14 agosto 2018

Centro de Portugal: conheça Óbidos, Belmonte e Coimbra

Centro de Portugal: conheça Óbidos, Belmonte e Coimbra

Por muito tempo, museus, história, arte e arquitetura estiveram no centro das viagens à Europa. Afinal, a maioria não se refere à Europa como sendo o Velho Continente à toa. Mas já faz alguns anos que o conceito de turismo mudou, principalmente entre as últimas gerações. Os millenials, por assim dizer, são muito mais interessados em experiências exclusivas, aventura e música, trazendo uma adaptação dos destinos turísticos para recebê-los bem. E isso nós podemos assegurar que a região do Centro de Portugal tem de sobra e desperta cada mais o interesse dos turistas. 

Óbidos

Biblioteca Joanina em Coimbra
Considerada por muitos como a mais charmosa região portuguesa, suas belezas estendem-se por todo o território ocupado por 2,3 milhões de habitantes que têm o dom de bem receber. É cheia de destinos populares e aposto que vocês já ouviram falar de algum desses lugares: Aveiro (a Veneza lusitana), Coimbra (e sua Universidade, uma das mais antigas do mundo, fundada em Lisboa no ano de 1290 e transferida definitivamente para Coimbra em 1537, declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO, em 2013), Viseu (cidade onde moram meus primos rsrs), Nazaré (e seu famoso Canhão de Nazaré, com ondas gigantes que desafiam os surfistas mais corajosos do mundo), Óbidos, Tomar, Fátima (e seu santuário religioso que atrai todos os anos milhares de peregrinos) e tantos outros.

E é claro que o vinho não poderia ficar de fora. Afinal quem não gosta de degustar um bom vinho em clima de romance ou com amigos e familiares? Com cenários inesquecíveis e patrimônio histórico sem igual, o Centro de Portugal oferece experiências exclusivas para os amantes dos vinhos. Aventure-se pelos roteiros das vinícolas na Rota da Vinha e do Vinho do Oeste, a Bairrada ou a famosa região do Dão, onde se produzem vinhos desde o século 12, realizando uma genuína experiência portuguesa.

Ainda vale dizer que a região possui inúmeros patrimônios da UNESCO, um litoral que é um paraíso do surfe, aldeias históricas, gastronomia riquíssima, vinhos inesquecíveis, natureza exuberante e muita cultura, que se somam a incontáveis motivos para uma visita. A principal cidade, Coimbra, está a apenas 200 quilômetros de Lisboa e a 135 quilômetros do Porto. Para mais informações, visite www.centerofportugal.com.

E justamente sobre Coimbra e Óbidos que falaremos aqui para vocês. Vamos começar com Óbidos, uma vila portuguesa para os amantes de literatura, destino que encanta com suas inúmeras livrarias e festival literário

Óbidos - Crédito: Sivan Askayo
No topo de uma colina, muralhas medievais protegem um lugar charmoso, formado, principalmente, por casinhas brancas e um castelo imponente no topo. Pode até parecer, mas esse não é o início de um conto de fadas.


A ligação de Óbidos com a literatura vai além de suas semelhanças com um cenário de história infantil: o destino é conhecido como “Vila Literária”, possui diversas livrarias curiosas e sedia um importante festival literário anualmente.


A apenas 45 minutos de Lisboa, esta vila do Centro de Portugal tem pouco mais de 3.000 habitantes, mas o número de livrarias não para de crescer desde a criação do projeto Óbidos Vila Literária, que promove a cultura da escrita, da leitura e dos livros.

Museu Abilio durante Folio 2017
Entre os destaques da Óbidos Vila Literária estão a Grande Livraria de Santiago, que ocupa a construção de uma igreja do século 12, a Livraria da Adega, um edifício restaurado que une livraria e bar de vinhos e petiscos, e o Mercado Biológico, onde se encontram diversos produtos da região, vinhos e, é claro, muitos livros.

Livraria Santiago - Obidos
Livraria da Adega durante Folio 2017
Outros espaços trabalham com gêneros específicos: a Galeria Pelourinho conta com exemplares sobre poesia e Fernando Pessoa, o Centro Design de Interiores tem publicações sobre design de interiores e o Histórias com Bicho é o lugar certo para encontrar livros infantis.

Livraria movel Tell a Story durante o Folio 2017
Para realmente sentir o espírito de Óbidos, nada melhor que se hospedar no The Literary Man Hotel, hotel temático com um acervo de 40 mil exemplares. O restaurante tem estantes repletas de livros em todas as paredes, um ambiente extremamente acolhedor, assim como os quartos belamente decorados.

Óbidos - Crédito: Sivan Askayo
Para completar, todo ano Óbidos recebe a festa literária FOLIO, que durante 11 dias dá voz a dezenas de autores portugueses e estrangeiros, além de realizar espetáculos de música, teatro, cinema, dança, tertúlias, mesas redondas e exposições. A atmosfera do festival é incrível, colocando leitores e autores em contato e promovendo uma troca de experiências incomparável.

Óbidos - Crédito Sivan Askayo
Este ano, o FOLIO acontece entre 27 de setembro e 7 de outubro.

Igreja de Sao Tiago
Além da literatura, o destino encanta por outros motivos: o pôr do sol visto de suas muralhas, a ginjinha, um licor típico que é comumente servido em copinhos de chocolate, seu castelo, onde hoje funciona uma pousada, e as igrejas de Santa Maria, da Misericórdia e de São Pedro.

Outra cidade que merece nossa atenção, especialmente pelo laço forte que a une ao Brasil, é a Aldeia História de Belmonte, terra de Pedro Álvares Cabral, também localizada na região do Centro de Portugal. E que tal um roteiro para ativar o explorador que mora em você, inspirado nele que foi o descobridor do Brasil?

Castelo de Belmonte
Com uma inigualável beleza histórica e preservação da atmosfera medieval, Belmonte é um patrimônio monumental e cultural da humanidade, que reúne história e arquitetura medieval, herança judaica e paisagens encantadoras. A Aldeia Histórica localiza-se no concelho de Belmonte, distrito de Castelo Branco, ao pé da Serra da Estrela. Seu nome parece derivar do latim “Belli-monte” que significa “montes de guerra”, aludindo possivelmente aos confrontos bélicos da época da ocupação romana.

Museu do Descobrimento
Confira aqui alguns lugares imperdíveis para conhecer em Belmonte:

Castelo de Belmonte: Seu lugar de destaque no topo do destino confere ao Castelo de Belmonte um charme e imponência bem especiais. Este monumento sofreu diversas alterações arquitetônicas, além de ter tido várias funcionalidades ao longo dos tempos.

Castelo de Belmonte
Igreja de São Tiago: Esta igreja e a Capela dos Cabrais localizam-se junto ao Castelo e formam um conjunto classificado como Monumento Nacional. Sua peculiaridade reside nos traços românicos e góticos, além de elementos arquitetônicos do período manuelino que foram acrescentados posteriormente: um verdadeiro mosaico arquitetônico.

Museu do Descobrimento: Instalado no Solar dos Cabrais, o Museu do Descobrimento tem como objetivo apresentar o feito histórico de Pedro Álvares Cabral: a possível descoberta do Brasil.

Museu do Descobrimento
Museu do Descobrimento
Museu do Descobrimento
É uma visita em que o turista irá voltar 500 anos de história num percurso dinâmico e repleto de recursos visuais. Um passeio imperdível para as crianças.

Museu do Descobrimento
Museu do Descobrimento
Museu do Descobrimento
Torre de S. Cornélio: Este enigmático monumento da época do apogeu do império romano tem alimentado a imaginação de arqueólogos e historiadores ao longo dos anos. Isso porque não se sabe ao certo qual terá sido a sua real funcionalidade. Para uns, foi um templo, para outros, um acampamento militar ou uma prisão, mas o que realmente importa é que este espaço é um exemplar único de arquitetura romana.

Museu Judaico de Belmonte: Belmonte possui uma forte presença judaica e destaca-se por ter sido um território de permanência da cultura e da tradição hebraicas desde o início do século 16 até aos dias de hoje.
Museu Judaico de Belmonte

O Museu Judaico de Belmonte é o primeiro museu judaico de Portugal. Este espaço retrata a história dos judeus no país, a sua integração na sociedade portuguesa e a sua valiosa contribuição cultural na arte, literatura e comércio.

Pousada Convento em Belmonte
Por fim, mas não menos importante, a cidade mais importante e mais conhecida do Centro de Portugal, que inspirou o best seller de livros do Harry Potter, Coimbra e sua incrível tradição universitária!

É inegável que a Universidade de Coimbra mantém vivas as tradições e práticas simbólicas de sete séculos de história de sucesso, sendo uma das mais antigas da Europa! Por isso mesmo que, quem for visitar a região do Centro de Portugal, não pode deixar de passar por esta cidade que se destaca pelas histórias incríveis a serem apreciadas.

Aliás, uma das grandes belezas do Centro de Portugal é justamente proporcionar ao turista a possibilidade de explorar lugares tão distintos em seus mínimos detalhes, mergulhar na rica história de monumentos e personagens e apreciar manifestações culturais peculiares.

Como uma boa cidade portuguesa, Coimbra foi construída às margens de um rio e em cima de uma montanha que separa a cidade alta da cidade baixa. A parte baixa guarda preciosas construções medievais e ruelas onde se concentra o comércio.

Já a parte alta, por sua vez, coroada pela universidade no seu ponto mais elevado, é território de grande parte das repúblicas de estudantes, pontos turísticos como a Sé Velha e a Biblioteca Joanina e também palco dos principais acontecimentos da vida acadêmica de Coimbra.

Estudantes se reúnem na Universidade de Coimbra
Para quem deseja conhecer de perto os encantos universitários da cidade, o Sapientia Books & Wine Hotel é o único hotel localizado no Centro Histórico. A propriedade está situada no coração da Alta de Coimbra, considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. O rooftop é uma das grandes atrações do hotel, pois oferece uma vista de 360 graus para toda a cidade, incluindo a tradicional e secular Universidade de Coimbra.

Universidade de Coimbra
Com a missão de ajudar os viajantes nessa divertida missão de explorar a Coimbra universitária, apresentamos 4 tradições imperdíveis deste destino fascinante:

1- Tunas acadêmicas

A Tuna é um grupo musical formado por estudantes universitários. Acredita-se que a palavra “tuna” tenha vindo do nome da cidade de Túnis, onde vivia um trovador conhecido. Aliás, a arte de trovar é comum aos membros das tunas acadêmicas: suas apresentações são recheadas de canções que exaltam a cultura acadêmica e, em especial, a herança histórica portuguesa.

2- Trajes universitários 

Os universitários portugueses vestem um uniforme peculiar, um dos maiores símbolos da tradição universitária em Coimbra: uma longa capa preta, gravata, camisa social, calças para os homens e saias para as mulheres. Esse visual pitoresco para a atualidade fez com que J. K. Rowling, autora de Harry Potter, incorporasse diversos desses elementos nas roupas dos alunos da escola de bruxaria de Hogwarts, tanto nos livros quanto nos filmes.

Estudantes se reúnem na Universidade de Coimbra
Já em Portugal, é possível vê-los no campus da Universidade de Coimbra, onde são usados até os dias de hoje. Vestir a capa e a batina de uma das universidades mais antigas do mundo é sinônimo de prestígio.

4- Queima das Fitas

Conhecida como a “festa dos estudantes”, é a ocasião em que cada um veste as cores da faculdade e celebra o fim do ano letivo com muita euforia, marcando a conclusão de uma etapa gloriosa da vida estudantil. Os turistas também podem desfrutar do clima de alegria, das divertidas tradições e das atividades especiais, que incluem shows, festas e saraus.

Serenata Monumental na escadaria da Sé Velha, em Coimbra
A comemoração começa quando toda a Academia veste os trajes e se mantém em silêncio para ouvir o show das guitarras e do fado em frente à escadaria da Sé Velha.

5- Biblioteca Joanina e seus guardiões inusitados

Biblioteca Joanina em Coimbra
Localizada dentro da Universidade de Coimbra, essa biblioteca possui um acervo com cerca de 200 mil livros, com coleções raríssimas dos séculos 16, 17 e 18. Proteger esse patrimônio é um verdadeiro desafio, que vai desde o cuidado rigoroso com a temperatura e umidade até o controle de pragas como as traças. Para combater esse inseto inconveniente, a biblioteca possui curiosos aliados: morcegos. À noite, eles se alimentam dos diversos bichinhos que corroem os papéis, mantendo todos os exemplares a salvo.


  1. Adoro viajar para Portugal - tudo nesse pais me encanta, principalmente a culinária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Portugal é bola da vez no turismo internacional! Ficamos felizes em saber que suas belezas estão finalmento sendo descobertas e valorizadas!
      Beijos e obrigada pelo comentário compartilhado conosco.
      Lily

      Excluir

Botão do Whatsapp só funciona no celular

Digite o que procura e tecle "enter" para buscar