25 abril 2019

Como é voar com a Ryanair: low cost na Europa

Como é voar com a Ryanair: low cost na Europa

Eu - Lily - havia viajado com a Ryanair há muitos anos e nem lembrava direito de como funcionava.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Em nossa primeira viagem internacional de 2019, fizemos uma Eurotrip com foco no Leste Europeu e, pela dificuldade de otimizar melhor os deslocamentos dentro do roteiro que montamos com outros meios de transporte, como aluguel de carro, trem ou ônibus, optamos por fazer os principais deslocamentos entre países de avião e, para nossa surpresa, a Ryanair apresentou-se como a mais econômica em todos os casos e com menor duração de voo, pois eram todos os voos direto. (https://www.ryanair.com/pt/pt/)

Mas vamos lá... mais econômica em termos, né? Porque todo mundo já deve saber que voar de Low Cost na Europa só é barato - ridiculamente barato mesmo - se você viajar leve, só com a bolsa tiracolo pequena.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Agora, se você for um tradicional brasileiro que viaja no inverno por 22 dias com pelo menos uma bagagem a ser despachada (como eu!), neste caso já adianto que a Ryanair não será aquela barganha que muitos comentam e esperam que seja. 

Então, pra começo de conversa, a gente não viajou leve e não se valeu dessa grande vantagem que a Low Cost oferece que é ter passagem a preços bem em conta isso porque, a partir do momento em que você começa a somar outras cositas más ao valor da sua passagem, ela praticamente dobra de preço e foi exatamente o que aconteceu com a gente porque tínhamos cada um uma bagagem de bordo e uma bagagem a ser despachada.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Vamos falar em valores dos nossos voos comprados diretamente no site da Ryanair, sem atravessadores:

  • Voo de Bucareste para Viena, operado pela Lauda Motion: 67,50 dólares por pessoa
  • Voo de Budapeste para Praga: 25.275Huf (moeda húngara) por pessoa (mais ou menos 78 euros por pessoa)
  • Voo de Praga a Cracóvia,: 1.840 czk por pessoa (mais ou menos 73 euros)

Voando com a Ryanair e as Bagagens 


Para todos os 3 voos acima, nós compramos a passagem com o pacote completo, que inclui o direito a ter 1 bolsa pequena, 1 bagagem de bordo de até 10kg e 1 bagagem a ser despachada de até 20kg, além de marcação de assento no ato da compra e acesso prioritário no embarque.


BOLSA PEQUENA: Todos os passageiros têm o direito de levar 1 pequena bolsa pessoal a bordo da aeronave, desde que seja pequena de verdade e caiba debaixo do assento à sua frente (40cm x 20cm x 25cm). Exemplos incluem bolsa, bolsa para laptop e mochila pequena.

No nosso caso, como expliquei acima, adquirimos por um valor extra o "Embarque prioritário & 2 malas de bordo" e por isso estávamos com 1 mala de até 10kg a bordo que deve caber no dimensionador de bagagem (não pode exceder 10kg e as dimensões devem ser no máximo 55cm x 40cm x 20cm).

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Para quem pensa que dá para extrapolar um pouco isso acima, adianto logo que é melhor não dar mole porque eles são bem rigorosos ao medir esses tamanhos! Eu vi na minha frente uma passageira, já na fila de embarque, tendo que despachar - E PAGAR - a sua mala de mão porque não passava nas dimensões. Eles possuem uma caixa de medição onde as malas que eles suspeitam que não estejam dentro dessa proporção são colocadas.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

No caso dessa passageira, a mala dela extrapolava pelas rodinhas, que eram bem grandes e altas. Deu até peninha dela porque ela insistiu muito para aliviarem o lado dela, mas não conseguiu desenrolar lá na hora e teve que pagar para despachar. A taxa, de acordo com o site da companhia aérea, é de £/€50 (sujeita a IVA para voos domésticos, segundo as tarifas governamentais aplicáveis).

Obs: se isso acontecer com você, certifique-se de ter retirado todos os artigos de valor da sua mala e os seus documentos.

Nem preciso dizer que pagar para despachar na hora é bem mais caro do que pagar antes, no ato da compra da passagem. Aliás, por este valor de 50 euros ou libras você consegue às vezes comprar umas 5 passagens em cias Low Costs. Daí a importância para se atentar às regras antes para que o barato não saia caro.

CLIQUE AQUI para conferir as taxas cobradas em diversos casos

Por isso mesmo a dica é: se você já sabe que vai precisar despachar a sua bagagem, compre logo e garanta isso quando estiver reservando a passagem para não pagar mais caro no momento de embarcar.

Ainda sobre a bagagem de bordo, vale a pena saber que se você precisar carregar algum equipamento médico, terá direito a carregar esses itens a bordo gratuitamente, sujeitos, contudo, à pré-liberação pela equipe de assistência especial.

Para as famílias com bebês, também merece registro a seguinte informação: bebê entre 8 dias e 23 meses que viaja no colo de um adulto não tem direito à mala. Todavia, o adulto poderá levar uma bolsa de bebê de até 5 kg e isso é considerado como um item a mais, um plus além da própria mala de mão.

Opaaaa... agora a melhor parte para quem não resiste às comprinhas em Duty Free (como eu!): Bolsas do duty free são permitidas na cabine junto com sua bagagem de mão, logo, não são contabilizadas como excedente.

Por fim, mais uma dica que dou: levem uma balança portátil de mala, dessas de mão, para que vocês já fiquem sossegados sabendo o peso malas e não precisarem passar pela situação de pesar a mala e extrapolar o limite da franquia e ter que abrir a mala pra retirar alguma coisa (eu já fiz isso há muitos anos, quando eu  não tinha essa balança e me recusei a pagar 8 euros por quilo excedente kkkk... abri a mala na frente do guichê de embarque e vesti 3 casacos na cara da atendente que nada fez... mas confesso que foi um bocado constrangedor e prefiro não passar por isso de novo).

CLIQUE AQUI e leia todas as informações e condições gerais do transporte e de bagagem

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

E como foi a nossa experiência com a Ryanair?


Nós baixamos o aplicativo da Ryanair para fazer o check in online porque lemos que, se deixássemos para fazer o check in na hora, pagaríamos 50 euros por isso. Nem pensar, né?

A verdade é que tudo dentro de uma companhia Low Cost é pensado na forma mais prática para otimizar ao máximo o processo, reduzindo também o número de funcionários no aeroporto.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Em todos os voos, nós chegamos no aeroporto com pelo menos 1:30 de antecedência e, no caso do voo de Bucareste para Viena, com 2 horas de antecedência porque nos disseram que na Romênia era melhor chegar o quanto antes. Vale a pena quando você não conhece o aeroporto, especialmente quando ele grande porque os guichês da Ryanair são mais escondidos. A dica é olhar o painel do check in e verificar qual o número do guichê de despacho.

A regra é que o balcão de registro e despacho de bagagem abre 2  horas antes da partida prevista do voo e fecha precisamente 40 minutos antes. Se você tiver bagagem a despachar, fique atento a esse horário.

Assim, fizemos o check in de todos os voos com antecedência, por meio do aplicativo, até porque o check in no nosso caso, que compramos o combo com as vantagens que já expliquei, estava liberado com 60 dias de antecedência ao voo.

Se a sua passagem não der direito à escolha de assento, você poderá fazer o check in online 48 horas antes do voo, mas eles devem oferecer para você pagar a mais pela escolha do assento, se você quiser. Caso não faça questão, será aleatória a escolha do assento e gratuito.

Nós já havíamos reservado os assentos e, por garantia e para não correr o risco de ter algum problema com a conexão de internet, eu printei as telas do celular com as nossas passagens e o check in feitos.

Atenção: O check in online encerra 2 horas do voo! 

Dica: além de dar print na tela do aplicativo da Ryanair com o check in, certifique-se de não ficar sem bateria de celular para não ter problemas para embarcar ou imprima o bilhete se tiver acesso à impressora. 

Nós não imprimimos nenhuma passagem e não tivemos problema quanto a isso. Bastava apresentar o  passaporte válido e o celular para conferência do bilhete e estava tudo certo.

Nosso primeiro voo na verdade foi operado por uma parceira dela, a Lauda Motion, cujo um dos sócios é o ex piloto de Fórmula 1, o Niki Lauda. Eu não conhecia essa companhia aérea e é claro que fui para o Google pesquisar a respeito. Não achei qualquer informação desabonadora e resolvemos arriscar.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Um voo com Low Cost não é um voo com muito conforto ou luxo. Não espere por isso. Mas é aceitável e os nossos foram tranquilos.

O serviço de bordo em todos os casos foi o mais simples possível: só água! Qualquer coisa a mais, deveria ser paga à parte.

A parte chata que achei é que na maioria das vezes eles anunciavam o portão de embarque muito em cima da hora. Eles avisam que a gente tem que se apresentar no portão de embarque com 30 minutos de antecedência da hora de partida do voo. Acontece que, em todos os casos, o painel eletrônico com os voos só mostrava qual era o portão de embarque super em cima da hora e nem sempre o portão era logo ali onde a gente estava até porque a gente nem sabia onde era melhor ficar esperando. Às vezes tínhamos que caminhar um bocado e até mesmo correr.

As experiências em cada aeroporto também foram diferentes. A gente tinha o Priority Pass para Embarque Prioritário, mas que não foi respeitado no aeroporto internacional de Bucareste, por exemplo. A fila era única e não havia qualquer diferença para quem portasse o Priority Pass (que vem escrito em destaque na passagem, bem em cima).

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Confesso que isso me deixou chateada porque pagamos a mais para ter esse direito.

Outra situação curiosa foi o embarque no aeroporto internacional de Budapeste, pois nós tivemos que sair do edifício principal do aeroporto e fomos direcionados para uma espécie de contêiner, um outro local do lado de fora, tipo um galpão, em que todo mundo ficou aglomerado. Mas, ao menos ali eles respeitaram o Priority Pass. Na verdade, só mesmo em Bucareste que não foi respeitado esse acesso prioritário. Em Budapeste e em Praga havia fila diferenciada, o que facilita a vida na hora de entrar na aeronave e poder colocar sua mala de bordo perto do seu assento.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Outra questão é todos os embarques e desembarques foram feitos em solo! Sim... em nenhum caso havia finger conectando a passagem com o aeroporto. Então, em caso de chuva, isso pode ser chato. Também é complicado para quem tem uma mobilidade mais reduzida ou uma dificuldade de subir escadas.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Em relação às aeronaves, não temos reclamações! 

Nos 3 voos, encontramos aeronaves limpas, com tripulação amigável e simpática. Os voos eram curtos e por isso não precisei usar o banheiro. Portanto, não sei se estavam dignos, ou seja, limpos, e com tamanho razoável. O ar condicionado não estava forte em nenhum voo. Mas vale a pena ter um casaco em mãos para os mais friorentos.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Não havia entretenimento de bordo, o que já era esperado. Se você puder comer antes de viajar, melhor! As comidas oferecidas eram sem graça e caras... isso quando havia algum lanchinho para comprar.

Então é isso! A gente acabou pagando praticamente o dobro da passagem para ter direito ao combo com esse combo com benefícios, mas não tínhamos escapatória. Ainda assim, valeu a pena e faria de novo. Não passamos perrengue, os voos foram tranquilos, sem turbulência e, no final das contas, achei que valeu muito a pena encarar a Low Cost porque as passagens de trem também ficariam mais em conta, o tempo de viagem seria absurdamente maior e viajar de carro não foi cogitado nesses trechos porque não sabíamos se teria muita neve ainda na época que fomos - mês de março de 2019.

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Blog Apaixonados por Viagens - Como é voar com a Ryanair - Low Cost - Europa

Por fim, é importante saber que, se houver alteração do horário de voo da Ryanair, caso seja maior que 3 horas após o horário de partida original, e não estiver disponível nenhum voo alternativo, mediante pedido, a companhia oferece um reembolso da totalidade paga relativamente ao voo que sofreu a alteração, sem qualquer outra responsabilidade.



Postar um comentário

Botão do Whatsapp só funciona no celular

Digite o que procura e tecle "enter" para buscar