quarta-feira, 6 de junho de 2012

Paris: 11 Dicas por Rebeca de Souza


11 Dicas para aproveitar Paris

Por Rebeca de Souza

1. Sistema de Transportes
Ter um mapa da cidade e de  linhas de transporte (metro, RER, train e ônibus) sempre a mão é simplesmente fundamental!!

Mapas turísticos da cidade são distribuídos gratuitamente nos quiosques de turismo. Há sempre um próximo de um monumento muito conhecido, como o Louvre, o Hotel de Ville e Notre Dame.


Metrô em Paris

O mapa de transporte está disponível nas estações de metrô e RER e com ele é possível entender facilmente a integração entre estes dois meios e o train (deste sào só 4 linhas, nas extremidades de Paris, mas vale a pena passear, são tres elétricos de superfície novos e não muito rápidos... bem diferente do metro e do RER)

Nesse mapa também tem o plano dos onibus, mas é um pouco mais complicado.  Para conhecer melhor as linhas, é possível pegar um plano individual de cada uma delas nos pontos finais  ou comprar um livrinho que tem todas elas detalhadamente!! Vende na FNAC  e , em 2010, custava $5,00.

Este é sem dúvida o meio de transporte mais agradável ... para não deixar de apreciar nem um momento Paris.

Se estiver com um smarthphone, dá para buscar todas estas informações no site da Ratp:  http://www.ratp.fr/

Dependendo do tempo de estada, vale a pena comprar o Navigo, cartão que pago por semana ou mês e que pode ser usardo livremente no metrô, RER, train e ônibus.

O cartão é pessoal, não passa 2 vezes seguidas e pode ser solicitado pela fiscalização durante as viagens.

Mas atenção: a carta semananal é de 2ª feira a domingo, independentemente do dia que vc comprar (se vc comprar na 6ªf, por exemplo, só vai poder usar 3 dias) e vc deve escolher as zonas que deseja transitar. Para quem está a passeio, basta zona 1 e 2, que é onde se concentram os pontos turísticos e locais mais interessantes de Paris.  Só Versalhes fica na Zona 4 e para visita-lo  pode ser comprado um ticket separado.

2.  Não deixe de olhar....
Paris é uma cidade para ser apreciada...

Caminhar com calma, reparando suas ruas, sua arquitetura, o estilo, o charme e o mau-humor dos parisienses...

Parar nos cafés, praças e jardins da cidade... lindos, tranquilos, cheios de pessoas lendo, fazendo pick-nicks (os franceses adoram!!!), dormindo, usando o computador, descansando, namorando...

3.  Suba nas torres....(e não só a Eiffel!!!)
Tanto na Notre Dame quanto na Sacre Couer, deve-se subir para ver mais uma  vez Paris do alto e cada detalhe destas construções. 

Na Notre-Dame a fila demora um pouco... mas compensa ver as gargulas bem de pertinho.

4. Museus...
Museu d’ Orsay e a Orangerie do Louvre para quem gosta de impressionismo são imperdíveis!!

O Musée d’Orsay, além do acervo, tem uma arquitetura maravilhosa... eu não fui, mas dizem que o restaurante de lá é muito bom (é sem dúvida lindo!!!).  Na quinta-feira fecha às 21hs.

A Orangerie do Louvre é onde estão as famosas Nympheas de Monet, inspiradas no jardim da casa do pintor em Giverny.  No subsolo tem uma galeria de outros impressionistas, maravilhosa! A visita é relativamente rápida e  abre na segunda, dia em que a maioria dos museus está fechada.

O Centre Pompidou tem algumas obras de Picasso, Miró e Chagall, moderno, diferente, mas não menos adorável.  Só acho que não se deve perder muito tempo no primeiro andar onde está o acervo de arte contemporânea (que eu particularmente não gosto muito....), para se concentrar mais no acervo moderno.  Além das obras de arte, o Pompidou tem cinemas e eventos bem diversificados.  Na lateral, tem uma praça muito engraçada, com umas obras de arte moderna, e uma musiquinha de fundo.

Novidade:  Museé de Art Modern de la ville de Paris.  Novo, pequeno, vazio, de graça e com um acervo interessante, ao lado do Palais de Tokyo, um espaço bem peculiar em Paris e em frente ao Museu da Moda (que em julho de 2010, estava fechado para reforma).

Museu de Arte Moderna

Louvre... me chamou atenção mais pela grandeza do que propriamente pelo acervo... e, por isso, a sua visita deve ser planejada para privilegiar o que mais interessa.  Quarta e sexta fecha às 22hs.

Musée Rodin, com esculturas gigantes no jardim... lá está O pensador, O grito e O beijo... Lindo!

5. Chateau et Jardin de Versalles.
Como chegar: RER C, Versailles Rive Gauche, (Zone 4)

Os jardins são imperdíveis e tem alguns dias que é apresentado um espetáculo de águas.  Como fica muito cheio, o ideal é não ir no final de semana ou chegar bem cedo... acho que os jardins abrem às 7hs da manhã e o Chateau às 9hs.

O Grand e o Petit Trianon, que são outras “casas” dentro da área do Palácio, também merecem a visita, para chegar até lá há um trenzinho e carrinhos elétricos, mas dá para ir andando pelos jardins.

Outra opção é alugar uma bicicleta e aproveitar para  pedalar em torno na Petit Venise.  No local em que se aluga as bicicletas também se aluga cadeados para prende-la onde quiser.

É um passeio para um dia inteiro...

6. Place de Contrescarpe e Rue Mouftard  (Estação Place Monge)
Um passeio bem parisiense... a Place de Contrescarpe é pequena e charmosa com vários cafés ao redor. 

Mercado da  Rue Mouftard

Descendo a Rue Mouftard tem um comércio local bem variado, a maioria de alimentos...aos domingos no final da rua, tem musica, pessoas dançando, muito bonito, animado e interessante.

7. Bastille  - Marrais
Outro passei bem legal para o domingo .

Feira da Bastille

Desça na Estação da Bastille .  Aos domingos tem uma feira muito interessante, onde se pode encontrar sabonetes da Provence, bijouterias, roupas, vinhos, queijos, mel, frutas e legumes....

Depois vá andando em direção ao Hôtel de Ville pelas ruazinhas de dentro. Passe pela Place des Voges onde fica o apartamento do Victor Hugo e se se quiser, visite-o...  é de graça e rápido.

Depois, siga pelo Musée Carnavalet, Rue Roisiers, que é judia e famosa pelo falafel vendido em um dos seus resturantes. Tem sempre fila para comprá-lo, mas é super gigante, gostoso e custava em 2010 $5,00 à emporter (para viagem).

8. Passeios de barco
Deixe de lado os Bateauxmouche e faça um Cruzeiro pelo Canal de San Martin (saindo do Parc La Villete) até o Senna (Musée d’Orsay).  Veja o site: http://www.pariscanal.com/

Volte caminhando em direção ao Boulevard Saint German, entre na Rue du Bac, visite a Chapelle de La Medalle Miraculose e depois  a Grand Epicerie de Paris, na esquina da Sevres-Babylone.  A Grand Epicerie é o mais bonito mercado de epicerie de Paris (aliás, todos os supermercados são muito legais, apesar de algumas marcas serem nossas conhecidas, a qualidade é bem diferente... para quem gosta, é bom passear pelo Monoprix, Carrefour, Franprix...rs)

9.  Jardin des Plantes (Mo Gare d’Austerlitz) em direção ao Institut du Monde Arab (pelo Sena)


Vista do Instittue du Monde Árabe


10. Montmatre  
A visita a Sacre-Coeur deve começar pela estação de Abbesses , a mais profunda e charmosa de Paris... (se chegar por Anvers, você vai ver uma local feio e esquisito...) fica numa pracinha, próximo a igreja de San Jean de Monmartre, e subindo a rua é repleta de cafés e restaurantes.

Estação de Metrô Absesses

Coquelicot

Eu recomendo o Coquelicot http://www.coquelicot-montmartre.com/, uma padaria/bistrô  muito gostosa (mas lá só fica aberto até às 17hs!!)

11.Farmácia
Citypharma 26 rue du Four (esquina com a rue Bonaparte)  entre a Boulevard Saint-Germain e a Place Saint Suplice (estação de Metro Saint-Germain des Prés)

Os produtos das marcas Roc, Roche Posay, Avene, Lierac são vendidos com os melhores preços de Paris.

Obs: As fotos foram cedidas pela autora para divulgação do post

Nenhum comentário:

Postar um comentário