17 junho 2020

Como é o passeio às Galés de Maragogi

Como é o passeio às Galés de Maragogi

Em novembro de 2019, foi a quinta vez que eu - Lily - estive em terras alagoanas! Como eu amo esse litoral, viu? Ouso dizer que é o mais bonito do Nordeste! E, como base, ficamos em Maragogi por 3 dias inteiros, algo que há muito tempo eu deseja fazer para explorar mais a região.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

E, apesar de não termos planejado a viagem com base na Tábua das Marés, nem considerndo as luas, demos sorte e conseguimos visitar mais uma vez as Galés de Maragogi! 

Só eu sei como é a sensação de não conseguir visitar um dos lugares mais lindos, pontos altos de uma viagem, pois, a primeira vez na vida em que estive em Alagoas, no ano de 2007, não deu para ir a Maragogi visitar as piscinas naturais porque a Tábua das Marés não era favorável. Peeeeeense numa tristeza!!!! Sério, gente, foi de voltar para casa com o coração partido. Pior que, em 2008, vivi algo parecido, mas dessa vez no litoral potiguar: numa tentativa frustada de visitar as piscinas naturais de Maracajaú, caiu uma tempestade torrencial no dia que alagou tudo e, mais uma vez, voltei para a casa só na vontade.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Mas aí, eis que a sorte voltou a sorrir para mim: em 2009, de novo no estado de Alagoas, finalmente consegui visitar as belíssimas e famosas Galés de Maragogi! O sonho estava então realizado! 

Ahhhh... mas agora eu estava com tudo: em 2013, já com o Julio, mais uma vez em Alagoas, nós fomos juntos visitar as Galés de Maragogi, só para confirmar que são lindas de viver!

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Agora, em 2019, como estávamos hospedados em Maragogi (das vezes ateriores fizemos o esquema bate e volta), nada mais justo e certo do que visitar mais uma vez as Galés, principalmente porque as condições estavam favoráveis e, dessa vez, como novidade, estávamos com o nosso Drone para fazer fotos e vídeos lá do alto e termos uma perspectiva diferente do passeio. 

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Impossível se arrepender!

Vejam bem que foi por muito pouco que a gente quase não conseguiu visitar as Galés de Maragogi. Nós chegamos em uma sexta feira e o último dia que sairia passeio para as Piscinas Naturais seria no domingo. Depois disso, eles ficariam uns 5 dias sem passeios para lá por causa da Tábua das Marés. 

Você sabe o que é a Tábua das Marés e por que ela é tão importante quando falamos sobre piscinas naturais? Esse controle feito pela Tábua das Marés é a medição da variação do nível do mar, se mais alto ou mais baixo e isso tem tudo a ver com o passeio para as piscinas naturais porque o passeio depende da maré mais baixa, mais rasa para que se possa ver as piscinas naturais. 

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Além disso, há toda uma questão de segurança envolvida e controlada pela Capitania dos Portos - Marinha do Brasil, que só autoriza a saída dos barcos de passeios se as condições das marés forem favoráveis. Por isso é importante, logo na semana da sua viagem, verificar a Tábua das Marés e analisar qual o dia da maré mais rasa, que seja preferencialmente pela manhã, até início da tarde. 

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Quando eu fui em 2007 pela primeira vez, a maré mais rasa era de madrugada e, por causa disso, o passeio era inviável. Outra coisa que também deve ser analisada é o nível da maré. Em regra, as embarcações de passeio só são autorizadas a sair se o nível estiver marcando até 0.5/0.6. Quanto mais próximo ao número Zero, melhor. Quando fomos em 2019, estava no limite, no 0.5/0.6 e, por causa disso, nós não vimos as piscinas naturais rasinhas, com os corais mais aparentes. Elas já estavam mais cheinhas, com poucos lugares que davam pé.

Se você não sabe como consultar a Tábua das Marés, CLIQUE AQUI e veja nossas dicas para fazer passeios em Piscinas Naturais

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Eu, particularmente, até prefiro piscinas naturais assim, mais fundas, como é o caso de Maracajaú, no Rio Grande do Norte (que, apesar da frustração de não ter visitado em 2008, eu retornei em 2016 e consegui visitar). Lá em Maracajaú é sempre funda, não importanto a Tábua das Marés, pois nunca dá pé. Em Maragogi, se o nível da maré estiver mais raso, é possível sim caminhar na areia. E por que eu não gosto disso? Porque eu gosto de visitar as piscinas naturais para mergulhar, para fazer snorkeling e, com um tanto de gente caminhando quando dá pé, isso faz levantar a areia e deixa a água mais turva, prejudicando a visibilidade para quem deseja contemplar os corais, os peixinhos...

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Como foi o nosso passeio às Galés de Maragogi?

Quem nos levou para este passeio foi a agência Costa Azul Turismo, a mesma empresa que realizou o nosso transfer de chegada e saída para o aeroporto. 


Em razão do horário do nível mais baixo da maré, a agência combinou de nos buscar na pousada onde estávamos hospedados na praia de Barra Grande às 11h da manhã e, por isso, tivemos muita folga para tomar café da manhã com calma e ainda curtir um bocado da estrutura da pousada (porque acordamos super cedo para ver o sol nascer!!). O nível mais baixo das piscinas naturais seria às 12:30 e era importate a gente chegar lá nas Galés antes de chegar no nível mais raso.

O transporte da nossa pousada até o ponto de apoio na Praia do Centrinho de Maragogi foi um ônibus de turismo. Estava cheio e nós fomos os últimos a serem buscados (também fomos os últimos a sermos deixados na pousada de volta rsrs...). 

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

O transporte era confortável e deu até para tirar um cochilo no curto trajeto entre Barra Grande e centrinho de Maragogi, coisa de 15 minutos no máximo.

O nosso ponto de apoio na Praia principal de Maragogi foi o restaurante Receptivo Frutos do Mar, localizado bem de frente para o mar, pé na areia. Só que eu considero a praia principal de Maragogi feinha, especialmente se comparada com as praias vizinhas, como Barra Grande (onde fiquei hospedada), Antunes, Porto de Mangue, Xaréu... por isso mesmo eu não faço questão nem indico que fiquem nesta praia praia principal para passar o dia. 

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Apesar de oferecer sim uma infraestrutura melhor de receptivos, restaurantes, bares e feirinhas de artesanato, a praia não é tão bonita e está sempre cheia de barcos e catamarãs saindo para fazer o passeio para as Galés.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Então, nossa passagem pelo receptivo Frutos do Mar foi ligeiro, apenas para se arrumar para embarcar no catamarã, para ir ao banheiro, comprar uma água, passar filtro solar... coisas assim.

  • Dica: eu sempre enjoo em passeios de barco assim. Portanto, para prevenir, eu sempre tomo o meu Dramin B6 (o de cor rosinha, que não dá sono) e garanto que aproveitarei o passeio de barco sem ficar mareada. Converse com seu médico e faça o mesmo, se você for como eu. O Julio, por exemplo, não enjoa... é de dar inveja. O barco pode estar quase virando, que ele está pleníssimo. Eu, sem o Dramin, tenho que me segurar muito para não chamar o Raul rsrsrs...

Para embarcar no catamarã, tem que molhar o pé, às vezes até mais que isso, podendo chegar até o joelho, porque ele não atraca na areia para não encalhar e não há um píer de embarque em Maragogi. Já se prepare para isso.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

O catamarã era confortável e espaçoso. Ficamos bem acomodados e nossas mochilas também. Não é um passeio que costuma molhar, mas eu recomendo que leve uma mochila à prova d`água ou que tenha algo para proteger sua mochila, como uma capa, toalha ou canga.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Aliás, recomendo levar sua toalha. A própria agência reforça isso com o turista. É interessante levá-la até mesmo para o retorno no ônibus e não ter que molhar todo o assento dele. 

Leva em torno de 30 minutos até chegar nas piscinas naturais! O trajeto foi muito tranquilo, sem balançar e toda a tripulação que nos acompanhou era simpática e bastante animada. 

Como serviço à parte, poderia contratar também a experiência do mergulho com cilindro e as fotos aquáticas.

Como nós temos o Drone, que já consome um bocado do nosso tempo de passeio, e também temos a GroPro, não achamos válido fazer essas atividades extras e preferimos ficar mais à vontade para administrar nosso tempo.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Ao longo do trajeto, são passadas as informações sobre o passeio, o tempo de permanência, as atividades extras... tudinho! Assim que atracamos lá, é dado o comando: desçam e aproveitem!

Quando nos aproximamos das Galés, percebemos já a mudança da cor da água. O tom mais esverdeado da praia do centro de Maragogi cede lugar ao azul estonteante e quase néon das piscinas naturais.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Não se chama piscina à toa! É exatamente essa a sensação de tão cristalina que é a água.  

Atenção: não toquem nos corais! Não pisem nos corais! Os corais são seres vivos e morrem se vocês tocarem ou pisarem neles. Sejam turistas responsáveis e preservem a natureza.

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Como expliquei no início, a maré estava alta, no limite para a saída do passeio. Por isso, não estava dando pé na hora de desembarcar nas Galés. Para quem preferia se sentir mais seguro, foi oferecido o colete salva-vidas. 

E lá fomos nós mais uma vez curtir essa maravilha da natureza! É ou não é lindo de viver!

Corais coloridos, peixinhos... tudo dentro do esperado! O guia, que estava com um grupo de pessoas, ao nos ver, por saber que nadávamos bem, sugeriu que fôssemos em uma determinada direção, mais afastada das pessoas, para apreciarmos corais e peixinhos... foi ótima a dica!

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Nós ficamos lá umas 2 horas (acho que foi um pouco mais do que isso, mas a média de permanência é de 2 horas) e foi tempo suficiente para curtir muito. 

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Obviamente, fomos os últimos a retornar para o catamarã rsrs... em se tratando de piscina natural, a gente sempre é o último a subir mesmo. Aproveitamento máximo porque amamos!

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

O passeio foi ótimo e deu tudo certo! 

Depois de quase 7 anos desde a última vez que visitamos as Galés de Maragogi, mais uma vez tivemos a certeza de que o lugar é indescritível! Tem que viver esse momento! 

O que levar para o passeio:

  • Toalha de banho ou canga para se secar na volta
  • Mochila à prova d`água, se tiver, ou uma capa para protegê-la
  • Máscara de Mergulho e Snorkel, se tiver (*eu sempre prefiro levar a minha porque não gosto de usar as que são oferecidas nos passeios, de uso coletivo, por frescuro e questões de higiene)
  • Filtro Solar
  • Óculos de sol (para usar ao longo do deslocamento)
  • Nadadeiras (pé de pato) se tiver, pois, se você estiver com disposição para nadar, vai facilitar a sua vida
  • Câmera aquática - GoPro (algo equivalente) - se não tiver, sempre tem alguém no passeio oferecendo esse serviço como extra

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

E é isso!

O nosso passeio foi uma cortesia, um convite para a gente conhecer o serviço oferecido. Nós super aprovamos e recomendamos. 

  • Observação: recomenda-se entrar em contato um dia antes da realização do passeio para se informar sobre o horário exato da saída. 

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

Blog Apaixonados por Viagens - Passeio às Galés de Maragogi - Alagoas

O que está incluído:

  • Transporte Aquático (catamarã)
  • Transfer para o seu hotel/pousada

Opcionais (não incluídos):

  • Alimentos e Bebidas
  • Fotos Aquáticas
  • Mergulho com Cilindro

Postar um comentário

Botão do Whatsapp só funciona no celular

Digite o que procura e tecle "enter" para buscar