segunda-feira, 31 de outubro de 2016

AquaRio: Agora falta pouco! Inauguração ocorrerá em 9 de Novembro

Estivemos há poucos dias em uma visita ao AquaRio, o Aquário Marinho da cidade do Rio de Janeiro, para conhecer suas instalações, que não estavam totalmente prontas ainda, mas que já deram uma boa mostra do que o local pretende em termos de atividades educacionais, cuidados com os animais, levando os visitantes em uma verdadeira viagem para o fundo do mar!



Com inauguração agendada para o dia 9 de Novembro de 2016, o AquaRio encontra-se no antigo prédio do Frigorífico do Estado, na Zona Portuária da Cidade Maravilhosa, mais ou menos em frente aos Armazéns 7 e 8, no final do já famoso Boulevard Olímpico, que fez muito sucesso durante os Jogos Olímpicos. 



O maior Aquário Marinho da  América do Sul, com 4,5 milhões de litros de água salgada, o que equivale a 2 piscinas olímpicas, em um circuito de 28 tanques, ocupa uma área total de 26 mil m², com 5 andares e foi concebido pelo biólogo marinho Marcelo Szpilman. O foco é levar o visitante a obter mais conhecimento sobre os ecossistemas marinhos brasileiros, mas não somente os peixes da costa brasileira marcarão presença, como também os do Caribe e do Indo-Pacífico. 



Achei bem interessante ter sido reforçado durante toda a visita que o AquaRio não haverá mamíferos nos tanques, mas tão somente peixes e invertebrados! E serão cerca de 3 mil animais de 350 espécies diferentes: Linguado-preto (Paralichthys brasiliensis), Moréia-verde (Gymnothorax funebris), Salema (Anisotremus virginicus), Cavalo-marinho (Hippocampus erectus e/ou reidi), Maria da toca (Gobiidae), Xerelete (Caranx crysos), Tubarão-bambu (Chiloscyllium punctatum), Palhaço ocellaris (Amphiprion ocellaris), Galha-branca-de-recife (Triaenodon obesus), Galha-preta-de-recife (Carcharhinus melanopterus), Garoupa-verdadeira (Epinephelus marginatus), Sargento (Abudefduf saxatilis), Borboleta-listrado (Chaetodon striatus), Blue Tang (Paracanthurus hepatus), Pampo-verdadeiro (Trachinotus carolinus), Bonito-pintado (Euthynnus alleteratus), Enxada (Chaetodipterus faber), Jaguariça (Holocentrus adscensionis), Lambaru (Ginglymostoma cirratum), Mangona (Carcharias taurus), Olhete (Seriola fasciata), Raia-prego-lixa (Dasyatis centroura), Xerelete (Caranx crysos), Bijupirá (Rachycentron canadum), entre outros, estarão lá no AquaRio.





Trata-se de um empreendimento totalmente privado que já impressiona no saguão de recepção, onde ficarão a bilheteria e lanchonetes (ainda não em funcionamento quando fomos), pois nele está exposta a ossada de uma baleia Jubarte de 13 metros de comprimento e 37 toneladas, suspensa neste lobby. A baleia foi atropelada por um navio e foi parar na praia da Macumba, em 2014. Depois foi enterrada e, somente após cerca de 2 anos que ela foi desenterrada e seus ossos tratados até a finalização da osteomontagem, para então compor essa magnífica escultura. 


A nossa visita, por ter ocorrido antes da inauguração, não pôde mostrar o AquaRio na sua completude porque ainda faltava cerca de uns 35% a ser finalizado nele. Os tubarões não haviam chegado nem algumas salas estavam abertas, como o Museu do Surf, do Rico de Souza, que ainda não estava finalizado.


Mesmo assim, meus sobrinhos ficaram encantados com tudo o que viram e o passeio foi muito divertido e repleto de aprendizados, como, por exemplo, diferenciar um tubarão de uma arraia. Você sabe como? Não! Então você também tem um motivo para ir lá =)


Logo no começo do passeio, o visitante conhecerá moreias, peixes-leão, peixes-pedra e raias elétricas; que recepcionam o público no tanque destinado aos seres marinhos considerados perigosos.



Seguindo pelos corredores, um globo de acrílico transparente dá a impressão de haver dezenas de cardumes nadando ao seu redor. Não resistimos e entramos para ter essa sensação. Primeiro, Julio foi com os meninos. Depois, ele voltou comigo e a Taty (@tattytoptrips). A gente sente como se estivesse em uma expedição submarina.  



Ainda dentro da programação do AquaRio, há atividades como o Museu de Ciências, com exposições de temas relacionados ao ambiente marinho e aquático e o Aquário Virtual, que por meio de tecnologias inovadoras e total interatividade permitirá ao visitante acesso ao real e ao virtual ao mesmo tempo. Infelizmente, eles ainda não estavam abertos nessa visita que fizemos. 


A alta tecnologia aplicada permitirá também que os visitantes possam criar um “Peixe Virtual”, que acompanhará cada um na viagem pelos corredores do AquaRio e em todas as vezes que voltarem ao local (haverá uma cobrança à parte para isso). 


Em todos os tanques, telas de led transmitirão informações sobre as espécies e seus habitats. Uma pena que as telas não estavam funcionando ainda. Nesse aspecto, ficamos um pouco perdidos tentando identificar os peixes.


Teve um tanque com cavalos marinhos onde havia um peixe que parecia uma mistura de pedra com sapo que era muito engraçado, por exemplo, cujo nome a gente ficou sem saber, já que a tela não funcionava. 


Um outro tanque, que era um dos mais fofos, com toda a "turma do Nemo", peixes palhaços, a Dory e companhia estavam lá e a criançada logo de cara os reconheceu. 




Seguindo pelos corredores, com iluminação reduzida, que transmite a sensação de passear pelo fundo do mar, chega-se ao Tanque Oceânico, onde está uma das principais atrações do espaço: uma grande arquibancada oferece ao visitante conforto para apreciar as espécies com tranquilidade.  

Na sequência, os visitantes encontrarão um túnel de acrílico, onde desfrutarão da sensação de estar submersos em 3,5 milhões de litros de água e sete metros de profundidade. Meus sobrinhos ficaram tão encantados que perguntaram diversas vezes se havia mesmo um vidro ali separando-os dos animais, tamanha a sensação de estarmos tão perto deles. 



Lembrando que todos os tanques são de acrílico e não de vidro, bem como os corais não são naturais. 



O túnel é, sem dúvidas, a maior atração do AquaRio e já deve ser o mais fotografado do local. Vale a pena tentar esperar o pessoal sair um pouco da frente para tirar uma foto bem legal do túnel vazio (se conseguir).


Entre os moradores deste tanque, estarão o tubarão lambaru (Ginglymostoma cirratum), espécie que pode atingir 4,3 m e 400 kg e que será a maior a habitar o AquaRio, os tubarões  Galha-branca-de-recife (Triaenodon obesus), Galha-preta-de-recife (Carcharhinus melanopterus) e Mangona (Carcharias taurus) e também raias, garoupas, badejos e  bonitos. Uma pena que os tubarões não estavam lá quando nós fomos. Mas as arraias estavam e deram um show!



Algumas atividades serão também desenvolvidas no ambiente desse túnel, como, por exemplo, poder Dormir no aquário, dentro do túnel do Tanque Oceânico, onde crianças a partir de seis anos (acompanhadas do responsável) poderão passar uma noite no AquaRio e experimentar a sensação de estar no fundo do mar. Serão oferecidos lanche e café da manhã, além de colchões, cobertas e travesseiros. 


Outra possibilidade de atividade no Tanque Oceânico será para os corajosos: Mergulho! O visitante interessado poderá mergulhar no maior tanque do AquaRio.



Logo após o término do túnel, encontra-se outra atração de interação entre o visitante com alguns animais são os chamados “tanques de toque”, os quais também não estavam ativados quando fomos e eu sinceramente espero que a atividade seja sempre vigiada por monitores ou biólogos que não deixem que nenhum visitante desavisado faça algo de errado com os bichinhos. A ideia é que a experiência sensorial permita uma interação tátil com as espécies, gerando maior consciência ambiental no público visitante para que carregue essa mensagem de que devemos também fazer nossa parte na preservação da natureza.


**Educação, conservação e pesquisa**

O Aquário Marinho do Rio de Janeiro, ou AquaRio, será um equipamento moderno e multifuncional de educação, pesquisa, conservação, lazer, entretenimento e cultura que criará a oportunidade da cidade do Rio de Janeiro oferecer a visitação de um espaço único com atrações e tecnologias inovadoras ainda não vistas no Brasil. Uma parceria com o Departamento de Biologia Marinha da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tornou possível a criação do Centro de Pesquisas Científicas, que objetiva o desenvolvimento de estudos e o gerenciamento educacional de alunos e estagiários no aquário, criando novas oportunidades de pesquisa da vida marinha. Também será criado um Centro de Conservação da Biodiversidade com a função de preservar animais com risco de extinção, reproduzindo-os em cativeiro para posterior reintrodução em seu habitat natural. 


A responsabilidade com o meio ambiente é uma preocupação do AquaRio, por isso todos os animais em exposição nos aquários obedecem à legislação vigente e os controles do INEA/IBAMA.


**Área gourmet**

No lobby do AquaRio, o público irá se deparar com a ossada de uma baleia-jubarte.  Antes de iniciar o passeio, quem passar pelo espaço terá à disposição opções gastronômicas, como a pizzaria Vezpa, o cachorro-quente Geneal e a sorveteria Itália. No terceiro andar, uma cafeteria para quem deseja fazer um lanche antes de iniciar o circuito de visitação. Futuramente, o AquaRio contará também com um restaurante com serviço buffet que vai ocupar dois mil metros quadrados do quarto andar do espaço.

**Loja de souvenir**

Projetada pela Kube Arquitetura, a loja de souvenir de 420 m do AquaRio tem formato de baleia e vai oferecer ao público artigos como camisetas, canecas, bonés, lápis, canetas e pelúcias especialmente desenvolvidos para o Aquário Marinho do Rio.  



**Sobre o Marcelo Szpilman**

A concepção, direção e responsabilidade técnica do projeto é do reconhecido biólogo marinho Marcelo Szpilman, autor dos livros Guia Aqualung de Peixes (1991) e de sua versão ampliada em inglês Aqualung Guide to Fishes (1992), Seres Marinhos Perigosos (1998), Peixes Marinhos do Brasil (2000) e Tubarões no Brasil (2004).  Co-fundador e diretor-executivo do Instituto Ecológico Aqualung por 22 anos, indicado à personalidade 2015 na categoria Sociedade/Sustentabilidade do Prêmio Faz Diferença do Globo, atualmente, é diretor-presidente do Aquário Marinho do Rio de Janeiro, diretor do Projeto Tubarões no Brasil, membro do Conselho da Cidade do Rio de Janeiro (área de Meio Ambiente e Sustentabilidade) e colunista do site Green Nation.


**Realizadores e patrocínio**

Instituto Museu Aquário Marinho do Rio de Janeiro é uma entidade sem fins lucrativos, 100% brasileira e 100% carioca, criada especificamente para conceber e capitanear a implantação e operação de um aquário marinho no Rio de Janeiro. Além do IMAM, o projeto conta com a parceria do Grupo Cataratas S/A, empresa que atua no consórcio Paineiras-Corcovado (responsável pelo acesso rodoviário ao Cristo Redentor e Centro de Visitantes Paineiras), RioZoo, EcoNoronha (concessionária do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha), Cataratas do Iguaçu e Marco das Américas (ambos na cidade de Foz do Iguaçu); a Esfeco, especializada em ferrovias e arrendatária da Estrada de Ferro do Corcovado (Trem do Corcovado) desde 1984; e Bel-Tour, especializada em transporte operando desde 1963 e permissionária do ICMBio desde 2007. A Coca-Cola é a patrocinadora do AquaRio, que também conta com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro. A Kreimer Engenharia é a empresa responsável pela obra.



** FICHA TÉCNICA **

- Endereço: Praça Muhammad Ali, Gambôa - Rio de Janeiro (de um lado, na Via Binário - logo após a saída do túnel Rio 450 - e, do outro, no final da Orla Prefeito Luiz Paulo Conde, bem em frente aos Armazéns 7 e 8 e ao lado da praça Muhammad Ali)   

- Inauguração: 9 de novembro

- Duração média do circuito: cerca de 1:30h. Mas se fizer todas as atividades propostas, o passeio pode durar uma manhã inteira ou uma tarde inteira. 


- Ingressos Passaporte: www.aquario.rio -  O passaporte individual, no valor de R$ 180 dá acesso a um adulto e a possibilidade de inclusão de três dependentes menores de idade, a um custo adicional de R$ 60, cada. Existe também a opção do passaporte familiar, que custa R$ 360 e dá acesso a dois adultos e duas crianças e oferece a possibilidade de inclusão de até mais três dependentes menores de idade (R$ 60, cada). O passaporte tem como vantagem o acesso ilimitado por um período de 12 meses, garante acesso prioritário através de uma entrada exclusiva, visitação antecipada em meia hora antes da abertura ao público, prioridade na reserva de atividades extras e 10% de desconto em alimentos e bebidas, nas compras na loja e no estacionamento.



- Ingressos Individuais: acesse aqui e veja - R$80,00 a tarifa normal, R$60,00 a tarifa promocional para moradores e nascidos no RJ, e R$40,00 a tarifa reduzida (crianças e adolescentes de 3 até 17 anos, estudantes de 18 até 24 anos, sênior acima de 65 anos e portadores de necessidades especiais)

- Gratuidades: crianças até 2 anos

- Horário de Funcionamento: das 10h às 18h (última entrada às 17h)

- Formas de Pagamento no Local: dinheiro, cartões de débito e crédito

- Como Chegar: acesse aqui o link e veja as melhores formas. A melhor forma de chegar ao AquaRio é através de transportes públicos.

. Metrô: Usando as linhas 1 e 2, salte na estação Uruguaiana, na Avenida Presidente Vargas. Depois, caminhe pela Avenida Rio Branco até a Praça Mauá e siga pela Orla Conde (Boulevard Olímpico) até o AquaRio

Para chegar usando o novo VLT do Rio de Janeiro, pegue a linha 1 no sentido Rodoviária / Praia Formosa e salte na estação Utopia AquaRio

- Tem Estacionamento: sim, funcionará à semelhança dos Vallets Parks

- Tem Bicicletário: sim



Nenhum comentário:

Postar um comentário