24 janeiro 2018

Ilha Grande: passeios às Ilhas Paradisíacas

Ilha Grande: passeios às Ilhas Paradisíacas

Em nosso segundo dia de passeios por Ilha Grande, em dezembro de 2016, (lembrando que no primeiro dia fomos a Lopes Mendes - clique aqui para mais informações), nós seguimos com a agência local de passeios, a Felicidade Tour, que ofereceu o passeio para as Ilhas Paradisíacas de Angra dos Reis. 



Considerando que Ilha Grande pertence ao município de Angra dos Reis e que se encontra na Baía de Angra dos Reis, é muito comum fazer esse tipo de passeio, tanto para quem está hospedado em Ilha Grande, que dá um pulinho mais perto de Angra para percorrer algumas de suas belezas naturais, tanto como para quem está hospedado em Angra, que vai de barco / escuna / lancha para Ilha Grande fazer um passeio no esquema bate e volta. 

Eu já fui algumas vezes assim para Ilha Grande, somente para passar o dia e dá super certo também. Mas confesso que, uma vez tendo ficado hospedada em Ilha Grande, achei bem mais gostoso do que fazer o passeio daytrip. 



Bem, não vou repetir aqui algumas informações sobre COMO CHEGAR em Ilha Grande etc etc... vocês poderão consultar AQUI todas as dicas úteis e práticas para curtir Ilha Grande, ok? 




Inclusive, se quiser dica de hospedagemCLIQUE AQUI e conheça mais sobre a Pousada Riacho dos Cambucás, que nos recebeu com muito carinho e é um lugar maravilhoso para dar aquela escapada e ficar em contato com a natureza.




Dessa vez, São Pedro conspirou finalmente ao meu favor! Nunca ele foi tão parceiro comigo nesta região da Costa Verde, que é bastante famosa por ser de uma região chuvosa. Mas deu tudo tão certo, mas tão certo que ficará para sempre guardado na memória. Foram 4 dias lindos de muito sol em Ilha Grande, tempo suficiente para fazer os principais passeios


Agora, se você dispõe de mais tempo, vá por mim: dá para ficar até uns 10 dias em Ilha Grande, fazendo um passeio diferente por dia, conhecendo seus cantinhos espetaculares e explorando mais a Baía de Angra dos Reis. Porém, vale dizer que tudo vai depender do seu espírito aventureiro porque há Ilha Grande para muitos perfis, desde os mais roots, que curtem trilhas e também gostam de economizar um $$$, até os que possum os mais requintados gostos, que alugam iates, lanchas poderosas e saem desbravando as belezas do lugar. 

Em nosso caso, todos os passeios foram realizados pela Felicidade Tour, em lanchas modernas e confortáveis, o que permite ganhar tempo de navegação e poder curtir mais as praias.



Felicidade Tour está na Rua Santana, no coração mais vibrante da vila de Abraão (email: felicidadetour@gmail.com / telefone: +55 24 998594505). Não temos do que reclamar, pois tudo foi cumprido, todos os roteiros realizados com o compromisso de tentar sempre ser um dos primeiros a chegar nas praias e poder aproveitar bastante. Isso sem contar que o capitão, marinheiro André, era sempre muito atencioso, prestativo, tirava fotos e dava as informações sobre os lugares. Normalmente, os passeios incluem água gratuita e algumas bebidas são pagas à parte. Nós levamos vinho branco e rosé nos passeios e deixamos gelar no cooler da lancha.


Ahhh... eu falo o tempo todo "nós" para lá e "nós" para cá, mas não estou me referindo a mim e Julio, pois Julio dessa vez não pôde ir. Mas sim, eu e minha amiga mineira querida, a Sy, do blog Viajando com Sy, que me acompanhou nessas aventuras.



Sobre o passeio em sim, ele não tem esse nome a toa: passeio para as Ilhas Paradisíacas cumpre o que promete e te leva para lugares tão maravilhosos que você vai nem lembrar que está ainda no Brasil ou no Rio de Janeiro... pois em nada deixa a desejar a paraísos caribenhos, por exemplo. A verdade é que somos abençoados com um litoral de tirar o fôlego e, especialmente neste trecho da Costa Verde, no Litoral Sul Fluminense, o encontro da Serra com o Mar - Serra do Mar - proporciona um colorido com paisagens deslumbrantes.



Lá fomos nós com a Felicidade Tour! Eu já conhecia algumas dessas ilhas e foi uma alegria poder voltar, revê-las, principalmente num dia lindo assim!

De lancha, bem rápidinho, saímos de Abraão e em 30 minutos já estávamos na Praia do Dentista, na Ilha da Gipoia, em Angra dos Reis, famosa pelos vários iates e lanchas que costumam atracar por lá para curtir essa paisagem deslumbrante de areias branquinhas e águas calmas e cristalinas!




Sobre a temperatura da água, não espere o mar do Nordeste porque você dificilmente vai encontrar rsrs... somente em fenômenos raros que isso acontece (eu já peguei uma vez, mas nem foi legal porque, apesar de água ter ficado bem quentinha, isso se deu em razão à proliferação de uma alga doida que deixou a água turva, escura e feia para os padrões da região). 



No geral, a água é pelo menos fria... às vezes, congelante. Mas com o sol que fazia, um tibum na água era mais que convidativo... uma delícia!


Como na praia do Dentista sempre tem muita gente em razão das lanchas que costumam ir para lá, você pode curtir a praia, caminhar na areia, fazer SUP - Stand Up Paddle - ou fazer como eu: peguei minha máscara e snorkel e fui nadar e mergulhar para o lado direito (olhando a areia de frente) na direção de uma outra praia, para ver os peixinhos e corais! Ahhhh... agora sim eu estava "em casa"!



Se você não tiver máscara e snorkel, a Felicidade Tour oferece também. Eu sempre carrego o meu porque confesso que tenho nojinho de colocar na boca algo que outra pessoa desconhecida usou, mesmo sabendo que foi lavado e tal... prefiro ter sempre o meu!

Como o passeio estava só começando e nós ainda passaríamos por outras ilhas paradisíacas, uma mais linda que a outra, a nóssa próxima parada foi na Praia de Piedade, localizada na antiga Ilha de Caras! 



Puxa... logo agora que cheguei lá a Revista Caras tinha que mudar de ilha??? Ai ai ai ... cheguei atrasada! kkkkk... Brincadeiras à parte, o lugar é absurdamente lindo, com um istmo que liga uma ilhota à outra, que, quando a maré está baixa, forma uma faixa de areia e dá um charme ainda maior ao lugar.




Aliás, foi o único momento da viagem em que soubemos da existência de uma tartaruga marinha tão perto da gente. Nadei tanto, mas tanto, atrás dela... não consegui fotografar, mas tão somente vi de longe mesmo, até porque a água nesta praia de Piedade estava um pouco turva. Enfim... se São Pedro por um lado caprichou, São Franciso não deu muita moral para a gente e nem tchum de vermos outras tartarugas por lá. 




Olha, o lugar é lindo e rende várias fotos bacanas, ainda mais no píer que fica bem na frente da Igreja de Piedade! 




Portanto, não fique com preguiça de descer da lancha e vá explorar um pouco a praia, mas leve chinelo para caminhar perto da Igreja porque o sol castiga.

Na sequência, um dos cartões postais de Angra dos Reis: Ilhas Botinas! 



É realmente um dos lugares mais belos da Baía da Angra, essas ilhas irmãs que alguém no passado achou que se pareciam com botinas (calçados), mas que isso pouco importa porque são espetaculares e rendem fotos daquelas de colocar na tela de proteção do celular e de pano de fundo do seu computador, porque são um verdadeiro espetáculo da natureza!



O bom é que todo o passeio foi pensado - insisto em dizer isso - para que chegássemos nos lugares em primeiro lugar ou depois da massa de turistas ter saído. E não foi diferente nesta parada nas Ilhas Botinas. Quando chegamos, havia algumas lanchas. Quando saímos, elas eram só nossas. 



Fizemos mergulho perto delas e super recomendo mergulhar pertinho das pedras para ver peixinhos coloridos e corais bem curiosos.... ahhhh.... a vida marinha e seus encantos!

Após, partimos em direção às ilhas Cataguases, um dos lugares mais lindos, onde já estive diversas vezes no passado. Mas como é bom relembrar, não acham? Principalmente quando a gente tem que fazer o "sacrifício" de revisitar lugares assim rsrsr.... 




Aproveitamos a pausa um pouco maior para brincar um pouco com o Dome, dispositivo em que acoplamos a GoPro e conseguimos tirar aquelas fotos meio a meio - metade embaixo da água e metade em cima. Vejam aí o resultado!



Em Cataguases, é possível fazer uma pequena trilha para o topo, mas essa aí a gente dispensou.

Algumas pessoas disseram ter visto tartarugas marinhas.... só que elas estavam fugindo da gente mesmo rsrs... nem me animei a sair correndo atrás de novo. Deixei passar e ficamos eu e Sy só nas fotos mesmo e brincando com o Dome.






E não é que o André, que estava conduzindo a lancha, preparou uma surpresa para a gente? Ele levou-nos até a Lagoa Azul, já de volta a Ilha Grande, para gente ter aquele gostinho de querer voltar e ficar mais tempo lá!


Normalmente, a Lagoa Azul não está incluída neste roteiro, mas ele fez essa graça e a gente é óbvio que adorou! Eu até hoje confesso que não sei o porquê desse nome, já que estive na Lagoa Azul inúmeras vezes e só a vi verde! kkkk... sempre pergunto para saber se alguém já a viu Azul mesmo... costumo lembrar do filme - aquele mesmo da sessão da tarde, com a Brooke Shields, lembra? E não vale mentir para dizer que não lembra e fingir que é novinho, hein? kkkk... 




Não importa a cor, pois seja Azul ou Verde, ela é linda de qualquer jeito e, apesar de ser um passeio bem batido na região, vale a pena ir lá e conferir de perto esse paraíso e faça o passeio para mergulhar, pois os corais e peixinhos são incríveis. Em 2015, eu vi algumas tartarugas marinhas por lá.


Enfim, nossa última parada, para almoço, foi no Saco do Céu, em Ilha Grande, uma enseada bem tranquila, de águas calminhas, quase paradas, onde estão alguns restaurantes e de onde se pode avistar um belo céu estrelado em noites de lua cheia refletindo na água (segundo contam algumas pessoas, porque eu mesma ainda não tive a experiência, mas sou louca para ter um dia).




Conhecemos o Restaurante La Isla e pedimos um petisco para acompanhar o vinho que ainda estávamos bebendo. 




O cenário não poderia ter sido mais deslumbrante para fechar com chave de ouro esse passeio lindo.


Retornamos para Abraão, tomamos um belo chá da tarde na Pousada Riacho dos Cambucás, e à noite fomos dar uma voltinha pela vila.

Optamos por jantar no Restaurante Las Sorrentinas (clique aqui e veja os comentários no TripAdvisor). Com ambiente descontraído e especializado em massas, não deu outra: experimentamos as massas frescas da casa, com seus molhos bem saborosos e super aprovamos o restaurante que, na data da publicação deste post, encontra-se em nada mais nada menos que Primeiro lugar no Ranking do TripAdvisor. 



Se você tiver dúvidas sobre onde jantar ou lanchar em Ilha Grande, a dica que dou é consultar o ranking do TripAdvisor que já dá aquela luz no fim do túnel quando lhe faltar inspiração ou informação - CLIQUE AQUI.

A gastronomia da Ilha é bem voltada para frutos do mar e peixes. Portanto, não faltarão lugares para você saborear uma deliciosa moqueca ou peixada. A gastronomia caiçara, com fortes influências indígenas e dos quilombolas da região, tem por tendência a colocar a banana na moqueca. É um sabor interessante, embora não me apeteça tanto. 

Mas há lanchonetes como pizzarias, padarias, cafés, sorveterias... tem para todos os bolsos e gostos. É claro que, por ser uma ilha, os preços são um cadinho mais elevados, mas não chega a ser tão caro como no Rio de Janeiro, por exemplo, onde está tudo inflacionado mesmo.

Outra boa dica é fazer suas comprinhas em supermercados, se quiser economizar um pouco. Há mercados na rua Santana que vendem tudo, inclusive alguns rótulos de vinhos importados a preços honestos.



Na noite anterior, nós estivemos no Restaurante Lonier que fica na praia, ao lado do Restaurante Pé na Areia, que também conheci em outra ocasião. Ambos bons e recomendo conhecer, ainda mais pelo ambiente, na areia da praia, super despojados, que eu acho que tem tudo a ver com Ilha Grande. 




- Vejam mais dicas no Instagram do Apaixonados por Viagens:

. Praia do Dentista: clique aqui

. Ilhas Botinas: clique aqui e clique aqui também

. Ilhas Cataguases: clique aqui

. Praia da Piedade: clique aqui

. Ilhas Botinas: clique aqui



No TERCEIRO DIA de passeio, nós fizemos o passeio de VOLTA À ILHA e no QUARTO DIA de passeio, nós fizemos o passeio às LAGOAS VERDE E AZUL.

Postar um comentário

Botão do Whatsapp só funciona no celular

Digite o que procura e tecle "enter" para buscar