quarta-feira, 17 de julho de 2013

Barcelona: dicas rápidas (1)

Eu viajei para BARCELONA no finalzinho de novembro de 2007, onde fiquei 4 noites. Já faz um tempinho, mas acho que algumas dicas acabam sendo universais e ainda válidas, mesmo quase 6 anos depois.

Foram, na verdade, 3 dias inteiros de hospedagem e metade de outro. Suficiente para ver e fazer o principal de forma corrida e sem noitadas. Acho que mais uma diária cairia bem e certamente teria bastante coisa para fazer.


A cidade me chamou bastante atenção pela quantidade de pessoas pelas ruas. Uma amiga baiana, que estava comigo, chegou a exclamar, logo que chegamos, que parecia até Festa Junina de tanta gente circulando pelas Las Ramblas.

Sim, a cidade é cheia de vida e agito, inclusive durante as madrugadas gélidas do final de outono e quase inverno. Respira cultura, expressada não apenas nos diversos museus, mas também espalhados pelos belos edifícios de Gaudí, que pela cidade deixou um belo legado, além da escultural igreja da Sagrada Família, que reza a lenda que nunca será terminada.

E não precisava ter festa ou comemoração específica para que Las Ramblas estivessem cheias de pessoas e turistas passeando por lá. 

Além disso, o frio não é intenso assim, especialmente pela proximidade com o mar. E o verão deve bombar, por que as praias, mesmo não sendo lindas como as do Nordeste brasileiro, ficam bem cheias.

Quanto ao idioma, se você manda muuuuuito bem no espanhol, talvez tenha um pouco de dificuldade de entender o catalão. Agora, se você é adepto ao portunhol, prepare-se porque Barcelona não é Buenos Aires!!! Sim, há diferenças bem perceptíveis entre o espanhol madrilenho e o catalão (eu nem consigo imaginar como deve ser no País Basco... praticamente outro idioma). No final das contas, principalmente na parte mais turística, eles costumam amenizar o catalão para se fazerem entender. Mas... mas... mas... se você ouvir um espanhol um pouco diferente do que está acostumbrado, já sabe a razão! Não se assuste e, com paciência, você será entendido!!

Então vamos às DICAS:


1) TRANSFER aeroporto-hotel:

Eu pesquisei algumas opções de transfer: táxi, trem e ônibus.

Acabei optando pelo táxi que ficou em torno dos 25 euros desde o aeroporto até o hotel, localizado bem em Las Ramblas mesmo. É uma viagem que dura entre 20 a 30 minutos e custa em torno de 4 euros.

Mas, para que fique registrado, o trem tem estação com conexão no aeroporto e passa a cada 30  minutos, menos de madrugada. Até a Plaza Catalunya, gasta-se uns 25 minutos de trem. 

Ainda, há o serviço de Aerobus, que opera a cada 15 minutos, menos de madrugada. Esse ônibus pega o passageiro no terminal e chega na Plaza Catalunya em 30 minutos. Tem um ponto na saída de cada terminal, no 1 e no 2 (na volta para o aeroporto, como os dois saem da Plaza Catalunya, certifique-se para qual terminal que o ônibus vai antes de embarcar), custando em torno de 10 euros ida e volta.

E também o ônibus comum, n. 46, que leva até o centro da cidade (estação Sants), passa pelos dois terminais, operando das 05:00 até às 00:15, e o ônibus N17, que funciona durante a noite e madrugada, das 21:55 às 04:45. Ambos custam 2 euros por viagem.


2) HOTEL:

Fiquei hospedada no hotel Apartamentos Mur Mar, Rambla n. 34, na Plaza del Teatre. Na época foi interessante porque estávamos em 3 e os quartos eram estilo flat, bem equipados com cozinha, sala, um banheiro bem amplo, varanda com vista para as Ramblas. 

Não vou negar que o fator preço-diária foi bem valioso na hora de decidir onde ficar e esse hotel, bem simples, deixou a desejar.

Com muita honestidade, eu não recomendo, a não ser que seu orçamento seja curto e você queira ficar muito bem localizado em Las Ramblas.

Durante a noite, a calefação não deu conta e fazia bastante frio. Em frente do hotel sempre havia grupos estranhos, de madrugada, com cara de imigrantes, que faziam algumas algazarras também. 

No mais, não tinha café da manhã, mas a cozinha era bacana e foi muito útil, principalmente porque em Las Ramblas há opções de mercadinhos para comprinhas de lanches, como o Carrefour Express (ao menos tinha em 2007). No quesito limpeza, também não me lembro de nada grave. Acho que o principal problema foi o frio que passamos à noite pois a calefação do quarto não alcançava direito a sala e cozinha. Eu fiz a reserva pelo Booking.com e deu tudo certo, tirando esses pormenores. 


3) MEU ROTEIRO: Com mapa em mãos... 

Como ficamos localizados em Las Ramblas, logo no primeiro dia, assim que chegamos, aproveitamos para andar por lá, conhecer um pouco das redondezas e ir até a Plaza Catalunya

Achei muito legal ver tantos artistas de rua pelas Ramblas, performistas, estátuas humanas, entre outros. A rua era uma festa só! Repleta de pessoas e bastante arborizada, ela tem uma calçada ampla para pedestres, seguindo os moldes dos Boulevares franceses. 

Por LAS RAMBLAS, desde o Monumento a Colombo até a Plaza Catalunya, você verá:

GRAN TEATRE DEL LICEU - construído em 1847, é o mais antigo e prestigiado teatro da cidade, sobretudo com teatro de Ópera. Destruído por um incêndio em 1994, foi reconstruído nos moldes do antigo. 

MONUMENTO A COLOM (ESQUINA DE PASSEIG DE COLOM COM LA RAMBLA – PRÓXIMO AO MAR) TEM ELEVADOR QUE LEVA OS VISITANTES PARA APRECIAREM A VISTA DO TOPO. Eu subi nesse momento e achei bastante claustrofóbico lá em cima. Para tirar fotos de paisagens e para se situar de cima, vale a pena. Para tirar fotos com os amigos, já fica complicado. Ou seja, sair na foto é difícil, considerando que o local é pequeno e as janelas são mais altas.

BANCAS DE FLORES ao longo de toda a Avenida.

MOSAICO DE MIRÓ – DE JOAN MIRÓ, QUE COBRE O CALÇADÃO (ESQUINA DE LA RAMBLA COM CALLE DE BOQUERÍA)

ESGLÉSIA DE BETLEM – DO SÉCULO XVII – LA RAMBLA JÁ FOI PONTILHADA DE EDIFÍCIOS RELIGIOSOS, A MAIORIA DOS SÉCULOS 17 E 18, QUANDO A IGREJA CATÓLICA TINHA DINHEIRO EM ABUNDÂNCIA. ESTA IGREJA  AINDA É UMA DAS MAIS IMPORTANTES DAQUELE PERÍODO, AINDA EM FUNCIONAMENTO.

PALÁCIO DE LA VIRREINA – DE 1778  – EDIFÍCIO NEOCLÁSSICO (GRÁTIS).

CASA BRUNO QUADRAS – ANTIGA FÁBRICA DE GUARDA-CHUVAS, CONSTRUÇÃO DO FINAL DO SÉCUL 19.

MERCADO DE LÁ BOQUERÍA – MERCADO DE COMIDAS (ABERTO DAS 7h-20h de Seg a Sab). La Boquería é um grande mercado situado nas Ramblas, onde podemos comprar frutas, presunto, peixe... É muito agradável caminhar no mercado, onde também  há lanchonetes e poderá provar deliciosos produtos frescos, frutos do mar, tortillas... Prove os frutos e aproveite um ambiante tipico Bacelonense...

CENTRO DE ARTE SANTA MÒNICA – ANTIGO MOSTEIRO DO SÉCULO 17. É HOJE UM MODERNO CENTRO DE ARTE CONTEMPORÂNEA  (GRÁTIS)

PALAU GÜELL – O PALÁCIO É UM BELO EXEMPLO DAS EXPERIÊNCIAS ESTRUTURAIS DE GAUDÍ, EM ESPECIAL O USO DE ARCOS PARABÓLICOS  QUEBRADOS, PARA ORGANIZAR O ESPAÇO  (QUASE ESQUINA COM CALLE DE FERRÁN).

- CONHECENDO AS OBRAS GAUDÍ - A SORTE DO JOVEM GAUDÍ MUDOU QUANDO O CONDE EUSEBI GÜELL RECONHECEU SEU TALENTO E LHE ENCOMENDOU, EM 1886, UMA MANSÃO QUE FARIA O CONDE DESTACAR-SE ENTRE SEUS VIZINHOS. O RESULTADO FOI O PALAU GÜELL. A FACHADA É SEGUIDA DE UM INTRICADO INTERIOR DE SUNTUOSAS COLUNAS E TETOS DE MADEIRA TALHADA. NO TELHADO, UMA MISCELÂNEA DE CHAMINÉS COM MOSAICO.

- PLAÇA DE CATALUNYA E CARRER PELAI – O RUIDOSO CENTRO DA CIDADE TAMBÉM É O CORAÇÃO DO COMÉRCIO, SENDO FLANQUEADO PELA LOJA DE DEPARTAMENTOS EL CORTE INGLÉS E PELO SHOPPING EL TRIANGLE, QUE TEM UMA FNAC E UMA SEPHORA (PERFUME E COSMÉTICOS). A CARRER PELAI ESTÁ REPLETA DE LOJAS DE CONFECÇÃO E CALÇADOS.

As lojas do grupo El Corte Inglés são multimarcas, com vários andares. Lá dentro você encontrará de um tudo, além de restaurantes/lanchonetes. Nas imediações da Plaza Catalunya eu me lembro de haver pelo menos 3 lojas do El Corte Inglés. A maior de todas, na própria praça, tinha um bom mercado no andar mais baixo, onde eu me lembro de ter comprado muito - muito mesmo - chocolate Lindt a preços irresistíveis!! Você também consegue comprar refeições prontas lá, dentre várias outras coisas, para levar para o hotel. 

- BAIRRO GÓTICO - Localizado no centro de Barcelona, o Bairro Gótico é constituído por ruas estreitas e tortuosas, com restaurantes, comércio, cafés e bares. A Catedral, prédios medievais e Plaza Sant Jaume são alguns dos pontos que devem ser visitados enquanto se perde na parte mais romântica da cidade. É um verdadeiro passeio no túnel do tempo, repleto de cantinhos que conferem ângulos fotográficos sensacionais das paredes de pedras, das ruas, com ares medievais e muita história no ar. 

- CATEDRAL DE BARCELONA -  
* UMA DAS OBRAS-PRIMAS ESPANHOLAS NO ESTILO GÓTICO – CAPELAS BARROCAS – FACHADA OITOCENTISTA – CATEDRAL REMONTA A 1298, TERMINADA EM 1454. SUA FACHADA ATUAL, NO ENTANTO, É DO SÉCULO 19.

* PLAZA DE LA SEU – DESFRUTAR SEU ESPLENDOR NO ESTRUCH, CAFÉ AO AR LIVRE NA PLAZA DE LA SEU.

A Catedral é enorme e achei a visita ao seu interior bem interessante. A Praça que fica em sua frente é famosa para eventos, shows e cercada de muito comércio, bares/restaurantes/lanchonetes.  

É possível visitar a sua torre e telhados por meio de um elevador com capacidade limitada a 15 pessoas. 

Se tiver interesse em visitá-la, verifique os horários de funcionamento e de missas em seu site oficial ->  http://www.catedralbcn.org/ A visita é gratuita!!


** PRAÇAS PARA SEREM VISITADAS: TODAS FICAM PRÓXIMAS A LA RAMBLA


- PLAÇA REIAL

- ESQUINA DE LA RAMBLA COM CALLE DE FERRÁN
- COM SUAS ARCADAS CHEIAS DE CHARME EUROPEU, URBANIZAÇÃO OUSADA E ESTILO NEOCLÁSSICO, A PLAÇA REIAL, NO CORAÇÃO DO BARRIO GÒTIC, É ÚNICA ENTRE AS PRAÇAS DE BARCELONA

- ABRIGA MAJESTOSAS CONSTRUÇÕES DE MEADOS DO SÉCULO 19, POSTES DE LUZ DE GAUDÍ, UMA SÉRIE DE BARES E CASAS NOTURNAS DA MODA E UMA PITORESCA E DIVERTIDA MULTIDÃO DE ESTRANGEIROS

- AQUI, A ELEGÂNCIA DE FINS DO SÉCULO 19 ENCONTRA OS AFICIONADOS POR SANGRÍA NAS ARCADAS DA PLAÇA REIAL, UMA DAS PRAÇAS MAIS EMBLEMÁTICAS E DIVERTIDAS DE BARCELONA. ELA TEM ALTÍSSIMAS PALMEIRAS E ESTÁ RODEADA DE IMPONENTES CONSTRUÇÕES OITOCENTISTAS. OS POSTES DE LUZ MODERNISTAS FORAM DESENHADOS POR GAUDÍ EM 1879. NO CENTRO DA PRAÇA, UM CHAFARIZ DE FERRO BATIDO REPRESENTA AS TRÊS GRAÇAS. A PLAÇA REIAL É O MELHOR LUGAR PARA COMEÇAR UMA NOITE ANIMADA, COM UMA QUANTIDADE DE RESTAURANTES, BARES E CAFÉS QUE ATRAEM O POPULACHO.

Sem dúvidas, a mais linda na minha opinião!!! Amei a praça e cada ângulo confere uma foto mais linda que a outra. Vale a pena um passeio pela praça e renderá ótimos registros. Ela possui um fonte central que, em conjunto com as palmeiras, forma um cenário lindo e relaxante.


- PLAÇA DE CATALUNYA

-  A IMENSA PRAÇA, NO CENTRO NERVOSO DE ONDE PARECE IRRADIAR TODA A ATIVIDADE DE BARCELONA. É O PRIMEIRO VISLUMBRE REAL QUE OS VISITANTES TÊM DA CIDADE.

- A OSTENTAÇÃO COMERCIAL É EVIDENTE EM TODA A SUA VOLTA, SENDO CAPITANEADA PELA IMENSA LOJA DO GRUPO EL CORTE INGLÉS, A ONIPRESENTE LOJA ESPANHOLA DE DEPARTAMENTOS.


- PLAÇA DEL REI

- ESQUINA DA CALLE DE FERRAN COM VIA LAETANA
- UMA DAS MAIS BEM CONSERVADAS PRAÇAS MEDIEVAIS DA CIDADE, NO BAIRRO GÓTICO. É CIRCUNDADA POR CONSTRUÇÕES GRANDIOSAS, ENTRE ELAS, O PALÁCIO REAL, DO SÉCULO 14, QUE ABRIGA O SALÓ DEL TINELL, AMPLO SALÃO DE BANQUETES DO GÓTICO CATALÃO.

- NO CORAÇÃO DO BAIRRO GÓTICO, FICA A PRESERVADA PLAÇA DEL REI, ESPAÇO MEDIEVAL DOMINADO PELO PALAU REIAL, DOS SÉCULOS 13/14. O IMPONENTE COMPLEXO PALACIANO ABRANGE O SALÓ DEL TINELL, VASTO SALÃO COROADO POR ARCOS GÓTICOS, ONDE FERNANDO E ISABEL RECEPCIONARAM COLOMBO APÓS A VIAGEM DE 1492 À AMÉRICA. A CAPELLA DE SANTA ÀGATA, TAMBÉM MEDIEVAL, POSSUI BELO RETÁBULO QUATROCENTISTA DE JAUME HUGUET. 

A VISITA AO MUSEU D’HISTÒRIA DELA CIUTAT DÁ ACESSO AO PALAU REIAL E A UMA DAS MAIORES ESCAVAÇÕES SUBTERRÂNEAS DE RUÍNAS ROMANAS EM EXPOSIÇÃO. ENTRADA PAGA


- PLAÇA DE SANT JAUME

- PLENO DE PODER E HISTÓRIA, ESTE É O CORAÇÃO ADMINISTRATIVO DA BARCELONA MODERNA. A PRAÇA É FLANQUEADA PELOS DOIS MAIS IMPORTANTES EDIFÍCIOS GOVERNAMENTAIS: O MAIS IMPONENTE É O PALAU DE LA GENERALITAT E O AJUNTAMENT DO SÉCULO 15.

- O LOCAL DA PLAÇA DE SANT JAUME JÁ FOI O NÚCLEO DA BARCINO ROMANA. A PRAÇA ABRIGA OS DOIS EDIFÍCIOS GOVERNAMENTAIS MAIS IMPORTANTES: O PALAU DE LA GENERALITAT (SEDE DO GOVERNO CATALÃO) E O AJUNTAMENT (PREFEITURA). NA FACHADA DO PALAU (SÉCULO 15), PROCURE O DETALHADO RELEVO DE SÃO JORGE, PADROEIRO DA CATALUNHA. LÁ DENTRO FICA A LINDA CAPELA DE SANT JORDI. UM PONTO ALTO DO AJUNTAMENT, EM ESTILO GÓTICO, É O SUNTUOSO SALÓ DE CENT, EM VERMELHO E DOURADO, DE ONDE O CONSELHO DOS CEM GOVERNOU A CIDADE DE 1372 A 1714. TAMBÉM DIGNO DE NOTA É O PATI DELS TARONGERS, GRACIOSO PÁTIO COM LARANJEIRAS.


- PLAÇA DE SANT JOSEP ORIOL E PLAÇA DEL PI

- NO BAIRRO GÓTICO, O ENCANTO DO VELHO MUNDO ENCONTRA A CULTURA DOS CAFÉS NA PLAÇA DE SANT JOSEP ORIOL E NA PLAÇA DEL PI, ASSIM CHAMADA POR CAUSA DOS PINHEIROS QUE DÃO SOMBRA A SEUS RECANTOS. A LINDA IGREJA GÓTICA DE SANTA MARIA DEL PI SE ERGUE ENTRE AS DUAS FRONDOSAS PRAÇAS.


- PLAÇA DE LA VILA DE MADRID

- A POUCOS METROS DA RAMBLA, ESTRA PRAÇA EXIBE VESTÍGIOS DE UMA NECRÓPOLE ROMANA. REMINISCÊNCIA DA ANTIGA BARCINO, FICA DEPOIS DOS LIMITES DAS MURALHAS LATINAS DESSA CIDADE. AQUI, DESCOBRIU-SE EM 1957 UMA FILEIRA DE TÚMULOS (SEM ADORNOS) DOS SÉCULOS 2º-4º. AS RUÍNAS ESTÃO INTEIRAMENTE ABERTAS AO PÚBLICO



** CITY TOUR: 

Para quem curte aqueles ônibus turísticos que circulam pela cidade, de dois andares, confortáveis, com áudio em vários idiomas, pelo menos 2 linhas diferentes, ou mais, no esquema Hop On Hop Off (você pode descer nos pontos, conhecer os lugares, e pegar o próximo ônibus da empresa) essa é uma boa saída para se ter uma visão bem panorâmica da cidade e economizar um bocado na caminhada. Existem empresas consagradas como a Gray Line, Sightseeing e Bus Turistic. 

Eu fiz esse passeio que tomou um dia inteiro e não conheci absolutamente tudo. Achei bastante válido, especialmente para chegar nos lugares mais distantes. 

A Plaza Catalunya, provavelmente o coração da cidade, acaba sendo o local de partida e chegada da maioria, senão todos, esses ônibus turísticos. 

No meu caso, eu peguei o Bus Turístico que, em 2007, tinha 44 paradas ao longo de 3 rotas, podendo-se descer em cada uma dessas paradas e depois pegar o próximo ônibus, que pode passar rápido, em 5 minutos, ou até 30 minutos, a depender do trânsito. 

O horário de funcionamento do ônibus muda se for verão ou inverno, começando entre 9 e 9:30 da manhã, com último horário às 19h no inverno e às 20h no verão. A tarifa de hoje, atualizada, é de 26 euros por pessoa para um dia de passeio ou 34 euros para dois dias. 

Por exemplo, quando eu fui, eu desci em alguns lugares como a Sagrada Família, Park Güell, Fundação Joan Miró, que me lembro agora. Desci também no estádio do Barcelona, mas estava fechado e tive que esperar o próximo ônibus passar. 

Vale a pena conferir os horários de cada atração turística que te interessa visitar, avaliar a distância entre ela e seu hotel e aproveitar esse bus turístico para conhecer as atrações mais distantes, deixando as mais próximas para fazer a pé.

Se você estiver hospedado no centro, atrações como Park Güell, Monastério de Pedralbes, Palácio Reial, MNAC, Poble Espanyol, Fundação Joan Miró e Parque Olímpico podem ser interessantes paradas/descidas para conhecer por meio do ônibus turístico.

Sendo você abastado, com orçamento folgado e com tempo sobrando, o melhor dos mundos é usar o ônibus para o passe de dois dias, fazendo uma viagem panorâmica sem descidas no primeiro dia, já que cada rota leva cerca de 2 horas, e deixando o dia seguinte para descer nas atrações que mais interessaram (o que também pode ser feito no dia anterior, caso sobre tempo).

Agora, não se intimide, porque Barcelona é uma cidade bem estruturada com boa rede de metrô, ônibus, e boa parte das atrações turísticas fica em região central. Gostando de caminhar e pegando o metrô uma ou outra vez, você não terá dificuldade de conhecer o principal em Barcelona!!

Basta estar com um bom mapa da cidade em mãos, um bom mapa do metrô e confortáveis sapatos aos pés!! 

- METRÔ: AS CINCO LINHAS DO METRÔ DE BARCELONA SÃO ABRANGENTES, CÔMODAS E RÁPIDAS, FÁCEIS DE USAR. NO FINAL DE SEMANA FUNCIONAM ATÉ 2h  (ABERTO SEMPRE A PARTIR DAS 5h) - www.tmb.net


- TAPAS - ir a Espanha e não comer tapas é quase como ir a Itália e não comer massa/pasta. Sim, as famosas tapas merecem ser degustadas, com cerveja ou vinho, no melhor estilo da Andaluzia. São pequenas porções de aperitivos, com molhos variados. Inclusive, há passeios turísticos que fazem um tapas-tour por Barcelona, levando a bares da cidade onde a promessa é poder experimentar as melhores tapas locais. 

Eu não fiz esse passeio e confesso que tive muita dificuldade de comer bem em Barcelona. Vou dizer que vez ou outra eu senti uma rispidez desnecessária dos atendentes. Não vou afirmar que o povo de Barcelona é grosso ou  mal educado, mas tampouco é uma flor de formosura. Tive dois problemas com atendentes, uma moça de uma sorveteria que "delicadamente" me respondeu que os sabores estavam escritos em cima de cada sorvete quando eu perguntei o que era aquele sabor (não era chocolate, né?? rsrsrs... era algo que eu até hoje não sei e fiquei sem saber... ). E outra vez em um restaurante, quando tive problema com a conta. 

Talvez seja algo da região das Ramblas, por ser muito turística, o serviço nessa área gastronômica pode não ser o melhor. Eu recomendo acessar o TripAdvisor e selecionar de seus rankings de avaliações os melhores restaurantes e bares para já ter uma noção. 

Evite comer em McDonald's da vida, se puder. Uma boa opção para lanches são as redes equivalentes espanholas, mais baratas e interessantes: Pans & Company e a Bocatta. Estão pela cidade inteira e oferecem refeições econômicas. 

O menú do dia oferecido em muitos restaurantes é outra boa maneira de comer bem gastando pouco. Muitas vezes, ficar nas mesas externas, principalmente durante o verão, é mais caro do que comer dentro. Comer no balcão, por sua vez, costuma ser ainda mais barato. 

Algumas especialidades catalãs são:

- Pa amb tomaquet: fatia de pão com molho de tomate, azeite de oliva e sal, às vezes também temperado como alho, lembrando uma brusqueta. 
- Romesco: molho da Tarragona. Mistura de tomate, pimentas vermelhas, cebola, alho, amêndoas e azeite de oliva. 
- Conill amb cargols: coelho assado com molho.
- Sarsuela: peixe com mariscos, assados com azeite de oliva, com molho à base de cebolas, alho, tomate e papriaka, banhado a vinho.
- Fideua: tipo de paellha com camarões, galinha, pimenta doce, tomate, mas macarrão tipo noodles no lugar do arroz.
- Escudella I carn d'olla: um tipo de carne local com vegetais assados.
- Peus de porc estofat: pé de pordo cozido, acompanhado de cebola, purê de batata, alho e vinho.
- Arros negre: arroz negro.
- Mariscada: um prato de frutos do mar, camarões fritos no alho e óleo.
- Sofregit: um molho típico espanhol, feito de cebola, alho, tomate e ervas. 
- Tiro amb naps: pato assado com molhlo
- Cassola del tros: cassarola de vegetais, porco e escargot, acompanha batatas.



- SAGRADA FAMÍLIA – com construção iniciada em 1882, ainda inacabada, teve em Gaudí o seu grande arquiteto, esculpindo-a em estilo gótico e art nouveau.

Existe um projeto de finalizá-la em 2026, quando do aniversário de 100 anos de morte do Gaudí. Será que realmente ela ficará acabada?? Depois de tanto tempo, fica até difícil imaginar a Sagrada Família totalmente pronta. 

Quando por lá estive, soube que o Gaudí tinha hábito de morar nos locais que estavam sendo construídos com base em seus projetos arquitetônicos, para acompanhar de perto as obras e viver aquilo, que era a sua vida. Tendo a Sagrada Família como sua obra prima, Gaudí lá residiu por um tempo e morreu sendo vítima de atropelamento, ao atravessar a rua em frente à igreja.

Visitar a Sagrada Família é obrigatório para qualquer turista que vá a Barcelona!! A Igreja impressiona pelos detalhes, pelas dimensões. 

Repare atentamente nas diferenças entre as fachadas das duas entradas da Igreja: a considerada como entrada principal, obra de Gaudí, conserva seus traços e estilos neogótico. A outra porta de entrada, considerada como fundos, possui estilo arquitetônico totalmente diferente, mais modernoso, pois já foi obra de outros artistas, depois da morte de Gaudí. 

Do alto do prédio La Pedrera, outra obra de Gaudí, é possível ter uma visão linda da Sagrada Família!! 

Difícil mesmo é conseguir tirar uma foto da Sagrada Família inteira sem se valer de recursos de foto panorâmica na vertical. 

A dica é tirar fotos antes das 08:00 da manhã por causa da luz na fachada da Natividade. Dentro da Igreja, se tiver sol, é possível ver um mar de luzes coloridas, reflexos dos vitrais. 

A visita permite contemplar a Fachada do Nascimento e a Fachada da Paixão, o interior das naves, os claustros e o Portal del Rosario, podendo também conhecer o Museu. 

Do alto da torre também se pode ter ótimas vistas panorâmicas da cidade. Eu não subi porque a fila estava cruelmente gigantesca!! Desisti... custa 4,50 euros e a subida é de elevador. As entradas ficam na Calle Sardenya (junto à loja de lembranças e a um dos elevadores) e na Calle Marina.

Acesso: METRÔ – SAGRADA FAMÍLIA
Horário: das 9h às18h de outubro a março, das 9h às 20h de abril a setembro
Tarifa: 13,50 euros para adultos


4) O MELHOR DO COMÉRCIO:

- PASSEIG DE GRÀCIA
APROPRIADAMENTE, ESTA IMPONENTE AVENIDA DE LUXUOSAS CONSTRUÇÕES MODERNISTAS É O PRINCIPAL PONTO DAS LOJAS DE GRIFE. ESTÃO TODAS ALI, DAS GRANDES INTERNACIONAIS (CHANEL, HERMÈS, SWATCH) ÀS ESPANHOLAS MAIS RENOMADAS (LOEWE, ZARA, MANGO). DESCOBRE-SE MAIS COMÉRCIO DE EXTREMO LUXO NAS RUAS SECUNDÁRIAS, EM ESPECIAL NA CONSELL DE CENT, REPLETA DE GALERIAS DE ARTE E NA MALLORCA.

- PORTAL DE L’ÀNGEL
OUTRORA UMA VIA ROMANA QUE LEVAVA À CIDADE MURADA DE BARCINO, O CALÇADÃO PORTAL DE L’ÀNGEL É PERCORRIDO POR MULTIDÕES DE CONSUMIDORES COM SACOLAS REPLETAS DE COMPRAS. A RUA ESTÁ LOTADA DE LOJAS DE ROUPAS, CALÇADOS, JÓIAS...

- RAMBLA DE DE CATALUNYA
EXTENSÃO MAIS REFINADA E CHIQUE DA RAMBLA, ESTA RUA BEM CONSERVADA REPRESENTA UMA AGRADÁVEL MUDANÇA EM RELAÇÃO AO CLIMA DE SUA PRIMA. LOJAS E CAFÉS ELEGANTES, ASSIM COMO UMA FREGUESIA ABONADA, PONTUAM A RUA INTEIRA, DESDE A PLAZA DE CATALUNYA ATÉ A DIAGONAL.

- AVINGUDA DIAGONAL
É DIFÍCIL NÃO PERCEBER A GRANDE E CONGESTIONADA DIAGONAL, UMA AVENIDA QUE CORTA A CIDADE TODA. É UMA DAS PRINCIPAIS VIAS COMERCIAIS, EM ESPECIAL A OESTA DO PASSEIG DE GRÀCIA, ATÉ CULMINAR NO SHOPPING L’LLA E NA GRANDE LOJA DE DEPARTAMENTOS EL CORTE INGLÉS, PERTO DA PLAÇA MARIA CRISTINA. ESSE TRECHO ESTÁ COBERTO POR GRNADE NÚMERO DE LUXUOSAS LOJAS DE CALÇADOS E ROUPAS (INCLUSIVE AS DA ARMANI, GUCCI E VERSACE).



Nenhum comentário:

Postar um comentário