quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Roteiro e Passeios na região do Alentejo, em Portugal

Adoro receber novidades de Portugal! Recentemente, meu irmão casou-se e sua lua de mel, que foi no mês de julho de 2017, passou por Portugal! Não era a toa que eu estava cá antenada na medida do possível para captar as novidades da terrinha. Infelizmente, eles não tiveram tempo de fazer o roteiro de praias, nem conseguiram explorar o Alentejo. Ficaram mais no circuito Lisboa - Porto mesmo, apesar dos meus esforços para que eles também incluíssem outras cidades rsrs... mas faz parte, né? Não dá mesmo para conhecer tudo de uma única vez e fato que eles voltaram encantados com o que viram e com o País que sinaliza um processo de recuperação da crise avassaladora que o acometeu há cerca de 3 anos.

Évora - Credito Victor Carvalho

Templo Romano Evora 
E 2017 é mesmo um ano para se comemorar! Portugal voltando para o cenário turístico com total força, brasileiros desperando-se para esse destino tão maravilho e teve até o guia Lonely Planet, um dos mais importantes guias especializados em viagens internacionais, que nós aqui - eu e Julio - sempre consultamos (confesso que fico mais nas versões online hoje em dia, mas já comprei muito a versão impressa no passado), que selecionou o Alentejo como um dos 10 melhores destinos de verão europeu para este ano. Opaaaa... você acha que verão em Portugal é sinônimo somente de curtir as praias no Algarve? Então está enganado.


Vista para o Lago Alqueva
Por do sol em Monsaraz - Alentejo

Praia da Comporta
A maior região de Portugal, considerada por muitos como o destino mais genuníno de Portugal, foi escolhida devido à sua beleza atemporal que se mistura a vinhedos a perder de vista no horizonte com vilas e seus centros históricos medievais, sem contar que é detentor de 3 títulos da UNESCO  do jeito que a gente gosta de ver, com aquela atmosfera bucólica cinematográfica magnífica, repleta de aventuras culturais. O aumento da popularidade de Portugal como referência turística dentre os viajantes é claro que ajudou. (www.turismodoalentejo.com.br)

Alqueva - Credito DarkSky Alqueva
Evora - praça do Giraldo - Turismo do Alentejo
E essa lista, que pode ser encontrada aqui (clique aqui) contempla outros destinos lindos... dá orgulho de ver Portugal representado ali: 

1.       Zagreb, Croácia

2.       Gotlândia, Suécia

3.       Galicia, Espanha

4.       Noroeste de Montenegro

5.       Leeds, Reino Unido

6.       Alentejo, Portugal

7.       Noroeste da Alemanha

8.       Moldávia

9.       Pafos, Chipre

10.     Le Havre, França

Se você domina bem o inglês, então clique aqui também e veja o que o Lonely Planet fala sobre o Alentejo. 

Por isso mesmo que o Alentejo é a região perfeita para você curtir as férias, principalmente no meio ano, quando o verão presenteia o país com temperaturas ótimas, agradáveis (às vezes nem tanto, pois faz calor digno por lá também, viu?) e, o melhor de tudo, com preços bem mais convidativos.

Suas belas paisagens naturais e praias fluviais, por exemplo, tornam o destino ideal para crianças e adultos Para terem uma ideia, a Praia do Alamal, em Gavião, é perfeita para se refrescar com os pequenos, principalmente devido à qualidade da água, acessibilidade, equipamentos de apoio e espaços verdes no entorno. E as atividades de lazer não param por aí: pesca esportiva, canoagem, caminhadas e passeios de bicicleta deixam toda a família na ativa.

E se a grana está curta para planejar aquele safari lá na África, você encontrará uma boa alternativa de passeio também no Alentejo que eu tenho certeza de que emocionará muitas crianças: Badoca Safari Park. O parque conta com zebras, girafas, orixes, gnus e muitas outras espécies para interagir e aprender, além de uma área dedicada às aves exóticas, primatas e um espaço para entretenimento com trampolim e rafting africano.

Interação com Lemures - Badoca Safari Park
Lemures no Badoca Safari Park - Divulgação
Outras atrações excelentes para aprender mais sobre o meio ambiente são o Insectozoo, em Vila Ruiva; o Parque de Natureza de Noudar, próximo à Barrancos, e o Fluviário de Mora. Este último é dedicado ao ecossistema de água doce e possui diversas espécies nacionais e internacionais, provenientes da Península Ibérica e da bacia do rio Amazonas.

Marina da Amieira - Credito Divulgacao-MarinadaAmieira

Marina de Amieira - Divulgação

Marina da Amieira - Alqueva - Crédito Turismo do Alentejo
A cultura é outro aspecto que não pode ficar de fora das férias e no Alentejo as opções são variadas. O Museu de (A) Brincar, localizado em Arronches, possui imensa coleção de brinquedos escondida em seu castelo.

Parque de Natureza Noudar  - Divulgação

Parque de Natureza Noudar  - Divulgacao

Parque de Natureza Noudar - Divulgação
Já em Évora, cidade Patrimônio da Humanidade, o Museu de Évora é visita obrigatória, com programas específicos dedicados às crianças.

Para aqueles que preferem reunir a família para uma atividade mais radical, o Kartódromo é diversão garantida. E se o calor estiver muito intenso, aproveite para fazer um passeio de barco na Marina da Amieira, na Albufeira do Alqueva.

Kartodromo de Evora - Crédito Turismo do Alentejo
Outro pedacinho do Alentejo que é um sucesso durante o verão é o seu litoral. A dica é visitar a encantadora Vila Nova de Milfontes, onde um trem turístico realiza um trajeto completo pelo centro histórico, terminando na praia. Para recuperar as energias depois de um dia emocionante, saboreie deliciosos quitutes na famosa Pão Café & Companhia, repleta de bolos caseiros, salgadinhos e bolachas que deixarão aquele gostinho de quero mais.

Templo Romano - Évora - Crédito Turismo do Alentejo
Como vocês podem perceber, no Alentejo, as atrações agradam todas as idades: são diversas trilhas de natureza, passeios de bicicletas, museus e castelos imponentes que proporcionam experiências verdadeiramente inesquecíveis.

Porto Covo - Sines - Crédito Victor Carvalho

Praia da Franquia - Vila Nova de Milfontes - Crédito Turismo do Alentejo
E já que falamos sobre as praias, vale registrar que 2017 trouxe mais orgulho para a região do Alentejo que teve 31 praias certificadas com a Bandeira Azul, sendo que, dentre essas 31 praias, encontram-se 4 novas que receberam a certificação: Malhão, Alteirinhos e Santa Clara, localizados em Odemira, vila que abrange grande parte da região litorânea alentejana, e a praia fluvial da encantadora cidade de Monsaraz, a beira do lago Alqueva.

Praia das Furnas Rio - Odemira - Crédito Turismo do Alentejo

Praia de Almograve - Crédito Turismo do Alentejo

Praia do Farol - Vila Nova de Milfontes - Crédito Turismo do Alentejo
Esse certificado. que é uma iniciativa da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), com apoio da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e outras entidades públicas e privadas, significa que elas estão adequadas dentro dos critérios adotados para a qualidade ambiental, cumpridoras de diversos critérios de conscientização e preservação do meio ambiente, como qualidade da água, segurança e serviços.

Praia do Malhão - Vila Nova de Mil Fontes - Alentejo - Crédito Turismo do Alentejo

Praia do Pego no Alentejo - Crédito Victor Carvalho

E se você, assim como eu, amargou o inverno brasileiro e não conseguiu se planejar para aproveitar o verão europeu, calma que ano que vem tem mais! Logo, fiquem ligados nessas dicas ótimas para vocês já incluírem aí no roteiro de verão 2018 o Alentejo também como destino, certo? Pois vejam só o que esse destino tem a oferecer: vinhedos e planícies, um bom vinho alentejano e roteiros deliciosos que podem começar com um tour por um dos mais extensos areais de Portugal, a Praia de Tróia Galé, na Península de Tróia.

Para chegar até lá, o viajante pode pegar o ferry boat em Setúbal. O transporte também leva carros em um trajeto de uma hora, em que já é possível admirar a paisagem. Aproveite a estadia para conhecer também o rico patrimônio histórico como as ruínas romanas, local com mais de 2.000 anos de história situado em um espaço abençoado pela natureza. Tróia também conta com atrações como a observação de golfinhos na reserva Natural do Estuário do Sado, um verdadeiro paraíso natural.

A apenas 30 minutos de Tróia, seguimos para a Praia do Carvalhal, em Comporta. Sua beleza singular harmoniza com a natureza do entorno, característica que a tornou uma das finalistas na eleição das sete maravilhas de Portugal. A 20 minutos de carro, é possível descobrir o castelo de Alcácer do Sal, imponente edifício de arquitetura de estilo islâmico, e a sua pacata vila.

Praia do Carvalhal - Crédito Turismo do Alentejo
A próxima parada une tranquilidade para crianças e águas agitadas para esportistas. A pouco mais de 30 minutos da Praia do Carvalhal, está a encantadora Lagoa de Santo André, uma enorme reserva de água salgada situada literalmente ao lado do oceano, perfeita para levar os pequenos. Seguindo a costa por apenas 20 minutos fica a simpática cidade de Sines, que abriga um museu que conta a história do navegador Vasco da Gama, com artefatos de toda a história do povoado e que levam os visitantes para uma verdadeira viagem no tempo.

Antes de partirmos para nosso próximo destino, não deixe de saborear a rica gastronomia de Sines, que possui frutos do mar como ingrediente principal. Entre as opções se destacam a açorda de marisco, a feijoada de búzios a as migas com peixe frito.

Igreja matriz e Vasco da Gama - Sines - Crédito Turismo do Alentejo
Sines - Alentejo - Crédito Divulgação
Depois de recarregar as energias, que tal se aventurar nas profundezas do mar e ver as impressionantes formações de corais de Porto Côvo? Após um delicioso banho de mar, siga para o interior da região para apreciar as ruínas do sítio arqueológico de Miróbriga, em Santiago do Cacém. Localizada a apenas 18 quilômetros de Sines, é um importante vestígio da ocupação romana em Portugal.
Porto Covo - Crédito Turismo do Alentejo

Porto Covo - Praia Grande - Sines - Crédito Victor Carvalho
Praia da ilha do Praia Porto Covo: Crédito Turismo do Alentejo
Praia Do Salto Porto Covo: CréditoTurismo do Alentejo
Seguindo viagem rumo ao sul, a sugestão é conhecer Vila Nova de Milfontes que, além de ter praias encantadoras, produz o vinho Cortes de Cima Branco, eleito um dos melhores do mundo.A poucos minutos de Milfontes, já se avista a antiga freguesia de Zambujeira do Mar, uma das mais visitadas do Alentejo. Recortada por altas falésias, de onde se pode apreciar a incr

ível vista para o oceano, conta com diversas pequenas praias. Há boas opções para praticantes de surfe e bodyboard, com águas mais agitadas e muito concorridas por seus festivais durante o verão europeu.

Zambujeira do Mar - Alentejo - Crédito Turismo do Alentejo
Outro roteiro que dá para aproveitar bastante a região do Alentejo é de carro! Mesmo com boas opções de transporte público, como trem e ônibus, o passeio de carro permite maior liberdade, contato com a natureza e a descoberta de diversos tesouros portugueses durante o trajeto.

De carro pelo Alentejo Crédito - Turismo do Alentejo
Paisagens bucólicas -Crédito -Turismo do Alentejo
O Alentejo tem apenas 500 mil habitantes. Isso significa que não há grandes metrópoles, e sim pequenas e charmosas cidades e vilarejos espalhados por todo o seu território. Évora é a mais importante da região e fica a pouco mais de uma hora de Lisboa, principal porta de entrada para Portugal. É possível alugar um carro diretamente no aeroporto e a maioria das locadoras possui carros com o “Via Verde”, um sistema simplificado de pagamento de pedágios. Depois de visitar o Templo Romano e a Igreja de São Francisco, com a sinistra Capela de Ossos, não se esqueça de comprar lembrancinhas nas diversas lojas espalhadas pela cidade.

A próxima parada é a encantadora vila de Monsaraz, que fica a apenas 50 minutos de Évora, com seu imponente castelo, ruas estreitas com casas pintadas de branco e graciosos artesanatos. O contato com a cultura local é evidente, sendo a Casa da Inquisição e as mostras de arte na Igreja de Santiago paradas essenciais para conhecer melhor sobre essa fascinante vila alentejana.

Castelo de Reguengos de Monsaraz, no Alentejo -Crédito - Turismo do Alentejo
Para chegar ao próximo destino, a vila de Mourão, é só cruzar o belíssimo Lago Alqueva, num percurso de 20 minutos. Do alto de seu castelo, é possível desfrutar de uma vista panorâmica incrível, contemplando todo o local banhado pelas águas do Rio Guadiana. Dentre os destaques de Mourão, estão o Jardim da Praça Pública, a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Candeias e o Parque de Merendas, perfeito para um delicioso piquenique ao ar livre. 

Vista do Lago Alqueva. Crédito - Turismo do Alentejo
A apenas 40 minutos dali, fica a cativante Moura, vilarejo onde o visitante se depara com inúmeras construções que apresentam muitos elementos da arquitetura árabe. A igreja matriz, dedicada a São João Batista, e a igreja de São Francisco são pontos que merecem destaque. Para saber mais sobre a influência da cultura muçulmana nos costumes locais, não deixe de conhecer o bairro de Mouraria e a exposição do Núcleo Árabe.

O trajeto de 50 minutos até Beja passa por diversas paisagens e lugares pitorescos. Famosa por sua singularidade e atrações históricas, a localidade tem atividades que agradam todos os gostos. Seus variados restaurantes dispõem das melhores opções gastronômicas, como na Herdade dos Grous. O cardápio oferece os principais pratos típicos alentejanos, elaborados com ingredientes produzidos no local. A cidade ainda tem atrações históricas como a Torre de Menagem, a Vila Romana de Pisões e a “janela de Mértola”, em exposição no Museu Regional, que recorda o episódio de “As Cartas Portuguesas”, escritas pela freira Mariana Alcofrado no século XVII para declarar seu amor para um cavaleiro francês.

E, como vocês devem ter observado pelas fotos, entre um vilarejo e outro, os viajantes deparam-se com extensas planícies em uma terra repleta de natureza e monumentos naturais intocados. Seja por terra, ar ou água, aventurar-se pela maior região portuguesa é uma experiência única. Confira cinco maneiras emocionantes de desbravar essas paisagens hipnotizantes:

1. Passeio de Balão

O silêncio e a tranquilidade dos ares esperam por você em um passeio sem igual pelo Alentejo. Se a vista com traços de verde e dourado já impressiona do solo, o visual fica ainda melhor dentro de um balão. Os contrastes e cores se destacam e ficam ainda mais belos durante o nascer ou o pôr do sol, criando um verdadeiro espetáculo que só a natureza pode proporcionar. O passeio está disponível em diversos locais da região, como em Monforte, no Torre de Palma Wine Hotel, e muitos outros operadores de turismo regionais.

Passeio de balão pelo Alentejo. Crédito - Vila Galé Clube de Campo

Passeio de balão pelo Alentejo Crédito - Vila Galé Clube de Campo
2. Adrenalina em quatro rodas

No Vila Galé Clube de Campo, em Beja, é possível conhecer as riquezas dos vinhedos alentejanos em um quadriciclo. A adrenalina ao percorrer diversos tipos de terreno se une ao intenso sentimento de liberdade, estimulando sensações que ficarão na memória dos aventureiros. Combine com a família ou os amigos e explore os campos alentejanos por cerca de 1h30. Se você nunca dirigiu um veículo desse tipo, não se preocupe: há um treinamento antes de iniciar o trajeto e o passeio é acompanhado por um guia especializado.

Passeio de quadriciclo pelo Alentejo Crédito - Vila Galé Clube de Campo
3. Desafio de bike

Além de desafiador, fazer um tour de bicicleta pelo Alentejo é uma maneira simples e ao mesmo tempo saudável de conhecer o povo e a cultura local. Durante o passeio, o aventureiro irá desvendar as charmosas vilas com casas pintadas de branco e visitar imponentes castelos medievais. Vinhedos, planícies e habitantes acolhedores complementam a aventura. Diversas empresas promovem este tipo de passeio no destino.

De bike pelo Alentejo - Crédito - Live Love Ride
Vista do lago Alqueva, no Alentejo -Crédito - Luxury on Two Wheels
4. Canoagem no Rio Guadiana

Tente desbravar o famoso Rio Guadiana que atravessa o Alentejo a bordo de um pequeno caiaque e você irá viver momentos de pura emoção. Caso não tenha experiência nessa atividade, pode ficar tranquilo, pois todo o percurso é propício para iniciantes, sendo acompanhado por uma equipe de profissionais prontos para te auxiliar sempre que precisar. A Emotion Sports, em Beja, é uma das empresas oferecem essa aventura.

Canoagem a dois no Alentejo. Crédito - Turismo do Alentejo
5. A grande rota do Castelo de Vide

Para aqueles que gostam de testar os próprios limites, essa trilha com 61 quilômetros de extensão é o desafio ideal. Partindo da Barragem da Póvoa e seguindo para a vila de Castelo de Vide, o viajante irá se deparar com o vasto patrimônio megalítico, incluindo o imponente Menir da Meada, descoberto em 1965. No caminho ainda é possível ver várias espécies de aves e atravessar passagens aquáticas cruzando as poldras – pequenas pontes feitas com pedras no leito de riachos e rios. Após visitar a impressionante Castelo de Vide, é hora de retornar acompanhando as margens da represa de Póvoa e apreciando a vista. A trilha é feita em grupo e acompanhada por guias especializados.

Castelo de Vide, no Alentejo. Crédito - Turismo do Alentejo

Mas o nosso roteiro ainda não acabou! Já teve praia, já teve atividade para as crianças, já teve aventura, certo? E o que está faltando? Os cenários cinematográficos dos quais falei tantas vezes... afinal de contas, não é a toa que essa região de Portugal tem tantos monumentos reconhecidos como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO! Sabe aqueles cenários de contos de fadas, com castelos imponentes, pequenas e charmosas vilas repletas de casas pintadas de branco, monumentos históricos e paisagens bucólicas? Então pronto... você também encontrará tudo isso no Alentejo!

Castelo de Estremoz

Imagine dormir em um verdadeiro castelo? Sim, no Alentejo isso é possível. Entre tantas hospedagens reais está o Castelo de Estremoz. Logo na entrada, os hóspedes são recebidos pela estátua em mármore branco da Rainha Santa Isabel, que dá nome à pousada. Em seu interior, a decoração dos ambientes e suítes possui detalhes que remetem aos tempos de nobreza, o que o fará repousar como uma majestade.

Castelo de Estremoz - Turismo do Alentejo
Castelo de Estremoz - Turismo do Alentejo

Castelo de Vide

Uma linda vila alentejana em plena Serra de São Mamede, Castelo de Vide está no topo de uma colina, posição perfeita para observar os arredores. E não basta que esse seja um dos vilarejos mais encantadores de Portugal, com suas ruazinhas de paralelepípedos e casinhas brancas e floridas; a vista dos campos que a cercam é impressionante!

Castelo de Vide 2 - Alentejo - Crédito Victor Carvalho

Castelo de Vide - Alentejo - Crédito Victor Carvalho

Castelo de Vide - Alentejo
Odemira

É difícil não se apaixonar pela paisagem de Odemira. As casas brancas dessa encantadora cidade são guiadas pelo rio Mira e seus jardins são de encher os olhos. Aproveite para registrar cada momento em cenários repletos de flores e muito verde, que transmitem uma intensa sensação de paz junto às águas tranquilas do rio.


Odemira - Divulgação

Odemira - Divulgação
Museu D. Leonor

Construído no século XV, esse antigo convento situado em Beja é uma belíssima construção que hoje funciona como um museu. Repleta de detalhes, ela transporta os visitantes para os tempos medievais, além de conter exposições que contam a história da região desde os tempos pré-históricos.

Museu Rainha D Leonor - Crédito Turismo do Alentejo
Ourique

É uma pequena vila repleta de charme, com paisagens hipnotizantes e belos jardins, que parece ter saído de um conto de fadas. Dentro do Castelo de Ourique, aprecie o encantador jardim interno, com vegetações e flores de diversos tipos e onde se encontra a estátua de Dom Afonso Henriques – uma bela homenagem ao primeiro rei de Portugal.

Igreja Matriz de Ourique - Crédito Turismo do Alentejo
Paço Ducal Vila Viçosa

Com uma magnífica fachada de 110 metros de comprimento toda revestida em mármore, o Paço Ducal é um dos mais emblemáticos monumentos de Vila Viçosa. Já foi residência da Família Real portuguesa e, atualmente, expõe artigos como mobília, utensílios domésticos, vestuários e impressionantes obras de arte da época. Assim, é possível até imaginar como era viver nos tempos da monarquia.

Paço Ducal - Vila Viçosa 

Paço Ducal de Vila Viçosa - Alentejo 

Paço Ducal de Vila Viçosa - Alentejo 

Paço Ducal de Vila Viçosa - Alentejo
Pronto... agora sim você estará muito bem preparado para explorar a região do Alentejo! Acho que você precisará de um mês para fazer tudo o que foi mencionado acima rsrs... mas ok ok... sei que talvez você não tenha essa mordomia toda. Então tente ao menos ficar 4 a 5 dias na região para absorver sua essência e curti-la ao máximo, combinado?



Nenhum comentário:

Postar um comentário