quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Um pouco de Bruxelas no Rio de Janeiro: conheça o Freetzy!

Como não amar batatas fritas? Eu desconfiaria se alguém me dissesse que odeia rsrs... =P

E se elas fossem feitas no melhor e mais autêntico estilo belga, servidas em um cone fofo e com diversas opções de molhos como acompanhamento? Perfeito, não? Assim é o Freetzy, que desembarcou com tudo no coração de Copacabana para provar que você não precisa mais esperar a tão sonhada viagem para a Bélgica para experimentar as deliciosas belgian fries, ou seja, as famosas batatas fritas belgas!



Bruxelas é logo ali sim e ainda tem acesso fácil pelo metrô, viu? rsrs... Adoramos o convite do Joseph para conhecermos seu novo restaurante que abriu suas portas em setembro de 2015, sendo o primeiro e o único local, por enquanto, especializado em genuínas batatas belgas no Rio de Janeiro!



Crocantes, salgadas na medida certa, quentinhas e bem sequinhas, o que me impressionou muito, as batatas são realmente irresistíveis (e olha que eu vinha fazendo certinho a tal da dieta de proteínas, mas não teve jeito e abri merecidamente uma exceção!).

O local é pequeno, aconchegante, com decoração bem moderna, bancos altos para que as pessoas sentem-se (não há mesas), com banheiros feminino e masculino, rico em detalhes na decoração, como quadros com frases divertidas, que podem ser vistos até mesmo dentro do banheiro, tudo no Freetzy foi pensado para tornar o ambiente bastante descontraído, para atrair os públicos de todas as idades e para transformar um prato simples rápido em uma verdadeira experiência gastronômica.

Banheiros do Freetzy

Quadrinho dentro do banheiro feminino

Quadrinho dentro do banheiro masculino

O projeto arquitetônico foi feito por Rodrigo Jorge e Fábio Bouillet da Artis Design, presentes nas últimas edições da Casa Cor Rio, e a Inventum ficou encarregada de toda a comunicação e programação visual da casa.


A cor predominante não poderia ser outra senão a amarela! Afinal, esta é a cor que nos remete às queridinhas batatas. Cores neutras também, materiais como aço inox, madeira e cimento queimado, dão um ar urbano e intimista, conferindo muita personalidade ao local.

Mas algumas coisas do ambiente chamaram bastante a minha atenção: a música, que é uma delícia, lembrando um pouco a música de lounge, ótima para manter uma atmosfera bem relax e agradável e o clima leve da casa, com poucos ou nenhum sinal de gordura no ar.


Achei isso incrível, para ser sincera com vocês. Fazia um calor infernal no Rio de Janeiro (estivemos lá no dia 23 de fevereiro de 2016) e, mesmo assim, dentro do Freetzy o ar condicionado deu conta do recado e a fritura das batatas fritas não deixou o ar pesado nem gorduroso. Pelo contrário, a gente não sentia o cheiro de gordura e isso me encantou e deixou a noite ainda mais confortável.



Desde o momento em que chegamos, fomos recepcionados e acompanhados durante a noite pelo Joseph Elmann, um dos proprietários, que atua há mais de 20 anos no ramo da moda, mas sempre foi amante da boa mesa e um gourmand de mão cheia. Ouso dizer que, após conversarmos bastante, descobri que ele também faz parte do grupo dos Apaixonados por Viagens, pois acabou de regressar da Califórnia e já está planejando uma viagem incrível para a Europa.

Ele nos contou como foi que surgiu esse projeto, sua paixão pelas batatas belgas e suas viagens para a Bélgica e para a Holanda, de onde trouxe muita pesquisa, informações, segredos da tradição belga de como fazer as batatas fritas mais adoradas do mundo, além de peças chaves e acessórios que ele usa no seu estabelecimento, sendo tudo isso as suas grandes inspirações para a criação do Freetzy.


Diga-se de passagem que o nome - Freetzy  - foi criado pelo próprio Joseph que, segundo ele, tem a ver com a liberdade de ideias, de criações, de conceitos... simplesmente, seja livre!

Ele mostrou-se para a gente como muito satisfeito com esses meses de vida do Freetzy e muito envolvido com possíveis projetos de expansão, além de ser muito dedicado, na busca incansável de molhos perfeitos, que ele faz questão de participar da criação, com ideias e degustações. Ou seja, o Joseph é uma presença marcante no Freetzy e imprimiu parte da sua própria personalidade no restaurante que foi inaugurado após 6 meses - apenas! - de muito entusiasmo, trabalho duro, viagens e mão na massa, literalmente, porque é dentro do Freetzy que eles recebem as batatas, dezenas de quilos a cada dois dias, que são descascadas e cortadas para serem fritas duas vezes (o processo de fritura é feito duas vezes para manter a crocância) para serem servidas aos clientes que chegam curiosos para conhecer essas delicinhas.


Mas o Joseph não entrou nessa empreitada sozinho. Teve a colaboração ímpar e super importante da Chef Cris Leite que esteve no início, na elaboração do cardápio, nos estudos feitos para servir a melhor batata e sempre colaborando, principalmente, da criação dos novos molhos e apresentação de novos produtos.

Ah sim... outros produtos porque nem só de batatinhas o homem vive (se bem que seria bom demais viver só disso, não? Se minhas gordurinhas me permitissem kkkk). O Freetzy já foi além da Bélgica e serve também suculentas turkey legs (que infelizmente não experimentamos porque minha consciência pesou rsrs... mas ficamos com uma vontade louca para depois voltarmos e provarmos).

Com o Joseph

A Turkey Leg é uma influência americana e lembrou-me muito aquele Medieval Times, de Orlando, em que as pessoas comem com as mãos, sabe? Trata-se de uma coxa de peru defumada e banhada em molho barbecue (R$19,90 a unidade).

turkey leg

Outras opções igualmente apetitosas e que experimentamos foram:

- Croquetes de Carne (3 unidades por R$15,90), fornecidos por um imigrante belga, estabelecido no Rio, que são uma delícia, super crocantes, saborosos, com pedacinhos de carne dentro, macios no interior e que combinam muito bem com o molho de mostarda preta.


- Cachorro-quente (R$13,90), com salsichas e linguiças artesanais, produzidas especialmente para o Freetzy por uma empresa familiar e entregues semanalmente. Tradicional, vitela, frango e suína, são os quatro tipos para escolher e colocar dentro do pão de leite, mas também podem ser servidos fatiados, que foi a nossa opção.



Comemos uma linguiça de vitela e uma tradicional e estavam perfeitas! Muito saborosas e combinaram bem com os molhos barbecue, páprica e honey mustard (mostarda doce). Dos deuses, viu?

Há também os topppings de cebola crocante, alho frito ou croutons de bacon para deixar as batatas ou o cachorro quente ainda mais gostosos. Nós preferimos sem os toppings para sentirmos mais o sabor de cada um e também dos molhos.

Por falar nos molhos, gente, são 17 opções!! Uma mais deliciosa que a outra!! Curry, Pesto, Páprica e Mostarda Doce foram os nossos favoritos. Mas há outros como wasabi, coalho, ervas finas, barbecue, agridoce, rose... A batata te dá o direito de escolher um molho, mas você pode pagar à parte por outros que deseje experimentar.

17 opções de molhos

Vamos voltar a falar da grande estrela da casa: as batatas belgas!

As batatas usadas são do tipo asterix, frescas, preparadas com a centenária técnica e feitas de forma totalmente artesanal, servidas com casca!!

São 3 os tamanhos dos cones: pequeno (R$9,90), médio (12,90) e grande (R$15,90). O molho vem dentro do cone, mas em compartimento separado, para não ficar em cima da batata, como normalmente é servido na Bélgica e na Holanda, pois o Joseph (e eu concordo!) preferiu colocar separado para manter a batata crocante.

O óleo usado pela casa é o de soja e, como já disse, a batata é frita duas vezes para reforçar sua crocância.

A grande novidade são as batatas fritas de batata doce!! Acompanhando as grandes tendências atuais e fazendo a alegria dos marombeiros de plantão, o Joseph não tardou em implementar o cardápio com essa novidade que agradou muito!

Nós também experimentamos a batata frita de batata doce e aprovamos! Diga-se de passagem que a batata doce já está presente em pratos de grandes restaurantes mundo afora como uma iguaria muito apreciada.


a batata doce frita fica um pouco mais escura e com massa mais consistente

Por fim, não deixem de reparar em cada detalhe da decoração da casa que é pequena e você poderá observar em como foi tudo feito de forma tão cuidadosa, com tanto carinho para deixar os clientes confortáveis em um ambiente descolado e gostoso, desde o suporte que é utilizado para servir os cones até os enfeites nas paredes.

álcool em gel

Quadrinhos, frases engraçadas que estão por todos os lados, nos cones, nas roupas dos funcionários, os papéis que acompanham as bandejas que possuem joguinhos para as crianças (a casa fornece lápis e giz de cera para as crianças brincarem também), o álcool em gel logo na entrada para a higiene das mãos, a tela digital que passa propagandas... são detalhes que diferenciam o lugar.


frases até na caixinha 

para distrair as crianças e os adultos


O Freetzy não é grande, portanto, não é um lugar cuja a proposta seja a de encontrar muitos amigos, reunir muitos familiares e passar horas e horas lá dentro, principalmente porque não há mesas, mas sim duas bancadas com bancos altos para as pessoas sentarem-se. É um lugar para ser mais objetivo, para fazer um lanche, provar as batatas e demais iguarias e deleitar-se!

Se você quiser uma experiência mais completa, poderá escolher entre as cervejas Stella Artois (belga) ou a Heineken (holandesa).


Em breve, Joseph prometeu-nos novidades, como: mais molhos, sobremesas à base de chocolate belga, expansão da casa para outros lugares também... e o céu é o limite para quem tem disposição e entusiasmo, certo?

E assim foi a nossa experiência no Freetzy!

Muito obrigada pelo convite. Nós gostamos muito! Parabéns ao Joseph pelo empenho. Muito sucesso ao Freetzy! Com certeza voltaremos, pois mal posso esperar para levar meus sobrinhos que vão amar.



** FICHA TÉCNICA **

Nome: Freetzy
Endereço: Rua Barata Ribeiro, 458, Loja D
Metrô próximo: Estação Siqueira Campos (mas saia pela rua Figueiredo de Magalhães e caminhe até a Rua Barata Ribeiro. O Freetzy fica quase na esquina entre Figueiredo de Magalhães e a Barata Ribeiro)
Telefone: 0055 21 22566374
Capacidade máxima: 20 pessoas
Horário de Funcionamento: de segunda a sábado, das 11h às 21:30. Por enquanto, fecha aos domingos, mas deve abrir aos domingos a partir de maio.
Cartões: Master e Visa
Acesso para deficiente físico: Por enquanto, não. Mas está sendo providenciada a rampa de acesso e, logo na entrada, há duas barras de apoio.
Serviço de Delivery: Não tem





Nenhum comentário:

Postar um comentário