  (Elisabethkai 58-60 A-5020)

. Salzburg Card
. Mozart Dinner Concert
. Bike Tour Sound of Music




- Sobre Salzburgo:

. Idioma: alemão
. Como chegar:  Trem, Carro, Avião, Ônibus
. Terra natal de Mozart. Algumas de suas obras mais conhecidas: "Don Giovanni", "A Flauta Mágica", Sinfonia nº40, "Eine Kleine Nachtmusik"
. Salzburg significa Cidade do Sal
. Localizada na Região Montanhosa de Salzkammergut, próximo à fronteira com o estado alemão da Baviera (achamos muitas coisas bem parecidas por lá).
. Cidade vive do turismo, perdendo somente para Viena em número de visitantes. Seu Centro Histórico foi declarado Patrimônio Mundial da Humanidade, pela UNESCO, em 1996.




 
. Cidade onde foram gravadas cenas dos clássico "A Noviça Rebelde" ("Sound of Music", em inglês), com Julia Andrews e companhia, que representaram a Família Von Trapp
. Comer as famosas trufas de Mozart (há aos montes, várias lojas, mas recomendaram a Fürst para a gente, como sendo a melhor).
. Subir o elevador em Mönchsberg (Montanha dos Monges - vista da cidade)
. Reparar nas placas de ferro estilizadas ao longo das ruas, especialmente na Getreidegasse (há uma lei municipal que obriga moradores e comerciantes a usarem as placas de determinada forma)
. Imperdível: os jardins do Palácio Mirabell
. Café Mozart: experimetnar a sobremesa típica de Salzburg, a Salzburger Nockerl (infelizmente, não provamos). Leva uns 30 minutos para ficar pronta.


 



 
. Visitar a Fortaleza / Castelo: pode-se subir de funicular (cable car), de carro ou caminhada. Vista incrível do alto.
. Residenz (circuito completo que inclui o Dom)
. Cemitério e Catacumbas + Igreja St. Peter

- 24/9 (sábado): **Salzburgo - caminhamos pela margem do rio, onde acontecia uma feira, fomos para o Centro Histórico e começamos a explorar a partir da  Rua Getreidegasse, que corta toda a parte histórica da cidade. Visitamos a casa natal de Wolfgang Amadeus Mozart (Mozart Geburthaus, no nº 9, na Geitredegasse) + de tarde, fizemos o Bike Tour Sound of Music (do filme "A Noviça Rebelde"), que passou por vários sets de gravações deste clássico que embala gerações até hoje. 
 



 


O bike tour Sound of Music foi realizado pela empresa Fräulein Maria's BicycleTours e o contato foi o Rupert Riedl (biketour@aon.at)

- 25/09: passear pela cidade, aproveitar a festa de St. Rupertus (a Oktoberfest deles), subir na Fortaleza e no Mönchsberg, visitar algumas igrejas, andar pelas praças e tentar explorar ao máximo o Centro Histórico + Jantar às 19:30 no Mozart Dinner Concert (chegar lá às 19h - localizado no St. Peter Stifskeller - Das Restaurant,  St. Peter Bezirk 1/4 5020 Salzburg, que é considerado o restaurante mais antigo da Europa)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
- 26/09: ACORDAR CEDO E IR LOGO PARA HALLSTATT





**Salzburgo - Hallstatt: 1:10h de carro

↘26 - 27/9 (seg-ter): 1 noite em Hallstatt no Heritage Hallstatt Hotel  (Parceria - Contato: Simone) 




- Temperatura média 19° - 8° - possibilidade de chuva

- Não tem estacionamento no hotel nem como chegar de carro porque o centrinho é só para pedestres. Ir ao estacionamento público Car Park P1  (Salinenplatz 4, 4830). Escolher o hotel ticket que tem desconto (9€ por 24h). Com esse ticket é possível pegar o free shuttle bus para o hotel (para chamar o bus, tem um botão perto do quadro de horários do shuttle no quiosque do estacionamento).






- Atrações Turísticas em Hallstatt:
. Salt Lake subterrâneo 
. Boat Trip no lago (
teresakrumboeck@gmx.at /  office@hallstattschifffahrt.at): entre 1/4 - 30/9, das 6h às 20h. Barco elétrico  (entre 10€ meia hora e 18€ 1h de passeio) / pedalinho-Swan 10€ meia hora e 15€ 1h de passeio - Seestrasse (lake promenade) no caminho do centro da vila e perto do Markt (Zentrum) boat landing stage  
. Five Fingers Viewpoint Platform
. Dachstein & Sky Walk - plataforma com mais de 350 metros de altura - tem que pegar o cable car para chegar lá que funciona nesta época do ano que fomos, das 9 às 18h (18h é a última descida). 
. Salt Caves  (as  minas de sal de Hallstatt datam de mais de 7.000 anos)
. Ice Cave 
. Igrejas e Market Square: Our Lady Church do século XVI  (torres romanas e afrescos de Gótico tardio)
. Bone House (ao lado da igreja católica - bem macabra)




. Photo Point (de onde se tira a foto cartão postal do vilarejo de Hallstatt)




. Parceria para os passeios (oferecidos por Teresa Reiter do Ferienregion Dachstein Salzkammergut) - tickets para o cable car station e para os seguintes:
- Minas de Sal + SkyWalk 
- Ice Caves ou Five Fingers Mountain Point View (infelizmente, não tivemos tempo de fazer todos)




- Dicas: para o passeio no cable car e Minas de  Sal, recomenda-se separar 3 horas. Se fizer a Ice Cave com cable car, também 3 horas. Se fizer Ice Cave com Five Fingers, que é também um ponto de observação, onde se chega por meio de trilha, aí vai precisar de umas 5 horas. Levar bons tênis e casacos para os passeios dentro da caverna e das minas, pois faz muito frio e o terreno pode ser escorregadio. 




- 26/09: chegamos em Hallstatt, passeamos por toda o vilarejo, entramos na Casa dos Cânios (Bone House), fomos ao Photo Point, subimos por todas as escadarias possíveis pelo caminho para contemplar diversos ângulos da cidade e, ao final do dia, vimos o pôr do sol do Photo Point e depois jantamos no Heritage Hotel. 




- 27/09: acordamos muito cedo e vimos o nascer do sol no Photo Point, às 7:30. Após café da manhã, alugamos o barco e ficamos passando pelo lago por 1h. Após, fomos conhecer as Minas de Sal e o Sky Walk. 
. Ice Cave ou Five Fingers - são passeios que saem da cidade vizinha de Obertraun  (10 minutos de bus) - infelizmente, não deu tempo de irmos lá. 



**Hallstatt - Linz, passando por Wels (não fomos por Wels, pois não deu tempo, mas passamos por algumas cidadezinhas que beiravam os lagos pelo caminho).
* Hallstatt - Wels: 1:22
* Wels - Linz: 30 minutos




--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

↘ 27 - 28/9 - 29/9: LINZ (terça-quarta-quinta): 2 noites em Linz na casa do Pedroso - Temperatura média 22° - 9° (previsão de chuva)



- 27/9: chegada à noite em Linz

- Terra natal de Hitler, onde ele proclamou o 3° Reich - CASA do HITLER (Linz) - parece que houve uma decisão do governo de demolir a casa
- Campo de trabalho forçado:  MAUTHAUSEN - Fica a 20km de Linz
- Passar pelo Rio Danúbio




- Caminhar no Centro Histórico

- A cidade tcheca de Ceský Krumlov, uma das mais belas da República Tcheca, fica a 30 minutos de Linz .
- Tem o museu de instrumentos musicais


- 28/9: Oktoberfest em Munique (temperatura 19° - 10° - previsão de chuva)

. Linz - Munique: 2:30 de trem: OKTOBERFEST (16/09 - 03/10) - compramos a ida Linz - Munique de manhã cem cedo com a ÖBB e a volta Munique - Linz com a D-Bahn, pois assim ficou  mais em conta.




- Sobre a Oktoberfest:


. Entrada gratuita
. Horário de funcionamento: das 9h às meia noite. 
. Horário para servir cerveja: das 10h às 22:30
. É possível entrar nas tendas sem reserva, mas recomenda-se chegar cedo: são 14 tendas, além de diversas atrações, como brinquedos e montanha-russa, roda gigante, dentre outros. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- 29/9: Linz - Vienna: 2:10 de trem

↘ 29 - 30/9 - 1/10 - 2/10: 3 noites em Vienna 






- Parceria com Vienna Tourist Board @ViennaTouristBoard:

.
Hospedagem no Ruby Marie Hotel (no 7° distrito)

. Vienna Card
. Jantar no Restaurante Huth Gastwirtschaft + Lanche + Sorvete

- Outras Parcerias: Vienna State Opera e Vienna Pass

- 29/09: compras na rua , que onde praticamente está o Hotel Ruby Marie, cercado de lojas, mercados, restaurantes e lanchonetes + Opera "Aida" no State Opera + jantar no Huth Gastwirtschaft

- 30/9: Usamos bastante o Vienna Pass e o Vienna Card neste dia. O primeiro é excelente para as atrações turísticas e o ônibus hop on hop off. O Vienna Card é excelente para o transporte público. Combinando os dois, se você tiver muita disposição para bater perna e desejar conhecer vários museus e palácios, valerá à pena! Nós estivemos no Museu Albertina, Museu Sissi, Biblioteca Nacional, Treasury, tudo isso dentro do complexo do Palácio de Hofsburg, Museu das Armaduras e Instrumentos Musicais, dentro do Neue Burg, além de passar pelo Parlamento, Prefeitura, Burgtheater e Volksgarten + terminamos a noite comendo um salsichão delicioso no quiosque que tem um Coelho Verde em cima, bem em frente ao Museu Albertina, chamado Bitzinger Würstelstand



- 01/10: 

. De Manhã:

- Compras pela manhã na MariahilferStraße (o único momento da viagem que paramos para fazer compras no mercado, farmácia e lojas... mesmo com o euro caro, ainda vale a pena fazer umas comprinhas por aqui) 

. De Tarde:

Complexo do Palácio de Schönbrunn, que é gigante e mereceria 1 dia inteiro, com o risco de não se conseguir ver tudo que tem por lá. Trata-se do Palácio de Verão da Dinastia Hagsburg, onde também foi residência da Imperatriz Sisi e Imperador Franz Josef II. O enorme complexo abrange: Zoo, Museu da Carruagem, Gloriette, Labirinto, Palácio, Orangerie, Museu das Crianças, muitos jardins e chafarizes. ... muita coisa para ver por lá 




. Final da Tarde e Noite:

- Ferris Wheel / Prater - Vienna! Uma das nossas grandes diversões nas cidades que visitamos é buscar os locais com vista panorâmica para ter aquela ideia do alto. Nada melhor do que uma roda gigante para isso, certo? E a de Vienna (que está incluída no Vienna Pass), além de conferir vistas lindas da cidade histórica, também tem como especial o fato de completar ano que vem exatos 120 anos e de ser uma das mais antigas do mundo! E funciona à noite também nesta época do ano que fomos! No verão, vai até a meia noite. No Inverno, até umas 20h. Aproveitamos a festa de Viena - Oktoberfest deles que estava acontecendo exatamente no final de semana que passamos por lá, no Prater, e ficamos por lá mesmo, bebendo e comendo e vendo o pessoal dançar bem engraçado dentro das tendas públicas (as tendas pagas custavam 30 euros por pessoa, só a entrada).

- 02/10: check out no Ruby Marie Hotel + fomos de U-Bahn para a Stephansplatz e encaramos a subida na Torre Sul da Catedral St. Stephan, cuja vista de Viena dé linda (custa 4.5€ e funciona das 9 às 17h. São cerca de 340 degraus!) + depois fomos ao restaurante do hotel DO & CO para observar a vista para a catedral + seguimos caminhando para uma pausa no Cafe Central + continuamos caminhando até o Stadt Park para ver a estátua de Strauss (uma das mais fotografadas do mundo!!) + por fim, terminamos o domingo, antes de seguirmos para o aeroporto, fazendo uma bela caminhada pelos jardins de Belvedere, que é um complexo de 2 palácios e muitos jardins com fontes. Lugar lindo para um passeio, além de se poder visitar em um dos palácios o acervo do célebre artista austríaco Gustav Klimt e sua obra mais famosa é "O Beijo". Infelizmente, não deu tempo de visitar o museu, porém, tivemos uma boa noção do trabalho do artista com as suas obras expostas no Museu Albertina, que é um museu perfeito para quem curte arte impressionista






- Dicas:

. Cafés em Viena que visitamos:
- Café Central
- Café do Hotel Sacher (onde comemos a tradicional Torta Sacher, a marca registrada de Viena) 



- Café Demel


Obs: há vários outros cafés em Viena... apenas conseguimos visitar estes. Mas vale muito a pena seguir a tradição e fazer uma pausa no meio da "bateção" de pernas turísticas para curtir esse clima bem europeu de contemplar o passar das horas tomando café e comendo uma deliciosa torta.

Além da Torta Sacher, não deixe de provar o Appfelstrudel vienense! Tão delicioso quanto ao alemão.


. Gastronomia: o prato mais clássico de Viena é o Wiener Schnitzel. Tem que experimentar.


Leia também sobre:

- Nossa experiência no Hilton Vienna Plaza Hotel

- Jantar no Émile Brasserie & Bar

- A primeira ópera de nossas vidas: "Aida" na State Opera de Vienna

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Assim, concluímos a nossa viagem, que foi incrível, passando por cenários deslumbrantes, fotogênicos e que pareciam ter saído do mais belos contos de fadas!

Muito obrigada aos parceiros que apoiaram a nossa viagem! Em especial, ao @hiltonviennaplaza , ao @rubyhotels, @viennatouristboard, Vienna Pass, @WienerStaatsOper, em Viena, como também ao @visitsalzburg, Motel-One Mirabell Hotel, Salzburg Card, St. Peter Stifskeller - Das Restaurant and Bike Tour ( www.mariasbicycletours.com), em Salzburg, além do Heritage Hallstatt Hotel e Ferienregion Dachstein Salzkammergut, em Hallstatt.


E como tudo na vida tem um começo, meio e fim, essa foi mais uma jornada repleta de muito aprendizado, de aventuras, de encantamentos, momentos e paisagens únicas que estarão sempre conosco em nossas memórias...


Nenhum comentário:

Postar um comentário