quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Dicas para viajar com seu Animal de Estimação

Férias, feriado prolongado, recesso de fim de ano... com tanta programação pela frente, aqueles que têm animais de estimação sempre sofrem do dilema de como proceder: se deixam em casa e pedem para algum amigo ou parente ir ao menos uma vez por dia para ver se está tudo bem e colocar a ração e água... se deixam os bichinhos em "hotéis" especializados para recebê-los durante o período... se deixam na casa de amigos e parentes bondosos que possam ficar esse tempo cuidando deles... ou se encaram levar os seus bichinhos de estimação na viagem que farão? 


As dúvidas são inúmeras, as incertezas e os cuidados não podem ser dispensados para que sua viagem seja ótima e inesquecível! Ciente disso, como nunca tocamos nesse assunto aqui no blog, mas diante dessa crescente demanda de hotéis pet friendly e sabendo que há pessoas e famílias inteiras que não abrem mão de levar os seus bichinhos, que já fazem parte da família, achei bem legal as dicas que recebi do Vet Quality Centro Veterinário sobre o bem estar e a saúde dos cães e gatos durante as férias e festas de fim de ano. 

E pedi para minha amiga Lu Guimarães, do instagram @tevejopelomundo e mãe da fofa e estilosa Malu, do instagram @aventuras.da.malu, que desse uma lida prévia e me desse o Ok para as dicas serem compartilhadas com você. Afinal, como eu não tenho nem nunca tive um animal de estimação que pudesse ser levado em uma viagem assim (o único que eu tive foi uma tartaruga - jabuti, nunca nem considerei, quando criança, em levá-lo comigo), consultei uma especialista no assunto para ver o que ela achava e ela ainda complementou com algumas dicas extras que colocarei aqui para vocês. 

FOTOS: são todas da nossa mascote mais linda de todas as viagens, a Malu - @aventuras.da.malu

** ITENS BÁSICOS PARA BAGAGEM DO SEU ANIMAL **

- Coleira e guia (identificação)
- Ração em quantidade adequada para período da viagem (principalmente se o animal estiver acostumado somente com um tipo de marca ou sabor)
- Potes para água e comida
- Shampoo de costume e toalha
- Cama, brinquedos
- Medicamentos de uso contínuo e para emergências

** PREVENÇÃO DE DOENÇAS **

- O animal deve estar com vacinação e vermifugação atualizadas.
- Viagens para a região litorânea exigem prevenção contra Dirofilariose ou verme do coração.
- Viagens para localidade rural exigem prevenção contra pulgas e carrapatos, além de cuidados com berne e picadas de insetos que podem ocasionar reações alérgicas.
- Sugere-se consultar o Médico Veterinário para maiores informações e para a aplicação das vacinas pertinentes. 

** TRANSPORTES **

A escolha do meio de transporte mais adequado vai depender da distância até o destino final. Viagens longas de carro causam maior estresse ao animal. Nesse caso, se possível, dê preferência ao transporte aéreo.

Antes da viagem, seja ela de carro ou avião, evite alimentar o animal para evitar enjôo.


** PLANO DE SAÚDE ANIMAL **

Se a viagem for curta e o seu bichinho frequentar uma clínica veterinária regularmente, não há a necessidade de um check-up. No entanto, para viagens mais longas, é importante levar o pet para uma avaliação, pois o veterinário poderá checar o estado de saúde dele, além de passar informações importantes para mantê-lo saudável durante a viagem. 

Dependendo do destino, o veterinário poderá passar mais informações, já que alguns lugares são considerados mais propensos a algumas doenças, como leishmaniose canina e a dirofilariose, que é causadora das doenças cardíacas em pets. O plano de saúde animal pode ser um aliado da economia e as vacinas também precisam estar em dia. Se o pet usa algum medicamente contínuo, ele precisa ser levado sempre.

- SE FOR DE CARRO:

. O animal deve ser transportado no banco traseiro, utilizando-se cinto de segurança especial para cães ou caixa de transporte adequada (cães e gatos). Evite levá-lo solto ou entre as pernas, pois isso pode causar acidentes.

O dono precisa garantir que o pet não estará exposto diretamente aos raios de sol.

. O ambiente dentro do automóvel deve estar fresco, pois o excesso de calor pode causar danos irreversíveis à saúde do animal.

. Em dias mais quentes, o ideal é ligar o ar-condicionado. Nunca deixe o pet sozinho no carro, pois a temperatura pode aumentar muito e causar algum tipo de doença animal.

. Em caso de viagens longas, recomenda-se parar a cada 2 horas para passear com o animal. Durante as paradas, os donos podem e devem oferecer água, sempre cuidando para que seu animal não desidrate. Essas orientações de como transportar animais em segurança reduzem a incidência de transtornos durante o percurso.

. Obviamente é importante alimentar seu bichinho com a ração adequada antes da viagem, porém, a quantidade deve ser moderada, já que ingeridos em excesso, alimentos e bebidas podem causar enjoos. Em viagens de 12 horas, por exemplo, a recomendação é evitar alimentos três horas antes.


- SE FOR DE AVIÃO:

. Atentar-se para as regras de cada companhia aérea quanto ao tipo e tamanho de caixa de transporte necessário, necessidade de sedação do animal, reserva da viagem, documentação necessária para embarque do animal, e lembrar que o número de animais por vôo é limitado.

. Algumas companhias permitem a viagem do animal na cabine junto com seu dono ao invés de ir no bagageiro. Logo, vale a pena informar-se com a companhia aérea previamente.

- NO CASO ESPECÍFICO DOS GATOS:

Gatos são animais muito acostumados com a rotina de casa e podem ficar assustados dentro dos veículos. Por isso, o ideal é transportá-los dentro de caixas de transportes, sempre de acordo com o seu tamanho.

- NO CASO ESPECÍFICO DOS CÃES:

Cachorros de pequeno porte também podem ser transportados em caixas transportadoras, ou serem acomodados em cadeiras, assentos ou em cinto de segurança para cachorro e adaptadores de segurança.

Já os cães de médio e grande porte devem ser levados em caixas de transporte adequadas ao tamanho do animal, pois soltos eles podem se ferir, fugir do carro e causar acidentes.

Há também quem opte pelas grades de contenção, que separam o porta-malas do restante do carro. Nesse caso os animais ficam mais soltos e se sentem mais à vontade, no entanto, é importante ressaltar que em caso de freadas bruscas podem jogar os pets contra as grades, causando ferimentos.


. Observação feita pela Lu: quando ela viaja de carro com a Malu, pois ela nunca teve coragem de levá-la no avião, ela procura levar uma peça de roupa dela - da Lu - usada ou a fronha do travesseiro que ela vinha usando e deixa na caminha da Malu. Isso porque, como ela ficará em um ambiente diferente e estranho do que está acostumada

** DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA VIAGENS DE CARRO OU AVIÃO **

- VIAGENS NACIONAIS:

. Certificado de vacinação antirrábica para animais com mais de 4 meses de idade, contendo o nome do laboratório produtor da vacina, lote e validade da vacina. A vacina deve ser aplicada há mais de 30 dias e menos de 1 ano da data da viagem.

. Atestado de saúde emitido por um médico veterinário, com informações sobre as condições de saúde e se o animal está apto para viajar. O atestado possui validade de 10 dias a partir data de emissão.


- VIAGENS INTERNACIONAIS:

. Certificado Zoosanitário Internacional (CZI) emitido pelo Ministério da Agricultura, gratuitamente, nos aeroportos internacionais. Agendar com antecedência uma consulta para realização dos procedimentos necessários para emissão do documento. O prazo para emissão do mesmo pode passar de 30 dias úteis.

. Atestado de saúde emitido por um médico veterinário, com informações sobre as condições de saúde e se o animal está apto para viajar. O atestado possui validade de 10 dias a partir data de emissão.

. Carteira de vacinação atualizada.

. Documento de comprovação da aplicação do microchip, contendo o número, data da aplicação e localização, devidamente firmada pelo técnico responsável.

. Alguns países exigem exames e documentos específicos, além de realizarem quarentena na chegada do animal. É importante se informar antes de agendar a viagem.

FOTOS: são todas da nossa mascote mais linda de todas as viagens, a Malu - @aventuras.da.malu


Nenhum comentário:

Postar um comentário