quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Onde se Hospedar em Viena: conheça o Ruby Marie Hotel

Pense em um hotel design moderno, com decoração vintage, novinho descolado, com uma decoração fofa, envolvido em uma temática musical incrível, que se preocupa com o bem estar do seu hóspede e ofereça um café da manhã orgânico, que te permita, por exemplo, pegar a guitarra que compõe a decoração da recepção e levá-la para o seu quarto, que tenha um deck ao ar livre com mesas coloridas, pufes enormes e plantas, que esteja em uma excelente localização, em uma das principais ruas de compras e ao lado da segunda principal estação de trem... pensou? Calma aí que não acabou!




E se esse hotel tiver uma sala de yoga e um cinema aberto aos hóspedes? E se ele estiver ao lado de uma bem conectada estação de metrô e de bonde? E se todos os atendentes forem simpáticos, jovens e falassem fluentemente inglês? E se você soubesse que seu quarto teria uma ampla varanda com vista para a cidade? ... Gostou dessa proposta? Então pronto! 

Esse hotel existe e ele se chama RUBY MARIE HOTEL, localizado em Viena, a elegante e sofisticada capital austríaca, que cedeu espaço a um dos hotéis mais legais e mais diferentes, além de super descolado, em que já me hospedei, adotando um conceito de Lean Luxury, em que o conforto e a qualidade no atendimento são prioridades, em vez de formalidades. A ideia é que você não pague pelo que não precisa ou não quer. Ou seja, um hotel cheio de personalidade.



Agora posso então só colocar fotos do hotel, pois já resumi como ele é, certo? rsrs... 

O Ruby Marie Hotel foi uma grata surpresa em Viena, quando retornamos para a cidade em nossa segunda etapa de visita, pois, nós começamos a viagem em Viena, onde ficamos uma noite no início e, depois, ao final da viagem, voltamos para mais 3 noites. 


Dessa vez, a convite do Tourist Board de Viena, fomos conhecer o Ruby Marie Hotel, que tão bem nos recebeu, com toda a sua jovialidade, com um tratamento bem informal, bem à vontade, já sinalizando de cara, que a proposta do hotel é bem diferente do tradicional, mas sim, oferecer a seus hóspedes um ambiente descontraído, repleto de opções para relaxar e curtir seu tempo na cidade.



**LOCALIZAÇÃO**

Apesar do jeitinho de guesthouse ou hostel, dado ao ambiente bem moderno, o Ruby Marie Hotel é grande, com seus 186 quartos. E a localização não poderia ser a melhor: no edifício da antiga loja de departamentos Stafa, que foi aberta em 1911 como sendo um shopping e um cinema, passando por diversas reformas e recebendo a sua linda fachada em 2015, ano em que o Hotel se estabeleceu no prédio que fica bem na esquina de uma das principais ruas de compras de Viena, a Mariahilfer Strasse, que é cheia de mercados, farmácias, lojas bem conhecidas, como C&A, Zara, MNG, H&M, dentre outras lojas de departamentos, cosméticos, lanchonetes, sorveterias, bares, restaurantes... a rua é realmente bem movimentada e tem tudo de que se precisa.



E como se isso já não bastasse, a estação de trem Metrô Westbahnhof e a Estação de Metrô Zieglergasse estão a poucos passos do Ruby Marie. Se quiser ir a pé pela Mariahilfer Strasse até a Ópera, por exemplo, apesar de ser uma grande tentação andar por essa rua sem parar nem entrar nas lojas, considerando que você seja uma pessoa evoluída espiritualmente rsrsrs... você chegará em cerca de 25 minutos no Centro Histórico de Viena caminhando. 

Não deixem de caminhar pela Mariahilfer Strasse!!! 





** SELO AMBIENTAL **

O hotel recebeu o Certificado LEED, criado em 1998 pelo US Green Building Council, uma organização internacional independente com sede em Washington DC, que reconhece a responsabilidade com o meio ambiente que o edifício possui e a sua preocupação com o uso eficiente dos recursos naturais. 



Outros critérios reconhecidos ao prédio foram: a sua localização com fácil acesso ao público diante do transporte público disponível ao redor, o que contribui para a redução de CO2, dispensando o uso de carro, o seu Green Rooftop, com muitas plantas e flores naturais, uso da água de modo sustentável, com redução de consumo em 40% além da redução do consumo de energia em 26%, o uso de materiais recicláveis, dentre outros. 

** RECEPÇÃO, BAR E ROOFTOP / DECK **


Logo que chegamos no hotel, a gente já achou diferente ter que ir de elevador para o 5º andar, onde funcionam a recepção, o bar, o espaço do café da manhã e o deck, que faz as vezes de um rooftop.

Algo de diferente já estava no ar ao verificarmos o clima descontraído dentro do elevador, com frases fofas e engraçadas gravadas. 




Chegando no 5º andar, de cara percebemos que não estávamos em um hotel comum nem padrão. A decoração vintage, os baús, os elementos retrôs, compartilhando o espaço com outros itens modernos, com uma guitarra na parede... tudo isso sinalizou que realmente o Ruby Marie era um lugar bem único, super despojado e criativo.



O balcão da recepção é bem pequeno e achei o máximo o atendimento jovial e o fato de que todo mundo pode guardar de recordação do cartão/chave do quarto, não precisando devolver no check out.



O espaço compartilhado com o bar é super colorido, animado e apresenta a essência do hotel, com a leveza que ele transmite para que o hóspede realmente tenha uma boa experiência. E  não deixem de reparar nas várias frases engraçadas, nas imagens desenhadas nas paredes, nas referências musicais, na rica decoração estilosa e graciosa.



Mesas, sofás grandes, poltronas, cadeiras, muito colorido e muitos objetos de decoração realmente chamam a atenção e os olhares ficam até perdidos com tanta informação diferente e ousada. Vale lembrar que o bar do Ruby Marie Hotel funciona 24 horas por dia, todos os dias, para atender os hóspedes (para não hóspedes, cheque lá embaixo na Ficha Técnica os horários).



Nem sei dizer o que achei mais legal... tipo: TUDO! Amei a decoração dos 4 ambientes: recepção, bar, café da manhã e rooftop garden.



Até o banheiro, que fica em um corredor ao lado da recepção, é legal! kkkk...

Melhor vocês verem mais fotos do que eu ficar aqui no blá blá blá...





Destaque maior para a decoração do ambiente do café da manhã, que é uma fofura só! Eu quase peguei esse globo terrestre e levei para minha casa! hahahaha...


Depois eu contarei como foi o café da manhã. Ainda sobre esses espaços, vale também dizer que o Rooftop não apenas te permite uma vista bem legal da cidade, como é um ambiente incrível para relaxar, tomar um cocktail durante o pôr do sol, reunir os amigos, caso estejam hospedados em hotéis diferentes e descansar após um dia cheio de passeio na cidade.

As plantas e flores também dão um charme extra lindo ao ambiente. Lembrando que ele fica aberto até às 22h e que pode ser reservado para eventos privados, o que aconteceu quando nós estivemos lá e, nesse caso, quando acontece, o acesso a ele fica permitido somente aos convidados. Mas não se preocupe, se você for hóspede, porque essas informações sobre eventos são publicadas no hotel, na página do Facebook, no elevador...




Também não tivemos tempo para curtir o bar do Ruby Marie Hotel, infelizmente. A correria em Viena foi grande para tentarmos aproveitar ao máximo. Mas, de acordo com o site do hotel, o Bar serve drinks durante a noite inteira, snacks italianos, como antipastos e focaccia, com boa música sempre e uma atmosfera ótima para relaxar.





** 3º ANDAR:  GALLEY + SALA DE LEITURA + WORK SPACE **

Cada andar é uma surpresa no Ruby Marie Hotel! Quase que a gente ia embora sem percorrer esses outros ambientes. Gostei muito de ter conhecido esses espaços e, mais uma vez, o hotel oferece lugares charmosos e aconchegantes para seus hóspedes saírem do quarto e poderem interagir com outros hóspedes ou apenas mudar de ambiente e fazer algo diferente.



Para muitos viajantes, um hotel que ofereça uma sala de leitura, por exemplo, pode ser bobeira. Eu mesma não costumo ter tempo para aproveitar esses espaços. Mas penso que se for um casal maduro, de terceira idade, com ritmo menos intenso que o meu, e que deseje, ao voltar do passeio, relaxar fora do quarto, ou uma família com crianças, que necessite dar uma voltinha com os pimpolhos inquietos kkkk... ou até mesmo, se você der um azar de pegar uma chuva torrencial ou uma nevasca que o impossibilite de pensar em sair do hotel naquele dia (que Nossa Senhora protetora dos Viajantes sempre nos livre disso!), mas aí, nesses casos, quando um hotel vai além do comum e oferece outras opções de entretenimento, a gente realmente dá mais valor, certo?



Localizada no 3º andar, com poltronas e sofás bem convidativos, tudo coloridinho e fofo, a sala de leitura oferece livros, revistas, funciona 24h todos os dias e ainda tem acoplada a ela a GALLEY KITCHEN, que é um espaço onde são oferecidos, gratuitamente, chás e outras bebidas quentes.


Aliás, neste corredor tem uma máquina que vende tudo: snacks, guarda chuva, pasta de dente, chinelo... rsrs... chega a ser engraçado!

Já o WORK SPACE consiste em uma sala com computadores, uma espécie de Business Center, onde se pode trabalhar em silêncio, se desejar, com uma grande mesa que comporta até 10 pessoas confortavelmente.



** 4º ANDAR: YOGA + MOVIE LOUNGE **

Acho que foi a primeira vez que me hospedei em um hotel com sala de yoga aberta aos hóspedes! Achei tão incrível essa preocupação com o bem estar de todos... bacana mesmo e tem tudo a ver com a alimentação orgânica que eles oferecem no café da manhã.


Mais uma vez, eu  não tive tempo de fazer a aula. Só não sei dizer se é pago ou não e não consegui descobrir essa informação no site. Se você tiver interesse, veja na recepção.


Já o Movie Lounge é outro plus que o hotel oferece. Achei uma gracinha também. Mas é bom ter domínio pelo menos do inglês para poder assistir a um filme lá, certo? Super exclusivo, reservado, o ambiente é totalmente decorado com toques retrôs e mega aconchegante.



Eu me senti naquelas salas de cinema da década de 50 rsrs... e essa deve ter sido mesmo a ideia porque os filmes que passam nela são os clássicos das décadas de 50, 60 e 70, às 18h, todo dia.

Detalhe importe: somente os hóspedes têm acesso ao Movie Lounge! Com capacidade para 15 pessoas, não deixe de reparar nas mesas que ficam ao lado das poltronas, ótimas para colocar um drink... que tal?

** CAFÉ DA MANHÃ **



 
Como já adiantei, o café da manhã no Ruby Marie Hotel é orgânico! Nesta última viagem para a Europa, a gente reparou em como eles estão dando importância a essa questão da alimentação saudável.




Por isso mesmo merece destaque dizer que os ingredientes oferecidos no café da manhã no Ruby Marie Hotel são ricos em proteínas, vitaminas e sabor, mas com baixo índice glicêmico e com zero gordura trans.




Eles fazem questão de divulgar que as frutas e vegetais vêm de fazendas orgânicas de diferentes regiões da Áustria, os queijos são da Itália ou dos Alpes, os salames e presuntos orgânicos são italianos, já os pães são de uma padaria vienense mesmo, e por aí vai.




Cereais, frutas cortadas à mão, grojiberry, várias nuts, chás orgânicos, assim como o café, ovos, iogurte... a proposta é bem interessante e o café da manhã apresenta-se completo e realmente bem gostoso.

Reparem no ovo inteiro e cozido que é servido no papelão da caixa de ovo! Achei muito criativo!


Para começar bem o dia, achamos o café da manhã suficiente e completo, embora não seja mega farto. Eu, por exemplo, que sou uma formiguinha, senti falta de um algo a mais doce, além das geleias oferecidas. Queria um bolinho, um muffin, algo mais docinho, sabe? Mas também não foi o fim do mundo não ter o doce.




** QUARTOS **

O hotel trabalhou com cientistas do sono e artistas para oferecer aos hóspedes um conceito bem confortável de quartos, com o necessário e suficiente para que a hospedagem seja prazerosa.



São 6 tipos de quartos:

- Deck Room, com 34m² dentro do quarto e um terraço com 80m², ótimo, portanto, para eventos.

- Loft Room, com 25 a 34m², oferecendo vista, uma enorme cama de casal, roupa de cama bem grande também.

- Wow Room, com 23 a 31m², também com uma cama grande, uma poltrona vintage para relaxar e ainda tem vista para os rooftops da cidade.

- Lovely Roo, com 21 a 23m², uma boa opção de hospedagem para duas pessoas, oferecendo uma grande cama, com vista parcial.

- Cozy Room, com 19 a 20m², consiste em boa escolha para uma hospedagem rápida, suficiente para uma pessoa, um pouco aperto para duas, mas dá para receber duas também, com vista para o interior do hotel.

- Nest Room, de 15 a 17m², é o  menor quarto oferecido pelo hotel, sugerido para uma estada curta e atende melhor a uma pessoa sozinha, com vista para o interior do hotel.

Todos os quartos são para não fumantes e contam com ar-condicionado, o que é muito importante durante o verão, tablet repleto de informações, TV de tela plana via satélite, sistema de som com amplificador se você desejar pegar emprestada a guitarra na recepção ou conectar, via Bluetooth com seu celular ou iPod, cofre, banheiro completo com chuveiro que reproduz um efeito da chuva e amenities, além de luxuosos colchões de molas que garantem uma noite mais relaxante.



Pela descrição dos quartos, eu acho que a gente ficou no WOW ROOM. Infelizmente, eu esqueci de perguntar sobre isso na recepção. Mas vocês verão pela foto que o nosso quarto realmente se encaixa nas descrições. O que posso dizer é ele ficava no oitavo andar.



Para começo de conversa, logo que chegamos, adorei o presentinho deixado para a gente! Que fofo, gente! Adoro esses mimos... queria muito que todos os hotéis fossem assim rsrs...

Vai me dizer que você não gostaria de receber uma cartinha sendo chamada de Sunshine?? Que lindo!



O quarto era bem espaçoso e perfeito para nós dois e nossas várias malas kkkk... vocês acreditam que nós tivemos que comprar uma mala extra para voltar para o Brasil! Affeeee... mesmo com o euro caro, a gente não resistiu fazer umas comprinhas... mais os canecões das Oktoberfests em que estivemos, as várias mostardas, meus livros sobre as cidades visitadas... huuuummmmm... enfim, se você está na chuva, é para se molhar, certo? kkkk...




É claro que o amplificador no quarto chama atenção! Que maneiro!



A cama é realmente enorme e muito macia, assim como a roupa de cama usada.



A varanda é compartilhada com os quartos vizinhos, mas existem "divisórias" com vasos de plantas para indicar até onde vai a sua varanda.




Tão lindo ver o sol se pôr de lá... as luzes do amanhecer... adoro uma varanda, ainda mais com uma vista para a cidade assim e essas cadeiras coloridas dão um charme a mais!



Mas de tudo que o quarto oferecia, que era bem bacana e descolado, o que eu mais gostei mesmo foi o espelho do banheiro! hahahaha... achei o máximo aquele espelho tipo de camarim de teatro ou filme e eu me senti uma diva ali, olhando no espelho com essas luzes e fazendo  minha maquiagem! Adorei!


As amenities do banheiro também são ótimas e abri mão de usar meu shampoo, condicionador, sabonete e hidratante para usar o que o hotel oferecia. Aprovados! E nem sei dizer qual foi a minha fragrância preferida, pois, supostamente, o hotel oferece duas diferentes, uma masculina e uma feminina, mas eu gostei das duas.



Em relação ao chão, gostei do fato de ser de piso sem carpete, que normalmente eu não curto. A luz no quarto era ótima também, principalmente com a cortina aberta. Mas com a cortina fechada, a escuridão era fabulosa para dormir. Julio tem toque isso e não suporta quarto claro... graças a Deus!

Tivemos noites bem tranquilas de sono, sem barulho em que tivemos o merecido descanso!


Adoramos a experiência como um todo! Muito obrigada ao Ruby Marie Hotel por nos receber e ao Tourism Board de Vienna que nos convidou para lá nos hospedarmos.


** FICHA TÉCNICA DO HOTEL **

- Nome: Ruby Marie Hotel

- Endereço: MARIAHILFER STRASSE 120 / KAISERSTRASSE 2

- Site: clique aqui

- Contato: a reserva somente pode ser feita online, por meio de um cartão de crédito válido



. Grupos: groups@ruby-hotels.com / +43 1 361 96 60 60

- Quartos: São 186 quartos para 1 ou 2 pessoas, todos são para não fumantes, com paredes à prova de som. Não há possibilidade de cama extra e há um número limitado de berços (faça o seu pedido por berço com antecedência). O hotel também não trabalha com twin beds. Pessoas com menos de 18 anos somente poderão hospedar-se se acompanhadas de um adulto.

Os quartos oferecem ar condicionado, toalhas grandes e maias, secador de cabelo dentro do armário, amenities no banheiro em fragrâncias diferentes para mulher e homem, com shampoo, condicionador de cabelo e uma loção hidratante, dímere para moderar a luz, amplificadores da marca Marshall para conectar com smartphones, iPods, guitarra (para quem souber tocar e quiser pegar na recepção), tablet nos quartos para saber informações e ouvir músicas ou conectar a internet e saber mais sobre a cidade, TV, Ruby  Radio, varanda com cadeiras e vista para o deck/pátio e para a cidade e o pôr do sol.

- Girl's Room: no melhor estilo "Girls just wanna have fun" - achei o máximo! Embora eu não tenha visitado este quarto, achei legal compartilhar que ele existe e pode ser reservado para eventos, por exemplo.

- Check in / Check out: Chegada a partir das 15h (se precisar do quarto antes, entre em contato ou, se chegar antes, você poderá deixar suas malas no bagageiro do hotel). Partida até às 11h

Obs: não é necessário fazer um Check-Out. Você pode, inclusive, levar o cartão-chave do quarto como souvenir com você e o hotel enviará um invoice/conta por email. Quer algo mais prático do que isso?

- Pet Friendly: Não, salvo se for cão guia, que poderá ficar no hotel gratuitamente

- Estacionamento: do lado oposto ao hotel, encontra-se o APCOA e o ticket de 24h custa 25 euros (Kaiserstrasse 7 / Opening hours: Mo - So open from 06:00 - 22:30) Se preferir estacionar na rua, tenha em mente de que no 7º Distrito e nos distritos vizinhos, você deverá adquirir obrigatoriamente o ticket para estacionar na rua.



- Serviços: 

. Bar e Café: serviço 24h de snacks e menu de drinks para os hóspedes

Para não hóspedes:  Horário de Funcionamento - de segunda a sexta das 6:30 às 4h; sexta e sábado e feriados das 7:00 às 04:00, mas o Rooftop fica aberto somente até às 22h

. Café da Manhã Orgânico, com frutas, pães italianos, sucos, café... Custa €12 por pessoa ou, se reservar pela internet, custa €9.50 por pessoa, desde que seja feita a reserva de quarto junto para ter esse desconto.

Café da manhã é servido de segunda a sexta das 06:30 às 10:30 / sexta, sábado e feriado das 7:00 às 11:00

. Máquinas em todos os andares de venda de snacks, chinelos, livros, dentre outros

. Tábua e Ferro de passar nos andares

. Biblioteca para leitura, para relaxar, encontrar amigos e trabalhar.

. Sala de Yoga no quarto andar

. Academia no primeiro andar com desconto para hóspedes (por 15 euros)

. Movie Lounge, com uma ótima coleção de filmes das décadas de 50, 60, 70... todos os dias, às 18h.

. Guitarra na recepção, que pode ser emprestada gratuitamente e levada para o quarto para quem desejar matar a saudade. Cada quarto tem um amplificador Marshall.

. Rooftop Garden, com vista da cidade

. WiFi gratuito com alta velocidade





Ruby City Guide 

Free Bikes para explorar a cidade

Ruby Shop no bar com amenities, bolsas e outros itens

. Salão de eventosEvent Space  - localizado no primeiro andar, logo na entrada do hotel - events@ruby-hotels.com

- Booking.com: nota 9.0, com mais de 2.260 avaliações! Veja aqui. 

- TripAdvisor: nota 9.0, com mais de 550 avaliações e posição nº 21 dentre 366 hotéis avaliados no site. Clique aqui e confira.

Facebook






- FAÇA A SUA RESERVA AQUI

- Veja o Ruby Marie Hotel no blog dos nossos amigos Esse Mundo É Nosso: clique aqui

- Como chegar:  Nós chegamos pela Hauptbahnhof de Viena, a partir de Linz. Como estávamos com malas, pegamos táxi até o hotel que custou algo em torno de uns 13 euros (não passou de 15 euros). Mas se você quiser economizar, poderá pegar a linha U1 do metrô para a Stephansplatz e depois trocar para a linha U3 para a estação Zieglergasse (o ticket custa €2.20).



Mas, como o hotel está do lado da Westbahnhof, o ideal é tentar se organizar para chegar em Viena por essa estação e depois você apenas caminhará por 5 minutos no máximo.

Se chegar de avião, você pode pegar o CAT e em 16 minutos estará na estação Wien-Mitte. De lá, você precisa pegar a linha U3 de metrô e ir para a Westbahnhof. Normalmente, os trens entre o aeroporto e a estação Wien-Mitte saem todos os dias entre 6:06 e 23:36 e o ticket custa €11. Ou, ainda, você pode também usar o Vienna Airport Line Bus - o ônibus do aeroporto - até a Westbahnhof que funciona todo dia das 06:05 às 00:05, a cada meia hora, com ticket custando  €8.

Por fim, se você estiver de carro - e nós não recomendamos, pois Viena não é uma cidade para se andar com carro, considerando que ela está bem conectada por metrô, trem, bonde e que você pagará carro em estacionamentos - há um estacionamento do lado oposto ao hotel, o APCTOA, na Mariahilfer Strasse 123, com desconto para os hóspedes: o ticket de 24 horas custa € 25 os hóspedes, em vez de € 37.

Nenhum comentário:

Postar um comentário