terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Disney com bebês de até 1 ano: Mais Dicas

Dando continuidade às maravilhosas dicas que a Rô está compartilhando conosco, vejam mais essas informações sobre a sua primeira experiência de viagem internacional com a fofa e linda Clarinha, sua filha que hoje está com 11 meses e inaugurou a sua vida de viajante com o pé direito e muito estilo na Disney! Mas não deixem de ver as dicas que ela já deu na primeira parte, viu? Mamães de primeira viagem, leiam tudo que até eu já estou decorando essas informações preciosas para evitar ou minimizar possíveis perrengues com os pimpolhos no futuro!

DISNEY COM BEBÊS DE ATÉ 1 ANO: Uma viagem inesquecível para toda a família!

Fiquem então com mais dicas da Rosana Rocco!


Experiência nos parques:

Foi lindo de ver a felicidade da minha filha nos parques. Em cada atração que íamos com ela, ela olhava tudo atentamente, batia palminhas, gargalhava... 



Ás vezes, em lugares com barulhos muito altos ela se assustava e chorava e por isso compramos um abafador de som pra ela,  mas na maioria atrações foi só sucesso.


Assim que ela acordava da soneca, corríamos para frente do castelo e era cada foto fofa que tirávamos, pois ela estava super de bom humor, fazíamos gracinha com ela e era cada gargalhada gostosa. Esses momentos fazem tudo valer a pena!!!



Experiências nas compras:

Gente, no dia em que vocês forem ao Outlet (até porque ir a Orlando e não ir ao Outlet é como se você viesse ao Rio e não visitasse o Cristo rsrsrs... salvo se você for uma alma muito evoluída e desapegada desse mundo consumista kkkk...) de preferência, NÃO levem seus babies. Deixe eles com o seu companheiro(a) e vá sozinho com a lista de compras em mãos. Depois, outro dia, seu companheiro(a) irá sem você.



Eu achei furada total ir com bebês, pois não tem nada pra eles fazerem, a gente fica LOUCA para ver as coisas, experimentar tudo, cheirar tudo e não consegue porque a criança fica agarrada no seu colo, querendo dormir ou entediada e você tem que se virar nos 30 para entreter os pequenos, mostrar algum desenho para eles no celular, por exemplo, para ficarem mais calmos.

Experiência com imprevistos:

Desapegue-se do conceito da perfeição e tenha sempre um Plano B ou C na manga!

Haverá dias em que o seu baby pode não acordar muito bem. SEJA FLEXÍVEL E REPROGRAME AS ATIVIDADES DAQUELE DIA. Por exemplo, em um domingo que tínhamos programado de ir ao Sea World, a minha filha acordou febril por causa dos dentes e sentimos que nesse dia ela estava mais sonolenta. Respeitamos o limite dela e a deixamos dormir mais no hotel. Eu aproveitei pra ir a TARGET sozinha fazer comprinhas... hihihihi.

RESPEITE AO MÁXIMO O LIMITE DO SEU FILHO. NÃO INSISTA EM SAIR COM ELE MESMO RUIM, POIS SERÁ PIOR!

Observação da Lily: São situações assim em que sempre alertamos para a importância de ter um SEGURO VIAGEM contratado antes de viajar. Graças a Deus que, com a Clarinha, não passou de uma febre rápida por causa dos dentinhos, mas se ocorresse algo mais grave, a Rô precisaria levá-la a um hospital ou clínica e, de posse do Seguro Viagem, ela não teria que desembolsar fortunas em dólares pelo atendimento de um médico nos EUA, onde a saúde custa bem caro. FAÇA A COTAÇÃO DO SEGURO AQUI CONOSCO!

Jantando com seus pequenos:

No geral, se ela dormisse a soneca da tarde nos parques, era tranquilo irmos jantar fora direto do parque com ela. Nosso restaurante preferido em Orlando é sem sombra de dúvidas o Olive Garden. Fomos um monte de vezes lá... rsrsrs. Se ela estava tranquila, bastava deixá-la sentada na cadeirinha, com algum brinquedinho ou assistindo a algum desenho que conseguíamos jantar em paz, mas se ela não tivesse dormido o soninho da tarde... Senhor! Ela ficava de mau humor e aí era mais tenso o negócio.

O melhor de cada parque para os seus babies:

*Magic Kingdom*

THE BEST EVER! Fomos 3 vezes lá!

Na 3² vez que fomos, ela já reconheceu para onde íamos assim que chegamos no trenzinho do estacionamento e ali ela já começou a bater palminhas... kkkkk. Foi fofo de se ver.

Na área Fantasyland é onde se concentra as principais atrações para os bebês:
  • Prince Charming Regal Carrousel
  • Peter Pans Flight – (Cuidado, pois é bem escuro lá dentro e o som alto, se seu baby se assusta com escuros, não leve)
  • It’s a Small World
  • Under the sea – Jorney of the Little Marmaid
  • Dumbo the flying elephant
  • The many adventure of Winnie the Pooth
Na Adventureland:
  • The Magic Carpet of Alladin
Na Tomorrowland:
  • Walt Disney Carousel of Progress (é uma atração super antiga no parque, nem tem fila quase, mas a Clarinha adorou rsrsrss)
Além de todas essas atrações tem algumas que podem ser interessantes para seus filhos:
  • Mickey’s PhilarMagic - Filme 3D
  • Enchanted Tales with Belle – Encontro com a Bela, mas tb só vale a pena para crianças mais velhas
  • Princess Fairytale Hall - Encontro com as princesas. Mesma coisa, se for mais velha, vale a pena
  • Monster Inc. Laugh Floor - Show de comédia com risos, se seu filho for muito pequeno, pode se assustar com as risadas altas. Não arrisquei levar a minha filha.
De resto, tem as paradas nos horários programados, que tb é uma atração a parte e vale a pena se vc já estiver no parque.


*EPCOT*

Neste parque não tem muuuitas atrações para bebês, mas as poucas que existem já fazem valer a visita tanto para os papais quanto para os babies.


Na área Future World West, para os bebês temos:
  • Epcot Character Spot – Encontro com os personagens da Disney (Mickey, Minnie e Pateta). Clarinha antes de chegar perto dos personagens estava batendo palminhas, dando tchauzinho, gargalhando, mas foi chegar perto deles que começou a chorar...kkkkkk. Tadinha.
  • The Seas with Nemo & Friends – Ainda estávamos sem o abafador de ruídos, e por isso ela tomou alguns sustos, mas a atração é ótima
Para os papais, os brinquedos tops são:

  • Soarin
  • Test Track
  • Mission Space
  • O novíssimo “Frozen ever after” que fica no pavilhão da Noruega
Vale a visita apenas para tirar fotos nos pavilhões e comer comidas típicas de cada país, mas para os babies é um parque pouco atrativo.

*Hollywood Studios*

Neste dia do Hollywood Studios, Clarinha estava igual pinto no lixo! Foi o dia em que tiramos muuuitas fotos lindas dela. Estava super empolgada, animada, batendo palminhas o tempo todo! Foi demais. Na verdade, o que tem de mais atrativo para bebês são as lojas, a decoração do parque e os teatrinhos.

Na Echo Lake temos:
  • For the first time in Forever: A ‘Frozen’ Sing-Along Celebration: É um teatrinho musical que encanta pais e filhos! Só cuidado com o escuro e som alto.
Na Animation Courtyard:
  • Eu levei a Clarinha também na exposição multimída que traz a história do Walt Disney. A atração chama-se “Walt Disney: One Man’s Dream”. Ela observou tudo com atenção, deixei que ela engatinhasse na área antes da apresentação do filme e ela adorou.
Agora para os papais temos:
  • Rock Roller Coaster Starring Aerosmith – Montanha russa indoor maravilhosa! Se a fila estiver grande e se você não tiver fastpass, tente ir de single rider porque a fila costuma ser menor.
  • The Twilight Zone: Tower of Terror – Esse agora virou o símbolo do parque. A famosa torre do terror! É o ‘tem que ir do parque’! Muito legal.
  • Toy Story Mania – É um jogo de tiro 4D sensacional com os personagens da Toy Story. Muuuito maneiro! Vale a pena ir.
*Animal Kingdom*

Este parque eu acho o mais sem graça dos quatro parques do complexo Disney, porém sempre vale a pena visitar até pela temática fofa do parque, pelos cuidados e preservação dos animais, muito verde, tem a árvore da vida... ou seja, há atrações legais.

A atração mais legal para bebês é o Kilimanjaro Safaris. O passeio no meio dos animais deixa os pequenos super encantados e atentos, além de ter um visual incrível e um ar de aventura, sabe? Vai que vale a pena!

Dinoland U.S.A foi a área mais legal que eu encontrei no parque para bebês:



Tricera Top Spin é tipo o Flying with Dumbo da Disney, só que com Dinossauros! Clarinha adorou! Lá também tem o musical ‘Finding Nemo – The musical” que vale a pena (se seu bebê já estiver acostumado com teatros/musicais).

Em todas as áreas do parque, tem um destaque para os animais, que é uma área onde se pode ver alguns bichos.

*Sea World*

Neste parque, o mais divertido são os aquários com as mais variadas espécies aquáticas. Clarinha tentou pegar um peixe que passou na frente dela no aquário rsrs... Foi demais! Ela ficava encantada vendo os bichos, a decoração do parque... Dá pra tirar lindas fotos com a Shamu, e em outros pontos do parque como na área externa do restaurante Spice Mill.



{Observação da Lily: após eu e Julio assistirmos ao documentário intitulado "Black Fish", que relata toda a trajetória da captura das orcas e sua manutenção em cativeiro, nos tanques em famosos parques do mundo, inclusive o Sea World, onde inclusive ocorreu um acidente trágico com uma das treinadoras, nós desanimamos um bocado no sentido de visitar essas atrações, sejam elas com tigres em jaulas, que eu mesma - Lily - já vi em Luján, na Argentina, mas estamos reavaliando isso e buscando investigar mais sobre os lugares e atrações antes de visitá-los. Especialmente no que tange ao Sea World, nossa opinião é a de decepção após ver o documentário, mas achamos sempre importante que cada um amadureça a sua própria opinião e muitas vezes é necessário vivenciar a experiência para avaliar se acha legal ou não, se vale a pena. Com certeza, para as crianças que vão a passeio, muitas que nunca nem tiveram a oportunidade na vida de ver espécies marinhas como as que estão em aquários e afins, será uma experiência única. Mas acho válido perquirir se o lugar é legal, se trata bem de verdade os animais, buscar relatos na internet sobre acidentes e se há maus tratos ou denúncias disso.}

Ah fomos ver os pinguins. Muito bom! Mas prepare-se para o fedor do local...

Para os papais, se o parque estiver muito cheio, vale a pena pegar o “Quick Queue” que é o nome do fastpass deles. Fomos em todas as montanhas russas e demais atrações. Tem uma montanha russa nova chamada MAKO! Se você ainda não foi, VALE A PENA IR! Sensacional!

*Outras atrações em Orlando: ORLANDO EYE*

Merece mencionar uma área nova em Orlando chamada I-Drive 360 que é um novo complexo onde tem a Coca Cola Orlando Eye que é uma roda gigante (estilo a London Eye) de onde se tem uma visão privilegiada da cidade. 



Além da roda gigante, neste mesmo complexo tem um Madame Tussauds e um Sea Aquarium. Vale a pena a visita, pois na área externa é possível tirar lindas fotos, isso sem considerar as fotos lá de cima da roda gigante! Veja que fofura essa foto:

Para os que curtem casar as programações com restaurantes, essa área conta com diversas opções e advinha qual escolhemos? OUTBACK, é claro! Kkkkkkk Quem me conhece sabe que eu AMO um Outback.

*Disney Springs*

Fomos conhecer a nova área do Disney Springs e realmente foi de cair o queixo de tão lindo. Além da parte que já tinha anteriormente, quando ainda era o Downtown Disney, agora eles ampliaram e colocaram diversos novos restaurantes, lojas de marcas que a gente ama como Uniqlo, Sephora, Mac, além de lojas da LEGO, dentre outras. 

Não poderia deixar de mencionar uma atração muito top que fizemos: Um passeio de balão. Dura só 10 minutinhos, mas a vista lá de cima é linda demais e rende muitas fotos legais como essas:




Lá tem alguns restaurantes legais para ir com crianças e eu escolhi o restaurante Rainforest que imita uma selva! É divertido demais, pois, em determinado momento, alguns animais que fazem parte do cenário emitem sons e as luzes são reduzidas para criar um clima, uma atmosfera de floresta. Clarinha olhava tudo atentamente. 


Ufa, acho que é isso pessoal! Espero que tenham gostado e que agora vocês sintam-se animados para visitar Orlando com seu filho. Renderá lindas fotos da família toda e com certeza ficará para sempre na sua memória!


Qualquer dúvida, podem me perguntar nos comentários que eu vou respondendo!

Beijosss,

Rô e da Clarinha



Nenhum comentário:

Postar um comentário