sexta-feira, 7 de julho de 2017

Onde se hospedar em Chiang Mai: conheça o hotel dusit D2

Ir à Tailândia e não incluir Chiang Mai no seu roteiro é deixar de visitar a cidade que representa para muitos a grande essência do país, a capital espiritual da Tailândia, a segunda maior cidade que conta com mais de 300 templos espalhados por ela e transmite uma paz de espírito incrível aos seus visitantes.



Nós chegamos em Chiang Mai de avião, em um voo direto com a Air Asia que foi de Krabi para Chiang Mai. Chegamos à noite e já havia um transfer esperando por nós no aeroporto do hotel Dusit D2, que pertence ao grupo Dusit Thani, que tivemos a honra de conhecer primeiramente em Bangkok, onde também nos hospedamos em um de seus hotéis (clique aqui para reler a matéria).

A convite desta rede de hotéis, que é bem conhecida na Ásia, nós nos hospedamos de 23 a 25 de março de 2017 em um de seus hotéis de bandeira dusitD2 hotels & resorts, de segunda geração, mas nem por isso menos interessante.



** Sobre o Grupo Dusit Internacional **

Aliás, o grupo Dusit International, uma multinacional tailandesa fundada em 1948, é membro do Preferred Hotel Group e opera sob 5 bandeiras de hotéis: Dusit Thani Hotels & Resorts, dusitD2 Hotels & Resorts, Dusit Princess Hotel & Resorts, Dusit Devarana Hotels & Resorts e Dusit Residence Serviced Apartments, além de deter a sua própria marca de Spa, o Devarana. Ao total, são 29 propriedades localizadas na Tailândia, Emirados Árabes, Estados Unidos, China, Maldivas, Filipinas, Índia, Egito e Quênia. O primeiro hotel do grupo foi o Princess em Bangkok, cidade que sedia a empresa.



E assim chegamos, já tarde, em Chiang Mai, no norte da Tailândia, cidade que é uma ótima base para quem deseja explorar os templos, quem desejar fazer os passeios para Chiang Rai, seja para o Triângulo de Ouro, seja para conhecer o Templo Branco (White Temple), seja para explorar a própria cidade em si de Chiang Mai, que é daquelas cidades que têm um centro histórico bem fofo, bem bonitinho, cercado em parte pelo que restou da muralha e com mais templo por esquina do que Roma tem de igrejas rsrs... bem, talvez não seja mais, porém, aí sim, igual mesmo a Roma... eu costumo dizer que, uma vez em Roma, se você trocepar, você cai em uma igreja e foi exatamente assim que em me senti em Chiang Mai, pois, se eu tropessasse, eu caía em um templo budista rsrsrs...

** Localização do hotel dusitD2 **

A vibe da cidade é maravilhosa, viu? E, mesmo que você não fique hospedado dentro da Cidade Velha, como nós fizemos, pois acabamos ficando fora da muralha, mas bem pertinho, você com certeza vai curtir essa cidade que é um verdadeiro convite para passear, desestressar, onde nos deparamos com monges budistas o tempo todo e onde podemos buscar um pouco do nosso equilíbrio, recarregar energias e, se você for dos meus, fazer ótimas comprinhas! rsrs... sim sim, em Chiang Mai eu encontrei os melhores produtos e os melhores preços na feirinha de domingo à noite que acontece pelas ruas da Cidade Velha.



Bem, mas, apesar de eu estar aqui morrendo de vontade de falar mais para vocês sobre Chiang Mai, e eu juro que o farei em post próprio, vamos falar sobre nossa hospedagem no dusitD2?



Como já adiantei, o hotel não está dentro da Cidade Velha, mas nem por isso é ruim a localização dele, pelo contrário, ele está em um ponto ótimo na cidade, no seu centrinho mais comercial, rodeado de mercados, galerias, do Night Bazaar, restaurantes, casas de câmbio, de shows e muito mais! Diga-se de passagem, eu adorei andar pelo entorno do hotel à noite, ver como a cidade é vibrante, movimentada, bem diferente da Cidade Velha de Chiang Mai, onde basicamente só você verá um agito parecido se for sábado e domingo de tarde para noite, quando acontecem grandes feiras de artesanatos, roupas, cerâmicas e outros produtos (alguns muito bons, como enxarpes feitas à mão, e outros nitidamente falsificados no melhor estilo made in China... tem que saber identificar o que realmente pode prestar do que pode não durar nem uma lavagem sequer).




Portanto, se você curte sentir a energia da cidade também à noite, esse local em que se encontra o dusitD2 hotel é perfeito! E não fica muito longe também da cidade murada, centro histórico.

Por exemplo, se quiser ir caminhando até um dos principais portões de entrada da cidade murada, que é o Tha Phae Gate, serão cerca de 14 minutos de caminhada por 1km. Viram como também é pertinho?

Mas, se o calor estiver muito forte e você quiser economizar algumas gotas de suor ou preferir otimizar seu tempo para visitar o máximo de templos que desejar, você pode ir de tuk tuk ou de Red Car, que é um tipo de jardineira (um ônibus bem bonitinho que só vi por lá em Chiang Mai) em que você negocia na hora o valor da corrida ao dizer o destino. Dizem que é algo mais ou menos tabelado, mas não sei não... eu fiquei com a impressão de ser o esquema "cara-crachá" e o valor é dito em razão da sua cara. De qualquer forma, é baratinho e pode ser mais interessante do que um tuk tuk. E também tem Uber funcionando lá em Chiang Mai, se você tiver algum chip internacional funcionando no seu celular, além de táxis normais de rua.



Assim, de uma forma ou de outra, você estará muito bem e com facilidade nos seus deslocamentos ficando na região de Chang Khlan, já tradicionalmente conhecida por seus mercados norturnos e de rua.

** Lobby e Recepção do hotel dusitD2 **

Trata-se de um hotel boutique bem despojado, que oferece um excelente serviço aos seus hóspedes, com instalações de qualidade superior que combinam interiores modernos com toques de decoração tradicional tailandesa e, ao mesmo tempo, ares casuais no melhor do design contemporâneo.



Seu hall de entrada é enorme e já chama a nossa atenção pela decoração que se vale de elementos interessantes, como frutas, arcos, plantas, vasos, mesas com cadeiras, sofás e poltronas, mas, notadamente, realmente adorei a predominância dos tons vibrantes de cores! Achei um luxo e muito sofisticado!




Além da recepção, que se encontra neste grande hall, também está o Mix Bar em uma estilosa galeria com uma parede bem iluminada de vinhos, atrás do bar, que funciona das 11h à 1:00 da madrugada, sendo um lugar perfeito para tomar aquele cocktail fora do convencional, relaxar um pouco antes de ir para o quarto dormir.



** Os Quartos do hotel dusitD2 **

Bastante confortável com seus 130 quartos modernos, o hotel fornece todas as facilidades e amenities necessárias para uma estadia aconchegante em Chiang Mai.


As 130 suítes estão dividas nas seguintes categorias: Club Deluxe Room, Deluxe Room, D`Suite (128m2) e Studio Suite (64m2).

Nós ficamos no Deluxe Room, que incorpora materiais e texturas em plena harmonia com uma atmosfera que confere ênfase à serenidade... um espaço inteiramente pensado para o descanso, com seus 32 metros quadrados.



Todas as suítes exalam uma atmosfera de total paz e apresentam as seguintes facilidades e amenities:

- Wifi
- Água de cortesia que é servida todo dia


- Frigobar abastecido


- Máquina de café e chá
- Um saquinho com ervas para fazer um welcome drink e uma caixinha dentro do quarto com um souvenir para os hóspedes (coisa mais fofa esse mimo)


- Escrivaninhas com cadeira ergonômica


- Cofre digital dentro do quarto


- Jornais e Revistas Internacionais são disponibilizadas aos hóspedes em seus quartos
- Menu de travesseiros
- TV de tela plana com canais a cabo
- DVD player
- Armários


- Banheiro totalmente equipado com secador de cabelo, roupões, chinelo e um kit de amenities



- Quartos para não fumantes



Nosso quarto era uma delícia! Iluminação na medida certa, com espaços bem distribuídos e divididos, ar condicionado maravilhoso, potente e refrescante para o calor bizarro que fazia também em Chiang Mai!



E sabe uma das coisas que achei mais legais: era a proibição de levar a maldita jack fruit (espécie de jaca deles) para dentro do quarto o que eu acho mais do que certo porque vou te contar, viu? Oh fruta mais fedida kkkk...


O quarto como um todo era extremamente confortável, a cama era muito gostosa, assim como toda a roupa de cama e banho eram de altíssimo padrão de qualidade, macias, felpudas e cheirosas!



Como vocês podem observar, a decoração do quarto era bem contemporânea, com um toque clean nos móveis, cores despojadas, puxando para tons quentes alaranjados, totalmente diferente do estilo mais clássico e tradicional do Dusit Thani que conhecemos em Bangkok.

E esse sofá conferiu um toque bem despojado ao quarto, não acham?


Uma ducha forte, banho quente relaxante e nada melhor do que vestir o robe, colocar o chinelo e depois dormir em paz, certo? E, apesar da proximidade com o fervo e burburinho noturno de Chiang Mai, o quarto era absolutamente silencioso e bem escurinho, o que garantiu uma ótima noite de sono e de repouso para a gente.



Eu já contei para vocês que o Julio tem muita implicância com quartos claros? Ele tem alta sensibilidade à claridade e, quando entra um pouquinho que seja, já o incomoda bastante ao ponto de prejudicar seu sono. Mas lá foi tudo maravilhoso!

Peninha que só ficamos duas noites, não é? Daria para ficar bem mais!



** Café da Manhã **

Bem, eu sou uma fã declarada de café da manhã de hotel que, para mim, é a principal refeição do dia! Principalmente quando viajo, aí mesmo que dou mais valor ao café da manhã porque eu não tenho hábito de parar para almoçar, justamente para não perder muito tempo durante o dia e deixo para ter uma segunda refeição somente para o final do dia, fim da tarde, que carinhosamente apelidei de "almojantar".




Por isso eu tomo um bom café da manhã para ficar bem alimentada durante o dia e ter energia para fazer tudo o que pretendi no meu roteiro.



Agora, vai me dizer que você também não adora um café da manhã de hotel, hein? E quando eu tenho a oportunidade ímpar de ficar em hotéis maravilhosos como o dusitD2, em que o café da manhã por si só já é um verdadeiro banquete... ai ai ai... aí eu perco a linha e confesso minha total falta de maturidade, porque gosto de provar um pouco de tudo, ainda mais quando há vários ingredientes e pratos diferentes do que estamos acostumados no Brasil.




E não foi diferente no dusitD2, pois o café da manhã, além de farto, apresentava tantas opções asiáticas diferentes, desde dim sun, até o pad thai, arroz frito, passando por sopas, sushis e sashimis... nossa! Eu me esbaldei!





Confesso que experimentei coisas que nem sabia direito o que eram pelo simples prazer de provar kkkk...





Mas, calma gente... se você faz a linha mais tradicional, se não gosta de inovar, não se preocupe porque o café da manhã deles também oferece todos os itens comuns e bem internacionais que gostamos de ver no café da manhã, como omeletes, pães variados, frios, cereais, iogurtes, frutas, dentre outros.

Tudo bem fresquinho, saboroso e irresistível também!





O café da manhã é servido no salão do restaurante Thai of Café SOI, que apresenta um design mais clássico, com mesas e cadeiras e sofás lindos... é claro que nós ficamos em um desses sofás super confortáveis! É também neste restaurante que o hotel serve suas refeições - almoço e jantar.




Soi significa rua, em tailandês, e justamente é essa a proposta da casa, de apresentar uma culinária tailandesa bem tradicional, no melhor estilo street fodd, mas com um toque chique e moderno, é claro. Com foco em pratos que são perfeitos para dividir, por exemplo, o restaurante funciona todo dia das 6:30 da manhã até às 22:30. 

** Lazer **

Ahhh... essa parte é boa, não? Quem aí não curte relaxar um pouco no hotel, ainda mais quando a cidade está quente, bem quente, bem abafada, com aquele calor úmido que te faz transpirar o tempo todo, sabe? Nossa! É uma alegria enorme quando eu tenho a chance - e tempo - de voltar de um passeio e me jogar na piscina para descansar um pouco.

A piscina do dusitD2 é ao ar livre e conta com um pool bar bem ao lado, além de espreguiçadeiras confortáveis, mesas, toalhas aos hóspedes e um bom espaço ao redor para pegar um sol, tomar um drink, tirar um cochilo ou se se bronzear.




O Hotel também conta com um fitness center, o DFit Health Club, localizado na cobertura que nós, lamentavelmente, não lembramos de visitar para conhecer. Nossa estada no dusitD2 foi tão corrida que realmente pecamos por esquecer do fitness center. Mas, se estiverem por lá, lembrem de dar uma passadinha no rooftop, nem que seja para contemplar a vista da cidade que parece ser bem legal lá do alto dos 10 andares que o hotel possui.

Por fim, não poderíamos deixar de mencionar a excelente experiência que tivemos no SPA Devarana, dentro do hotel, que nos convidou para fazermos uma massagem e vivenciarmos essa que é um dos grandes orgulhos do país!





Você já fez Thai Massagem? Se sim, você vai me entender direitinho rsrs... eu escolhi a massagem tailandesa porque ainda não tinha feito. Estivemos na Kahosan Road, em Bangkok, e lá eu acabei fazendo uma massagem nos pés porque fiquei com medo de fazer a corporal e acabar tendo algum problema por não ser um profissional de um SPA renomado e tal... não é cisma pura minha nem preconceito, viu? Um amigo fez a massagem de rua e teve sérios problemas depois disso, pois saiu com um nervo inflamado e teve que fazer muita fisioterapia ao voltar para o Brasil.


Por isso mesmo, para não estragar a sua viagem, tente fazer suas massagens em lugares recomendados para não ter problemas depois.

Júlio, por sua vez, escolheu a massagem Swedish, que é mais relaxante! Ambas tinham 1:30h de duração e eu juro que, para mim, que fiz a tailandesa, num nível Hard core, o tempo parecia não passar nunca! kkkkk... Gente, é sério isso, viu? A massagem tailandesa é zero relaxante... pelo contrário! Eu tive vontade inúmeras vezes de socar a massagista kkkk...


Nós recebemos um kit com roupa íntima (tipo os da marca Lupo/meia) descartável e um roupão, para mim e para o Julio. Mas a massagem é feita sem as roupas por baixo, porém o roupão é mantido, ok? Sem nudes, por favor rsrs...



Ela é realmente diferente de tudo que já fiz e olha que faço muitas massagens doidas há mais de 10 anos kkk... a questão é saber o quanto de dor durante a massagem em alguns momentos mais específicos você é capaz de suportar, porque uma das principais ideias da massagem tailandesa é desatar seus nós e, com base em pontos de pressão, muitas vezes o massagista fica pressionando bastante determinando ponto e isso dói mesmo. Bem, eu acho que devo estar cheia de nós porque sofri, viu? kkkk... mas também, à esta altura do campeonato, em Chiang Mai, eu já estava viajando há mais de 30 dias e deveria mesmo estar com muitos nós de tanto dormir diversas vezes em avião, andar de tuk tuks, barcos, long tails etc...

Em todo caso, há níveis de massagem thai, do mais fraco ao mais intenso. E o SPA é cercado de cuidados, faz várias perguntas antes de iniciar a massagem e busca entender quais são os nossos anseios com a massagem. Eu e Julio dividimos a mesma sala e a experiência enquanto casal foi incrível!


Detalhe importante que vocês devem estar se perguntando aí: valeu a pena? Sim! Eu saí de lá renovada... apesar de sentir dor durante diversos momentos ao longo da massagem, logo que ela acaba é como se nada tivesse acontecido. A dor simplesmente passa e a sensação é de estar novinha em folha!!! E aí é possível que vocês então me perguntem se eu faria de novo rsrs... bem, faria uma massagem de novo com certeza, mas não a thai kkk.. acho que eu escolheria a Swedish que o Julio fez.



Nós curtimos muito o Dusit D2, que é, sem dúvidas, uma hospedagem muito especial numa cidade lindinha e fofa, como Chiang Mai, daquelas que deixa saudades e você tem vontade de dobrar e carregar no bolso para sempre com você! Adoramos o convite e a oportunidade de conhecer esse lado mais animado de Chiang Mai.


** FICHA TÉCNICA DO HOTEL **

Endereço: 100 Chang Klan Road Amphur Muang, 50100, Tailândia

Telefone: +66 53 999 999

Site: https://www.dusit.com/dusitd2/chiangmai/

Check-in: 14:00

Check-out: 12:00

Taxa de transfer de aeroporto: 400 THB (cerca de 40 reais)

Tempo de viagem até ao aeroporto (minutos): 15

Distância desde o centro da cidade: 0.3 km (a Rua The Sunday Walking Street está a cerca de 1 km do hotel)

Distância até a Cidade Velha: 1km

Número de quartos: 130 (para não fumantes)

Child Friendly: sim, crianças de 0 a 1 ano não pagam, mas se precisar de berço, pode haver um custo adicional. Crianças de 2 a 11 anos não pagam se usar a cama já existente. 

Pet Friendly: sim

Voltagem do quarto: 220

Número de andares no prédio: 10, com elevador

Serviços (alguns incluídos e outros pagos à parte): Recepção 24h, Restaurante, Pool Bar, Funcionários bilíngues (tailandês e inglês), Devarana Spa, Academia ( DFit, que fica no rooftop), Piscina ao ar livre, internet Wifi gratuita, serviço de quarto 24h, Serviço de Concierge, Estacionamento gratuito do lado de fora, Shuttle/Transfer do aeroporto, lavanderia, babá para crianças, câmbio de moedas, bagageiro para malas, salas específicas para fumantes


O hotel também ministra aulas de culinária, para quem tiver interesse.


Sustentabilidade ambiental: há uma grande preocupação por parte do hotel neste quesito. Quando lá estivemos, por exemplo, estavam divulgando o Earth Hour, a Hora do Planeta (https://www.earthhour.org/ - sábado, 24 de março de 2017), ocasião em que vários países e cidades do mundo, estabelecimentos dos mais diversos aderiram para incentivar e inspirar as pessoas a ficarem 60 minutos no escuro desenvolvendo atividades diferente e lúdicas.

Outra questão é que a troca da roupa de cama, por exemplo, só será feita a cada dois dias, como medida de economia de água, além de plantar espécies nativas do país nos seus jardins, reciclar papel e plástico, dentre outras medidas.



Hotel construído em: 2005

TripAdivsor: nota 9, com Certificado de  Excelência e mais de 1.800 avaliações. Clique aqui e leia os comentários

Booking: nota 8,7, com mais de 300 avaliações. Clique aqui e leia os comentários

No Instagram:




Nenhum comentário:

Postar um comentário