terça-feira, 25 de agosto de 2015

Vulcão Cotopaxi, em Quito

Acredito que todos ouviram algo a respeito do Vulcão Cotopaxi, que fica em Quito, no Equador

O Cotopaxi é um dos vulcões mais ativos da Cordilheira dos Andes no Equador e é monitorado constantemente desde 1986. Localizado a 50 quilômetros ao sudeste de Quito, separado por montanhas e vales, ele vem assustando as pessoas desde que entrou em erupção, com pequenas explosões e emissão de cinzas.

Vulcão Cotopaxi

Na semana passada, quando o Governo anunciou o estado de emergência, eu fiquei bastante preocupada, especialmente porque  uma das minhas melhores amigas é equatoriana, embora more no Brasil, mas tem parentes em Quito e fui buscar informações com ela. 

Vulcão Cotopaxi

Ela disse que a região de Quito, da capital, propriamente, estava fora da área de risco, pois o vulcão, na verdade, fica afastado, estando sua mãe e parentes bem, graças a Deus! Mas eu imagino que muitos ficaram bastante preocupados e receosos com possíveis viagens agendadas para esse destino. 

É, sem dúvidas, uma decisão difícil para quem já está com viagem paga. Por isso mesmo achei importante compartilhar com vocês que a Secretaria Nacional de Gestão de Riscos de Quito declarou alerta amarelo nas províncias de Cotopaxi, Pinchincha e Tungurahua, que são vilarejos localizados nos arredores do vulcão Cotopaxi, devido à emissão de cinzas na região. Inclusive, o Governo já evacuou as zonas próximas ao vulcão.


A consequência imediata disso é que o Parque Nacional Cotopaxi e a Área Nacional de Recreação El Boliche restringiram a entrada de turistas até novo aviso. No entanto, nem tudo está perdido para quem está com passagem marcada para os próximos dias para o Equador: os visitantes poderão fazer outros passeios, como a Reserva Antisana e o Parque Nacional Cayenbe – Coca.

Além disso, todas as atividades em Quito estão sendo realizadas normalmente. 




Panorâmica de Quito

A atividade do vulcão Cotopaxi não apresenta risco para viajantes que visitam a cidade e não foi reportada nenhuma emergência relacionada ao assunto. Em caso de erupção, é bom saber que a capital oferece garantias de mobilidade, evacuação e informação.

Outra informação importante é com relação à chegada e partida de voos: o Aeroporto Internacional Mariscal Sucre de Quito mantém suas operações em total normalidade. Mas é recomendado acompanhar as notícias porque, caso haja alguma alteração, como cancelamento de voos, os meios oficiais de comunicação informarão sobre as possíveis alternativas.

Para mais informações, acompanhe pelo site www.volcancotopaxi.com 

E já que é possível passear por Quito com segurança, aproveitem a charmosa capital do Equador!

Eu ainda não conheço a cidade, mas sinto-me muito familiarizada por acompanhar sempre as fotos e viagens que minha grande amiga faz todo ano para lá para visitar seus parentes.

Com paisagens fascinantes, cultura vibrante e história milenar, Quito pode te surpreender e ser um destino perfeito para as férias.

Com aproximadamente 2,2 milhões de habitantes, a capital do Equador mescla modernidade aos cenários antigos do seu reconhecido Centro Histórico, o maior e mais bem conservado da América Latina, com características que a tornaram a primeira capital do mundo nomeada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1978. Não é para qualquer um, né?

Igreja da Companhia de Jesus

Igreja da Companhia de Jesus

Igreja da  Companhia de Jesus

Situada no lado ocidental da Cordilheira dos Andes, a cidade está a 2.800 metros acima do nível do mar e exatamente por isso que é preciso ter cuidado para não sofrer do mal da altura - soroche, o qual acomete muita gente despreparada ou com baixo condicionamento físico e, principalmente, quem tem problema respiratório.

Igreja de Santo Domingo

A dica é tomar o chá de Coca ou mascar a planta! Ela ajuda a minimizar o mal da altura. E lembrem-se sempre de fazerem a aclimatação adequada. Ao chegarem em Quito, descansem, não façam nada que requeira grandes esforços, poupem-se um pouco até terem certeza de que estão acostumados com a altura. Os sintomas mais comuns para o mal da altura são: dores de cabeça, enjoos, tonturas... O mais indicado mesmo é fazer um check up antes de viajar para ficar mais tranquilo. Dica: vá ao seu cardiologista, pelo menos, e verifique se está tudo em ordem. 

Praça Borja Yerovi



Quito ostenta paisagens espetaculares, com um clima montanhoso sempre agradável. A metrópole possui uma rica arquitetura e edifícios patrimoniais - que eu estou louca para conhecer!, os quais contam sua história desde as épocas pré-colombiana e colonial. Inclusive, vocês sabiam que o Império Inca (vejam aqui nossos posts sobre o Peru), cuja capital era a cidade de Cusco, estendeu-se por boa parte da América Espanhola, indo até o Equador para o norte e para a Argentina, ao sul? Incrível, né? Imaginem a herança cultural inca que o Centro Histórico de Quito não guarda, além de, naturalmente, ter muita influência espanhola dos tempos da colonização!

Plaza Grande

Além disso, seus mais de 50 museus retratam a evolução cultural local com elementos antigos e obras de artistas contemporâneos regionais e internacionais. 

A 13 quilômetros de distância da linha do Equador, na latitude 0º 0’ 0”, Quito é reconhecida mundialmente como a cidade Metade do Mundo. No local, foi fundado um monumento no qual turistas se divertem com as curiosidades, como colocar um pé no hemisfério Norte e outro no Sul. Que tal? 

Monumento Metade do Mundo

Seus inúmeros atrativos turísticos atraem visitantes de diferentes partes do mundo e se torna num lugar agradável para férias em família, amigos ou uma romântica viagem a dois. Oferece opções de compras, hotéis, restaurantes, parques e também o melhor da vida noturna - mas lembrem-se de que a moeda usada lá é o dólar! (eu sempre achei isso muito estranho, mas é o dólar. O sucre foi a moeda do Equador de 1884 a 2000). 

Um dos principais passeios é o teleférico, que alcança 4.050 metros de altura e proporciona uma privilegiada vista panorâmica da cidade e arredores. {não façam esse passeio antes de se sentirem bem aclimatados com a altitude! Até minha amiga, que é equatoriana, quando fez esse passeio pela última vez, sentiu-se mal. Portanto, não é para brincar com a altura!}

Quito

A bordo de um trem que parte da Estação Ferroviária de Chimbacalle, localizada ao sul de Quito, é também possível apreciar a vida rural quitenha e também conhecer a famosa Avenida dos Vulcões, nome dado pelo explorador alemão Alexander Von Humboldt aos Andes equatorianos. 

Os sabores de Quito também merecem destaque. 

Locro de Batatas

Com pratos tradicionais, a culinária quitenha reúne diferentes elementos culturais, com forte influência andina e ibérica nas receitas contemporâneas. 

Compota de Tomate de Árbol

Seco de Chivo

O locro de batatas, o canelazo e o doce de figos com queijo sobressaem-se como opções imperdíveis nos cardápios dos restaurantes e mercados típicos.

Canelazo

Doce de Figo com Queijo

Fonte das informações sobre o vulcão Cotopax: Ministério de Turismo do Equador
Fonte sobre informações de turismo em Quito e crédito para as Fotos: Quito Turismo
Para mais informações, acesse www.quito.gob.ec


2 comentários:

  1. Sou fascinada pelo Equador, em especial Quito. Parabéns pelo post maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Palloma!
      Obrigada! Fico feliz por ter gostado!
      Beijo grande,
      Lily

      Excluir