sexta-feira, 10 de março de 2017

Cebu: nossos passeios por Moalboal e Kawasan Falls

*CEBU*

Finalmente, Filipinas!

E nossa porta de entrada no país foi a ilha de Cebu, cujo aeroporto principal fica em Cebu City (aeroporto de Mactan).



Compramos um voo direto com Air Asia, saindo no dia 27/2, às 21:10, de Singapura, com chegada às 00:55, em Cebu City. Pagamos pela franquia de 20kg de bagagem (paga à parte), bem como pela comida e marcação de assento standard (Total: aproximadamente 578 reais para 2 pessoas). Foi um voo tranquilo, à noite, e chegamos de madrugada em Cebu. 


Por isso mesmo, sem sabermos se haveria táxi para levar a gente para o nosso hotel em Moalboal, e sem condições de pegar um ônibus, a gente preferiu contratar um transfer direto com o hotel (2.900php), acreditando que seria alguém de sua confiança e, assim, chegaríamos cedo em Moalboal, podendo aproveitar o dia, o que seria bem melhor do que dormir em Cebu City e só ir para Moalboal quando amanhecesse, pegando um táxi. 

De qualquer forma, já tinha anotado que o preço de táxi do aeroporto até Moalboal daria uns 2.000php. Então achei razoável pagar 2.900php pelo transfer de madrugada. 

A opção mais barata é, sem dúvida, o ônibus. Mas para isso, tem que ir de táxi do aeroporto até o South Bus Terminal e lá pegar o ônibus amarelo da empresa CERES até Bato, via Barili (atenção para não pegar via Oslob).

Moalboal está localizada a 90km de Cebu City, o que deu, de madrugada, umas 2:30, e na volta, já de dia, umas 3h. O caminho passa por muitos vilarejos e o trânsito pode ser intenso e demorado devido à presença de várias feiras, colégios, triciclos, motos. Por isso é bom se programar com uma boa margem de segurança para não perder seu voo.

Por que Moalboal? Por não estar muito longe de Cebu City, por estar perto da entrada do passeio para Kawasan Falls, por ter uma boa infraestrutura de hotéis, restaurantes e praias bonitas para curtir, além de outros passeios como os de barco para snorkeling, de mergulho etc. 



Essas foram as principais razões de nossa escolha, além do fato de que Cebu City não nos interessou.

Nosso hotel foi reservado via Booking.com: Quo Vadis Dive Resort (nota 8)– localizado em Panagsama. 

Foram 2 noites, de 28 de fevereiro a 02 de março = 2 diárias por R$465,00 por pessoa, sem café da manhã incluído

- Endereço: Panagsama Beach, Moalboal, Cebu, 6032, Philippines

Contatos: 
+63(0)32-4743068, +63(0)-9175194050

- Site do hotel: www.quovadisresort.com

Ficamos no bangalô com vista para a piscina, com cama de casal por 7,348PHP (uns 465 reais, sem café da manhã, que é cobrado à parte) 

Fomos muito bem acolhidos no hotel, desde o momento em que chegamos, às 5h da manhã, em que eles providenciaram para a gente um quarto Garden View, pois o nosso bangalô estava ocupado, e além dessa gentileza, eles não nos cobraram pelo early check in. Só por isso eu já achei o máximo por parte deles. Atendentes sempre gentis assim como todos os demais funcionários. 


Sobre o nosso bangalô, ele era bem equipado com TV, ar condicionado sprint, frigobar abastecido de água e cerveja, duas camas (uma de casal e uma de solteiro), mesa, cadeiras, varanda , banheiro com  chuveiro de água quente e amenities e toalhas. Um ótimo tamanho e confortável. 

A varanda, com vista para a piscina, era uma graça também. 




Em relação à limpeza, não era um primor, mas estava ok e dentro dos nossos limites de aceitação rsrs

A área externa do Quo Vadis era muito fofa! Piscina grande de frente para o mar com decoração charmosa, bar molhado... essa área da piscina era muito gostosa e um convite a descansar.

Também contava com restaurante, área para o café da manhã, espreguiçadeiras, redes, bar, Dive Center, porque eles também são um centro de mergulho, com a possibilidade de fazer o curso de mergulho e ter o certificado PADI emitido.

Os preços do restaurante, tanto para jantar quanto para o café da manhã, pareceram honestos e a comida era boa também.  

Enfim, recomendamos o Quo Vadis Dive Resort, mas não se iludam que ele não é um resort. Essa é uma pegadinha muito comum no Sudeste Asiático, de chamar de resort, mas na prática está mais para uma pousada kkk...

Se quiserem comparar com outras opções de hospedagens, nós também olhamos as seguintes:

- Ravenala Beach Bungalows (nota 8,1 no Booking.com), localizado em White Beach

- Asian Belgian Dive Resort (nota 7,5 no Booking.com), localizado em White Beach

* Opções mais caras, porém muito boas para uma lua de mel ou ocasião especial:

- The Blue Orchid Resort – em White Beach (http://blueorchidresort.com/)

- Dolphin House Resort – em White Beach

** SOBRE AS PRAIAS DE MOALBOAL **

📌 Panagsama é o ponto de encontro de turistas em Moalboal. Famosa pelos cardumes de sardinhas que podem ser encontrados praticamente todos os dias no mesmo local. 


São centenas de sardinhas nadando e coordenadamente num ritmo frenético, conhecido também como sardine run (atenção para a questão de tubarões, pois dizem que esses cardumes atraem tubarões também). Nós não entramos na água lá porque pegamos a maré baixa de manhã, com muitas pedras e corais, e acabamos indo para a White Beach. Mas foi lindo o pôr do sol de lá.

À noite, vale a pena caminhar pelas ruas do lugar e conhecer um pouco da culinária e música local. É bem animado e movimentado. Aproveitar para jantar em um dos restaurantes locais que são especializados em peixes frescos.

Nós jantamos na primeira noite no nosso próprio hotel e na segunda noite no restaurante que é número 1 no TripAdvisor e eles fazem questão de usar isso como propaganda, o The Pleasure Principle Resto-Bar.

Comida boa, farta (muito bem servida mesmo) e preços ótimos  (se eu comparar com o Rio de Janeiro, onde moramos... é barato). Pedimos peixe e frutos do mar. Amamos!

Tínhamos a indicação de ir ao Chili Bar Pool que é famoso para drinks e o Pacitas que é uma boate conhecida lá, mas achamos o Pacitas caído no dia que passamos na frente e o Chili Bar é mesmo para drinks... e a gente estava com fome rsrs. 

Dica importante: não deixe para sair muito tarde para jantar, pois os lugares fecham cedo. Por volta da meia noite, poucos lugares permanecem abertos. 

📌 White Beach fica a cerca de 7 km ao norte de Panagsama. Bom lugar de hospedagem também, com hotéis mais chiques, uma linda praia que faz jus ao nome e um camarote  para assistir a um belo pôr do sol.



Fomos lá logo no primeiro dia e ficamos o dia todo curtindo o mar azul (foi nosso primeiro contato com o mar na viagem e, por isso mesmo, muito especial para a gente!). Há uns restaurantes por lá, mas cobram caro pelo que servem. Valeu para tomar uma Red Horse gelada, cerveja bem famosa nas Filipinas (experimente também a San Miguel).

E o pôr do sol é o espetáculo que promete ser! Lindo!

Mas, como sugestão, apesar de ter alguma infraestrutura de barracas para deixar suas coisas, até mesmo com sombra, leve água, canga, snacks... ou compre por lá mesmo como nós fizemos ou paguem pelas mesas tipos bangalôs  (se a senhorinha que cobra os 100php passar por lá porque nem sempre ela está rsrs).

📌 Lambug é outra praia que visitamos, mas fica em Badian, a uns 15 minutos (de moto) de Moalboal (ou uns 30 minutos de triciclo). Super valeu super a pena ter ido lá na volta do Canyoneering em Kawasan Falls, até porque esse passeio começa cedo e termina entre 14h e 15h no máximo. Logo, como é no caminho entre Moalboal e Kawasan Falls, foi providencial dar essa pausa depois das emoções e aventuras pelos canyons do Rio Matutinao.



A praia estava praticamente vazia, só nossa! Sinal de ser pouco explorada. E a água super azul é um convite irresistível para o banho. Mas é bom levar algo para comer (lanche, snacks) porque o lugar não tem muita infraestrutura.

Aliás, a gente se divertiu muito ouvindo os karaokes lá. Havia dois rsrs. É realmente uma mania asiática e alguns cantavam bem... já outros... a gente morria de rir! 

Atrações na Ilha de Cebu:

📌 A principal atração na ilha de Cebu e o que nos atraiu até lá foi a chance de ver de perto a mais famosa Cachoeira do instagram: Kawasan Falls!


Após ver umas 1749 fotos desta Cachoeira e diante da possibilidade de estar perto dela, não poderia deixar passar essa chance!

No coração da ilha, localizada na região de Badian, a 130km de Cebu City (onde fica o aeroporto de Mactan), nós fomos para lá de triciclo (45 minutos entre Moalboal e o estacionamento para começar a aventura - mas se for de carro, dará uns 25 minutos no máximo. 

Para não fazer o passeio apenas para ver a Cachoeira, o que é uma opção para quem preferir, nós escolhemos fazer o Canyoneering no Rio Matutinao para dar mais emoção ao passeio e maior integração com a natureza.

Após indicação de vários amigos que foram nos últimos anos, não tivemos dívidas nem hesitamos em  fechar tudo com a Island Treck Tours - www.islandtrektours.com (você pode fazer contato direto com o dono da agência e guia, o Alnerto Aspacio, pelo facebook também - /www.facebook.com/albert.aspacio. O Albert Aspacio ( telefones 09054095031/09359254769) é um guia bem experiente que organiza os tours há algum tempo e ficou famoso dentre os blogueiros de viagem do Brasil.

Como nossa amiga Lu (@tevejopelomundo) esteve lá em Dezembro de 2016 e fez o passeio com o Guia Astin Von Maybar (que descobrimos que se chama, na verdade, Marvin) e que foi muito atencioso com ela e paciente, pedimos para ele ser nosso guia também.

Combinamos de nos encontrar às 8:10 da manhã no estacionamento da Island Treck e, após verificar sapatos  (peguei sapatilhas de neoprene com eles - sem custo adicional, e Júlio pegou um tênis), preenchemos um formulário, tomamos café da manhã  (Júlio foi com o Alberto numa padaria comprar pães porque a gente saiu cedo de Moalboal e não tomou café da manhã) e começamos a aventura às 9:15 na garupa da moto, subindo a montanha por cerca de 30 minutos. Detalhe: eu, Julio e o motorista na moto kkk. 


Chegamos num ponto onde foi feito o registro de nossos nomes e outros dados e, após, uma caminhada de uns 25 minutos até realmente ouvirmos o barulho da água e começar a brincadeira. 

OBSERVAÇÃO: SOMENTE MAIORES DE 18 ANOS PODEM FAZER ESSE PASSEIO.

E eles deixam claro que os riscos são por sua conta! Como estamos falando de outro país, outras leis, é melhor ir com a certeza de estar apto e sentindo-se bem para fazer o passeio.



Eu não sou uma aventureira nata, mas nos últimos anos até que enfrentei bons desafios e trilhas pelo Brasil, Atacama (venci o vulcão Láscar), Peru  (encarei a trilha mais punk da minha vida, a Laguna 69 em Huaraz, além de outras, como a de Huayna Picchu)... enfim, apesar de toda a minha frescura  (eu levo lenço umedecido, álcool em gel e outros aparatos para trilhas kkkk), eu acho que não sou tão iniciante e tinha o Julio por perto que é muito safo. 

Então fui! Só estava tensa com os saltos já que tenho pavor de pular dos lugares. Só de pensar, já me dá um embrulho no estômago kkkk 

A boa notícia para quem for como eu, é que só 2 saltos são realmente obrigatórios e são baixos. Os demais, inclusive os hard-cores, são opcionais, para quem gosta mesmo de adrenalina. 



Tem saltos para todos os desafios e o mais alto era de 45 pés (14 a 15 metros).

O canyoneering não consiste só nos pulos. Há caminhadas, escaladas leves, passar por dentro de cavernas, nadar...

Pode-se dizer que 90% de toda a aventura passa por terrenos pelo escorregadios por isso achei ótimo que eles providenciaram para a gente os calçados apropriados.



Também todo o aparato de proteção - capacete e colete salva vidas - é obrigatório e providenciado pelo Alberto. 

Nós até compramos uma boa bolsa waterproof no Brasil para levar, mas nem precisava porque eles também têm as mochilas e bolsas para quem não tiver e não cobram à parte por isso. O guia Marvin levou a bolsa com ele com águas e meu celular.

Em nossas mãos, somente a Gopro, que acho essencial para o passeio.



Sobre as roupas, eu fui de body e bermuda, tipo de academia. Julio foi de bermuda e blusa de praia. Ficamos bem confortáveis e acho que foi suficiente. 

Vi mulheres lá de biquíni, mas eu não arriscaria pular e correr o risco de ter o biquíni fora do lugar kkkk.

O passeio foi incrível e super recomendamos! Realmente, a Kawasan Falls fica muito mais completa se visitada dessa forma.



Vimos estalactites, estalactites, passamos por fendas, boiamos em águas azuis turquesa... e ainda superei um pouco da minha fobia e encarei alguns saltos! É claro que só fui nos pequenos kkkk... e já foi um tratamento de choque, viu? 

Júlio arriscou os saltos altos e curtiu muito! Pura adrenalina! 

Numa das cachoeiras antes de chegarmos na Kawasan Falls, a gente fez uma pausa para almoço, incluído no passeio. Almoço simples: arroz e frango, com água ou refrigerante.


Marvin, nosso guia, também levou águas e nós tínhamos no bolso do colete salva vidas barrinhas de chocolate para comer.

Sobre nosso guia, Marvin, ele realmente foi muito paciente conosco, falava inglês razoavelmente bem e tirava nossas fotos (se bem que algumas não ficaram boas... vale pedir para tirar duas para garantir kkk).

E o gran finale do passeio foi chegar na Kawasan Falls! 



O point view do alto é sensacional e faz realmente valer ainda mais a pena todo o esforço da aventura! 

Obs: para chegar neste point View e na Cachoeira mais acima onde almoçamos, não é necessário fazer o canyoneering. Basta procurar pelo estacionamento que leva à Kawasan Falls e fazer uma caminhada de uns 25 minutos. Neste caso, crianças podem ir.


No entorno da Kawasan Falls há restaurantes e toda uma infraestrutura para quem quiser passar horas ali e almoçar. Logo, tem muuuuita gente! 

Há também a opção de fazer o passeio na jangada de bambu até embaixo da cachu e tomar uma boa ducha! Pareceu legal e custava 300php por pessoa, mas a gente não tinha $$ rsrs. O Alberto, antes de começar o passeio, até falou dessa possibilidade, mas achamos caro e dispensável. Só que lá na hora até achamos que poderia ter sido bacana. 


Portanto, leve $$ e deixe para decidir na hora se vai achar legal ou não. 

* INFORMAÇÕES IMPORTANTES *

- Se o Rio Matutinao estiver muito cheio por conta de chuvas, não acontece o canyoneering. 

- O passeio custou 1.500php por pessoa, pago em Cash. 

- Começamos às 9:15 e terminamos por volta das 14:30/15th

- A água é fria! Mas você faz tanto esforço nas trilhas que até é gostoso refrescar-se na água fria.

Outras atrações que não conhecemos em Cebu:

📌 Nadar com tubarões-baleia em Oslob – desistimos porque a Lu viu as redes quando foi final do ano de 2016 e achamos que não seria legal ir porque esta virando um turismo agressivo, com dezenas de turistas. A Lu também disse que é muito rápido, muita gente querendo tirar a selfie perfeita com o tubarão..  ok que é o maior peixe do planeta e deve ser sensacional estar perto de um, mas o desgaste para ir a Oslob, o tempo que perderíamos e esse relato da Lu totalmente desanimaram a gente e resolvemos colocar mais um dia em El Nido.  
📌Cachoeira de Tumalog em Oslob, onde também não fomos porque a Lu igualmente esteve lá final do ano passado e disse que está seca, repleta de mosquitos e há muito tempo já se encontra assim, sendo somente uma grande poça sem graça. 

* NOSSO ROTEIRO *

- 28/2 - chegamos de madrugada no aeroporto de Cebu City e fomos de transfer para Moalboal. Check in e ir para a praia.

- 01/02 - Canyoneering/Kawasan Falls + Lambug Beach

- 02/03 – passar a manhã em Moalboal e seguir para Cebu City para embarcar para El Nido (voo às 15:15)

** ALGUNS GASTOS **

Com o propósito de auxiliar no planejamento da viagem de vocês e também para o nosso próprio controle de gastos, vejam aqui os preços de alguns produtos e serviços:

- Sim Card para 11 dias 500php - 800mb por dia

- Câmbio no aeroporto de Cebu City: 1usd = 47.49php

- Café da manhã no hotel no 1° dia: 235php (em torno de 15 reais)

- Câmbio no centro de Moalboal: 1usd = 49.50php

- Triciclo até White Beach, com parada no centro para fazer câmbio (ida e volta) : 450php (se fosse sem essa pausa no centro, teria custado 350php)

- Entrada na praia White Beach na estrada: 5php por pessoa 

- Entrada na White Beach, na praia mesmo: 10php por pessoa 

* Na White Beach:
- cerveja no bar: 45php
- picolé: 50php
- almoço: peixe por 300php e camarão por 220php + 2 cervejas por 8php  (uns 40 reais)

- Triciclo até Kawasan Falls, com pausa na volta na praia de Lambug: 700php (para nós 2 juntos - mais ou menos 45 reais)

- Passeio Canyoneering em Kawasan Falls: 3.000php (para 2 pessoas, mais ou menos R$200,00)

- Jantar no The Pleasure Principle Resto-Bar: 1.100php

- Café da manhã no Quo Vadis Dive Resort no 3° dia: 500php

- Transfer aeroporto - hotel - aeroporto: 2.900php por trecho.

OBSERVAÇÃO: ESTAMOS ESCREVENDO E POSTANDO DURANTE A VIAGEM, USANDO O CELULAR E UM SIMCARD INTERNACIONAL,  COM LIMITAÇÕES rsrs. Quando voltarmos, editaremos com mais fotos. 

6 comentários:

  1. Nossa que aventura... eu e minha esposa estamos pesquisando lugares para viajar antes de ter filho.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahah... foi sim uma grande aventura! Graças a Deus que deu tudo certo!! Você está como nós, eu eu Julio, fazendo as viagens que queremos antes de ter filhos! Mesma vibe!

      Abraços,
      Lily

      Excluir
  2. Olá, estamos a planear a nossa viagem às Filipinas e temos muitas duvidas em relação a Cebu, queriamos muito ir as Kawasan Falls e aos Tubarões Baleia. Chegamos a Cebu de noite e queremos fazer as Kawsan Falls no dia seguinte é possivel ou só conseguimos fazer o Canyoneering se for de manhã cedo? Não sabemos a que horas conseguimos chegar a horas já que vamos ficar em Cebu City?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sónia! Tudo bom?
      Que incrível! Vocês vão amar as Filipinas... eu me apaixonei por este país!
      Mas, veja bem... a depender do horário que você chegar e se você não se importar em talvez dormir pouco para já acordar cedo e ir para Kawasan Falls no dia seguinte, acho que dá sim. Ficará cansativo e corrido. Sugiro que você já deixe uma agência de turismo contratada previamente, com tudo acertado, para não perder tempo ao chegar lá, à noite, e talvez encontrar as agências de turismo já fechadas. Veja tudo antes. Há agências que saem de Cebu City e fazem o tour no esquema day trip, mas saem de manhã.
      Espero ter ajudado.
      Qualquer dúvida, estamos às ordens.
      Bjs,
      Lily

      Excluir
  3. Olá, obrigada pela dica, nós vamos chegar a Cebu City perto da meia noite, nos falaram que lá nas kawasan falls é possível comprar o tour, mas vejo sempre que as pessoas falam que vão muito cedo, e como ainda temos a viagem de cebu city para o local das kawasan falls estou com a dúvida se chegamos e já não dá para fazer a descida do rio. Também vi agências com o pacote de um dia mas achei um pouco caro mais de 80 euros por pessoa ...vamos ter de pensar bem. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Sónia. Entendi... também cheguei em Cebu City bem tarde. Eu já havia contratado com meu hotel um transfer para me levar até Moalboal, de madrugada. Chegamos lá por volta das 5h da manhã. Dormimos um pouco apenas e tiramos esse dia para descansar nas praias de lá. No dia seguinte, fomos bem cedo para fazer a Kawasan Falls. Combinamos de chegar lá às 8:10.

      Por você não tenta um contato direto com o Alberto? www.islandtrektours.com Você pode fazer contato direto com o dono da agência e guia, o Alnerto Aspacio, ou pelo facebook também - /www.facebook.com/albert.aspacio ... eu acho que será bem corrido, mas nada melhor do que uma pessoa local para te orientar. Nosso passeio custou 1.500php por pessoa, o que dá mais ou menos 25 euros por pessoa + o quadriciclo para chegar lá... porém, saindo de Cebu, você estará bem mais longe... se somássemos tudo que eu e Julio gastamos, foi assim:

      - 25 euros por pessoa o passeio
      - Triciclo até Kawasan Falls, com pausa na volta na praia de Lambug: 700php (para nós 2 juntos - mais ou menos 12 euros)
      - Transfer aeroporto - hotel em Moalboal - aeroporto: 2.900php por trecho = 5.800php = 95 euros

      Assim, teríamos como se fosse cerca de 79 euros (transfer do aeroporto de Cebu até Moalboal + quadriciclo de Moalboal até Kawasan Falls + Canyoneering em Kawasan Falls)

      Veja bem que não dá diferença nenhuma para esse pacote que a agência está te oferecendo, em termos de valor, caso esse pacote inclua o transfer e o passeio também.

      A grande diferença mesmo é que será um passeio mais cansativo para você.

      Sobre os tubarões baleia em Oslob, eu desisti de vê-los depois que uma amiga esteve lá e avistou a rede que cerca parte da praia. Achei muito triste e parece que essa prática já está influenciando nos ciclos desses tubarões, que não migram mais como deveriam e estão perdendo seu instinto de caçador por receberem comida farta dos pescadores que querem atrai-los para os turistas verem. Fique à vontade para ver de perto, caso faça questão. Eu realmente fiquei decepcionada e achei melhor não ir.

      Espero ter ajuda.
      Bjs,
      Lily

      Excluir