sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Um paraíso chamado BALI, por Lara Giannotti

Dando contintuidade à sequência de posts maravilhosos que a Lara Giannotti preparou para a gente, vamos hoje viajar para BALI


** Bali, por Lara Giannotti **

Para planejar sua viagem a Bali tenha duas coisas em mente:


Padang Padang

. Tudo é longe. E não só longe, como difícil. As ruas não têm nome, os mapas não têm todas as ruas, o trânsito é caótico... Então, se o seu objetivo em Bali é simplesmente passear, minha dica é: fique hospedado nos lugares. Vá para Ubud e escolha um hotel por lá. Depois siga para Kuta ou Seminyak. Aí troque por Uluwatu ou Nusa Dua e encerre Bali por alguns dias em Nusa Lembongam.

. Não vá para Bali esperando encontrar as praias de papel de parede de computador. Se esse é o seu objetivo, parta direto para Nusa Lembongam (que fica há uns 45 minutinhos de speed boat de Bali) ou para Lombok (no próximo post você encontrará informações sobre essa ilha).


** Uluwatu **

Como nossa viagem foi centralizada em surfe, ficamos hospedados em Uluwatu. Nesse pedacinho, pudemos vivenciar os dias mais tranquilos de Bali. O caminho para a praia (que de praia não tem nada e na verdade não passa de um grande e bonito penhasco) era feito a pé (por meio de escadas sem fim) passando por vacas, hotéis e locais. 



Uluwatu

O café da manhã (nosso hotel não tinha essa opção) realizado de frente para as ondas com direito à melhor banana pancake que já comi em um lugar chamado Salin. Era lá que nós meninas ficávamos posicionadas com a câmera para capturar os melhores momentos enquanto os rapazes se lançavam ao mar pela caverna que proporciona a única entrada para as ondas.


Praia de Uluwatu 

Uluwatu também é o lugar onde experimentamos a melhor “baladinha” estilo praiano da viagem. Todos os domingos, o bar Single Fin  fica cheio de loiras estilosas, surfistas dos mais diversos sotaques e locais. Tudo bastante descontraído, diferente das festas estranhas de gente esquisita de Kuta, ou do requinte um pouco forçado encontrado em Seminyak.

É em Uluwatu que também fica um dos pontos turísticos mais lindos de Bali: o Uluwatu temple


Uluwatu Temple

Esse templo, construído em encostas altíssimas e rodeado de macacos ladrões, oferece também outra atração, ao meu ver, imperdível: a Kecak dance. Prepare-se para se dirigir ao templo no final de tarde, leve uma canga na mochila (caso contrário, homens e mulheres devem alugar um sarong), tire brincos, óculos escuros e esconda as comidinhas, para não correr o risco de ser assaltado pelos macacos. Tire fotos, se encante e providencie os ingressos do show. Um coral de 70 homens de sarong emite os sons com a boca enquanto personagens e deuses fazem suas performances. Eu nunca havia visto algo parecido na minha vida...


Kecak Dance

Ficamos por lá no Bhujangga’sVillage, bem perto da entrada da praia, com piscina, bem simples, mas com o preço que vale muito a pena já que pagamos apenas US$ 30 por dia no quarto com ar condicionado. Outras opções são o Uluwatu Surf Villas  e o BluePoint .


Hotel em Bali

Ainda pelas proximidades, duas outras praias merecem a visita (dos surfistas certamente) pela beleza: Padang Padang e Bingin.

** Kuta e Semyniak **

Kuta é o centro de Bali. É também o centro do caos. A praia é grande, cinza, cheia de ambulantes e suja em muitos pontos. Para os que gostam de fazer compras é o lugar de encontrar marcas dos quatro cantos do mundo e restaurantes de redes americanas famosas. É também o lugar das baladas de cinco andares e o ponto que registrou uma das maiores tragédias de Bali: o atentado de 2002 que matou 202 pessoas em uma casa noturna.

Semyniak, em compensação, parece ter mais personalidade. Além de lojinhas descoladas possui alguns beach clubs bem legais para ver e ser visto, comer bem, assistir ao pôr do sol e relaxar em alto estilo tomando um drinque colorido ou uma Bintang (cerveja local cujo nome significa estrela em indonésio) gelada. Ressalto dois aqui: o Ku de ta e o Potato Head.

** Tanah Lot **


Tanah Lot

O Tanah Lot é um templo que fica em um grande rochedo à beira mar. Quando a maré está seca os locais podem entrar e rezar - e nós passear e tirar fotos -, quando está alta fica ilhado no meio do oceano. É realmente impressionante e merece a visita. Os balineses são muito religiosos, existe sempre um templo em cada esquina, oferendas são colocadas aos deuses várias vezes ao dia na porta de casa e dos estabelecimentos comerciais e festas acontecem o tempo inteiro. É lindo de se ver.


Tanah Lot

** Ubud **

Li em muitos lugares que essa é a Bali de verdade. Infelizmente, como deixamos Ubud por último, não consegui ver tudo o que queria desse lugarzinho especial no planeta. Foi aqui que Liz Gilbert viveu e encontrou o amor no livro Comer, Rezar, Amar, depois vivido no cinema pela ruiva Julia Roberts (as cenas do filme, é claro, também foram gravadas lá). Anyway, deu pra ver que essa é uma parte de Bali que merece ser explorada e, quem sabe, um dia eu volto pra conseguir ver com mais calma.

Do que visitei por lá posso recomendar fortemente a Monkey Forest e o mercado de artesanato de Ubud. No primeiro, como o próprio nome diz, macacos passeiam livremente esperando que os turistas lhes ofereçam uma bananinha (que pode ser comprada dos guias) ou bobeiem com algo atrativo (que pode variar de um pacotinho de lenços umedecidos a um chinelo, um pacote de cigarros ou até mesmo seus óculos escuros caríssimos). 


Monkey Forest

Mais simpáticos do que seus primos de Uluwatu, os macacos de Ubud têm à sua disposição um espaço lindo, com um templo, fontes de água, estátuas e muito verde. Logo que pisei por lá, obviamente, um deles já tratou de subir em segundos até a minha cabeça. Foi, no mínimo, engraçado.


Monkey Forest

Monkey Forest

Minha dica em Ubud é: deixe para fazer suas compras aqui. De pequenos souvenirs a itens de decoração, cangas, camisetas da Bintang e outros badulaques que nós, turistas, amamos. As opções no mercado de artesanato são muitas e o preço, obviamente, bem melhor do que em Kuta. O espaço tem centenas de pequenos estandes espalhados em uma estrutura de pequenos predinhos de dois andares. Nem preciso falar que quanto mais embrenhado no labirinto, mais baratos ficam os artigos, certo?

Outra dica importantíssima: aqui a barganha não é só um hábito, como é esperada pelo vendedor. Ele dá o preço e aguarda que você faça uma contraproposta. Não tenha medo de colocar o valor lá embaixo. Normalmente, conseguíamos comprar as coisas por menos de metade do preço do início da conversa.

As famosas pratas balinesas também estão pertinho daqui. Elas já foram mais baratas, temos que avisar, mas ainda compensam muito se compararmos o preço às encontradas aqui no Brasil. Ao sair de Ubud a caminho de Kuta você passará por Celuk. É lá que fica o templo da perdição. Uma loja ao lado da outra. Brincos, pulseiras, anéis... Nada de barganha por aqui, o preço é de acordo com o peso das peças.

** Última parada: Nusa Lembongam **

Prepare o biquíni, o chinelo, a máscara de snorkel e a câmera fotográfica. Nusa Lembongam é o pedacinho de Bali que você imaginava encontrar na Indonésia. Água azul, quente, indonésios com chapéus característicos colhendo algas, água de coco, passeios a pé, restaurantes bacanas e hotéis charmosos. Tudo isso a apenas uns 45 minutos de speed boat de Nusa Dua, o lugar de Bali onde fincaram as âncoras os grandes resorts.

Próxima parada, Sumbawa.

Texto e fotos: Lara Giannotti






Um comentário:

  1. Olá, vou ficar 8 dias em Bali pois vou fazer trabalho voluntario na ilha de Java, então vou 1 semana antes pra Bali para aproveitar um pouco e estava pensando no roteiro... pensei em Ubud, Kuta e alguma ilha com agua transparente (gili ou lombok?) o que vc diz sobre alugar moto pra andar por la e ficar hospedada em apenas um lugar? ou ficar 3 dias em cada mais ou menos seria melhor? vou ficar de 26 de dez a 3 de janeiro, portanto vou passar o ano novo.. onde vc recomenda? estarei com uma amiga, somos duas jovens de 21 anos, gostamos de boas festas, queriamos algo com alguma vista, ou até mesmo alguma festa na praia.. haha :) muito interessante suas dicas, anotei varias coisas, Obrigada

    ResponderExcluir