quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Rio de Janeiro: Parque Natural Municipal Penhasco Dois Irmãos


Na última terça feira tive a oportunidade de conhecer finalmente o Parque Natural Municipal Penhasco Dois Irmãos, aqui no Rio de Janeiro, criado em 1992.

Como ainda não posso fazer trilhas nem pegar muito sol por conta de uma cirurgia feita há pouco mais de um mês, fui juntamente com minha amiga Cris do blog www.crispelomundo.com.br, que está super gravidíssima, e também não pode fazer trilhas nem pegar muito sol, e optamos pelo Parque que há tempos eu desejava conhecer.



Com a amiga Cris - www.crispelomundo.com.br
Chegar lá é até fácil para quem pode ir de carro. Basta seguir para o Leblon sentido Avenida Visconde de Albuquerque e entrar na rua Gabriel Mufarrej (alto Leblon) e subir "toda vida" até alcançar a entrada do Parque que é guardada por guardas municipais. Aplicativos de celular como Google Maps ou Waze orientam muito bem dentro da cidade, sem erros.

Eu não tinha ideia do que esperar pelo caminho. Confesso que achava tratar-se de apenas um mirante. Ledo engano meu! Eu vi pelo menos 4 mirantes estruturados e percebi que havia muitas trilhas que poderiam até levar a outros mirantes, mas nós não arriscamos desbravar o Parque.

Na verdade, desbravamos até muito porque vimos o vai e vém de kombis e perguntamos para uma onde havia um mirante legal e o motorista nos indicou um caminho que nos levou a entrada de uma comunidade (nome politicamente dado às favelas pacificadas).

Mais uma vez, eu me enganei porque pensei que era o Vidigal, mas não! Era a Chácara do Céu, com uma UPP de policiais militares bem na sua entrada. 

Já que estávamos lá, perguntamos para os policiais se realmente havia um mirante ali, pois o motorista da kombi disse que sim. O policial disse que a região era segura (nós com cara total de gringos e playboys kkkk) e que poderíamos seguir as setas para o Bar Flutuante.

Assim fomos, dentro da comunidade, passando por ruelas estreitas. Claro que fiquei preocupada, né? Mas fui na fé! rsrs... A fé não costuma falhar, certo?

Chegamos no Flutuante e, mais uma surpresa: o lugar é recém inaugurado!!! Com cerca de 1 mês, o projeto do Flutuante  é muito mais cultural do que um bar propriamente dito. O espaço é excelente, arejado e com uma vista de tirar o fôlego.


Vista do Bar Flutuante

Decoração do Bar Flutuante
Não achamos o tal mirante indicado pelos policiais da UPP, mas "descobrimos" um bar muito descolado com a promessa de ser voltado ao happy hour, com diversos estilos musicais, festas, atrações internacionais já agendadas, pocket shows, muitos espetinhos e drinks preparados pelos próprios donos. E, mesmo um pouco tensa por nunca ter feito algo parecido, devo dizer que as pessoas da comunidade foi muito receptivas e simpáticas conosco. Estavam por lá curtindo o seu dia, com churrasquinho, vendo o tempo passar, em paz. No final, eu me senti segura e achei um barato a experiência. Para mais informações, entrem em contato com o Esdras Rocha (+55 21 982664686).

Como o horário de fechamento do parque ia se aproximando, não pudemos ficar muito tempo no Flutuante que, inclusive, estava fechado. Ele só funciona, por enquanto, às sextas, sábados e domingos. A sugestão é de curtir um pós praia lá e não se recomenda subir de carro, porque o acesso passa perto de um penhasco e, obviamente, se for para beber, não é para dirigir, né? Olhem a Lei Seca, que no Rio de Janeiro é levada a sério.


Então voltamos para o Parque, após essa experiência super diferente de entrar na comunidade e achar o Flutuante.

Sobre o Parque Natural Municipal Penhasco Dois Irmãos:

- Localização: acesso pelo Leblon
- Horário de Funcionamento: das 8h às 18h
- Infraestrutura: banheiro e bebedouro no local de apoio aos visitantes (não tem lanchonetes)
- Como chegar: de carro ou a pé
- Segurança: pareceu-me seguro, mas eu não arriscaria ficar lá depois do fechamento do parque nem me aventuraria nas trilhas distantes dos mirantes, onde há guardas municipais.
- Colado na Comunidade Chácara do Céu
- Estacionamento: sim e havia muitas vagas ontem nesse horário que fomos (das 16:30 às 18:00)
- Tempo de Visita: reserve de 1 a 2 horas para fotos e contemplação das paisagens e mirantes
- O que levar: algum lanchinho, se quiser. Mas jogue o lixo na lixeira! O Parque estava bastante limpo. Ajude a preservar. Com esse sol escaldante, recomendo também passar filtro solar. Ajuda, viu?

São 4 mirantes com vistas espetaculares da orla carioca mais charmosa: Leblon, Ipanema e Arpoador, além de vista para a Lagoa Rodrigo de Freitas, Corcovado e, ao longe, Pão de Açúcar.

Lagoa Rodrigo de Freitas e Corcovado
Orla de Ipanema e Arpoador

Pena que um dos mirantes principais, próximo ao centro de visitantes, estava interditado. 

Mirante Interditado
Percorremos então 3 mirantes e, quando descemos e íamos parar no quarto, perto da guarita de entrada no Parque, fomos advertidos a descer porque já passava das 18h. Ai que puxa, viu?

Mas, em contrapartida, fomos direto para a Avenida Niemeyer onde fica o Mirante do Leblon que confere vista muito similar a desse mirante perto da Guarita do Parque Penhasco Dois Irmãos.

Mirante do Leblon

Mirante do Leblon

Mirante do Leblon
E lá, no Mirante do Leblon, encerramos o passeio pelos mirantes que foi muito divertido!

Um maravilhoso programa para quem não quer se expor muito ao sol - saímos de casa às 16:00 - e para quem não gosta de trilhas ou não pode fazê-las. 

E como o Rio de Janeiro continua lindo - e um inferno de quente - nada melhor do que esses mirantes para mostrar para a gente o quão bela é a nossa cidade!

E Viva São Sebastião, porque ontem foi o dia do Santo Padroeiro do Rio, feriado na cidade, que nos permitiu fazer esse passeio tão gostoso em tão excelentes companhias!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário