segunda-feira, 23 de março de 2015

São Miguel dos Milagres, um paraíso Alagoano! Por Leandro Pestana e Mari Schmid

O guest post de hoje é muito especial: meu irmão, Leandro Pestana, e sua namorada, Mari Schmid, estiveram recentemente em Alagoas, logo depois do Carnaval de 2015, e passaram dois dias nesse paraíso chamado São Miguel dos Milagres!

Eu já estive em Milagres, em 2013, também durante o carnaval, mas, naquela época, optei pelo passeio bate-volta de Alagoas. É claro que vendo as fofuras das pousadas da região, dos restaurantes e tantas atividades, eu me arrependi! E quero voltar para ficar!!

São Miguel dos Milagres, quando fui pela primeira vez para Maceió, em 2009, nem era muito comentado. Confesso que há 6 anos, não se falava de lá como destino turístico e poucas eram as pousadas naquela época. Percebam como em pouco tempo essa praia foi revelada como atração turística e é parada obrigatória para quem vai curtir o litoral alagoano (um dos mais lindos do Brasil, na minha opinião!). Inclusive, mais recentemente ainda, a Praia do Patacho, vizinha a Milagres, também virou ponto turístico e atrai vários turistas atrás de belezas naturais, ecoturismo, paz e sossego!

Fica entre Maceió e Maragogi (litoral norte). É bem mais perto que Maragogi, a cerca de 1:30h de Maceió, a depender do trânsito e desde que você não se perca rsrs... 

Então vamos passear um pouco por esse lugar maravilhoso? Embarquem comigo no relato do Leandro e da Mari e vamos sonhar com mais esse paraíso brasileiro!

São Miguel dos Milagres - Carnaval de 2013 (foto da Lily)

São Miguel dos Milagres – Alagoas, Brasil, 
por Leandro Pestana e Mari Schmid

Um dos povoados mais antigos do estado nordestino de Alagoas, atualmente com pouco mais 6 mil habitantes, São Miguel dos Milagres de fato é um presente divino em nosso país.


Foto tirada pela Lily, no Carnaval de 2013

Com quilômetros e quilômetros de praias calmas, água mansa e cristalina (praticamente transparente), povoado simples de pescadores com uma vista um tanto exuberante e paradisíaca, São Miguel merece o devido destaque em seu roteiro pelo Nordeste, seja pela possibilidade de encontrar uma paz e uma tranquilidade na cidade (restaurantes deliciosos e pousadas bem estruturadas) ou seja pela possibilidade de montar seu roteiro adventure no local: passeios à cavalo, pedaladas de bike pelas praias, mergulhos incríveis nas piscinas naturais com seus recifes de corais, visita ao peixe-boi no Rio Tatuamunha (introduzido e protegido pelo IBAMA), SUP, passeios de caiaque, entre outras tantas opções.
 
Foto tirada pela Lily, em 2013
  
Foto tirada pela Lily, em 2013


São Miguel nasceu durante a invasão holandesa no século XVII. Mas não faz muito tempo que Miguel dos Milagres caiu nas agendas e mapas dos turistas brasileiros e dos internacionais. Felizmente ou não, parece que a pacata cidadezinha do norte do estado alagoano acordou para a indústria do turismo. Para alguns, uma benção, pois veio para fortalecer a atividade econômica existente e ampliar o capital aplicado na região. Para outros, uma ameaça ao futuro de Milagres que já enfrenta hoje diversos problemas decorrentes de alguns serviços públicos precários.

Foto tirada pela Lily, em 2013

As festas de fim de ano (que estão cada vez mais famosas) e o carnaval já vêm causando grande desconforto para aqueles que se habituaram a dormir ao som das ondas e a acordar com o canto dos pássaros. Segundo dados informados, a cidade fica tão movimentada nesses dois períodos que o número de pessoas em Milagres chega a quase dobrar. Não é por acaso que, ao chegarmos à cidade, deparamo-nos com uma recente medida adotada pelo prefeito: a Lei do Silêncio, medida já conhecida entre os moradores das grandes cidades, e, desde janeiro de 2014, aplicada “na não mais pacata cidade”.  

Foto tirada pela Lily, em 2013

Por sua vez, o desenvolvimento sustentável da cidade é a questão central para os empresários de lá, que se preocupam com o crescimento não planejado da cidade.

Mas não só de preocupações e ameaças vive a população local. É muito fácil se apaixonar pela simplicidade da região e por sua culinária (típica do nordeste).

Pouco mais de 100km separam a capital Maceió da cidadezinha pacata de Milagres.  O acesso à cidade é através da estrada litorânea do estado (AL 101) que possui boas condições. Mas quem vai de Maceió para Milagres deve seguir em direção à Passo do Camaragibe. Bom prestar atenção ao GPS, pois os povoados são tão pequenos que é fácil passar despercebido (isso aconteceu com a gente, tivemos que voltar).  

Foto da Mari Schmid

Fomos no carnaval de 2015, fugindo da folia e bagunça dos blocos do Rio de Janeiro. Pena que passamos somente 2 dias e tivemos o azar de pegar chuva nos dois. 

Milagres, assim como  o nordeste como um todo, não tem inverno (apenas chuva nos meses de Junho/Julho), ou seja, em qualquer época o clima estará ameno mas é melhor dar preferencia aos meses de Outubro, Novembro e Dezembro que têm menor precipitação (isso vale para praticamente todo o nordeste!) 

Na cidade, é muito difícil chegar às pousadas guiando-se apenas por placas pois elas são escassas. Ainda bem que os moradores são muito simpáticos e estão sempre dispostos a ajudar os turistas desorientados.

A pousada que escolhemos foi a Pousada do Sonho, localizada em Porto da Rua próximo ao vilarejo dos pescadores, que conta com o certificado de excelência do site TripAdvisor e está em 10º no ranking das pousadas da região.

A pousada é pequena, mas muito aconchegante: oferece poucos quartos (apenas 8 suítes), tem um restaurante,  um belo jardim e é de frente para a praia. Infelizmente não possui piscina, mas isso não chegou a nos incomodar muito. Os quartos possuem ar condicionado, chuveiro elétrico, frigobar e rede na parte de fora.

Foto da Mari Schmid

Foto da Mari Schmid
  
O dono da pousada, Sr. Fabrizio, é um italiano que se apaixonou pela cidade e decidiu fincar raízes. Ele não estava lá durante nossa estada, mas fomos muito bem atendidos pelo gerente da pousada, Clebson. Tínhamos programado vários passeios para os dois dias (aluguel de bicicleta, SUP, caminhadas), mas com a chuva só conseguimos ir às piscinas naturais. Quem nos levou vou o Sr. Roxo, um jangadeiro que nasceu e é apaixonado por Milagres. Apesar do tempo ruim, pudemos ver as belezas das águas cristalinas das praias. Simplesmente apaixonante!

Foto: Mari Schmid
  
A entrada da pousada:


Foto: Mari Schmid

Foto: Mari Schmid

Foto: Mari Schmid

Foto: Mari Schmid

Foto: Mari Schmid
  
O restaurante da pousada foi uma surpresa à parte. Como estava chovendo, tivemos a oportunidade de provar diversos pratos – de petiscos a jantar – e não nos decepcionamos!

Foto: Mari Schmid

O café da manhã não é estilo buffet, e sim a la carte. Pode-se escolher o que quiser do menu, com direito a tapioca recheada, banana frita, torradas, ovos, panquecas doces e salgadas, sucos, chás e café.

Devo confessar que passamos horas comendo petiscos sentados de frente para o mar em umas das tardes que a luz acabou na cidade.

Um atendimento maravilhoso!

Restaurante da pousada do Sonho

Foto: Mari Schmid
  
Existem muitos restaurantes dentro das pousadas, e é bom ligar para reservar com antecedência. Às vezes, quando as pousadas estão cheias eles nem reservam. Foi o que aconteceu no Carnaval: tentamos reservar alguns restaurantes mas sem sucesso. Porém conseguirmos conhecer o No Quintal.

Foto: Mari Schmid

Foto: Mari Schmid
O restaurante é do casal Renata e Lucas que se encantaram pela cidade e decidiram trocar São Paulo por Milagre. O casal paulista, que já vinha procurando um novo local para se fixar, não teve dúvidas ao conhecer São Miguel. Ele é chef de cozinha. Ela, uma companheira apaixonada pelas belezas da região. Esses foram os ingredientes certos para uma mistura praticamente perfeita, que todo turista precisa degustar. 

Foto: Mari Schmid

Foto: Mari Schmid

Foto: Mari Schmid

Os pratos são basicamente feitos a partir da culinária nordestina, mas com um toque especial do chef. O restaurante também possui uma linda horta, de onde eles retiram alguns ingredientes.

Esperamos voltar com sol para aproveitar ainda mais!


7 comentários:

  1. Ótimo post sobre São Miguel dos Milagres! Adorei esse lugar, é o paraíso!
    Trabalho com planejamento e roteiro de viagem personalizados e aproveito para deixar meu contato julianaluchesi@gmail.com, instagram @julianaluchesi

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Juliana!
    Todo o estado de Alagoas é incrível!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde! Estarei indo pra São Miguel dos milagres em outubro, mas vou passar apenas um dia lá, pois o resto da viagem ficarei hospedada em Maragogi. Gostaria de dica da melhor Praia de São Miguel do milagres, onde comer na praia, pois quero aproveitar a praia o dia inteiro rs. Dê preferência dicas de quiosque que servem porções. 😉
    Att
    Thaís Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thaís!
      Que delícia!
      Olha, eu curti muito as Piscinas Naturais da Praia do Toque e também achei a Praia dos Lajes bem bonita. Mas São Miguel dos Milagres mesmo é um lugar lindo... eu curto ficar um pouco em cada praia rsrs.. isso é pessoal.
      Ano passado eu fui em novembro e fiquei no Patacho! Amei!
      Seguem algumas dicas:

      - Dica de transfer: R$250,00 o carro (para até 3 pessoas de forma confortável) do aeroporto de Maceió até o Patacho, com o motorista Ricardo - +55 82 9113-1868

      - Dica de passeio de jangada: R$50,00 por pessoa com o jangadeiro Edinho 82 99146-9708

      - Dica de passeio de buggy pela região: com o buggeiro Keyton 82 99402-3948 - em torno de R$250,00 o buggy que comporta até 4 pessoas espremidinhas ou 3 de forma confortável

      Recomendamos todos!

      Bjs,
      Lily

      Excluir
  4. Olá Lily!
    Estou indo para Milagres em setembro e ficarei por lá uns 2 dias.
    Pretendo fazer o passeio de jangada.. obrigada pelo contato do Edinho em sua resposta anterior, com certeza entrarei em contato.
    Gostaria de saber qual praia você mais gostou e acha que não posso deixar de conhecer..
    Além disso, se puder me informar quanto a restaurantes, algum que vocês achem super bom e que não posso perder de ir.
    Vou ficar hospedada na Pousada do Sonho!! Pelas fotos de vocês, pareceu ser uma graça de pousada.

    Obrigada!

    Bjs,
    Patricia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patricia
      tudo certinho?
      Ai... que delícia, viu? Um destino perfeito para curtir a natureza e descansar!
      Você vai curtir o passeio com o Edinho!

      Eu fiquei, ano passado, na Praia do Patacho e amei, viu?
      Milares é linda também! Todas as praias são bem parecidas no final das contas. Em relação às piscinas naturais, aí, como disse acima, eu gostei muito das piscinas da praia do Toque e dos Lajes também.

      Sobre restaurantes, quando eu fui ano passado, acabei jantando na própria pousada onde fiquei, que tem um restaurante ótimo, mas que era somente para hóspedes no ano passado, que é a pousada Reserva do Patacho. A Pousada do Sonho também é linda! Foi onde a Mari e o Leandro (autores deste post) ficaram. Como eu não explorei muito a gastronomia da região, se eu voltasse hoje, seguiria as dicas da Mari (daqui do post) e tentaria ir nos restaurantes que ela mencionou.

      Depois nos conte como foi, tá?
      Beijo grande e ótima viagem
      Lily

      Excluir
    2. Oi, Patricia
      tudo certinho?
      Ai... que delícia, viu? Um destino perfeito para curtir a natureza e descansar!
      Você vai curtir o passeio com o Edinho!

      Eu fiquei, ano passado, na Praia do Patacho e amei, viu?
      Milares é linda também! Todas as praias são bem parecidas no final das contas. Em relação às piscinas naturais, aí, como disse acima, eu gostei muito das piscinas da praia do Toque e dos Lajes também.

      Sobre restaurantes, quando eu fui ano passado, acabei jantando na própria pousada onde fiquei, que tem um restaurante ótimo, mas que era somente para hóspedes no ano passado, que é a pousada Reserva do Patacho. A Pousada do Sonho também é linda! Foi onde a Mari e o Leandro (autores deste post) ficaram. Como eu não explorei muito a gastronomia da região, se eu voltasse hoje, seguiria as dicas da Mari (daqui do post) e tentaria ir nos restaurantes que ela mencionou.

      Depois nos conte como foi, tá?
      Beijo grande e ótima viagem
      Lily

      Excluir