segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Como lidar com o Fuso Horário nas viagens para a Ásia: Dicas

Ahhh, essa história do fuso é nada fácil. Conheço várias pessoas que só de pensar num fuso horário muito grande já desistem de viajar.

Singapura

Singapura

Fuso é realmente bem confuso para o nosso corpo que sempre sofre com a adaptação. 

Já lemos que o organismo precisa de 1 dia para cada 1 hora de fuso horário diferente para se adaptar bem.

Porém, pensando em nosso caso, que estamos a 11h para frente de diferença de fuso, literalmente no futuro rsrs, se formos esperar 11 dias para entrar no ritmo de viagem com o qual estamos acostumados, aí lascou-se já que sempre queremos ver tudo e aproveitar ao máximo os lugares que visitamos. 

Afinal de contas, não é todo dia que  a gente se despenca para a Ásia. 

Ok, mas e se o corpo realmente não acompanhar, o que fazer?

Eu - Lily - estou muito bem e sem efeitos colaterais do fuso. Eu já sou agitada por natureza e durmo normalmente 6 a 7h de sono por noite para recuperar as energias. Aqui, na viagem, estou tentando me forçar a dormir mais, só que estou acordando sozinha quando chego nas 6h. Penso então que meu corpo já deva estar bem descansado. Não acordo com sono, o que é um bom sinal.

Todavia, o Júlio está sentindo um pouco os efeitos do fuso. Ele acorda bem, no horário local, entre 6:40 e 7h, e vai bem até umas 14h, quando é abatido de muito cansaço e letargia. Às 14h daqui, com um fuso de 11h à frente, seriam 3h da madrugada e é como se o corpo ainda achasse que ele deveria estar dormindo.

Flower Dome em Singapura

Diante disso, vamos tentar passar umas dicas do que a gente vem fazendo para reduzir esses impactos do fuso e seguir passeando por aqui sem problemas. 

1) O mais importante, em nossa opinião, é que você procure seguir os horários do local onde está. Acorde no horário do destino como se estivesse no seu fuso normal e esqueça as contas do "quantas horas são no Brasil", pois isso não vão te ajudar.

Ex: se você normalmente acorda às 7h, procure acordar também às 7h no destino da viagem. Se vai dormir às 23h, faça o mesmo no local onde estará passeando. 

Não durma assim que chegar no destino da sua viagem, salvo se for o horário mesmo de dormir neste local  (se estiver noite).

Indo para Sentosa, Singapura

2) RESISTA! Lute contra o sono e cansaço fora dos horários normais de dormir do local onde estará e esforce-se ao máximo para não dormir fora do horário. 

Dica: café sempre ajuda durante o dia, mas não precisa exagerar ao ponto de perder o sono à noite. Além de se ocupar com atividades. Nossa estratégia tem sido essa, a de se cansar durante o dia, passeando normalmente, mesmo que às vezes sintamos sono, para dormir bem à noite, pois o corpo fica cansado e pede cama.

Gardens By The Bay, Singapura

Porém, é igualmente importante não programar um roteiro muito intenso para os primeiros dias de viagem.  Se possível, comecem num ritmo mais light e vá sentindo se seu copo responde bem.

No segundo e terceiro dias de viagem, para vocês terem uma ideia, Júlio tirou um cochilo de tarde de cerca de 1h cada para sentir-se melhor. Às vezes, o ideal é dar uma pausa mesmo.

LEMBRE-SE: cada organismo é único. A sua forma de se adaptar não será necessariamente igual à de quem estiver com junto com você! 

3) Na hora de dormir: se sentir dificuldade, a gente recomenda um chá como o de camomila para ajudar a relaxar. Nós tomamos dois dias.

Não tivemos insônia, graças a Deus! O que aconteceu foi que Júlio acordou algumas vezes nas duas primeiras noites até começar a dormir direto. 

Neste caso, também ajuda não ingerir muito líquido antes de dormir para não acordar de madrugada com vontade de fazer xixi e correr o risco de perder o sono por causa do fuso. Pode até parecer bobo, mas muita gente esquece desse detalhe. 

Chinatown de Singapura

Meditação, para quem souber e curtir, também pode ajuda, da mesma forma que desconectar-se de aparelhos eletrônicos, como celulares, jogos, aplicativos, TV, que tendem a ser estimulantes, ainda mais quando estamos longe de casa e ávidos para dar notícias e receber.

4) Também achamos interessante você conversar com seu médico de confiança (um clínico geral deve ajudar) para fazer um check up e pedir dicas sobre como proceder e quais remédios sejam aplicáveis para te ajudar a dormir e relaxar, se necessário. 

5) Por fim, se você estiver com crianças, apesar de não sermos pais ainda, pensamos que os papais devem se preocupar com o ritmo deles em primeiro lugar. 

Assim, melhor não criar muita expectativa para os primeiros dias de viagem, deixar a program um pouco mais aberta e menos intensa, com algumas alternativas de plano "A", "B", "C"... além de inserir atividades mais lúdicas para os pimpolhos, algo que seja do agrado deles e sentir como eles reagem para ir moldando o roteiro de acordo com a adaptação deles. Pode parecer zeloso demais, mas crianças pequenas podem tanto não sentir nada como ficarem mais devagar em razão do fuso. Preste atenção nos sintomas e não abuse dos pequenos.

A última informação bem útil que damos a vocês é levar uma farmacinha com complementos vitamínicos e outros que ajudem a reforçar a sua imunidade. Se conseguir viajar bem descansado, para chegar no seu destino bem, tanto melhor.

Enquanto isso, a gente segue por aqui na Ásia! Acompanhem a gente pelo instagram pela hashtag :

- #apaixonadosporviagensAsia17 e stories lá também. 

Já passamos por Kuala Lumpur, Singapura e acabamos de chegar nas Filipinas, onde enfrentamos uma fila gigante da imigração, ótima para escrever e blogar para passar o tempo rsrsrs. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário