terça-feira, 9 de agosto de 2016

Tudo em Riba, sem Mixaria, no Novo Point do Leblon!

Opaaaaa... mais uma dica caliente para quem vem para o Rio de Janeiro ou aqui mora! Sabe aquele lugar que já inaugurou com o pé direito, em um ótimo ponto da cidade, cardápio bacaninha, ambiente super descontraído, despojado, música boa e uma vibe gostosa para curtir desde um pós praia com os amigos até um happy hour durante a semana?



Então pronto! Esse lugar é o Riba, o mais novo point do Leblon, com jeito de boteco pé limpo, mas um sabor gourmet incrível e que vai te conquistar! Vejam só como é legal o bar aqui nesta matéria que preparamos para vocês. Estivemos lá a convite para conhecer o ambiente e curtimos muito.

Aberto há poucos meses, o Riba já é um sucesso e foi idealizado pelo italiano Arturo Isola, que esteve conosco falando um pouquinho do seu projeto e também dos sanduíches maravilhosos que a casa serve, sem mixaria mesmo!! Acho que foram os sanduíches mais fartos em recheio que eu comi nos últimos tempos.



Como definir o Riba? Bem, já de cara a gente percebe que a atmosfera é super leve e animada. Estávamos lá em plena terça feira e a casa estava cheia, com pessoas em pé na calçada, que é uma verdadeira extensão do lugar. Bem arejado, com ventiladores, azulejos serigrafados com desenhos geométricos, portas de ferro que fecham o bar viram bancos para os clientes, porta do banheior se transforma em bicicletário, mesas com tomadas para carregador e entrada USB... E isso é muito bom sinal, não acham? Onde mais encontramos um lugar tão diferente assim? Um verdadeiro convite a todos.




E vocês sabem o porquê do nome Riba? A origem é a gíria americana para costela - "Ribs"- mas também tem a ver com a expressão brasileira "tudo em riba". Juntando os dois, o nome Riba quer passar esse espírito do bar, sem tanta formalidade, mas onde se possa saborear um cardápio refinado e ter uma experiência de botecagem com charme, sofisticação e, é claro, com tudo em riba! Portanto, a cara do bairro que abriga o bar, o Leblon, que é notoriamente conhecido por ser o bairro mais cheio de glamour e requinte da Cidade Maravilhosa.

Assim, um botequim com jeitinho carioca, com azulejos aparentes, baldes pendurados, barris de chope à mostra, lâmpadas num estilo retrô, mesas com bancos altos.... sem dúvidas, a proposta é atrair todos os públicos, transformando a casa em um local bem democrático. Mas calma aí que não se trata de um qualquer pé limpo, porque os detalhes para todos os lados no Riba revelam os cuidados que foram tomados para deixar seus clientes bem à vontade, como no caso da água da torneira que é potável e está disponível para quem quiser e precisar, por exemplo!




Nós então fizemos um delicioso passeio pelo cardápio e provamos algumas delícias oferecidas pela casa!

Antes de mais nada, vale a pena dizer que a casa, toda terça feira, recebe um convidado, seja um chope, um cocktail, algo diferente do cardápio que algum convidado leva para o Riba às terças. Para quem curte novidades, vale então a pena ir lá toda terça e comparar.

Além disso, achei ótimo descobrir que Riba possui seu rótulo próprio de chope e cerveja. A produção é uma parceria com uma cervejaria de Petrópolis (RJ) para desenvolver esses dois produtos exclusivos e artesanais, com base nas referências tradicionais europeias que Arturo trouxe em sua bagagem afetiva. 


A cerveja Riba IPA (355ml) é uma Indian Pale Ale single hop com notas cítricas e refrescante, com coloração clara e de corpo médio (5,5% acl/vol – IBU 50). Já o chope Riba Pilsen (Ribinha 200ml / Chopp 300ml) é um american lager, leve mas com muita personalidade (5% acl/vol). Eu provei as duas cervejas e os dois chopes - IPA e Pilsen - e gostei mais do sabor da IPA, por ser mais encorpada. A Pilsen é bem mais leve e refrescante, boa para dias quentes.



Completam a carta vinhos franceses, champagnes e drinks servidos em garrafas. E eu optei pelos com os drinks! E aproveitei para degustar dois drinks incríveis da casa:

- Cosmo Riba: uma releitura do clássico drink Cosmopolitan (que é o meu favorito!), com vodka Grey Goose, suco de Cranberry, Cointreau, Limoneto e sal do Himalya (R$30,00). A forma de ser servido, direto na mesa, foi um toque bem especial. O garçom trouxe a taça vazia e o drink estava dentro de um recipiente que lembrava aqueles vasos das aulas de laboratório de química. Ou seja, uma verdadeira alquimia!

- Gin Tin Tonic: Bombay gin, água Tônica, Angostura, Carambola e Tomilho (R$35,00). Super diferente esse drink, com uma apresentação fofa também, em um recipiente fofo. Além de fotogênico, o drink é muito refrescante, leve e delicioso. Ótimo para quem não curte drinks mais doces, mas preferem os suaves.


Agora vamos falar da parte que mais interessa a todos, certo? O cardápio das comidinhas deliciosas que o Riba oferece!

Elaborado pelo mestre churrasqueiro paranaense Charle Chiapetti, que cuidou da seleção das carnes, pelo padeiro francês Philippe Lanie e pela nutricionista e chef formada pelo Cordon Bleu, Renata Araújo, responsável pelas combinações gourmet, que também esteve conosco e conversou um pouco sobre sua experiência no Riba, todos ao lado do Arturo, priorizaram por combinações balanceadas, com ingredientes artesanais, sem glúten, investindo em orgânicos de pequenos produtores locais. 

Logo, o frequentador do Riba pode ir sem culpa - ao menos sem tanto peso na consciência rsrs - porque, com certeza, vai ter uma experiência repleta de qualidade que vai conquistar o seu paladar. 

Embora o carro chefe da casa sejam os sanduíches, nós começamos pelos petiscos e já digo logo que eles merecem toda atenção de vocês. Minha dica é que vocês reúnam um bom grupo de amigos para poderem pedir vários itens do cardápio e compartilharem! Vocês não vão se arrepender. 


O primeiro foi o croquete Riba, muito crocante e sequinho. Uma delícia!


Depois, nós experimentamos a maravilhosa Burrata da casa, com tomate confit, broto de rúcula e casquinha Riba. Esse prato é ótimo para compartilhar e ideal para quem está fazendo dieta ou é vegetariano. Diga-se de passagem que essa casquinha é sem glúten!!! 


Na sequência, provamos a linguiça artesanal, farofa crocante, molho à campanha e jiló acebolado! Agora sim, né? Um verdadeiro prato com carinha de boteco, essa linguiça artesanal é muito bem preparada e o prato em si é perfeito como refeição, ao menos para 2 pessoas. 


Antes que me façam cara feia para o jiló, do qual eu também não sou fã e raramente - ou nunca - como, adianto logo que eu provei sim e estava bem saboroso, viu? Portanto, não se prendam a preconceitos rsrs... e provem também!!

Ahhh... e devo dizer que a apresentação do prato é mega fofa! Vem dentro de um recipiente que lembra uma marmita vintage que achei uma graça e é um outro toque especial da casa.


Outro destaque vai para a farofa, que no Riba não é uma farofa qualquer: além da farinha de mandioca, ela leva outros ingredientes que enriquecem o sabor e o valor do produto, como aveia, linhaça, gérmen de trigo e é preparada com azeite de oliva extra virgem. Bom, não?

Também provamos o bolinho de aipim com costela e agrião, que estava igualmente delicioso. Adoro esses recheios que vão além do "lugar comum" e apresentam mais sabor aos petiscos, que ficam mais elaborados e ricos.


Antes de prosseguirmos no cardápio, apenas uma dica: não deixe de ir ao banheiro! kkkk... normalmente, quem vai a bar e bebe chope/cerveja acaba indo ao banheiro porque não tem como mesmo... mas, ainda que você não tenha vontade, vá sim porque será outra experiência super engraçada, especialmente para as mulheres. O banheiro tem música alta e vários recursos tecnológicos que lembram os banheiros dos EUA e Japão! 

Depois dessa breve passagem pelos petiscos, nós atacamos os sanduíches da casa rsrsrs... óh céus!!! E como são divinos esses sanduíches!! De fato, honrado o slogan "Sem Mixaria", os sanduíches são o carro chefe da casa e vêm com um recheio para ninguém reclamar!! 

Estavam presentes nossos amigos Cris (do blog e instagram Cris pelo Mundo), Lu (do instagram Te Vejo pelo Mundo) e Carlos (do blog e instagram FanTrip) e resolvemos pedir alguns sanduíches para dividirmos e provarmos mais de um. 


Dica: não faça isso ao menos que você esteja com muita fome kkkk... os sanduíches são enormes, muito bem servidos e um só já vale para ser dividido por duas pessoas. Nós pedimos dois, eu e Cris, para que cada uma provasse uma metade (eles já vêm divididos, o que facilita compartilhar) mas nem demos conta. Bom para o Julio porque levei uma metadinha para ele comer em casa e ele ficou super feliz!


Pois bem, o cardápio traz 8 opções de sanduíches e não é fácil escolher qual comer. Algumas opções são exóticas e outras são mais clássicas. 


Eu e Cris pedimos o sanduíche de Rabada bovina, recheada com cebolas caramelizadas, picles de rabanete, queijo parmesão curado, no pão de agrião que é verde e surpreende! 

Ahhhh... vocês também não farão cara feita para a rabada, né? Pelo amor de Deus!!! Eu não como rabada, tá? Juro, de coração. Até porque eu não sou de comer muita carne bovina. Mas é óbvio que eu experimentei esse sanduíche super diferente, cuja apresentação é lindíssima! E já vem servido em duas porções, o que é ótimo para dividir. 


Olha, com toda a minha honestidade, sem querer enganar vocês, antes que pensem que estou dizendo isso porque fui convidada pela casa, eu ADOREI!!! E foi este o meu sanduíche preferido! 

Muito saboroso, muito mesmo!!! A carne desfiadinha e fininha é o diferencial, na minha opinião. Você nem sabe que está comendo rabada. Não tem cartilagem, nervos. Só a parte melhor, ultra selecionada.


E, para completar a minha alegria, ele vem acompanhado por tiras de polenta frita, super crocantes, com queijo!!! Um manjar dos deuses!!! Eu amo polenta e adorei o fato de o prato vir servido com elas, em vez de tradicionais batatas fritas ou salada.


O outro sanduíche que degustamos foi o de Costela: servido com um suculento recheio de costela bovina com broto de agrião, tomate confit, servido no pão de malte integral!


Simplesmente maravilhoso também e muito saboroso!

E antes que eu me esqueça, os pães do Riba levaram 6 meses até ganhar vida em sua primeira fornada, a partir do trabalho criativo desenvolvido pelo padeiro francês Philippe Lanie, pois primeiro foram elaborados os recheios para depois pensar no melhor pão para acompanhar. Super legal! São três tipos: baguete clássica, pão preto (feito com tinta de lula) e pão de malte com farinha integral, além do de tapioca (sem glúten), criação da Renata.

Não provamos, mas há opções bem legais para vegetarianos, como o sanduba de abobrinha marinada com manjericão, tomate confit e queijo burrata servido em pão de tapioca (R$23).

Já aos sábados e domingos, são as ostras frescas que entram em cena (6 unidades - R$40). Também não experimentamos, mas gostei da ideia.

Por fim, para encerrar nossa noite incrível, não poderia faltar a degustação de algumas sobremesas, certo? Formigas de plantão, preparem-se!!! Lá vem a Glicose na Veia!


Nós experimentamos duas sobremesas:

- o Triba, que é composto por crocantes de amêndoas com 3 doces - nutella, doce de leite e mousse de chocolate (70% de cacau), mas como não tinha o doce de leite, para a minha profunda tristeza, nós pedimos mais um de nutella kkkk... Muuuuuuuuito bom, viu? Para quem é fã de doce que é doce mesmo. 


- Bolo Eff, uma delícia de chocolate, com "meringa" italiana! E que fique claro que não é um Petit Gateau... também não é um brownie... é um Éff! kkkk... tem que pedir para saber como é =P


Espero que tenham gostado das dicas! E passem lá no Riba para conhecer a casa. Aposto que vocês vão curtir.


** FICHA TÉCNICA DO RIBA **

- Endereço: Rua General Urquiza, 188 A– Leblon.

- Telefone: 00 55 21 2051-7870

- Horário de Funcionamento: De terça a domingo das 12h às 1h (Fecha segunda-feira)

- Formas de Pagamento: Aceita todos os cartões


- Instagram: @ribabotecagem #tudoemriba

- Inauguração: março de 2016



Nenhum comentário:

Postar um comentário