quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Canadá: planejando a viagem/Passagem Aérea!!

Aeroporto de Toronto
Ahhhh... o que dizer de alguém que resolve comprar passagens aéreas para o Canadá para embarcar em 3 semanas, em plena alta temporada e verão canadense???

E se essa pessoa for eu??? rsrsrs...

Pois é... superando todo o meu lado metódico de ser, ultra mega planejado, dessa vez eu me surpreendi com essa decisão: VIAJAR E PLANEJAR UMA VIAGEM PARA O CANADÁ EM 3 SEMANAS!! Pior é que no final, TUDO DEU CERTO!! hahahahah... (o que não quer dizer que eu passe, de agora em diante, a deixar tudo para a última hora, né?? Porque foi tenso, viu?? Muito corrido!! COM MUITA EMOÇÃO!!)

Por fatores que escaparam totalmente ao meu controle, principalmente a questão da marcação das férias no trabalho, dessa vez não tive escapatória e o jeito foi correr para conseguir viajar com tudo adiantado e minimamente organizado.

Como eu não precisava de Visto, por possuir dupla nacionalidade (para os nacionais de Portugal, desde que de posse de passaporte e identidade válidos, não é exigido o Visto de entrada no Canadá para fins turísticos), era menos um problema a resolver. A minha grande missão era checar a questão da passagem aérea, dos deslocamentos no Canadá (que já relatei aqui para vocês, pois optei pelo aluguel de carro), traçar um roteiro e definir as hospedagens.

Com relação às passagens aéreas, por se tratar de alta temporada - JULHO + férias escolares + verão - eu já tinha consciência de que não ia conseguir barganhar nada.

Como a esperança é a última que morre, é claro que tentei resgatar ao menos uma perna usando Programas de Milhas e Fidelidades

Mas, pelo adiantado da hora, não havia passagens disponíveis com milhas, infelizmente. Viu só a vantagem de planejar com antecedência??? O programa Gol/Smiles, que tem parceria com a Delta Airlines e American Airlines (na verdade, com relação a essa última cia aérea, a parceria está encerrando agora no mês de agosto de 2012!!!), bastava ter 50 mil milhas para ir e voltar ao Canadá, pagando apenas as taxas de embarque!!! ai ai ai ... só de pensar no que eu não economizei aqui e que poderia ter gastado em compras... ai que dó!! (rsrsrs....)

O mesmo vale para a TAM que, como membro da StarAlliance, tem parcerias com a Air Canada, cia aérea canadense que conta com voos diretos.

Então... sendo assim... a saída foi caçar passagens acessíveis aos meus bolsos nos sites das companhias aéreas e nos sites buscadores de passagens para ver se surgia alguma promoção, como Decolar e o SubmarinoViagens.

Bem... na verdade, os planos de viajar para o Canadá remontam a meados de abril. Portanto, desde abril eu  já acompanhava um pouco sobre o assunto, sondando valores de passagens aéreas, levantando dados turísticos, sobre atrações turísticas, pensando nos lugares que eu tinha interesse em conhecer e traçando virtualmente um roteiro de passeios.

Só que tudo isso estava apenas no plano das cogitações, como tantas outras viagens que não consegui fazer, embora eu tenha até roteiros elaborados e prontos. 

Quando a viagem se confirmou, eu já tinha uma boa noção de valores de passagens aéreas e de hospedagens. Isso ajudou bastante.

No final das contas, acabei dando sorte: comprei passagens de ida e volta + taxas de embarque, com a cia aérea American Airlines, por R$2450,00, com conexão em Nova Iorque. Salgadinha sim... mas as passagens aéreas para o Canadá costumam ser até mais caras do que isso em alta temporada!!! Por isso vale a pena pesquisar antes, levantar preços, entrar em contato com agências de turismo e sondar tudo isso antes de comprar. 

A American Airlines não é uma das melhores cias aéreas... nem das mais confortáveis. Se fosse possível voar com a Air Canada, principalmente por oferecer voos diretos, teria sido formidável!! A tal da conexão em NY foi cansativa... Só que devo confessar que correu tudo bem... sem atrasos na ida, boas refeições (jantar e café da manhã), bom vinho servido a bordo... um atraso de quase duas horas na volta que também  não comprometeu o horário da conexão em NY... ou seja, minha implicância com a AA foi até levemente diminuída. 

Eu estava preocupada porque a AA, no final do ano passado, ingressou com pedido de recuperação/falência... essas notícias sempre assustam!! Mas eles estão honrando com seus compromissos e alarde provocado por esse anúncio não prejudicou tanto (até onde eu sei e pude experimentar) os serviços prestados pela empresa.

Eu verifiquei os valores com simulações de voos para Toronto, Montreal e Quebec City. Toronto ganhou!! A passagem ficava muito - MUITO MESMO!! - mais barata em relação às outras cidades. 

Além disso, a minha saída foi em domingo com retorno em uma quinta. Infelizmente, dessa vez não deu para fazer o aproveitamento máximo das férias - viajando em uma sexta à noite e voltando apenas no domingo véspera de terminar as férias... Tive que me contentar e abrir mão de 3 dias de viagem para economizar mais de R$1mil !!! Sexta e sábado, na ida, estavam muito caros... e sexta, sábado e domingo, na volta, estavam um absurdo!! 

Verdade seja dita: dei sorte!! Porque três meses antes de comprar as passagens, havia simulado alguns voos  para julho e os preços eram até um pouco mais caros do isso... E, na hora de marcar os assentos, constatei a razão do preço: voos lotados!!! Inclusive, no trecho de volta, entre Toronto e NY, eu nem pude marcar meu assento porque não aparecia assento disponível.

Por exemplo, se fosse para comprar hoje passagens de ida e volta para Toronto, com embarque para daqui duas semanas, indo em um domingo e retornando em uma quinta, o preço seria em torno dos R$2.300,00. Mas, nas mesmas condições, se comprasse a passagem para meados de setembro, já cairia para algo em torno de R$1.400,00 (pesquisa feita no site do Decolar). Bem grande a diferença, né?? Pois é... essa é uma das desvantagens de se viajar em alta temporada.

Agora, com passagens nas mãos, eu já pude começar a definir o roteiro da viagem e pesquisar mais sobre as opções de hospedagem. 


*****Algumas regras e dicas com relação aos voos internacionais:

- FRANQUIADuas bagagens de até 32kg cada uma são permitidas dentro da franquia para não pagar excesso de bagagem;

- A cia aérea American Airlines foi super rigorosa no quesito "pesar bagagens". NÃO IMPORTA SE UMA MALA TEM 40 KG E A OUTRA TEM 18KG (como foi o meu caso na volta... rsrsrs.. ), pois, se isso ocorrer, você terá que pagar excesso de bagagem em relação à primeira, mesmo que no somatório total fique abaixo dos 64kg. 

Atenção a isso: se uma bagagem extrapolar o limite da franquia, não se avexe e trate de abrir a mala mesmo que seja no aeroporto e transpor coisas para a outra bagagem que esteja abaixo do limite!! O valor a ser pago pelo excesso de bagagem é calculado em cima de cada quilo excedente e com base, geralmente, no valor da passagem no dia do embarque!! Fuja disso!! 

- Cuidado também com a bagagem de mão: esteja atento às dimensões da bagagem de mão (as cias aéreas costumam divulgar em seus sites o tamanho da bagagem de mão) e o peso limite pode variar de 5 a 10 quilos (mas não costuma passar dos 10 quilos). É bem verdade que, no momento do check in, o que mais chama a atenção é o tamanho da bagagem de mão e não o seu peso. A não ser no caso de cias aéreas low costs, que pesam tudo e são rigorosas, as demais companhias não têm esse hábito de pesar a bagagem de mão, mas observam sim o tamanho dela.

- Informações do site da cia aérea American Airlines:

Qual o Peso Permitido de Bagagem?

É permitido levar uma mala e um item pessoal por passageiro, desde que:

• Eles não pesem mais de 18 kg (40 lb)
• A mala não tenha mais de 114 cm (45 pol.) e o item pessoal não tenha mais de 91 cm (36 pol.) na soma de comprimento + largura + altura, de modo que caibam no bagageiro superior ou embaixo do assento.

Entre os itens pessoais, estão: bolsa pequena, pasta, laptop OU um item semelhante, como mochila ou sacola, que não exceda 91 cm (36 pol.) (comprimento + largura + altura) e caiba embaixo do assento.



Os itens adicionais permitidos, além dos itens anteriores com as devidas restrições, são:
• Casacos/cachecóis/chapéus
• Livro ou jornal
• Saco pequeno com alimentos para comer durante o voo - consulte as diretrizes sobre líquidos
• Assento de segurança aprovado para crianças pagantes ou de colo
• Carrinho para crianças pagantes ou de colo
• Bolsa com fraldas para crianças pagantes ou de colo
• Dispositivos de auxílio para passageiros, como cadeiras de roda, andadores e aparelho de CPAP
• Oxigênio terapêutico fornecido pela companhia aérea
- Carregando líquidos:

Os líquidos na bagagem de mão devem ser armazenados em recipientes individuais com capacidade máxima de 100 ml (3,4 oz.) cada. Todos os líquidos, géis e aerossóis em recipientes com mais de 100 ml devem ser embalados e despachados na sua bagagem no check-in.


Os recipientes devem ser embalados em uma bolsa plástica transparente, com fecho hermético na parte superior, que não exceda 20 cm x 20 cm (8 pol. x 8 pol.) ou o equivalente à capacidade de um litro por passageiro.


Os itens devem ser confortavelmente distribuídos no saco, permitindo que ele seja totalmente fechado e enviado para inspeção separadamente da outra bagagem de mão.


Os líquidos adquiridos no saguão podem ser levados para a aeronave.

Para passageiros de voos internacionais com conexões nos Estados Unidos, líquidos/géis/aerossóis adquiridos no Duty Free de 100 ml ou menos podem ser levados para a aeronave após a liberação na alfândega apenas se o item estiver em uma pequena bolsa plástica transparente, com fecho hermético na parte superior. Caso contrário, esses itens serão confiscados.

Artigos que não podem ser utilizados:

• Rádios - AM, FM, VHF, televisores operados com baterias ou cabos, ou câmeras de televisão
• Jogos eletrônicos ou jogos de controle remoto, exceto aqueles instalados no avião
• Mouse sem fio de computador 
• Sistemas de Posicionamento Global (G.P.S.)


E BOA VIAGEM A TODOS!!



2 comentários:

  1. Comprei passagens de San Francisco ao Rio de Janeiro via Toronto. Tenho
    dupla nacionalidade, Brasileira e Americana. A Air Canada esta
    exigindo que eu tire visto de transito canadense mesmo tendo o
    passaporte Americano, pois diz que estou usando o passaporte brasileiro
    para entrar no Brasil e nao tenho visto brasileiro no passaporte
    Americano. (Portadores de passaporte Americano nao necessitam de visto
    para entrar no Canada.) Dizem que nao posso usar dois passaportes para
    viajar, regra que nao e' usada pelas linhas aereas americanas. A
    necessidade de visto de transito canadense me jogou em um pesadelo
    burocratico. O visto demora 28 dias (Los Angeles) e a minha viagem
    sera' dentro de uma semana. Aconselho as pessoas com dupla
    nacionalidade, o caso de muitos brasileiros aqui nos EUA, a pensarem
    duas vezes antes de comprarem passagens com a Air Canda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigada por compartilhar a sua experiência. Nunca voei pela Air Canada. Quando fui ao Canadá, fui com a American Airlines, em 2012, e não tive problemas em usar os dois passaportes (brasileiro, para sair do Brasil, e o português para entrar nos EUA e depois no Canadá). De todo modo, é bom ficar atento a essas questões para não ter problemas, certo?
      Espero que, apesar do estresse, tudo tenha se resolvido da melhor forma para você e que sua viagem ao Canadá tenha sido ótima!
      Abraços,
      Lily

      Excluir