terça-feira, 17 de maio de 2016

Um pedaço da Espanha em Botafogo: conheça o restaurante Entretapas!

ATUALIZADO EM JULHO DE 2017: lamentamos informar (e é com grande pesar mesmo pelo carinho enorme que temos pelo Jan e o Antonio) que o restaurante Entretapas encerrou suas atividades no momento.

Porque nós somos Locos por Tapas, por Sangrias, por boa comida e lugares agradáveis, aconchegantes, modernos e descolados... e por tudo isso que  nós adoramos e indicamos o Entretapas de Botafogo, uma verdadeira ponte aérea entre Rio e Espanha, um lugar que já é nosso velho conhecido e sobre o qual nós já contamos um pouco para vocês aqui no blog há algum tempo (confira aqui a matéria que fizemos em 28/01/14 referente a nossa visita à casa em novembro de 2013) e tivemos o grande prazer de retornar na semana passada, a convide de seus donos - Antonio e Jan Santos - que nos honraram com um bate papo mais que especial e ofereceram-nos uma verdadeira incursão gastronômica pelo mundo das tapas espanholas!!



Foi uma noite incrível em que mal pudemos perceber que ficamos cerca de 5 horas conversando sobre os mais variados assuntos e, principalmente, sobre o Entretapas, a história de Antonio e Jan, as inspirações de ambos, os novos projetos e tudo isso acompanhado de maravilhosas sangrias preparadas pela casa e uma seleta e incrivelmente deliciosa sequência de tapas!



Com certeza, um pedacinho da Espanha está em Botafogo! E se você for como a gente, apaixonado não apenas por viagens, mas também por toda a cultura gastronômica que um destino pode oferecer, você não se arrependerá de ir ao Entretapas e poderá conhecer um pouco mais da culinária da Espanha, que tem como principal representante as tapas, famosas comidinhas que são servidas em pequenas e tradicionais porções, como se fossem aperitivos, o que proporciona poder compartilhar com amigos, poder experimentar mais de uma e, o principal, poder curtir a noite com muita conversa porque as tapas são perfeitas para um momento de descontração.


Logo, se a sua intenção for a de papear com os amigos, experimentar novos sabores, em clima de DEGUSTAÇÃO, e beber ótimas sangrias, vá sem medo de ser feliz! O Entretapas com certeza vai atender suas expectativas neste sentido. 

O Entretapas de Botafogo foi a primeira casa a ser inaugurada, na Rua Conde de Irajá 115. Hoje, além desta, há também no bairro Jardim Botânico. Mas a de Botofago é a queridinha dos seus donos, ficando aos cuidados do reconhecido, inclusive pelo Guia Michelin Rio de Janeiro e São Paulo, Chef Jan Santos, que assina os cardápios dos restaurantes com muita criatividade, não negando suas raízes mineiras, mas levando todos nós a uma viagem gastronômica pela Espanha!


Obs.: o trabalho desenvolvido no Entretapas proporcionou um lugar de destaque na categoria Bib Gourmand no Guia Michelin do Rio de Janeiro e São Paulo, em uma seleta lista de restaurantes de ambas cidades, pelo segundo ano consecutivo, o que significa que o Guia considera o Entretapas como um restaurante que oferece comidas com qualidade excepcional por um preço moderado, ou seja, acessível. Dentre os critérios que os críticos do Guia avaliam, estão: qualidade dos produtos utilizados, personalidade do chef, regularidade do serviço, domínio da técnica de cozinha e a relação custo x benefício.

Aliás, eu adorei ter essa oportunidade ímpar de conversar com Antonio e Jan, que contaram um pouco para a gente de sua trajetória até chegarem juntos no Entretapas. Antonio é espanhol e Jan morou na Europa durante bastante tempo, ocasião em que se encantou por esse conceito de tapas.


O mais curioso é ver que Jan, hoje renomado Chef, teve origem humilde em Minas Gerais, foi (ainda é, mas está licenciado) servidor público pelo Banco do Brasil, mas resolveu seguir seu sonho e saiu da zona de conforto! Foi à luta, aprendeu, ousou, criou e nós ganhamos todo um cardápio cuidadosamente elaborado por ele para homenagear uma das culturas gastronômicas mais apreciadas do mundo!

Antonio disse algo que realmente é verdade e jamais esquecerei: a gastronomia de um país ou uma região conta bastante sobre sua história e cultura, pois ela é fruto de todas as influências sofridas ao longo dos séculos, como no caso da Espanha, que agregou muito dos mouros, romanos, bárbaros, normandos... dentre tantos outros povos que por lá já estiveram, afinal de contas, a Espanha tinha uma posição bastante privilegiada relação ao estreito de Gibraltar, que é a separação natural e muito estreita entre o Mar Mediterrâneo e o Oceano Atlântico e entre os continentes europeu e africano.



E os povos sabiam que foi a principal via de navegação do Velho Mundo por séculos! Atualmente, para vocês terem ideia, não obstante esteja geograficamente ligado ao território espanhol, Gibraltar pertence ao Reino Unido. Curioso, não? Pois, de um lado está Punta de Oliveros, na Espanha, e de outro está Punta Cires, no Marrocos, separados por apenas 14,4km do estreito. Dá até para ir nadando rsrs...


Juntos, Jan e Antonio, lançaram esse empreendimento no Rio de Janeiro que já é um grande sucesso. Diga-se de passagem que o sucesso é tão merecido que eles foram escolhidos para ser o buffet oficial da delegação espanhola durante as Olimpíadas! 

Ahhhh... mas se eu já estive lá e já contei um bocadinho de como é uma experiência no Entretapas, o que eu vou contar agora de novo para vocês?? 

Claro que tem novidade!!! A casa está com carinha nova desde março de 2016, após passar por uma repaginação feita pela designer Helena Guedes e pela Paula Damazio, sócias na Paprika, uma agência de branding, design e comunicação com estratégia, que batizaram de refresh da marca do Entretapas essa implementação feita na arquitetura da casa de Botafogo (assim como foi feito também na do Jardim Botânico). O mais bacana é que Helena, Paula, Jan e Antonio estiveram juntos por 8 dias entre Madri e Barcelona, foram lá buscar a essência, a raiz e de onde eles começaram os trabalhos de criação de como ficaria esse novo Entretapas que recebeu, portanto, a melhor inspiração que poderia ter: uma imersão na cultura das tapas!



E foi assim que veio a proposta de trazer para o Entretapas a sensação de "como na Espanha", para que o cliente sinta-se em uma autêntica casa de tapas, com um ambiente descontraído, descolado, co menos formalidade e cor!

Foram mantidos o logo, os tons originais e a tipografia. A mexida veio nas cores, com destaque ao vermelho sangue, mais vivo, e um cinza claro que contrasta com o grafite, cartazes com brincadeiras, palavras em "Portunhol", que conferem maior leveza à casa e confirmam esse tom que se quer associar ao Entretapas de ser uma casa alegre, para se distrair, inaugurando o conceito chamado de "tempo de compartilhar", mas sem perder o charme de casario tombado.



Vocês já repararam na fachada do Entretapas de Botafogo? É maravilhosa!! E o melhor de tudo é entrar no casario cuja fachada reflete toda uma Belle Époque carioca e, dentro dele, fazer uma viagem às tavernas espanholas! Incrível, não?



Ainda sobre a nova decoração do Entretapas, chama bastante atenção o touro preto cercado por um mosaico fabuloso bem colorido, um verdadeiro símbolo que lembra das tradições das touradas espanholas, bem como a pata negra, que é um presunto ibérico e que foi bem representado, na parede oposta ao do touro, em cima da janela, por um porquinho!



Detalhes... sim, uma riqueza em detalhes que nos fez observar as cores, as luzes, os quadros, a disposição das messa, que agora também há uma mesa alta compartilhada, ao fundo, onde nós sentamos, no ambiente interno da casa, mas há mesas em um corredor, no ambiente externo, maravilhoso para essas noites frescas de outono e inverno.

Que tal falarmos da melhor parte?? Agora sim, hein? O menu!!


Jan Santos está sempre em busca de novos ingredientes, de releituras, de criações e o cardápio do Entretapas recebe algumas pequenas mudanças de vez em quando. Mas o clássico, o tradicional, o que não pode faltar nunca está sempre presente no menu!

E nós começamos a nossa "viagem para a Espanha" com duas pedidas clássicas e ótimas: croquetas de jamón e tortilhas de batata e ovo!


Gente... simplesmente maravilhoso! As croquetas, segundo o Antonio, são o carro chefe da casa, o mais pedido do cardápio! E não é para menos, pois são muito saborosas, especialmente com o molho bechamel que é servido junto!


A apresentação dos pratos é outro item que merece destaque, pois todos recebem um cuidado que se percebe na disposição das tapas. 

A tortilha também estava muito gostosa e me lembrar das tortilhas que comi em Madri, quando fui há mais de 10 anos! Quem disse que não existe memória gustativa? Existe sim! 


A tortilha também é uma ótima pedida para compartilhar porque ela tem um tamanho bacana.

E as sangrias, hein? Oh céus! Dos deuses! Refrescante, deliciosa, nós começamos com uma de espumante rosé que estava perfeita! Eu confesso que à medida que o Antonio pedia as outras sangrias, eu já não sabia mais se era ainda de rosé ou vinho branco porque o teor alcoólico já não estava mais ajudando rsrs... 

Tudo quanto nos foi oferecido estava delicioso! E a noite estava só começando porque o Antonio escolheu outros pratos para experimentarmos, tais como:

- Croqueta de chorizo: bem mais saborosa do que a de jamón e mais apimentada também. Antonio não me deixou tirar foto dela porque era para comer enquanto estava bem quentinha rsrs... mas, em termos de aparência, ela é praticamente igual a de jamón.

- Catalana: fatia de pão tostado com azeite de oliva extra virgem, molho de tomate ao estilo catalão e fatia de Jamón Serrano Espanhol. Uma tapa simples, mas honesta.


- Miniatura de Huevo Frito com Chorizo: ovo de codorna na chapa com chorizo salteado em vinho branco sobre pão tostado. Esse foi bem inusitado e parecia até uma típica comida de boteco, mas com total inspiração espanhola. Igualmente saboroso e levemente picante.


- Champiñones al Ajillo: cogumelo paris salteado com alho, salsinha e azeite de oliva extra virgem, que estava fabuloso. Ok, eu simplesmente AMO cogumelo paris, mas este estava bom demais!


- Costilla Lacada con Damasco: costelinhas suínas assadas e laqueadas, acompanhadas com purê de damasco. Hummmmm... super saborosa também! E sabe o que eu descobri? Embora o prato mais solicitado da casa sejam as croquetas de jamón, esta costelinha é a predileta do Antonio e do Jan!! Aham!! Pela riqueza de sabor, mais elaborada, é um prato ótimo para compartilhar, o purê de damasco dá um toque especial na costela (carnes de porco normalmente combinam bem com algo doce, agridoce...) e o ponto da carne estava perfeito, desmanchando na boca! 


- Pulpo a la Gallega: tentáculos de polvo cozidos ao estilo galego com azeite de oliva extra virgem, pápricas doce e picante, e sal. Opaaaa... depois de nossa lua de mel na Grécia, nós voltamos especialistas em polvo! kkkk.. E esse do Entretapas estava maravilhoso!!! No ponto mais que perfeito, com textura e maciez do jeito que gostamos.

Isso porque, em Santorini, em um bar de tapas gregas onde estivemos durante a lua de mel, comemos duas versões do polvo (uma que era grelhado e outra em que ele vinha em uma espécie de vinagrete) e em ambas o polvo estava muito duro, intragável. O gerente jurou para a gente que ele era fresco, de ótima qualidade e procedência e ficou meio triste quando não comemos. Ao menos não cobrou da gente porque, na verdade, nós pedimos grelhado e não comemos. Daí ele ofereceu o vinagrete para a gente experimentar. Tampouco gostamos.

Jan nos explicou sobre a importância de se congelar o polvo antes por causa das suas fibras. Ou seja, se falarem para você que o polvo está fresco, como se isso fosse sinal de que ele é maravilhoso e saboroso, já suspeite! Se ele não for congelado antes, as chances de ficar mega duro são enormes. No caso, Jan também disse que um dos segredos é dar um susto no polvo por 3x, ou seja, ao descongelar o polvo, ele mergulha rapidinho em uma panela de água quente por 3x para dar um susto nas fibras e só depois começa a cozinhar o polvo na panela para, então, grelhar. Percebam, portanto, que é um processo demorado e longo, mas que vale a pena para ao final saborear essa iguaria tão maravilhosa.


- Duo de Hamburguesas: mini hambúrguer de linguiça calabresa e acém com molhos de alioli e mini hambúrguer de rabada e acém, queijo emmental, agrião e tomate e bacon, acompanhados de fritas... nem preciso dizer que estavam fantásticos porque, neste caso, a foto já diz tudo!


Tudo isso foi harmonizado com um excelente vinho De Casta, Rosado, da vinícola Torres, que tivemos o prazer de conhecer uma semana antes, em um evento realizado no restaurante Cota 200, no Morro da Urca e, coincidentemente, foi o vinho escolhido por Antonio... aliás, não foi tanta coincidência assim, já que essa bodega é de de Barcelona.


E uma coisa que o Antonio bem ressaltou em relação a essa proposta das tapas é não estar preso a conceitos estanques de harmonização, pois, pelo que vocês puderam perceber, nós comemos carne, frutos do mar, cogumelos com sangria, sem nos preocuparmos com alguma ordem para harmonizar e ainda tomamos vinho rosé, que foi escolhido apenas para manter um estilo em relação à sangria, que era de espumante rosé... ou seja, sem o compromisso de ter que tomar um determinado tipo de vinho para harmonizar com um determinado prato. Reside aí a graça de um bar de tapas, em se poder estar livre de regras e pedir o que quiser, na ordem que quiser, com bastante descontração.

Por fim... thcaraaaaaammmmm!! A minha parte predileta da noite e sempre ansiosamente aguardada: As sobremesas!! Ou, melhor dizendo, Postres!!!


Mas, antes disso, nós mudamos o vinho e, agora sim, só para contrariar o que disse antes, um vinho de sobremesa para acompanhar os doces que viriam na sequência: Vinho de sobremesa Pedro Ximenez, da bodega Rey Fernando de Castilla.


E as sobremesas foram de suspirar e sonhar naquela noite:

- Torta de Santiago com sorvete, que lembra um pouco o toucinho do céu português... linda e maravilhosa!


- Crema Catalana, um creme queimado com maçarico que deixa o açúcar em cima cristalizado e que se parece com o francês crême brülée, distinguindo-se uma da outra pelo fato de que o crême brülée é preparado com raspas da fava de baunilha e a crema catalana com a canela em pau. Bem, é claro que o modo de preparado delas também possui algumas diferenças, mas essa seria a principal. Como eu não sou graaaaaaande fã de cême brülée, a crema catalana também não foi a minha predileta da noite.



- Churros com chocolate e doce de leite: OMG!!!! Posso levar para casa? Não sei vocês, mas eu sou louca por doce de leite e esse churros é de delirar de tão bom!!! Essa é uma sobremesa que todos têm que pedir, por favor!!


E assim foi a nossa experiência no Entretapas, mais uma vez recebendo a gente com muita eficiência e com pratos saborosos, um atendimento gentil, educado em uma atmosfera moderna, sofisticada, renovada e muito descolada... vale a pena mesmo conferir!!

Uma boa opção para grupos de amigos é pedir o Menu Degustação (R$59.99 por pessoa, incluindo 5 tapas) que eles servem e já fiquei com vontade de retornar para experimentar mais tapas. E também preciso voltar um dia para comer a famosa paella!!

No fim, podíamos sentir quase como se estivéssemos na Espanha! 

Dica: como a casa não é muito grande e seu ambiente interno, climatizado, costuma ser bastante disputado, principalmente às quintas, sextas e sábados, eu sugiro que ou se faça reserva ou tente chegar antes das 20h para conseguir mesa. Em último caso, poderá aguardar nos bancos do bar ou na mesa grande compartilhada. 



** FICHA TÉCNICA DO ENTRETAPAS **

- Endereço: Rua Conde de Irajá, n. 115 - Botafogo, RJ

- Site: http://www.entretapas.com.br/

- Faz Reserva: Sim, diretamente no site ou na página do Facebook ou telefone 00 55 21 25370673

- Cardápio: http://www.entretapas.com.br/tapas/

- Horário de Funcionamento: de domingo a domingo











Nenhum comentário:

Postar um comentário