quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Carioquices: Parque Lage + Vista Chinesa + Mesa do Imperador

Um passeio ótimo, meio turistão, mas super agradável que é possível fazer no mesmo dia, principalmente pela proximidade entre os lugares, é esse que se inicia pelo Jardim Botânico, no Parque Lage, depois segue pelo Horto, passando pelos fundos do Jardim Botânico (dessa vez eu não entrei no Jardim Botânico, mas é plenamente possível nesse roteiro e, aliás, bastante recomendável para quem não conhece... mas, neste caso, indico que comece bem cedo pela manhã para conseguir contemplar tudo com calma!!)... daí, seguindo pela Rua Pacheco Leão, atrás do Jardim Botânico, vai seguir para cima - para o alto e avante! - iniciando a estrada que entra no Parque Nacional da Floresta da Tijuca. 

Então, subindo alguns poucos quilômetros, já poderá ver a natureza deslumbrante deste passeio, passando por pequenas cachoeiras. Muito comum encontrar pessoas por ali fazendo um piquenique ou refrescando-se da trilha.

Pelo caminho, pessoas a pé e de bicicleta dividem a pista com os carros. Mais alguns minutos depois da cachoeira, chega-se na Vista Chinesa e, subindo mais 1km mais ou menos, na Mesa do Imperador.

Se quiser continuar o passeio, pode continuar subindo e verá o início do caminho super conhecido pelos que gostam de fazer trilhas: as Paineiras! Neste calor do verão, caminhar nas Paineiras é bem convidativo por causa das sombrar e clima mais ameno lá do alto. 

Essa sugestão de roteiro que eu fiz pode ser feita totalmente de carro (menos as Paineiras, onde há um trecho em que os carros não entram - uma restrição que visa a conter os congestionamentos para a subida ao Cristo Redentor e que, segundo o site oficial, deve durar até  março de 2014), de táxi, de ônibus e táxi, de metrô (descendo na estação Botafogo e pegando o ônibus do Metrô na Superfície, sentido Jardim Botânico). 

No caminho do Parque Nacional da Floresta da Tijuca, pode-se fazer a pé, como trilha, de bicicleta, skate... o importante é curtir e divertir-se com tantas paisagens belas que vão descortinando no horizonte!

Eu fiz todo esse trajeto que mencionei de carro. São lugares próximos. Na volta, almocei no Jardim Botânico no Restaurante Couve Flor, buffet self service bem gostoso e prático. 

Ficou assim:

- Parque Lage
- Rua Pacheo Leão (fundos do Jardim Botânico - recomendo entrar nele se tiver tempo e não conhecer ainda).
- Subida para o Parque Nacional da Floresta da Tijuca
- Vista Chinesa
- Mesa do Imperador
- Se quiser seguir adiante, Paineiras
- Almoço/Lanche na Rua Pacheco Leão, com diversos cafés, bares e restaurantes para todos os gostos (japonês, self service...)

**** PARQUE LAGE:

O Parque Lage sempre me encanta! É um lugar muito agradável para passear com amigos e famílias. As crianças adoram os parquinhos, chafariz, lagos e até o pequeno aquário! Extremamente convidativo para um piquenique, algo que ainda não fiz por lá, o seu café da manhã, embora não seja assim um dos melhores e nem é tão bem servido, é bacana pelo conjunto da obra: um ambiente lindo, aos pés do Corcovado, abençoado pelo Cristo Redentor, muito charmoso e gostoso para ficar um tempo papeando e pensando na vida. OBS.: O Café du Lage fechou suas portas há pouco mais de um mês (informação de março de 2015) e outro bistrô deve abrir em seu lugar, dentro do Parque Lage

Possui uma área com mais de 52 hectares e foi tombado pelo IPHAN, em 1957, como Patrimônio Histórico e Cultural da cidade do Rio de Janeiro.

O Parque, que hoje é público, tem sua história iniciada lá para os idos de 1811, quando Rodrigo de Freitas Mello e Castro adquiriu o Engenho de Açúcar Del Rei, às margens da Lagoa. Depois de passar por um processo paisagístico, inspirado em todo o romantismo dos parques ingleses, a propriedade passou pelas mãos de algumas pessoas até que, em 1920, retornou para a família Lage, a quem já havia pertencido nesse troca-troca de proprietários.

Henrique Lage, proprietário do Parque, no início do século XX, promoveu sua remodelação, com inspiração nos palacetes italianos. Durante essa época, a mansão ofereceu várias festas para a alta sociedade carioca. Porém, tempos depois, em decorrência de dívidas contraídas com o Banco do Brasil, Henrique Lage teve que se desfazer de parte de seus bens, incluindo o Parque. 

Para proteger o parque, em 1957, foi tombado como Patrimônio Histórico e Cultural. Houve até uma tentativa do empresário Roberto Marinho, que chegou a comprar parte da propriedade, para construir a sede da TV Globo, mas não deu certo porque o terreno acabou sendo desapropriado e transformado em seu todo num parque público. Além disso, foi transformado em Reserva da Biosfera, em 1992, pela UNESCO. Para melhorar, em 2002, passou por um processo de limpeza e restauração!! 

Hoje em dia, no Palacete funciona a Escola de Artes Visuais do Parque Lage, criada em 1975.

Para mais informações e dicas sobre o Parque Lage, veja aqui no Post que já publiquei sobre o local!!

E também se quiser saber sobre o lindo Jardim Botânico do Rio de Janeiro, não deixe de ver este Post !!! 













****CAMINHO PELO PARQUE NACIONAL DA FLORESTA DA TIJUCA:

Este é um dos caminhos que levam ao Parque Nacional da Floresta da Tijuca, criado em 1961 para proteger a MAIOR FLORESTA URBANA E HETEROGÊNEA DO MUNDO, plantada pelas mãos do Homem, ou seja, fruto de reflorestamento, promovido durante o Segundo Reinado diante do desmatamento absurdo provocado pelas fazendas de café, que já prejudicavam o abastecimento de água na cidade!! Impressionante, não??

Além disso, foi declarado Reserva da Biosfera pela Unesco em 1991, com área atual de quase 4mil hectares, cobrindo cerca de 3,5% do território do Município do Rio de Janeiro. Embora seja o menor Parque Nacional do país, é o mais visitado e não faltam razões para isso: trilhas de diferentes níveis de dificuldade, escaladas, cachoeiras, mirantes, vistas espetaculares da Cidade Maravilhosa deixam os turistas e moradores simplesmente deslumbrados!!

E assim fui seguindo "arriba", na direção da Vista Chinesa!!






**** VISTA CHINESA:

De acesso gratuito - obaaa!!! Viu só como dá para fazer muitos passeios gratuitos pelo Rio de Janeiro além das praias?? - a VISTA CHINESA é um lindo mirante em estilo chinês. A 380 metros de altura, localizada na Floresta da Tijuca, já ganhou até prêmio na China como melhor Portal Chinês fora da China!!

Reza a história da cidade que, para construção, obras e manutenção da estrada que até hoje liga o Jardim Botânico ao Alto da Boa Vista, lá para os idos da segunda metade do século XIX, foram trazidos trabalhadores chineses que, sem sucesso para desenvolver a agricultura do arroz e chá, foram aproveitados para as obras da estrada. (fonte: Wikipedia )

Desta forma, em homenagem a esta história e vinda dos chineses, o prefeito Pereira Passos, em 1903, construiu o Pavilhão da Vista Chinesa! 

Passou por uma reforma, após 110 anos sem obras e hoje está ainda mais bonita! Mas, convenhamos, lindo mesmo é o cenário sensacional que pode ser visto dela! Isso sim não tem preço!! 

Seu acesso funciona todos os dias das 08:00 às 17:00h (até às 18:00 no horário de verão).






**** MESA DO IMPERADOR:

Continuando a subida pela Estrada da Vista Chinesa, cerca de 1km acima do Mirante da Vista Chinesa, já chega na Mesa do Imperador.

Lá era um local de descanso, preparado para servir de ponto de repouso nos frequentes passeios, no século XIX, da família imperial portuguesa. Eis razão de ter o nome de Mesa do Imperador! 

É inevitável imaginar-se naqueles tempos de Império, pensar em como seria um chá servido ali na Mesa do Imperador, o que pensariam os membros da Corte em sua pausa... o lugar é, sem dúvidas, um túnel no tempo!

E, para completar, há mais um mirante, com vista menos panorâmica do o mirante da Vista Chinesa, mas, ainda assim, bonito para apreciar.

Eu reparei que havia uma trilha, um caminho em pedras, que dava para seguir para dentro da floresta. Como não era esse meu objetivo e eu estava neste dia de carro, apenas registrei a existência de uma possível trilha por ali.

Na verdade, a quantidade de trilhas possíveis pela Floresta da Tijuca é tão grande que também é enorme o número de pessoas que se perdem por lá.

Portanto, tenham sempre cuidado, não apenas com as trilhas como também com a sua segurança. Infelizmente, o Rio de Janeiro não é uma referência como cidade segura e em lugares mais vazios é bom triplicar a atenção e não dar mole. Andar em grupo é sempre uma boa pedida!!

E, para completar o passeio, se quiser seguir adiante, vai encontrar o Complexo das Paineiras. Eu  não fui porque o acesso aos carros está restrito e deve-se seguir alguns quilômetros a pé para encontrar mirantes e cachoeiras, mas está na minha wish list de trilhas para o futuro porque sei que é muito legal este passeio e deve valer a pena!







**** PAUSA PARA ALMOÇO/LANCHE/JANTAR:

Depois dos passeios, a depender do horário em que encerrar, a Rua Pacheco Leão oferece inúmeras opções bem agradáveis de restaurante, bares e cafés! Além disso, as fachadas coloridas dos casarios são muito fofas e merecem nosso carinho. Fico sempre imaginando o Rio Antigo, a época do Império e como tudo deveria funcionar bem diferente... Esses casarios remetem-nos a outra viagem no tempo!!! 

Como eu tinha mais pressa neste dia, embora os cafés parecessem bem mais confortáveis (para os que gostam de tietar os globais, estes cafés costumam receber sempre um ou outro frequentador e artista da Globo)... então optei pelo Restaurante Couve Flor, que oferece um buffet tipo self service. Não pensem que por ser self service é simplório ou baratinho. Nada disso!! 

O Couve Flor serve pratos bem elaborados, comidas super gostosas e tem como preço do quilo um valor mais salgadinho, na faixa dos R$60,00. 

Mas foi uma excelente opção! O ambiente é agradável, o atendimento foi bom e a comida estava uma delícia! Além disso, foi prático e era disso que eu precisava, sem filas de espera na porta. Portanto, recomendo e eu voltaria!! 






Espero que tenham gostado do passeio e que possam fazê-lo um dia!! Eu recomendo!!


11 comentários:

  1. olá. Vc acha que é possível ir pela Pacheco leao a pé até a Vista Chinesa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ulisses! Tudo bom?

      Dá sim, mas vai depender bastante da sua disposição, viu? Será uma caminhada para no mínimo 1 hora ou mais um pouco, em ladeira, numa subida. Mas é linda!!!

      Depois me conte se você for mesmo!

      Abraços,
      Lily

      Excluir
  2. Respostas
    1. Suba sim!!! A vista é linda e você vai amar!
      Depois me conte como foi, viu?
      Abraços,
      Lily

      Excluir
  3. Tem ideia de preço do estacionamento na Vista Chinesa? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! o Estacionamento lá em cima é pequeno e é "público", ou seja, você paga a Vaga Certa, que deve ser em torno de R$3,00 a hora... não tenho muita certeza.
      Abraços.

      Excluir
  4. Olá! Fiquei com muita votade de ira até a Vista Chinesa a pé. A caminhda de 1h parece ser agradável, mesmo sendo ladeira.
    Minha dúvida é se é segur. Tem algum problema em não ir em grupo?

    Obrigada!





    ResponderExcluir
  5. Olá! Fiquei com muita votade de ira até a Vista Chinesa a pé. A caminhda de 1h parece ser agradável, mesmo sendo ladeira.
    Minha dúvida é se é segur. Tem algum problema em não ir em grupo?

    Obrigada!





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Beatriz! Tudo bom?
      Nunca fiz a caminhada, mas sempre tive vontade. Parece ser agradável sim, até porque há algumas cachoeiras pelo caminho. Quanto à segurança, eu sempre digo o mesmo: infelizmente, o Rio de Janeiro é uma cidade perigosa e contamos muito com a sorte e com os cuidados que tomamos no dia a dia. Se você for em grupo e não tiver objetos de muito valor expostos (ou se tiver, tipo um celular, leve-o disfarçado, em doleira, sabe?), aí eu acho que não tem problema não. Tem muito grupo que sobe lá todo final de semana sim e nunca ouvi falar de assalto especificamente naquele trecho. Porém, insisto em dizer que todo cuidado é pouco.
      Beijos,
      Depois me conte como foi.
      Lily

      Excluir
  6. Adorei as dicas, estarei em Copacabana e gostaria de fazer essa trilha da vista chinesa e mesa do imperador.
    Saberia informar se dá para ir a pé de Copacabana até o parque, depois fazer o caminho da trilha a pé?
    Sabe o tempo de duração se for tudo a pé?

    ResponderExcluir
  7. Olá, Claudia! Tudo bom?
    Essa trilha é ótima e não é das mais pesadas. Apenas fique atenta às questões de segurança. Bem, como você estará em Copacabana, que é sim bem longe do início da trilha para você ir a pé, eu sugiro que você pegue um táxi ou Uber ou vá de metrô até a estação Botafogo e pegue lá mesmo o ônibus do metrô que sai de lá e vai até a Gávea. Você vai descer na PUC (faculdade) ou depois do Shopping da Gávea e vai caminhar a partir de lá, o que já será uma boa caminhada. Quando comprar o bilhete do metrô, diga à atendente que você quer o bilhete que dá direito ao uso do ônibus Metrô na Superfície, ok?
    Eu não recomendo que você faça tudo a pé, pois será uma caminhada de cerca de 3 horas, se você acertar o caminho rsrs...

    Beijos,
    Depois volte para contar como foi.
    Lily

    ResponderExcluir