25 agosto 2015

Vulcão Cotopaxi, em Quito

Acredito que todos ouviram algo a respeito do Vulcão Cotopaxi, que fica em Quito, no Equador

O Cotopaxi é um dos vulcões mais ativos da Cordilheira dos Andes no Equador e é monitorado constantemente desde 1986. Localizado a 50 quilômetros ao sudeste de Quito, separado por montanhas e vales, ele vem assustando as pessoas desde que entrou em erupção, com pequenas explosões e emissão de cinzas.


Vulcão Cotopaxi

Na semana passada, quando o Governo anunciou o estado de emergência, eu fiquei bastante preocupada, especialmente porque  uma das minhas melhores amigas é equatoriana, embora more no Brasil, mas tem parentes em Quito e fui buscar informações com ela. 


Vulcão Cotopaxi

Ela disse que a região de Quito, da capital, propriamente, estava fora da área de risco, pois o vulcão, na verdade, fica afastado, estando sua mãe e parentes bem, graças a Deus! Mas eu imagino que muitos ficaram bastante preocupados e receosos com possíveis viagens agendadas para esse destino. 

É, sem dúvidas, uma decisão difícil para quem já está com viagem paga. Por isso mesmo achei importante compartilhar com vocês que a Secretaria Nacional de Gestão de Riscos de Quito declarou alerta amarelo nas províncias de Cotopaxi, Pinchincha e Tungurahua, que são vilarejos localizados nos arredores do vulcão Cotopaxi, devido à emissão de cinzas na região. Inclusive, o Governo já evacuou as zonas próximas ao vulcão.


A consequência imediata disso é que o Parque Nacional Cotopaxi e a Área Nacional de Recreação El Boliche restringiram a entrada de turistas até novo aviso. No entanto, nem tudo está perdido para quem está com passagem marcada para os próximos dias para o Equador: os visitantes poderão fazer outros passeios, como a Reserva Antisana e o Parque Nacional Cayenbe – Coca.

Além disso, todas as atividades em Quito estão sendo realizadas normalmente. 




Panorâmica de Quito

A atividade do vulcão Cotopaxi não apresenta risco para viajantes que visitam a cidade e não foi reportada nenhuma emergência relacionada ao assunto. Em caso de erupção, é bom saber que a capital oferece garantias de mobilidade, evacuação e informação.

Outra informação importante é com relação à chegada e partida de voos: o Aeroporto Internacional Mariscal Sucre de Quito mantém suas operações em total normalidade. Mas é recomendado acompanhar as notícias porque, caso haja alguma alteração, como cancelamento de voos, os meios oficiais de comunicação informarão sobre as possíveis alternativas.

Para mais informações, acompanhe pelo site www.volcancotopaxi.com 

E já que é possível passear por Quito com segurança, aproveitem a charmosa capital do Equador!

Eu ainda não conheço a cidade, mas sinto-me muito familiarizada por acompanhar sempre as fotos e viagens que minha grande amiga faz todo ano para lá para visitar seus parentes.

Com paisagens fascinantes, cultura vibrante e história milenar, Quito pode te surpreender e ser um destino perfeito para as férias.

Com aproximadamente 2,2 milhões de habitantes, a capital do Equador mescla modernidade aos cenários antigos do seu reconhecido Centro Histórico, o maior e mais bem conservado da América Latina, com características que a tornaram a primeira capital do mundo nomeada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1978. Não é para qualquer um, né?


Igreja da Companhia de Jesus

Igreja da Companhia de Jesus

Igreja da  Companhia de Jesus

Situada no lado ocidental da Cordilheira dos Andes, a cidade está a 2.800 metros acima do nível do mar e exatamente por isso que é preciso ter cuidado para não sofrer do mal da altura - soroche, o qual acomete muita gente despreparada ou com baixo condicionamento físico e, principalmente, quem tem problema respiratório.


Igreja de Santo Domingo

A dica é tomar o chá de Coca ou mascar a planta! Ela ajuda a minimizar o mal da altura. E lembrem-se sempre de fazerem a aclimatação adequada. Ao chegarem em Quito, descansem, não façam nada que requeira grandes esforços, poupem-se um pouco até terem certeza de que estão acostumados com a altura. Os sintomas mais comuns para o mal da altura são: dores de cabeça, enjoos, tonturas... O mais indicado mesmo é fazer um check up antes de viajar para ficar mais tranquilo. Dica: vá ao seu cardiologista, pelo menos, e verifique se está tudo em ordem. 

Praça Borja Yerovi



Quito ostenta paisagens espetaculares, com um clima montanhoso sempre agradável. A metrópole possui uma rica arquitetura e edifícios patrimoniais - que eu estou louca para conhecer!, os quais contam sua história desde as épocas pré-colombiana e colonial. Inclusive, vocês sabiam que o Império Inca (vejam aqui nossos posts sobre o Peru), cuja capital era a cidade de Cusco, estendeu-se por boa parte da América Espanhola, indo até o Equador para o norte e para a Argentina, ao sul? Incrível, né? Imaginem a herança cultural inca que o Centro Histórico de Quito não guarda, além de, naturalmente, ter muita influência espanhola dos tempos da colonização!

Plaza Grande

Além disso, seus mais de 50 museus retratam a evolução cultural local com elementos antigos e obras de artistas contemporâneos regionais e internacionais. 

A 13 quilômetros de distância da linha do Equador, na latitude 0º 0’ 0”, Quito é reconhecida mundialmente como a cidade Metade do Mundo. No local, foi fundado um monumento no qual turistas se divertem com as curiosidades, como colocar um pé no hemisfério Norte e outro no Sul. Que tal? 


Monumento Metade do Mundo

Seus inúmeros atrativos turísticos atraem visitantes de diferentes partes do mundo e se torna num lugar agradável para férias em família, amigos ou uma romântica viagem a dois. Oferece opções de compras, hotéis, restaurantes, parques e também o melhor da vida noturna - mas lembrem-se de que a moeda usada lá é o dólar! (eu sempre achei isso muito estranho, mas é o dólar. O sucre foi a moeda do Equador de 1884 a 2000). 

Um dos principais passeios é o teleférico, que alcança 4.050 metros de altura e proporciona uma privilegiada vista panorâmica da cidade e arredores. {não façam esse passeio antes de se sentirem bem aclimatados com a altitude! Até minha amiga, que é equatoriana, quando fez esse passeio pela última vez, sentiu-se mal. Portanto, não é para brincar com a altura!}


Quito

A bordo de um trem que parte da Estação Ferroviária de Chimbacalle, localizada ao sul de Quito, é também possível apreciar a vida rural quitenha e também conhecer a famosa Avenida dos Vulcões, nome dado pelo explorador alemão Alexander Von Humboldt aos Andes equatorianos. 

Os sabores de Quito também merecem destaque. 


Locro de Batatas

Com pratos tradicionais, a culinária quitenha reúne diferentes elementos culturais, com forte influência andina e ibérica nas receitas contemporâneas. 


Compota de Tomate de Árbol

Seco de Chivo

O locro de batatas, o canelazo e o doce de figos com queijo sobressaem-se como opções imperdíveis nos cardápios dos restaurantes e mercados típicos.

Canelazo

Doce de Figo com Queijo

Fonte das informações sobre o vulcão Cotopax: Ministério de Turismo do Equador
Fonte sobre informações de turismo em Quito e crédito para as Fotos: Quito Turismo
Para mais informações, acesse www.quito.gob.ec


  1. Sou fascinada pelo Equador, em especial Quito. Parabéns pelo post maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Palloma!
      Obrigada! Fico feliz por ter gostado!
      Beijo grande,
      Lily

      Excluir

Botão do Whatsapp só funciona no celular

Digite o que procura e tecle "enter" para buscar