quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Tem novidade no Leblon: já conhece o Vinil Rio?

Quem não gosta de uma novidade, hein? E neste mês de novembro, nós tivemos a oportunidade de conhecer o já badalado (e que promete ser um novo point) Vinil Rio!





Inaugurado em junho no bairro mais charmoso da cidade, o Leblon, o lugar é uma ótima pedida para quem é fã de uns bons drinks, pois aposta alto na coquetelaria clássica e surpreende com suas criações. 





Localizado no burburinho da Rua Dias Ferreira, o ambiente, com jeitinho intimista, é uma graça e a decoração não poderia ser outra: nas paredes estão expostas mais de 140 capas de LPs, pôsteres de astros internacionais, como Michael Jackson e John Lennon, e três TVs que exibem os clipes da trilha sonora da casa, que são incríveis. Eu achei o máximo! E gostei de ver que estava bem movimentado o espaço, que não é muito grande, mas bastante acolhedor.



Logo, trata-se de um lugar dedicado aos apreciadores da boa música e eu devo destacar que o repertório é incrível, super anos 80, 90, com direito também a Rooling Stones e Beatles... ou seja, não é um lugar para quem quer ouvir música sertaneja, axé ou pagode, ok? 





Luz baixa dita o clima do Vinil e o grande sofá de camurça que ocupa toda a extensão do bar torna o ambiente aconchegante e convidativo para apreciar a boa música - que é eclética e ganha volume com o passar da noite. Mas não pensem que isso faz dele um lugar low profile. Nada disso! Estava bem animado quando fomos, pessoal conversando e a faixa etária média estava na casa dos 30. Não sei se o dia da semana interfere na faixa etária. Para mim, estava ótimo.


Obviamente que a música, tão presente n o Vinil Rio, também acabou por influenciar o seu cardápio de drinks, que são as grandes estrelas do bar, cujos nomes recebidos foram de títulos de alguns hits bem conhecidos do público. E do balcão de madeira com 12 lugares, são preparados mais de 20 opções de drinks por uma dupla bem simpática de bartenders: o argentino Martín Lafinur e o colombiano Richard Tafur, responsáveis por repaginar coquetéis clássicos.






Dica: se você gosta de interagir com os bartenders e quer acompanhar de perto a elaboração dos drinks e pegar umas dicas, sente-se junto ao balcão! Bailarinas, dosadores, coqueteleiras vão atrair a sua atenção com certeza. 




Por falar em drinks... por favor, experimentem o First Patron Collins ou o West Hot West... hummmmm... são muitas as opções deliciosas e sugiro fortemente que você experimente ao menos dois drinks!



A lista de coquetéis inclui o tradicional Mojito numa nova versão onde o rum é substituído pelo gin: o Revolution Mojito (R$43), preparado com Hendricks, grapefruit, hortelã, xarope e soda, que eu experimentei e amei! A bebida pode também ser pedida com Bombay Sapphire (R$33). 





O sexto álbum de Rod Stewart cruzou o Atlântico e desembarcou no bar com o Crossing Atlantic (R$29), receita que leva dois tipos de whisky, Jim Beam White e The Black Grouse, combinado com grapefruit e xarope e Angostura. 



Outro que adorei foi o Like a Virgin! A Madonna’s Cocktail (R$31), inspirado no ícone pop, com Grey Goose, romã, limão e cointreau com infusão de limão siciliano. Sabem o mais bacana?É que o Martin, assim que soube que o bar teria uma identidade musical, tamanha a sua dedicação em fazer algo diferenciado que ele pesquisou na internet e descobriu que a Madonna é fã de romã! Daí sugrir esse drink em homenagem à ela, com a base do Cosmopolitan e uma releitura bem digna a todos os fãs da cantora.




Um dos drinks mais famosos do mundo, o Dry Martini, pode ser pedido com até cinco diferentes tipos de gin, de acordo com o gosto do cliente: Bombay Sapphire (R$35), Tanqueray (R$37), Hendricks (R$55), The Botanist (R$55) e Ten Martini (R$45), feito com Tanqueray. Já o Bloody Mary pode ser pedido em sua versão tradicional - à base de suco de tomate, limão siciliano, aipo, manjericão, molho inglês vodca -, ou a receita assinada do bar, o Sunday Bloody Sunday (R$37), com suco de tomate assado, infusão de azeitonas pretas, limão siciliano, molho inglês e destilado à escolha do cliente.




Embora eu tenha gostado de todos os drinks que experimentei, o meu favorito foi o Red Ginger. 



Mas você não vai só beber, certo? Até porque o lugar está repleto de bossa e a gente não vive só de bons drinks! No cardápio, formulado sob a consultoria da Chef Joana Carvalho, a famosa Jojô do Jojô Café Bistrô, há ótimos petiscos como o salmão gravlax servido com blinis e sour cream ((R$49), a porção de croquete de carne assada (R$39- 5 unidades) e o maravilhoso rolinho de queijo brie com presunto de parma (R$39 – 5 unidades) - em disparado, o meu favorito! Aliás, essa porção do rolinho só tem um defeito: poderia ser maior! rsrs... é tão gostoso!






Nossa... deu até fome me lembrar desses quitutes tão saborosos. E devo conferir merecido destaque para o cachorro quente feito com linguiça de cordeiro, queijo de cabra e rúcula (R$39), na sua melhor versão e apresentação gourmet, acompanhado de uma salada também saborosa. Que tal??? 


E como não poderia deixar de ser, encerrei a noite com uma sobremesa deliciosa com um nome que não poderia ter sido mais apropriado: Delícia de Chocolate Amargo com Coulis de Chocolate Branco (R$23,00).


Estiveram também conosco, na mesma noite, nossos amigos Tavinhu e Ferd, do blog Maior Viagem.


Agradecemos ao Vinil Rio pelo convite. A noite não poderia ter sido mais animada. Gostamos bastante!


Sobre Martín Lafinur

Martín Lafinur é natural da Argentina e trabalhou em alguns bares no país até chegar ao Rio de Janeiro. O jovem de 26 anos chegou à Cidade Maravilhosa em 2013, depois de fazer um tour pelos melhores bares e restaurantes da Europa, onde destaca o Hiromatsu, em Paris, como sua experiência gastronômica mais marcante. Sua vivência pelos bares de Palermo, em Buenos Aires, também inspirou Martín em suas criações. Dentre os bares que passou, podemos citar o Experimental Cocktail Club, em Paris. Ao desembarcar no Vinil Rio, colocou em prática toda sua criatividade combinando ingredientes frescos com bebidas de qualidade.




Sobre Richard Tafur

Em 2009, Richard Tafur fez um curso técnico profissional em serviço de mesa e bar no Sena, Centro Nacional de Hotelería Turismo y Alimentos, na Colômbia, onde nasceu. Trabalhou nos melhores bares de Bogotá, como foram Cachao Bogotá/Barranquilla, Magnilio e N.N., até desembarcar no Brasil, em 2013. No Rio de Janeiro passou pelo Escobar e Restaurante, Inverso Bar e Flasback até começar a trabalhar no Vinil Rio.

** FICHA TÉCNICA VINIL RIO **

- Endereço: Rua Dias Ferreira, 247B. 

- Telefone: 3598-8714. 

- Horário de Funcionamento: Seg a Quarta, das 18h à 01h. Quinta a sáb, das 18h às 02h. 

- Capacidade: 52 pessoas. 

- Formas de pagamento: C.c: Amex, Visa e Mastercard. 

- Reserva até às 19h. 

- Site: http://www.vinilrio.com.br/



Nenhum comentário:

Postar um comentário