quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Teresópolis: um roteiro completo de final de semana na Serra Fluminense

Em junho de 2017, nós tivemos a honra de participar de uma Press Trip que comemorou o 5º Encontro Intrip, blog do nosso amigo Fábio (http://intrip.com.br/) que organizou com maestria essa super viagem com uma turma animada que foi curtir um  pouco do frio do fim do outono e já quase inverno, na Serra Carioca, mais especificamente na cidade de Teresópolis, a cidade de Teresa!


Inclusive, o Fábio aproveitou a oportunidade para lançar, em primeira mão para a gente, o seu novo projeto, o The Exp (http://theexp.com.br/) que consiste em uma operadora de turismo que organiza roteiros de experiência, algo muito buscado hoje em dia por quem aprecia uma programação distinta, mais personalizada, mais cuidadosa, considerando seu estilo, seus interesses e não aquela coisa pasteurizada e comercial de excursões das "tias" do passado. Adoramos esse conceito, até porque eu e Julio prezamos justamente por um turismo de experiência e torcemos muito pelo sucesso do Fábio e toda a sua equipe!


Bem, nossa viagem não teria sido a mesma se não tivéssemos contado, portanto, em primeiro lugar com o Fábio, que organizou e reuniu a turma toda e, em segundo lugar, com os parceiros que fizeram dessa viagem super gostosa, equilibrada na medida certa com passeios voltados para o melhor que a região tem a oferece em termos de gastronomia, cultura e ecoturismo, repleta de informações úteis e muito aprendizado. E, obviamente que não poderia faltar, em terceiro lugar, porém não menos importante, ao grupo que estava super harmonioso, interagindo bem, apesar de algumas pessoas não se conhecerem antes deste final de semana, como foi o meu caso que não conhecia todos pessoalmente... alguns eu conhecia somente virtualmente, outros eu não via há anos e outros eu efetivamente não conhecia.



E foi muito legal porque esse clima descontraído acompanhou a gente durante o tempo todo. Foram 2 noites de viagem, de sexta a domingo, que pareceram muito mais do que isso de tanta coisa bacana que fizemos por lá! O ritmo não foi molezinha, viu? Pelo contrário, foi bem do jeito que eu gosto, bem em ritmo de maratonista, mas deu tudo certo e voltamos cheios de boas lembranças!



Mas adorei a experiência como um todo e passo a listar abaixo os nomes de quem contribui em peso para o sucesso da viagem e contar um pouco para vocês de como foi esse passeio incrível.

- Parceiros da Press Trip:

E teve muita comida boa, hospedagem aconchegante, trilha e cachoeira, risadas, cervejas, cachaça e licor .... vou te contar que nem sempre quando acaba em pizza é ruim, viu? Dessa vez foi maravilhoso e podemos dizer que acabou sim em pizza... e pizza boa!

O nosso agradecimento aos parceiros desta viagem que tão bem nos acolheram e foram cruciais para o sucesso deste projeto.

✔Os deslocamentos:

Terê, para os íntimos, fica a 120 km do Rio, 50 km de Petrópolis (cidade Imperial) a 70 km de Friburgo (colônia suíça - alemã). E nós estávamos muito chiques porque tivemos um ônibus à nossa disposição - isso mesmo! - para nos levar desde o aeroporto Santos Dumont até Teresópolis, bem como dentro de Terê foi ele quem nos levou para todos os lugares da programação. Incrível!

O ônibus da Viação Teresópolis atendeu muito bem aos nossos propósitos e era confortável, limpo e com um ótimo motorista (http://www.viacaoteresopolis.com.br/site/).

- Como Chegar: Se fizer da mesma forma que a gente, vá pela Linha Vermelha e siga para a Av. Washington Luiz em direção a Petrópolis e Teresópolis. Tem que observar as placas para pegar a saída correta para a serra de Teresópolis. Há um pedágio na subida da serra que é deve ser pago na subida e na descida (na faixa dos R$15,00)


- Tempo de Deslocamento: depende muito do dia, do trânsito, do horário... o normal seria no máximo 1:30h, mas, se você der azar de ir numa sexta feira, com chuva ou véspera de feriado, de tarde, em pleo horário de rush, aí pode demorar bem mais. Logo, a dica é evitar esses horários de pico.


O Bairro do Alto é a principal porta de entrada da cidade: antes de chegar nele, há mirantes para o pico chamado de Dedo de Deus, onde muitos param para fotografar. Neste bairro está a famosa feirinha de Terê, cidade situada no altiplano da Serra dos Órgãos, a uma altitude de 1.000 m.

✔Hospedagem: 


A hospedagem não poderia ter sido mais aconchegante, cercada pela Mata Atlântica e ao lado do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, a Pousada Terê Parque, localizada na Granja Guarani, foi uma grata surpresa para a gente, um oásis de tranquilidade (http://www.tereparque.com.br/site/).

CLIQUE AQUI e leia o post completo sobre a hospedagem



Um lugar encantador, muito completo, com várias opções de atividades e entretenimento para os pequenos e adultos, bem equipada com salão de jogos, parquinho, sauna, academia, lounge quentinho para conversar, piscinas lindíssimas que conservam os azulejos dos tempos da família Guinle, bem como toda uma arquitetura retrô, dos tempos áureos do Rio de Janeiro, compondo um cenário emoldurado pelas montanhas e vegetação.




Há até um viveiro de araras por lá que é uma graça e uma fazendinha que fazem a alegria das crianças! Ou melhor, dos adultos kkkk





Observação: as araras mantidas pela pousada vivem em um grande viveiro e têm registro junto ao Ibama. Já nasceram de pais criados também em viveiros e as chances de não sobreviverem se forem soltas são grandes. Detalhe: de acordo com o tratador delas, mesmo com as portas do viveiro abertas, elas não saem de lá. E sim, a pousada contrata um tratador que cuida delas direto.



Ficamos em um quarto Casal Standard Vip que era muito moderno, limpíssimo, com um espaço bem distribuído e completo com todas as facilidades de que gostamos: armário, escrivaninha, criados mudos, cama muito confortável assim como roupa de cama macia e quentinha, banheiro excelente, com amenities também completas e banho bem quente, o que é fundamental para o frio de 10ºC que estava fazendo por lá à noite e pela manhã cedo.




Destaque para o piso quente que, num lugar frio como lá é no inverno, faz toda a diferença.



O café da manhã foi uma delícia e os cuidados dos funcionários e sua simpatia eram um diferencial incrível também. Muito reforçado, o café da manhã oferecia tudo para começar o dia com o pé direito: pães, bolos, tortas, ovos mexidos, frios como queijos e fiambres, frutas cortadinhas, canjica quentinha que me fez lembrar das festas juninas, café, chocolate quente, sucos... ou seja, tudo!





Isso sem contar com o chá da tarde, outra delicinha preparada pela pousada para atender bem seus hóspedes, ao voltar dos passeios, que são recebidos com um chá, café e bolo! Como recusar?

Não é a toa que a Pousada Terê Parque encontra-se em 1º lugar no ranking do TripAdvisor, dentre outras 37 Pousadas listadas pelo site e ainda ostenta, com louvor e merecidamente, o Certificado de Excelência conferido pelos leitores do site, a partir de cerca de 300 ótimas avaliações com nota máxima, sim, nota 10!! Clique aqui e vejam os comentários (esses dados são de agosto de 2017)



No Booking.com, a Pousada Terê Parque tem nota 9,2, com base em mais de 360 comentários e uma excelente avaliação dentre as demais pousadas da região. Clique aqui para ver mais e fazer sua reserva.




E para acompanhar o que está acontecendo por lá, não deixe de seguir o perfil da pousada no Instagram, onde há sempre novidades sobre o local e a região - @pousadatereparque - onde em breve acontecerá um delicioso Festival de Vinho e Gastronomia - apoiado pelo The Exp - clique aqui e saiba mais sobre o evento. 

✔Restaurantes/Gastronomia: 

Hummmm... vamos combinar que frio, serra e Teresópolis tem tudo a ver com gastronomia, não? E que a cidade já é reconhecida como pólo gastronômico, disso não temos dúvidas.

Aliás, tem muita gente do Rio de Janeiro que sobe a serra final de semana, às vezes num bate e volta (vão pela manhã e voltam final do dia) somente para curtir o frio, os ótimos restaurantes da cidade, comer bem e beber melhor ainda.

E se você acha que nós ficamos no cliché da combinação vinho + frio, está bem enganado! Pois a Press Trip surpreendeu a todos ao trazer como parceira a Rota Cervejeira RJ (http://rotacervejeirarj.com.br/) que veio nos provar que dá sim para beber cerveja no frio, principalmente se for cerveja de qualidade como as que fazem parte do seleto grupo da Rota Cervejeira, como a Bohemia, Buda Beer, Brew Point, Cidade Imperial, Grupo Petrópolis, St Gallen e outras.




Assim, numa noite de sexta fria do lado de fora e bem quentinha e gostosa dentro do Restaurante Don Phillipe (http://www.donphillipe.com.br/), nós inauguramos com um super jantar delicioso o 5º Encontro Intrip, com direito a harmonização das cervejas que nos foram oferecidas pela Rota Cervejeira e um buffet para lá de especial preparado com muito carinho pelo Restaurante Don Phillipe, que teve direito a um buffet de sopas e caldos e ao grande sucesso da noite que foi o rodízio de pizza que estava dos deuses!



Eu não sei se gostei mais dos sabores de pizza salgados ou doces. Vocês sabem que eu sou uma formiga, então doce é o meu fraco... ou seria o meu forte? rrs...



Mas fato é que todas as pizzas estavam maravilhosas, com sabores diferentes, com personalidade, apresentando combinações até bem ousadas com um resultado surpreendente que agradaram a todos.

Pensemmmm numa massa fininha, crocante e coberta com muito recheio... como resistir a uma pizza a lenha assim? Gente... não há dieta no mundo que tenha maturidade para não comer essas delícias!




Estava tão, mas tão gostosa que eu pedi que preparassem uma "quentinha" para eu levar para o Julio, que acabou perdendo o horário do ônibus para subir conosco e chegou mais tarde, indo direto para a pousada.

Olha, vou provar para vocês que a pizza é boa: estava um frio bizarro à noite, portanto, a pizza chegou bem gelada quando finalmente encontrei o Julio e mesmo assim ele a devorou! E não foi por estar faminto porque ele havia feito um lanche na rodoviária, mas de tão boa que estava, até mesmo fria ele comeu feliz!



Ainda sobre o restaurante, vale mencionar que todo o seu ambiente é tão fofo, com uma decoração rústica muito graciosa, com detalhes que chamaram minha atenção como a bicicleta do lado de fora... do jeitinho que a gente espera que seja uma genuína Trattoria Italian. Um charme de lugar e estava bem cheio... ou seja, deve ser conhecido pela região.



O chef Phillipe foi super gentil e quis fazer um agrado para a gente e preparou na hora uma pasta tipo espaguete dentro do queijo Grana Padano que tinha sido previamente flambado com conhaque que fez com que todos parassem de comer para acompanhar a produção do prato. Realmente, é um show poder vê-lo preparando a massa dentro do queijo e o aroma que fica no ar é absolutamente inebriante!



Contudo, confesso que fiquei um cadinho decepcionada porque, ao provar o meu prato, achei que a massa não estava tão saborosa quanto o aroma de queijo Grana Padano derretido que senti na hora. Em todo caso, vale a pena acompanhar o feitio e experimentem que, talvez, quando vocês forem, a pasta poderá estar com mais sabor de queijo.



O Restaurante Don Phillipe encontra-se na Rua Capitão Edmundo Nascimento n. 53 e ocupa o 14º lugar no ranking que lista 469 restaurantes em Teresópolis, com nota 9 e Certificado de Excelência. E eu não tinha a menor dúvida de que ele era bom demais mesmo! Clique aqui para ler os mais de 180 comentários sobre a casa.


Não posso deixar de mencionar que, durante o jantar inaugural, fomos recebidos com mimos que realmente só fizeram aquecer nossos corações de alegria por estar ali: placas personalizadas com nomes dos blogs e a logo e também doces que vinham numa caixinha bem especial para viajantes (vejam na foto) feitos pela esposa do Fábio, que gerencia a doceria Doces Marias (https://www.facebook.com/docemariasbr/)


Ainda levamos para casa um brinde que todo mundo amou, que ganhamos da Rota Cervejeira: cerveja e copo lindo!


No dia seguinte, a gente fez um piquenique na Sede do PARNASO (Parque Nacional da Serra dos Órgãos), com direito a cesta e tudo! E que cesta lindinha, gente?



Coisa mais fofa que foi cuidadosamente preparada para cada blog envolvido - foi uma cesta por blog, que estava tão farta, tão repleta de itens gostosos, nutritivos que nem demos conta de comer tudo ali na hora.

Havia sanduíches, sucos, trufas, frutas, água, chocolates Katz, suco natural Greenpeople... foi um lanche incrível para a gente recarregar as energias antes da caminhada que fizemos dentro do Parque Nacional. A cesta foi oferecida pela La Violetera e a produção dela foi feita pelo Doces Marias.


Durante esse piquenique, apesar de ter nada a ver com gastronomia, vou colocar aqui que tivemos a companhia do Paulo Raphael (https://www.facebook.com/pr.massoterapia/), especialista em massoterapia que fez massagens em alguns dos que estavam lá. Infelizmente, não deu tempo de fazer em mim.


Continuando nesta parte gostosa da gastronomia que experimentamos em Terê, tivemos o jantar se sábado no Restaurante Varietá Grill (http://www.varietagrill.com.br/), que fica na Av. Delfim Moreira, 722, Centro da cidade, restaurante que faz jus ao nome porque oferece uma variedade incrível de pratos no seu buffet self service.



Apesar de ser self service / a quilo, o que não me agrada muito (confesso que eu não curto tanto esse esquema de buffet), as opções de pratos oferecidas pela casa estavam com uma cara muito boa e a apresentação também estava bonita.

Houve quem preferisse o churrasco, houve quem tivesse ficado com as sopas e caldos, já que estava bem frio à noite, houve quem tivesse dado aquela disfarçada com as saladas para fingir que é light kkkk... e houve outros, como eu, que provaram um pouquinho de tudo (eu apenas não comi o churrasco porque realmente não sou fã, mas provei uma sopa de cebola que estava deliciosa, comi camarões e casquinha de siri e depois eu acabei ficando mesmo foi com a parte do buffet japonês, que eu amo de paixão).



Se você for muito muito rigoroso com o paladar para comida japonesa, não sei se vai curtir. Eu achei que estava bom, nada excepcional, mas estava bem preparado. O que realmente achei que poderia melhorar foi a sangria que pedimos. Faltaram mais frutas para dar mais sabor... estava fraca. As sobremesas também não me agradaram muito.



O ambiente do restaurante é ótimo! Super família e tem até área kids - brinquedoteca - mega fofa... eu  não tenho filhos ainda, mas sempre observo esses detalhes porque tenho sobrinhos e sei como uma área kids pode fazer diferença na qualidade do jantar dos papais! rsrs...


Também merece destaque o ambiente destinado ao buffet de comida japonesa, que apresentava uma decoração bem caprichada, distinta, com luz avermelhada... eu curti!



No TripAdvisor, o Restaurante Varietá Grill encontra-se em 17º colocação no ranking que elenca cerca de 470 restaurantes em Teresópolis, com nota 8, Certificado de Excelência e mais de 170 avaliações. Clique aqui e leia os comentários de lá.



Por fim, como a press trip não pôde durar para sempre, nosso último almoço juntos, já no domingo antes de voltarmos para casa, foi no super diferente, alternativo, descolado e animado Paradise Garage (http://www.paradisegarage.com.br/pub/), localizado à Rua Ten. Luís Meireles, 3377, no bairro do Bom Retiro.




Não, eu não exagerei nos adjetivos. É que a casa é muito legal mesmo! Bem diferente de tudo que eu já tinha visto antes, pois funciona como um mix de bar, choperia, pub, casa de show, restaurante e, acreditem, oficina mecânica!





O lugar é enooooooorme! Composto por vários ambientes, inclusive um mezanino, onde mesas, cadeiras, mesas altas, sofás, lounges, poltronas dividem espaço com chopeiras, palco para shows, tudo isso repleto de personalidade e com uma pegada bem rock n' roll que eu achei incrível!



Na decoração, é claro, seguindo essa linha roqueira, não poderiam faltar guitarras, imagens de ídolos do rock mundial e referências às grandes bandas, tudo com um toque bem contemporâneo e despojado. E nos telões da casa, para a minha alegria, só música boa do bom e velho rock e pop rock! Tem como não amar??


Para completar, se isso não bastasse, os chopes artesanais que saem das chopeiras são sensacionais e já valeriam a pena uma visita à casa, mas os pratos também são estupendos e foi até difícil escolher um para mim e um para o Julio dentre tantas possibilidades apetitosas que foram apresentadas.




E o que escolhemos estava maravilhoso. Acabei pedindo carne e hummmm... no ponto!




Porém, dos deuses mesmo foi a sobremesa! Ulalá! Gente, churros com doce de leite é covardia com essa formiguinha que vos fala, viu? Agora, acrescente sorvete de doce de leite e de tapioca que a judiação fica completa kkkk... Que espetacular!!!


Queria poder pedir por sedex para entregarem em casa tipo... agora!


Lembrando que nós fomos no almoço de domingo e fomos cedo, porque ainda teríamos que descer a serra e alguns colegas pegariam voos para voltar para casa. A casa estava movimentada, apesar do horário. Mas pensem que ela ferve mesmo é à noite, principalmente nas noites sexta e sábado, ainda mais quando tem show! Bem... nem preciso dizer que essa é a dica quente para quem subir a serra mas não quer ficar no clima de romance, comendo fondue com vinho rsrs... se a sua vibe for outra, se você quiser se divertir, eu aposto que você vai gostar do Paradise Garage.



No TripAdvisor, o Paradise Garage encontra-se em 22º lugar no ranking de cerca de 470 restaurantes listados pelo site, com mais de 25 avaliações, com nota 9. Clique aqui para ler os comentários.

✔ Passeios:

Acompanhando a gente, desde a subida na serra, esteve o guia Henrique Silva, guia também da The Exp, que foi muito solícito, simpático, informando a gente o tempo todo sobre os detalhes dos passeios, sobre a Serra dos Órgãos, sobre as trilhas que já fez, sobre suas conquistas nos picos da região... ixi, foram muitas as histórias de suas aventuras, muitas dicas que ele nos passou e realmente foi um diferencial tê-lo conosco.

Sábado o dia começou cedo e, após o café da manhã na Pousada Terê Parque, a gente partiu feroz para o Mirante do Soberbo, de onde se tem a melhor vista para o pico do Dedo de Deus, montanha que é verdadeiro cartão postal da cidade e símbolo da região serrana fluminense.




Você sabia que Teresópolis é considerada a capital do montanhismo do Brasil? Essa foi novidade para mim! Pessoas de todo o Brasil e diversas parte do planeta vão para Terê para praticarem esse esporte e o Dedo de Deus é considerado um grande desafio dentre os escaladores, pois exige habilidades que envolvem escalada e rapel.

Mas o que não faltam são trilhas e picos na Serra dos Órgãos, como é o caso da Pedra do Sino, que apresenta uma trilha mais "fácil"(esse fácil é sempre relativo rsrs... se você for amador, talvez não ache fácil... mas se você for um expert em trilhas e escaladas, certamente a achará tranquila), porém essa trilha é demorada, de cerca de 5h. Outra trilha famosa é a travessia Petrópolis - Teresópolis. Depois eu comentarei um pouco mais sobre as trilhas.


Logo após as explicações que o Henrique passou para a gente e as fotos clássicas com o Dedo de Deus ao fundo, nós seguimos para a sede de Teresópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos - PARNASO, onde fomos brindados com uma série de palestras que começaram com a bióloga Isabela Farias, que contou um pouco sobre a história do Parque, sua biodiversidade, sobre a importância em difundirmos conceitos de consciência ambiental e práticas sustentáveis para a sua preservação, dentre outros.



Dando continuidade às palestras, foi a vez do Fábio, nosso querido anfitrião, que falou sobre os encontros de Viajantes do Intrip (e eu descobri porque eu não tinha participado dos anteriores... foi porque o último ocorreu em 2013 kkkk... e em 2013 eu não conhecia ninguém na blogosfera, embora meu blog exista desde 2011, eu não estava, até então, engajada em conhecer a galera, até porque eu ainda estava focada em fazer concursos públicos, estudava muito e trabalhava muito também kkkk.. viu só, Fábio? Levou muito tempo para fazer de novo o encontro). Fábio também falou sobre sua paixão pela Região Serrana e seus projetos com o The Exp, operadora de turismo de experiência que ele lançou oficialmente durante o encontro.



A última palestra foi da convidada, Mariana Serra, que explicou para o grupo como funciona o seu trabalho na empresa Volunteer Vacations, uma agência especializada em promover ações sociais e em oportunizar viagens com esse cunho humanitário e de ajuda social por meio de trabalho voluntário.

Sobre o PARNASO

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos foi criado em 30 de novembro 1939 para proteger a excepcional paisagem e a biodiversidade deste trecho da Serra do Mar na Região Serrana do Rio de Janeiro. É o terceiro parque mais antigo do país e um dos mais conhecidos e visitados por turistas há décadas, representando um importante marco na história das Unidades de Conservação Brasileira. PARNA Itatiaia (1937) e PARNA Iguaçu (1939) foram criados antes do PARNASO.

O Parque em si é uma Unidade de Conservação Federal de Proteção Integral, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), cujo objetivo maior é o de preservar amostras representativas dos ecossistemas nacionais (http://www.icmbio.gov.br/parnaserradosorgaos/)

Curiosidade: O nome do parque deriva da semelhança dos picos da serra com os tubos de órgãos de igreja, derivando daí o nome Serra dos Órgãos.




São 20.024 hectares protegidos nos municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim que abrigam mais de 2.800 espécies de plantas catalogadas pela ciência, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e muitas espécies endêmicas (que só ocorrem neste local).

O PARNASO possui 3 sedes oficiais: Teresópolis, Petrópolis e Guapimirim, com opções de lazer, além de ser a porta de entrada para diversas trilhas possíveis, que apresentam diferentes níveis de dificuldade. Mas também conta com piscinas naturais, cachoeiras, centros de visitação com muita história e locais para piquenique.



Como chegar: A sede de Teresópolis está localizada a apenas 100km do Rio, numa área urbana da cidade. Quem parte do Rio de Janeiro deve seguir pela BR-040 e depois pegar a BR 116 (Rio-Teresópolis). A entrada do parque fica ao lado da ponte sobre o Rio Paquequer, na entrada da cidade, próximo ao Mirante do Soberbo e ao Portal da Cidade, com acesso bem sinalizado, na Avenida Rotariana s/nº (que interliga a BR 116 Rio-Bahia, na altura do km 89,5 à cidade).

Essa sede é considerada como a principal do Parque. Com infraestrutura completa de lazer, banheiros, lanchonete, piscina natural, poços e pequenas cachoeiras, o lugar é altamente atraente como programa para toda a família.


Você sabia que o PARNASO tem a maior rede de trilhas do Brasil? São mais de 200 Km de trilhas em todos os níveis de dificuldade: desde as que possuem trilha suspensa que se tornam acessíveis até a cadeirantes, ou a pesada Travessia Petrópolis-Teresópolis, com 30 Km de subidas e descidas pela parte alta das montanhas. Não é a toa que Terê é considerada a capital do montanhismo no Brasil, pois o PARNASO é um dos melhores locais do país para a prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada, rapel e outros; além de ter fantásticas cachoeiras e contar também com abrigos de montanha e áreas para camping.

Entre as escaladas, como mencionei lá em cima, destacam-se o Dedo de Deus, que é um bloco rochoso de 1.692m de altura, com uma forma que lembra uma mão fechada com o dedo indicador erquigo para o céu, considerado o marco inicial da escalada no país, e a Agulha do Diabo, escolhida como uma das 15 melhores escaladas em rocha do mundo. Outros monumentos geológicos importantes pertencentes ao parque são o Garrafão, com 1 980 m, a Pedra da Cruz, com 2 130 m, São Pedro, com 2 234 m, São João, com 2 100 m, e Cara de Cão, com 2 180 m.



Sobre Segurança: quando a gente pensa em Rio de Janeiro, eu imagino que a maioria logo fica com medo porque realmente a cidade e o estado enfrentam uma grave crise - ou melhor, um colapso - quando o assunto é segurança pública. Mas eu me senti bem tranquila dentro do PARNASO, em Teresópolis e, por se tratar de um parque com entrada paga e com vigilância, acredito que seja realmente um lugar mais seguro para fazer suas atividades de lazer, desde nadar nos poços e piscina de água corrente, quanto fazer piqueniques ou trilhas. O clima é agradável o ano inteiro, embora no verão possa fazer bastante calor durante o dia, mas nunca chegará aos 40º que fazem na capital.

Temporada de Montanhismo: costuma ser entre maio e setembro, em razão da temporada de seca. Apesar do clima ameno de montanha, costuma chover muito no verão e isso torna a prática do montanhismo bastante perigosa. O principal roteiro é a Travessia Petrópolis-Teresópolis, que exige três dias e é considerada a caminhada mais bonita do Brasil.

Horário de Funcionamento do Centro de Visitação: todos os dias, das 8:00h às 17:00h (todas as sedes - parte baixa do parque - durante o horário de verão, das 8:00 às 18:00). Mas é permitida a entrada no parque entre 6:00h e 8:00h e entre 17:00h e 22:00h mediante compra antecipada de ingressos (http://www.parnaso.tur.br/ingresso/) para a realização de atividades de montanha – parte alta. A reserva das vagas é necessária nas atrações com número limitado de visitantes (trilhas da parte alta, abrigos de montanha e campings parte alta), sendo garantida mediante a intenção de pagamento. Caso o pagamento não seja efetuado no prazo previsto, a reserva é automaticamente cancelada. O processo de compra para visitação na parte baixa, você não precisará especificar quais dessas atividades pretende realizar, sendo necessário somente escolher a sede.

preços

- Maiores de 60 anos e menores de 12 anos são isentos do pagamento de ingresso.
- Estacionamento de veículos (por dia de permanência no Parque)
- Estacionamento de motos (por dia de permanência no Parque)
- Camping (cobrado por pessoa, por pernoite)

Não é permitida a entrada de visitantes entre 22:00 e 6:00.

E-mail: atendimento.parnaso@hoperh.com.br

Telefone: (21) 2642-4072/ (21) 2152-1111 (Todos os dias de 08:00 às 17:00hs)

Site: http://www.parnaso.tur.br/

TRILHAS DO PARNASO

A travessia Petrópolis-Teresópolis é a trilha mais conhecida e considerada uma das mais bonitas do Brasil. Um clássico da região! Mas requer preparo físico, equipamento adequado e boas condições de resistência porque ela temm cerca de 30 km de extensão e duração de 3 dias. É necessária a presença de guia experiente, principalmente no trecho entre os Castelos do Açú e a Pedra do Sino.

Antes do início da caminhada, é necessário pagar os ingressos e taxas na portaria e assinar o Termo de Conhecimento de Riscos e Normas. Esse Termo é importante para o registro da entrada e saída dos visitantes, para que haja controle caso algum não retorne (e possam fazer a busca se alguém ficar desaparecido) e para que o visitante tenha conhecimento sobre normas e procedimentos de conduta.

O roteiro recomendado tem início na Portaria do parque em Petrópolis seguindo a direção Petrópolis-Teresópolis, em razão do grau menor de dificuldade na passagem de determinados trechos críticos, quanto pela beleza da paisagem, podendo-se admirar de frente a majestosa cadeia de montanhas da Serra dos Órgãos.


Outras Trilhas: 

- TRILHA MOZART CATÃO
Extensão do percurso: 800 metros. Dificuldade: Moderada. Início da Trilha na Sede: Teresópolis

- TRILHA CARTÃO POSTAL
Extensão do percurso: 1200 metros. Dificuldade: Moderada. Início da Trilha na Sede: Teresópolis

- TRILHA SUSPENSA
Extensão do percurso: 1300 metros. Dificuldade: Leve. Início da Trilha na Sede: Teresópolis - recomendada para quem tem dificuldades locomotoras

- TRILHA PEDRA DO SINO
Extensão do percurso: 11000 metros. Dificuldade: Difícil. Início da Trilha na Sede: Teresópolis

- TRILHA DA PRIMAVERA
Extensão do percurso: 500 metros. Dificuldade: Leve. Início da Trilha na Sede: Teresópolis

- CACHOEIRA VÉU DA NOIVA
Extensão do percurso: 3000 metros. Dificuldade: Moderada. Início da Trilha na Sede: Petrópolis

- CIRCUITO DAS BROMÉLIAS
Extensão do percurso: 1000 metros. Dificuldade: Leve. Início da Trilha na Sede: Petrópolis

- TRILHA CASTELOS DO AÇÚ
Extensão do percurso: 8000 metros. Dificuldade: Difícil. Início da Trilha na Sede: Petrópolis

- TRAVESSIA PETRÓPOLIS – TERESÓPOLIS
Extensão do percurso: 30000 metros. Dificuldade: Difícil. Início da Trilha na Sede: Petrópolis

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Após a série de palestras na manhã de sábado e do piquenique maravilhoso, nós partimos para uma caminhada bem leve (os babies presentes foram caminhando e no colo e até dormindo - filhos da Cris e Igor e do Fábio) e seguimos para o Centro de Visitantes do PARNASO, onde o guia Henrique deu outra aula para a gente, riquíssima em informações sobre o parque, suas trilhas, biodiversidade... vale a pena passar na sede e conhecer um pouco sobre a história do parque.




Na sequência, mais uma caminhada leve para ter um contato com a natureza do parque. Fomos ao Poço Dois Irmãos e ficamos ali um pouco, conversando, interagindo, tirando fotos, curtindo a paisagem.




Ainda na tarde do sábado, após esse passeio, estivemos um pouco na Granja Comary, onde está a sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), onde a Seleção Brasileira faz seus treinos oficiais e curtimos a beleza do local, do Lago Comary, que sempre está cheio de patos e gansos animados rsrs...




Esse lugar é lindo para relaxar e rende ótimas fotos!



No domingo, que foi o nosso último dia de passeios, com a companhia do guia Artur Esteve, fomos no sentido da estrada Teresópolis-Friburgo, onde conhecemos o Sobrado Histórico José Francisco Lippi, na estrada Teresópolis-Friburgo.





Que lugar incrível! 




O trabalho inestimável de recuperação histórica feito por Regina e Seu Lippi no Sobrado herdado por Seu Lippi é algo que emociona os visitantes.



Certidões de nascimento, de casamento, fotos, recibos de pagamento até mesmo da Confeitaria Colombo, da Granado, câmeras fotográficas, relógios, malas, móveis, demais objetos e outros documentos... tudo do início do século XX até mais ou menos a metade do século passado. 





Não tem como não se impressionar com o carinho que eles têm em guardar a história da região e até mesmo do Brasil.



É um verdadeiro museu onde esses senhores simpáticos e queridos residem e são eles que cuidam com muito amor e dedicação!


Aliás, os dois nos receberam em trajes de época e contaram a história da casa, da sua reforma, o desespero inicial da dona Regina ao se deparar com o sobrado repleto de coisas, sujeira e até bichos, quando foi herdado por eles e o seu esforço em limpá-lo e descobrir todo esse acervo histórico sensacional que eles resolveram preservar e transformar a casa num museu.





A sensação é de estar fazendo viagem no tempo mesmo! E de viagem a gente entende, certo?





Além disso, acabou sendo uma forma de preservar um pouco da história da família Lippi e de resgatar costumes e valores do século passado.



Vale a pena também percorrer seus jardins lindos, observar seus cuidados com a natureza, a igreja da natureza, o salão onde eles reservam para festas... tudo muito fofo!




Todos que estiverem pela região serrana merecem passar por lá para ver de perto todo o trabalho de restauração que eles fizeram!



- Os Bloggers Participantes:


1 - Blog Territórios: http://www.territorios.com.br/

2 - Cariocas sem Fronteiras: https://www.cariocasemfronteiras.com.br/

3 - Cris pelo Mundo: http://crispelomundo.com.br/

4 - Carioca Sem Fronteiras: http://www.cariocasemfronteiras.com.br/

5 - Devaneios de Biela: http://www.devaneiosdebiela.com.br/

6 - Em cantos Fotográficos: http://www.emcantosfotograficos.com.br/

7 - Embarque Na Viagem: http://www.embarquenaviagem.com/

8 - Favela Scene: https://www.instagram.com/favelascene/

9 - Histórias da Di: http://www.historiasdadi.com.br/

10 - Mochilão Trips: https://www.mochilaotrips.com/

11 - Não Pira, Desopila: http://naopiradesopila.com/

12 - Para Viagem: http://www.paraviagem.com.br/

13 - Trilhas e Aventuras / Viagens Imperdíveis: http://www.viagenspossiveis.com.br/

14 - Viagem Cine: https://viagenscinematograficas.com.br/

15 - Viagem em Cena: http://www.viagememcena.com/

16 - Viajante Solo: https://viajantesolo.com.br/

17 - Volunteer Vacations: http://volunteervacations.com.br/

E nós, é claro, eu e Julio, pelo Apaixonados por Viagens!

Portanto, 18 mídias sociais presentes no encontro, que deixou saudades no mesmo dia em que acabou! Foi muito bom!




E assim foi a nossa viagem! Um roteiro incrível em Teresópolis, com várias atrações que eu mesma não conhecia e olha que vou quase todo ano a Terê... para vocês verem que a gente sempre tem algo de novo a descobrir mesmo nos lugares que julgamos conhecer bem!


- No Instagram do Apaixonados por Viagens:









. Vejam mais fotos e vídeos dos demais participantes do encontro na hashtag #ViajantesinTere

. Vejam mais matérias sobre Teresópolis aqui no blog Apaixonados por Viagens - CLIQUE AQUI

. Vejam a matéria no blog Intrip - Roteiro de 3 dias em Teresópolis - CLIQUE AQUI



Nenhum comentário:

Postar um comentário