segunda-feira, 9 de junho de 2014

Lençóis Maranhenses: Dicas!

Eu sempre ouvi dizer que quem vai aos Lençóis Maranhenses tem uma experiência divina! E não é para menos! A beleza do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é indescritível e nenhuma foto é capaz de mostrar tudo o de extraordinário que o lugar oferece e representa!

É um estilo de viagem mais ecoturística, que envolve caminadas contemplativas, muita natureza, um pouco de esforço para acordar cedo para passeios e muita alegria em poder constatar como é lindo o nosso país e como nós somos abençoados por termos lugares únicos como este! Peeeeense em um deserto, tipo o do Saara... pensou?? Agora coloque muuuitas lagoas cortando esse cenário como se fossem veias... colocou? Então, temos os Lençóis que possuem essa imagem, vista do alto, como se fossem vários lençóis de cama cobrindo o parque... gostou? Quer saber mais? Então confira aqui as dicas de lá!!

Lagoa Verde - Canto do Atins


Vamos falar sobre os Lençóis Maranhenses?? 


Vocês acreditam que eu tinha tudo planejado, passagem comprada, hotel reservado e passeios agendados para conhecer os Lençóis Maranhenses em julho de 2012, no super feriado que tivemos no Rio de Janeiro para a Eco+10 ? E não fui!! 

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses - Passeio à Lagoa Azul
 Primeiro, porque eu fui liberada do meu trabalho, mas meu namorado não foi... e só às vésperas ele soube disso. Foi um risco assumido porque conseguimos passagens aéreas, naquela época, em uma ótima promoção da Gol do Rio para São Luis do Maranhão, ou seja, o prejuízo seria pequeno. E também o cancelamento da pousada não nos gerou uma grande perda.

A perda foi mesmo emocional... ai que puxa! Mas Deus sabe o que faz!! Explico: em 2012, o Parque Nacional dos Lençóis sofreu uma grande e prolongada estiagem, ou seja, choveu pouco e as lagoas estavam com seu nível muito baixo. Algumas, daquelas temporárias, nem resistiram e secaram por completo. Logo, no final das contas, por mais que eu tenha sofrido com o cancelamento assim às vésperas, foi o melhor!!

Em 2013, por sua vez, fomos agraciados com um outro super feriado, em julho, por conta da visita do Papa! Não pensei duas vezes e replanejei minha ida para os Lençóis Maranhenses. 

Lagoa Verde, Canto do Atins

Dessa vez, comprei minhas passagens aéreas com a Tam, a um preço menos atraente, mas ainda estava na faixa aceitável dos R$500,00 (ida e volta). E deu tudo certo!!

Tinha chovido o suficiente e nós pudemos aproveitar bastante aquela natureza deslumbrante das dunas e lagoas, além das praias e rios, da região do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. 

Circuito Lagoa Azul e Lagoa do Peixe


- Localização:

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses está contido na famosa Rota das Emoções, que compreende também outros paraísos, como Jericoacoara e o Delta do Parnaíba (é muito comum as pessoas percorrerm esses destinos de uma só vez, em veículos off-road/4x4).

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Localizado no Estado do Maranhão, ainda na região do Nordeste, possui nada mais nada menos do que quase 160mil hectares e 70km de praia, e foi criado em 1981. Por lá, temos os Grandes Lençóis e os Pequenos Lençóis. Um enorme deserto, caso não chovesse. Como chove, as águas ficam armazenadas, formando verdadeiros oásis! A área dos Grandes Lençóis, de dunas literalmente maiores que podem chegar aos 40 metros, é de Preservação Integral. Já na região dos Pequenos Lençóis, de dunas menores, o desenvolvimento sustentável pode ser observado.

Circuito Lagoas Azul e do Peixe

Os municípios que fazem parte da região são: Barreirinhas, Primeira Cruz e Santo Amaro do Maranhão. 


- Como Chegar:

Além da possibilidade de se contratar uma agência de turismo para fazer a Rota das Emoções e percorrer, logo de uma vez, alguns dos lugares mais paradisíacos do Brasil, existem outras maneiras de ir aos Lençóis Maranhenses.

Lagoa do Peixe

Para mim, a mais fácil é:

. Ir de avião até a capital maranhense, São Luis, depois ir para a cidade base da região dos Lençóis, onde deseja ficar hospedado, com um transfer privativo. No meu caso, o transfer privativo foi organizado pela pousada onde fiquei hospedada na cidade de Barreirinhas e custou R$750.00 o total (ida e volta) que foi dividido por 4 pessoas, com a flexibilidade de irmos de madrugada, direto do aeroporto de São Luis, para Barreirinhas, chegando por lá pela manhã cedo, e retornando à noite, já que nós fomos e voltamos em voos da noite/madrugada. 

O deslocamento de carro entre São Luis e Barreirinhas é de 162km e levou cerca de 4 horas. 

. Pode-se também ir de ônibus de São Luis para Barreirinhas, com horários em todos os dias da semana.

. Outra opção é o aluguel de carro. A BR135 pareceu-me boa, ao menos no ano passado. Mas, com honestidade, você vai praticamente deixar o carro o tempo todo estacionado na pousada porque a maior parte dos passeios, principalmente dentro mesmo do Parque Nacional, requer um guia e não é qualquer veículo que pode entrar nas dunas, além dos riscos de atolar e virar.


- Onde Ficar:

As principais cidades de base para explorar o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses são Barreirinhas e Santo Amaro do Maranhão.

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Barreirinhas foi onde fiquei hospedada. É a principal porta de entrada do Parque, com mais infraestrutura e muitas pousadas, restaurantes e agências de turismo para receber os seus visitantes. Também, a partir de Barreirinhas, você consegue fazer 90% dos principais passeios pelas dunas e lagoas, pelo Rio Preguiças, pelo Rio Formiga, nas praias da região... e por aí vai. 

Lagoa Azul (que estava verde, quando eu fui)

Santo Amaro, por sua vez, é um lugar mais rústico, com mais carinha de povoado mesmo, bem pé na areia. Tenho vontade de voltar e ficar lá da próxima vez para também conhecer as belíssimas Lagoas da Gaivota e Betânia. 

Então, para uma primeira visita ao Parque dos Lençóis, acho melhor ficar em Barreirinhas, a não ser que seu espírito seja muito aventureiro. Ou, se tiver bastante tempo, tentar dividir sua hospedagem entre as duas cidades e poder comparar as belezas dos passeios que das duas são possíveis. 


- Quanto Tempo Ficar:

Eu fiquei 5 dias inteirinhos por lá e fiz passeios todos os dias!! Com honestidade, teria ficado ao menos mais 1 para visitar as Lagoas Bonita e Esperança. Por uma falha na comunicação com o rapaz que organizou meus passeios (eu perguntei a ele sobre todos os passeios que eu poderia fazer e ele esqueceu de me informar que estava saindo passeio para a Lagoa Bonita), eu perdi esse passeio. 

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses - Circuito Lagoa Verde

Mas, enfim... acontece! Um bom motivo a mais para retornar a Lençóis, não acham? Em todo caso, 5 dias inteiros são suficientes para fazer os principais passeios, ficando hospedado em Barreirinhas.  


- Melhor Época do Ano para Ir:

Bem, acho que ninguém quer ir ao Parque dos Lençóis Maranhenses e, em vez de se deparar com aquela paisagem paradisíaca das fotos que todos já devem ter visto, encontrar um deserto de dunas seco, sem lagoas ou com quase nenhuma, certo?

Circuito Canto do Atins - Lagoa Verde

Poucas lagoas são perenes e, mesmo essas, sofrem com a estiagem e chegam a níveis bem baixos de volume de água.

Então, é legal se programar para visitar a região na sua época mais esplendorosa, com aquele contraste lindo entre dunas e lagoas... aquele verdadeiro lençol de areia sendo cortado por "veias" de lagoas verdes e azuis.

Nesse caso, a recomendação é que a viagem seja feita entre os meses de junho a início de setembro. Bom Bom mesmo é em julho, viu?

Lagoa Azul (que estava verde, quando eu fui)

Em março, abril e maio, as chuvas podem ser fortes e durar até uns dias seguidos. Com isso, você não aproveitará os passeios do que jeito que gostaria porque o Sol faz toda a diferença na cor da lagoa e nos seus reflexos. 

Em fui em julho de 2013 e só peguei umas 2 horas de chuva em 5 dias. E, logo depois da chuva, abriu aquele sol escaldante!!Foi perfeito!! 

Lembro que o clima da região é seco e faz calor o ano todo, mesmo quando chove. Temperatura média na casa dos 26 graus. Portanto, além de se planejar para tentar ver o parque no seu esplendor, com as lagoas cheias, sugiro também manter contato com as pessoas locais, com a equipe da pousada ou com uma agência de turismo, para acompanhar essa questão da chuva, se choveu o suficiente, se as lagoas encheram ou não.


- Hospedagem:

Em Barreirinhas, há muitas opções de hospedagem. Eu fiquei na Pousada Paraíso dos Guarás (Rua Clarêncio Ramos, n. 13 - Vila Anselmo), bem simples, porém confortável, com piscina, área de lazer, ótimo café da manhã, um tratamento bem pessoal dado por sua proprietária, a Dona Naura. 

Pousada Paraíso dos Guarás

Só um porém importante, ficava afastada do centro de Barreirinhas cerca de 2km, o que já era um problema para nossas saídinhas noturnas atrás de restaurantes para jantar. Ficávamos a depender de táxi, que por lá trabalha com preço tabelado (na faixa dos R$15,00 o deslocamento Pousada-Centro) ou do serviço de delivery de alguns restaurantes que mandavam entregar a comida solicitada por telefone. 

Beira Rio, em Barreirinhas, e Rio Preguiças

Como há muitas opções de hospedagem em Barreirinhas, até bem melhores do que esta, eu sugiro uma hospedagem mais central, perto da Beira Rio, onde há restaurantes com música ao vivo e algum movimento, além das agências de turismo, farmácia, mercados.. ou seja, onde tem alguma vida para se dar uma voltinha.


- Faixa Etária Indicada:

Eu não recomendo a maior parte dos passeios que fiz para crianças muito pequenas, abaixo dos 6 anos de idade. Isso não significa que pais aventureiros e destemidos não devam arriscar levar seus filhos. Acontece que eu acabaria curtindo bem menos do que curti.

Por exemplo, nos passeios com a jardineira, como o veículo fica aberto nas laterais e é alto, achei bastante inseguro para crianças. Jamais as levem nas pontas dos bancos porque é perigoso e ainda podem ser arranhadas por galhos de árvores. Eu vi adultos sendo arranhados quando a jardineira passava por dentro de matas mais fechadas no caminho dos passeios.

Jardineira, veículo que faz a maioria dos passeios no Parque Nacional

Jardineira - reparem que ela é aberta nas laterais

No passeio da lancha voadeira, em que todos devem usar obrigatoriamente o colete salva-vidas, eu também ficaria preocupada com crianças pequenas.

Agora, passeio em que eu jamais levaria um filho meu pequeno é o do quadriciclo. Sei que muitos dizem que o passeio é indicado para crianças também e eu acho isso um absurdo. Há momentos em que subimos dunas altas e, embora o passeio não seja classificado como perigoso, para crianças pequenas eu não recomendo.

Para as demais faixas etárias, estando bem para caminhar nas dunas e protegendo-se devidamente contra o sol e calor, acho que todos vão adorar e se sair bem por lá!


- Passeios:

Os passeios que eu fiz foram os seguintes (preços em julho de 2013):


. 1º Dia - Circuito Lagoa Azul e do Peixe - Feito em carro tipo Jardineira, com as laterais abertas. Trilhas de esforço baixo para chegar ao Parque Nacional dos Lençóis. Passamos pelas lagoas, com pausa para banho nas 2 principais lagoas. 

Circuito Lagoas Azul e do Peixe com o Pôr do Sol

Algumas caminhadas contemplativas, muitas fotos maravilhosas e, no final, um espetáculo de pôr do sol!! 

Pôr do Sol nas Dunas da Lagoa Azul

Custou: R$ 60,00 por pessoa.
Horários: saída - 14:00 e Chegada 18:30 


. 2º Dia - Passeio pelo Rio Preguiças - Feito de Lancha Voadeira. Passamos por manguezais, fizemos uma parada na Comunidade de Vassouras, onde há um ponto de apoio com infraestrutura para refeições. Lá, caminhamos e fotografamos nas dunas, vimos os macaquinhos e tomamos um delicioso banho de rio. 

Dunas da Comunidade de Vassouras

Dunas de Vassouras

Depois, fomos ao Povoado de Mandacaru e conhecemos o Farol Preguiças, área controlada pela Marinha do Brasil. Pudemos subir e ter uma fantástica visão panorâmica de toda região dos Lençóis. 

Por fim, seguimos até a Praia de Caburé e por lá ficamos o resto do dia, curtindo o encontro do Rio Preguiças com o mar. Ficamos no Porto da Lua Restaurante e Pousada. O lugar é bem bonito, mas o serviço foi ruim e a comida, embora boa, não era extraordinária e foi carinha. 

Caburé

Esse foi um passeio que considerei bem completo, porque dá essa dimensão das dunas do parque com a beleza do Rio Preguiças, que tem sua nascente no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses e sua Foz no Oceano, na região de Caburé. Só cuidado com a lancha voadeira! Ela não tem esse nome à toa: se der mole com seu chapéu, vai voar!! 

Muitas piscinas naturais na extensa praia de Caburé

Custou: R$ 70,00 por pessoa.
Horário: saída - 8:30 e chegada- 18:00


. 3º Dia - Passeio ao Canto do Atins e à Lagoa verde (Praias e dunas) - Esse foi um passeio feito de Jardineira até o ponto de descida onde começamos uma trilha de aproximadamente uma hora até chegar ao na Lagoa Verde. Passamos por muitas dunas, lagoas, algumas já secando, outras ainda com água... um cenário deslumbrante!

Lagoa Verde - Canto do Atins

Lá na Lagoa Verde, infelizmente, só pudemos ficar cerca de 1 hora e meia para caminhar nas dunas, tirar fotos, curtir o visual e mergulhar nas suas águas de cor verde esmeralda.  

Lagoa Verde

Lagoa Verde

Para chegar à Lagoa Verde, fizemos caminhada passando por diversas outras lagoas!

Depois, retornamos para o ponto de apoio, o Restaurante da Luzia, que serve camarões grelhados com ótimos e caseios acompanhamentos, a preços incríveis. Em 2013, o prato custava R$25,00 e era bem farto, com direito a arroz, farofa, feijão e salada. 

Custou: R$ 100,00 por pessoa.
Horário: saída - 8:00 e chegada: 18:00


. 4º Dia - Passeio de Quadriciclo - passa por trilhas em meio à vegetação, dunas, campos e praia. O percurso aproximado foi de 50 Km, pelos Pequenos Lençóis, atravessando rio e chegando em Caburé, tudo isso feito por fora da área do Parque Nacional

Pequenos Lençóis Maranhenses

Passeio de Quadriciclo - fora do Parque Nacional

Levou o dia inteiro! Passaamos por muitas dunas, fizemos várias pausas em lagoas, na priaa do Caburé, em Vassouras, onde acabamos voltando, para um banho de rio e ficamos encantados com o visual incrível dos Pequenos Lençóis. 

Quadriciclo comporta até 2 pessoas

Eu me senti em um verdadeiro rally, com direito a poça de lama, a atolar, com muita emoção!

Quadriciclo - atravessamos poças, lagos, lama... quase um rally

Passeio de Quadriciclo

Em uma das pausas para banho na lagoa

Quadriciclo

Mas nada supera a beleza de percorrer as dunas e contemplá-las do quadriciclo! Eu achei esse um dos melhores passeios. Agora, devo advertir para que a pessoa que pilote sinta-se segura. 

Quadriciclo

Passamos por dunas de médio porte

Por isso, é feito um pequeno treinamento antes de começar o passeio, que é feito em grupo e com um guia à frente, justamente para que ninguém se perca nas dunas e também porque há dunas mais inclinadas e perigosas que o guia busca evitar e, em havendo alguma duna mais arriscada, ele passa todas as orientações ou ele mesmom leva o quadriciclo e os turistas sobem a duna caminhando. 

Quadriciclo
  
Eu não achei a pilotagem simples. Só que eu não sou parâmetro porque não dirijo e não tenho habilitação. Fui na garupa do namorado mesmo! rsrsr... Ele adorou muito o passeio! Foi um dia hiper cansativo, mas valeu a pena!!

Em algumas dunas mais perigosas, o guia pedia para a gente subir a duna a pé e ia buscar o quadriciclo que cada um do grupo

Um dos momentos mais tensos, porque o volume de água tinha subido bastante e o medo de afogar o quadriciclo foi grande!

Custou: R$ 350,00 o Quadriciclo (leva até duas pessoas)
Horário: saída - 10:00 e chegamos já quase às 21:30 na pousada. 


. 5º Dia - Passeio de Boia-Cross / Cardosa - realizado em veículo tipo Jardineira durante um trecho de quase uma hora até chegar ao Povoado de Cardosa, onde demos início ao passeio de flutuação numa bóia pelo Rio Formiga.

Bóia Cross no Rio Formiga

De cross, realmente, nada tem. O passeio é mega ultra light! Sem emoção! Nada de correnteza forte, sem quedas de água. Um pouco frustrante para quem já fez bóia cross em Bonito. Mas, como estávamos muito cansados do passeio do dia anterior, no quadriciclo, até que essa flutuação cai bem para relaxar e curtir a paisagem.

Uma pena que eu não sabia que ia sair passeio para a Lagoa Bonita nesse dia, pois, se eu soubesse, não teria sequer hesitado e abria mão do bóia cross para voltar aos Grandes Lençóis, dentro do Parque Nacional, e conhecer a Lagoa Bonita, que fica mais afastada de Barreirinhas. 

Depois, no restante do dia, nós fomos ao Restaurante Bambaê e ficamos relaxando também na pousada até dar a hora do nosso transfer de volta para São Luis que saiu à noite (nosso voo de retorno era de madrugada). E assim foram nossos passeios!

Custa: R$ 60,00 por pessoa.
Horário: saída- 8:30 e chegada- 13:00 - pela manhã


Restaurantes em Barreirinhas:

. Restaurante Bambaê – Estrada de São Domingos, Km3,5 – Boa Vista – Atrás da Pousada Encantes do Nordeste - Instalado na margem direita do rio Preguiças, conta com praia fluvial privativa, redes, chuveiros externos e caiaques para locação. Algumas noites há programação ao vivo com apresentações de capoeira, maculelê, cacuriá e outras manifestações da cultura maranhense, shows de samba, forró e mpb, além de um DJ.

Restaurante Bambaê

Em termos de ambiente, o lugar é perfeito! Fomos para almoçar e fiquei encantada com a beleza do Bambaê! Para passar o dia, é uma delícia por estar à beira do Rio Preguiças. A comida também estava deliciosa. Eu, que sou muito fã de frutos do mar e peixe, comi todo dia!! 

. Restaurante e Pizzaria A Canoa – Avenida Beira Rio, n. 300 – experimentamos o famoso e recomendado prato Camarão a Canoa, que é o camarão no abacaxi (R$70,00 quando eu fui e serviu muito bem 2 pessoas). Simplesmente divino! Eu indico!

Camarão no Abacaxi do A Canoa

. Restaurante Camarão da Luzia – na cidade de Canto do Atins – recomendo o camarão grelhado (R$25,00 por pessoa, com acompanhamentos, quando eu fui em 2013), o strogonoff de camarão e o churrasco de camarão. Porções generosas de camarões graúdos.

Camarões da Luzia - Canto do Atins

. Deck Bistrô - também na Beira Rio, perto do A Canoa, o lugar é bem descontraído, com decoração mais moderna. Experimentamos também o camarão no abacaxi, mas o do A Canoa ganha em disparado! O preço no Deck Bistrô também é justo e lá você encontra opções mais de lanches, como sanduíches, no cardápio.

. Tá Delícia - um restaurante simples, no centrinho de Barreirinhas, self service e a quilo, bem digno e com preço super acessível 

. Tapiocas - no retorno de praticamente todos os passeios, nós parávamos em lugares estratégicos, por onde as jardineiras param, muitas vezes porque têm que esperar a fila de jardineiras para atravessar o Rio Preguiças em balsas, e lá ficam as as mesinhas de tapioca. Muito baratinhas, na faixa dos R$2,00, vale super a pena experimentar e também dar uma forcinha para o pessoal local. No passeio que retorna da Lagoa Azul, essa cena é bem comum.


- Vaquejada - em 2013, ela ocorreu de 21 a 28 de julho, no Parque Folclórico, e tivemos a sorte de pegar a cidade de Barreirinhas em festa. Foi bem engraçado e curioso ver os shows, as apresentações dos vaqueiros e cavaleiros... ou seja, festa de peão mesmo! Muito diferente!! 

Festa local de Barreirinhas - Vaquejada

Lá na Vaquejada, nós também comemos tapiocas, bolos locais e sorvete! Estava bem cheio o parque, com algumas opções de comidinhas locais bem saborosas. Acabou sendo nosso lanche rsrs...


- Artesanato:

. Centro de Artesanato na Beira Rio – a palha do broto da palmeira de buriti e os produtos derivados dela são os mais notados no artesanato local. Comparando com outros lugares do Nordeste, achei o artesanato de lá bem fraquinho. Mas vale a pena conhecer e comprar alguma lembranca da região. 


- Saúde e Bombeiros: 
. Bombeiros – telefones 193 ou 87550431 – na Praça da Matriz
. Centro de Saúde – Eva dos Reis Lins: Rua Antônio Dias, Centro, depois do Ginásio de Esportes, em frente à casa Lotérica.
. Hospital Geral de Barreirinhas – telefone 33490282

- Ambulância Sr Cleyton 87688100

- CEBAPS 33491429


- Agências Bancárias: 
. Banco do Brasil: Avenida Joaquim Soeiro de Carvalho, Centro
Horário de Funcionamento – 09h às 14h (seg à sex) - Caixa Eletrônico (até às 22horas)
. Caixa Econômica: Rua Cazuza Ramos, n. 322
. Banco Bradesco: Rua Coronel Godinho, Centro – em frente à feirinha de Barreirinhas


- Dicas, Curiosidades e Informações Adicionais:

. Proteja-se do sol. Use e abuse do protetor solar. E leve óculos escuros.
. Hidrate-se. Leve sempre uma água com você para os passeios, principalmente quando houver trilha.
. Também recomendo levar o repelente.
. Experimente o Guaraná Jesus. Ele é o refrigerante mais famoso do Maranhão! Tão famoso, que a Coca-Cola comprou a fábrica para acabar com a concorrência rsrs...

Famoso Guaraná Jesus - tem gosto de chiclete, muito doce e enjoativo, na minha opinião rsrs

. Cartões de Crédito e Débito foram aceitos em praticamente todos os estabelecimentos. Mas leve também dinheiro e/ou cheque para um imprevisto ou necessidade, principalmente para uso em feirinhas e em lugares mais distantes.
. Câmera Aquática foi bem útil para mim, principalmente nos passeios para as lagoas e no quadriciclo. Com uma câmera mais robusta e profissional, eu teria dificuldade em fotografar e, principalmente, por causa do vento e areia, as chances de voltar com a lente arranhada eram grandes. Por isso, para quem quiser levar, recomendo colocar um filtro na lente. 
. Não vá ao Parque Nacional sem guia!
. Eu não quis fazer o sobrevoo no Parque porque achei muito caro. Estava na faixa dos R$300,00 por pessoa. Mas, quem faz não se arrepende. Apenas tem que superar o medo de voar em teco-teco.
. Roupas leves, de banho, chinelos, são itens indispensáveis. Os lugares são simples, ou seja, não precisa usar nada luxuoso. Vá no básico!
. As lagoas são de água doce, proveniente da ação da chuva e da baixa profundidade do lençol freático.
. O nome Lençóis Maranhenses advém de duas teorias: Primeira, porque se assemelha a um grande lençol (tipo o de roupa de cama) se visto de cima. Essa explicação eu achei bem fraca rsrs... mas é bastante divulgada. A segunda, é justamente pelo enorme lençol freático que existe embaixo daquele deserto todo de dunas. Esse lençol freático de água está bem próximo à superfície, o que ajuda a fazer "renascerem" as lagoas durante o período de chuva.
. Por falar em chuva, poucas lagoas são perenes. A grande maioria seca e desaparece. Um dos guias me disse que apenas a Lagoa do Peixe não seca (ou nunca secou por completo), mas não sei se pode confiar nessa informação. 
. No topo das dunas será comum sentir a areia úmida. Isso ocorre por causa da evaporação do lençol freático que acaba "molhando" a areia da duna. 
. A agência de turismo São Paulo Ecoturismo nos atendeu muito bem e recomendo os seus serviços. Apenas sugiro que sempre confirmem e reconfirmem quais são todos os passeios disponíveis para a época em que você for e, assim, escolher o que mais agrada. 
. A área coberta pelas dunas está em constante movimento e mudança. A paisagem, esse ano, dificilmente será igualzinha a que vi no ano passado. A ação do vento é constante e já causou soterramento de casas ao longo do Rio Preguiças que, com seu assoreamento na foz, foi avançando nas suas margens. Além disso, muita vegetação de mangue também foi soterrada pela areia, restando apenas lembranças das raízes aéreas, que podem ser vistas aos montes na praia de Caburé.

Exemplo do avanço da areia e do Rio Preguiças, com soterramento quase completo de uma casa. Restou apenas a chaminé

Resquícios de uma Vegetação que não mais existe

ATENÇÃO COM O SEU LIXO! A NATUREZA AGREDECE! Pelo amor de Deus, né gente? Vamos guardar o lixo e jogar onde ele deve ser jogado, ou seja, na lixeira! A preservação ambiental é super importante e nós queremos que as futuras gerações possam contemplar essa beleza toda do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses como hoje nós contemplamos. 

Lindas Corujas que vi, retornando do passeio de quadriciclo


- Recomendações do ICMBio, órgão ambiental de fiscalização:

Circuito Lagoas Azul e do Peixe

• Os serviços de transporte e condução de visitantes devem ser realizados por veículos, condutores de veículos e condutores de visitantes credenciados. Para evitar problemas, observe se o veículo está adesivado com a logomarca do Parque Nacional e número de credenciamento e se os condutores portam os crachás de identificação.
• Quem pretende visitar o Parque Nacional em veículo 4x4 próprio precisa solicitar autorização para a administração do ICMBio em Barreirinhas.
• É proibido a venda, porte e consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilícitas no Parque Nacional.
• É proibido o trânsito de veículo motorizado sobre o campo de dunas livre.
• É proibido fazer fogueiras, ascender churrasqueiras ou fogareiro.
• É proibido entrar no parque Nacional em quadriciclos, motos, bugres, bem como realizar enduros e/ou rallys.


Passeio de Quadriciclo somente fora do Parque Nacional

- Mapa do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses:


Para se situar e entender melhor o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses



- NOSSOS SALTOS PELOS LENÇÓIS MARANHENSES!! VIA JUMPER!!! 

Jump Jump - Circuito Lagoas Azul e Verde


Passeio de Quadriciclo - Pequenos Lençóis

Pequenos Lençóis



- O ESPETÁCULO DO PÔR DO SOL NOS LENÇÓIS MARANHENSES:














64 comentários:

  1. Que fotos lindas! Amei o lugar! Vale a visita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helen,
      muito obrigada!!!
      Vale muito a pena a visita!
      Esse é um nosso paraíso! Um sonho de lugar!!!
      Beijinhos,
      Lily

      Excluir
  2. Respostas
    1. Olá Andreia! Muito obrigada pelo carinho!
      Lençóis Maranhenses foi a realização de um sonho!
      O lugar é mágico!!
      Beijos e boa semana,
      Lily

      Excluir
  3. Oi Lily!
    Tu acha que inicio de junho é uma época boa? Estou pensando em aproveitar o feriadão de Cospus Christi.
    Li em vários blogs que tem vans que saem do aeroporto de São Luiz para Barrerinhas, você sabe se essas vans saem durante a madrugada também? Nosso voo chegaria lá às 3h da manhã.
    Desde já obrigada!
    Bjus Ketrin - IG @viagemadois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ketrin,
      tudo bom?
      Ah, eu acho que vale a pena sim, viu? Junho é um bom período! Talvez vc pegue uma chuvinha ou outra passageira, daquela pancadinha bem nordestina, sabe? Mas acho muito difícil chover o dia inteiro e você já deve pegar as lagoas cheias. As chuvas começam a partir de abril, mais ou menos. O ideal sempre é vc entrar em contato com alguma agência de turismo de local e perguntar como foi de chuva e se as lagoas estão cheias. A São Paulo Turismo pode ajudar. Em 2012, quando eu quase fui (estava com tudo pago: passagem - hospedagem , e desisti na véspera porque meu noivo descobriu que não poderia mais ir... daí eu descobri depois que foi um ano de muita estiagem, pouca chuva e as lagoas estavam pouco cheias.). Quando voltei em 2013, tive sorte de ver as lagoas mais cheias!

      Com relação ao transfer, quando eu fui, não tinha ônibus de madrugada. Por isso mesmo optei pelo transfer privado. Não sei dizer se já mudou, mas acho pouco provável. A não ser que pelo fato de ser feriado coloquei mais ônibus circulando, o que é possível também.

      Espero ter ajudado!
      Lençóis é lindo demais!!!
      Beijinhos,
      Lily

      Excluir
  4. Lily, Como você esquematizou sua chegada em São Luis e transferência para Barreirinhas? dormiu em São Luis?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cal! Eu fiz como descrevi no post. Cheguei de avião e , como já havia contratado um transfer particular, fui direto para Barreinhas. Bem tranquilo e rápido, embora seja mais caro. Achei que valeu a pena.
      Abraços
      Lily

      Excluir
  5. Não sei se vc viu o meu comentário no post sobre Barra Grande, estamos planejando fazer essa rota em novembro, mas o foco da viagem são os ventos (kite surf). Fico meio preocupada sobre reservar com antecedência os lençóis por causa da possível estiagem. Por causa do Kite vamos ficar em Atins, e de la fazer alguns passeios para os lençóis, vc tem alguma informação sobre Atins, passeios, pousada, etc.?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Brenda! Tudo bem? de fato, novembro já é uma época mais seca e as chances de não verem as lagoas são grandes sim, infelizmente, Mas Atina é uma região de praia. O que sei sobre lá está aqui neste post. Fizemos o passeio para a Lagoa Verde e comemos o famoso camarão da Luzia. Salvo engano, a Luzia tb tem pousada. Tenha em mente que Atina é muito mais rústico e simples que Barra Grande. Desculpe-me pela demora em responder. Casei-me há poucos dias e estou em lua de mel rsrs.
      Beijos
      Lily

      Excluir
  6. Adorei as Dicas, Lindas as fotos ... .... Só vou poder ficar 3 dias ..quais passeis vc indicaria?
    Bjoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bom?
      Obrigada! Que bom que gostou!!
      Olha, em 3 dias, eu sugiro que você foque nas lagoas e faça o passeio da voadeira pelo Rio Preguiças. Você vai quando?
      Beijinhos,
      Lily

      Excluir
  7. Oi Lily, vamos Lençóis de Jeri em torno de 10 de setembro e queria saber quanto tempo leva para chegar a Barreirinhas de Jeri e toda se três ou quatro dias suficientes para ver a coisa principal. Então vamos para São Luis , onde tomamos o vôo de volta a Fortaleza. Vale a pena visitar São Luís ? muito obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jorge!
      Tudo tranquilo?
      Eu não fui de Jeri para Barreirinhas. É uma pernada boa, viu? Mas muita gente faz, porque essa é a famosa Rota das Emoções, que vai de Jeri, passa pelo Delta do Parnaíba e segue para os Lençóis Maranhenses. Eu conheci esses 3 lugares, mas em ocasiões diferentes. Eu fiquei 5 dias em Barreirinhas. Acho que 3 dias serão bem corridos, viu? Com relação a São Luiz, eu não fui. Realmente aproveitei a oportunidade para ficar só nos Lençóis e não me arrependo. Pelo contrário, se eu tivesse mais dias, teria ficado mais tempo lá, viu? Faltou coisa para ver que ficou para a próxima.
      Abraços,
      Lily

      Excluir
  8. Oi Lily! Tudo bem? Estava programando a ida para os Lençois agora em Outubro... mas pelo que percebi não é o melhor mês... vou deixar para 2016 e seguir para Natal-RN... Amei as dicas do seu blog! Parabéns... super Bj.
    Lucimar - Vila Velha - ES

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lucimar!
      Tudo certinho?
      Olha... existe sempre o fator sorte, né?
      De fato, os melhores meses vão de junho a agosto. Se você conseguir programar para essa época, fica menos arriscado.
      Fico feliz por ter gostado das dicas do blog! Seja sempre bem vinda!
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  9. Oi Lily!!
    Já tive a oportunidade de conhecer e visitar algumas vezes os Lençóis e sempre na epoca de seca(dez e fev), fui mesmo sabendo que não era o melhor momento. Seu relatos em relação aos passeios, restaurantes são perfeitos. Como você ficou em uma pousada afastada do centro, gostaria de inidcar a Pousada Paraíso dos Lençóis, ela não é tão antiga, mas tem boas indicações no sites da tripadvisor e booking, pode acompanhar a fan page e IG deles. Bem interessante. Acredito que vale a pena conferir.
    Abraço,
    Breno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Breno, tudo certinho?
      Muito obrigada mesmo! Fico feliz por saber que você gostou da matéria!
      obrigada pela indicação de pousada. Eu não ia ficar nesta que fiquei. Havia feito reserva em outra, no centrinho, mas, como um casal de amigos resolveu ir junto em cima da hora na que eu tinha feito a reserva estava já esgotada, o jeito foi cancelar a minha e buscar uma outra pousada para ficarmos juntos.
      Quando eu voltar - e voltarei um dia! - vou lembrar da sua dica!
      Obrigada!
      Abraços,
      Lily

      Excluir
  10. Oi Lily!
    Perfeitos seus comentários! Parabéns.
    Irei conhecer os Lençóis Maranhenses em fev/2016. Sei que não é a época mais recomendada e espero contar com o fator sorte.
    Há algum outro local nas proximidades que você ache que vale a pena conhecer? Como ficaremos 7 dias no Maranhão, estou em dúvida se é melhor passarmos 4 dias na região dos Lençóis e os 3 dias restantes em São Luis ou conhecer algum outro local.
    Muito obrigada, suas dicas me ajudaram bastante.
    Abraço,
    Cristina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria!
      Puxa... complicado mesmo... Olha, eu só fui para Barreirinhas. Nem fiquei em São Luiz. Portanto, também não tenho como indicar, sabe? Mas li muito antes de ir e confesso que não me interessei por São Luiz. A parte mais legal seria o Centro Histórico que não anda muito conservado nem seguro... você já pensou em ir para o Delta do Parnaíba e Barra Grande? Eu tenho um Guia dessa região (coluna direita do blog). É muito perto do Maranhão e eu estive lá no ano passado em época parecida com a sua... no seu lugar, eu acho que faria isso! Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Jericoacoara fazem parte do roteiro chamado Rota das Emoções! Dê uma olhada =)
      Beijokas,
      Lily
      PS: depois venha aqui me contar o que você fez e como fez, ok?

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Oi Lily! Adorei seu post e me ajudou bastante. Só uma dúvida, os passeios você agendou com antecedência antes de chegar ou foi na hora?? Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luana,
      tudo certinho com você?
      Fico feliz em saber que o post ajudou! Essa é a nossa maior alegria!!
      Os passeios foram sim agendados com antecedência com a agência São Paulo. Reservei tudo por e-mail.
      Beijinhos,
      Lily

      Excluir
  13. Olá Lily! Ótimo post! Adorei as dicas.

    Adorei tb as foros e as que vocês estão pulando com a paisagem no fundo. É montagem que eles fazem na hora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Flavia! Tudo bom?
      Muito obrigada! Fazemos tudo aqui com muito carinho.
      Menina, como assim montagem? rsrs... A gente realmente pulou! =)
      Adoramos dar um pulinhos por aí rsrs...
      beijos,
      Lily

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Olá Lily!
    Parabéns pelo blog.É simples, objetivo e sua redação, muito boa, transmite uma certa docilidade bem fraternal.
    Sou de Minas e gostaria da sua opinião sobre o seguinte: tenho 35 dias de férias e posso tirá-las a partir de 10/07 com retorno até 12/09/16. Posso parcelá-mas, parte em Julho e parte em agosto até 12/09. Tinha pensado antes em ir à Colômbia (Bogotá,Cartagena e A Andrés) em agosto; mas desisti, pois apos algumad pesquisas, concluī que não é uma boa época (clima). Entao pensei em Lençóis maranhenses e Machu Picchu. 1-Lencois em Julho ou 2-Machu Picchu no final de agosto/início setembro e ainda Rio em Julho.
    Lendo o seu blog sobre Los toques, me interessei também, mas lá, assim como a Colômbia, seria melhor em março ou abril/17 não é mesmo? Gostaria da sua opinião qual lugar seria melhor pra eu conhecer agora, considerando que não tenho nada reservado ainda.
    Agradeço pela sua indicação/orientação.
    Cleide

    ResponderExcluir
  16. Oi, me esqueci de incluir F.Noronha.
    Minha dúvida: qual seria mais bacana de se conhecer: Lençóis, F.Noronha ou Peru?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cleide! Tudo bom?
      Nossa, muito obrigada pelas palavras. Fiquei muito feliz. Tudo que fazemos no e pelo blog é com bastante carinho e paixão. O nome dele é a toa! Somos realmente apaixonados por viagens e eu - Lily - sou apaixonada por escrever rsrs...
      Sobre sua dúvida, menina, que guerra de Titãs que você trouxe para mim, hein? kkk...
      Bem, eu nunca fui à Colômbia e só teria cuidado em verificar se esse período é bom para ir lá. Como você deve saber, o segundo semestre do ano é marcado por furacões e tempestades no Caribe. Poucos lugares escapam, como Aruba, Curaçao, Bonaire e Los Roques, pois estes estão fora da rota dos furacões, mas podem sofrer alterações climáticas de tiver um furacão no Caribe. Ano passado fui a Aruba e Curaçao em outubro e estava passando o Furacão Joaquim na costa de Cuba. Não nos atingiu em nada, salvo que pegamos umas duas chuvinhas e um clima muito quente, sem vento.
      Bem, sobre os Lençóis Maranhenses, o melhor período para visitá-los é entre os meses de maio e agosto. Eu sugiro julho, mês que eu escolhi para visitar e não me arrependi! Peguei as lagoas cheias, dias ensolarados e foi tudo perfeito.
      Peru em agosto é ótimo também. Por acaso, quando eu fui ao Peru, também foi no mês de agosto. Gostei bastante, pois é um mês mais seco e isso é muito importante para visitar Machu Picchu, porque, com chuva, pode estragar o passeio.
      Agora, sobre Los Roques, só posso te dizer que é um paraíso! Eu fui em abril e foi ótimo. Mas conheço pessoas que foram em agosto e disseram que não estava ventando tanto (em abril ventava muito e isso quase prejudicou alguns passeios) e a água estava mais quentinha.
      Em relação à escolha do destino, acho também relevante você colocar na ponta do lápis até quanto gostaria de gastar, pois viajar dentro do Brasil ainda é mais econômico do que ir para fora. Eu sou apaixonada por todos esses destinos que vc mencionou, até mesmo San Andrés, que não conheço ainda, mas sei que é maravilhosos e quero ir. Realmente é difícil eu te dizer para onde você deve ir porque, salvo Los Roques e San Andrés que possuem propostas parecidas, os demais são super diferentes. Por fim, você falou de Fernando de Noronha e eu sou louca por esse arquipélago. Pena que ainda não consegui retornar, mas está nos planos. Noronha é um paraíso sem igual e que todo brasileiro deveria poder visitar um dia. Dentre esses três, Lençóis Maranhenses - Noronha ou Peru, você com certeza gastará menos em Lençóis. Por isso que falei que você deve avaliar a questão financeira também.
      Boa sorte na escolha. Qualquer um deles será um paraíso! Apenas verifique essas questões do orçamento, da melhor época e já comece a viajar no planejamento.
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  17. Respostas
    1. Depois me conte qual o destino escolhido!
      Beijos

      Excluir
  18. Esse blog é vsuper ultra detalhado de informações... Obrigada pelo tempo dedicado a colocar as informações... Deus abençoe

    ResponderExcluir
  19. Esse blog é vsuper ultra detalhado de informações... Obrigada pelo tempo dedicado a colocar as informações... Deus abençoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Que palavras lindas. Mil desculpas não ter respondido antes. Por algum motivo, seu comentário ficou perdido e só vi agora. Eu que agradeço pelo carinho.
      Feliz 2017
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  20. Excelente dicas! estou indo agora em agosto...suas dicas foram fundamentais
    Lily, uma dúvida; Que tipo de máquina você utiliza para tirar essas lindas fotos?
    Acha que com iphone 6 é possível fazer belas fotos nos lencóis, ou é necessário ou câmera melhor?
    Obrigada
    Giovana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Giovana! Mil desculpas pela demora em responder. Fiz mudança em agosto, depois viajei, fiquei um tempo fora e perdi alguns comentários desse período. Não deu tempo de te responder para a sua viagem para os Lençóis, mas respondo agora para as próximas viagens, ok?
      Hoje em dia eu uso o Samsung S6, GoPro Hero4 Silver e a Canon T5i, com lente 15-200mm. Mas quando fui em 2013, as câmeras eram outras. Confesso que não lembro qual era o celular. Provavelmente o Samsung Duo que eu usava àquela época e a câmera era uma aquática da marca Olympus. Que bom que gostou das fotos. Como foi a sua viagem? Conte para a gente!
      Beijos e Feliz 2017!
      Lily

      Excluir
  21. Oi, você indica Lençóis para lua de mel? É que eu e meu noivo iremos casar em agosto ( então não da pra curtir praias e lugares desse tipo), já estávamos quase desistindo de viajar após o casamento, pois os destinos de frio no Brasil não cabem no nosso orçamento, saber que Lençóis é indicado em agosto foi um presente, mas o que me diz, além das aventuras, lá traz o clima romântico que a lua de mel requer? Obrigada, ficarei feliz com seu retorno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline! Tudo bom?
      Lençóis Maranhenses é um lugar paradisíaco, viu?
      Eu recomendaria sim para uma lua de mel, mas buscaria ficar em uma pousada ou hotel melhor, mais charmoso e romântico. Mas tudo dependerá também do seu orçamento e do perfil de vocês enquanto viajantes. Vocês gostam de natureza? Desse tipo de passeio? Se sim, acho será ótimo! Agosto ainda é uma boa época, assim como Fernando de Noronha, por exemplo. Não sei se o seu orçamento comportaria Noronha, mas olhe esse destino também. Aqui no blog temos um Guia sobre Noronha e agosto é uma época perfeita para lá.
      Feliz 2017!
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  22. Oi lily suas fotos estão lindas Deus abençoes vocês.
    Eu e meu marido estamos nos programando para ir em junho deste ano mas vamos ficar na casa de minha sogra que fica na cidade de são mateus voce sabe dizer se fica perto ou longe do parque dos lenções?
    um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patricia! Tudo bom?
      Que bom que gostou de nossas fotos. É uma paixão!
      Sobre a sua pergunta, pelo que vi no Google Maps, se é que eu vi a cidade certa, São Mateus está a cerca de 5h de Barreirinhas, que é uma das portas de entrada dos Lençóis Maranhaneses.

      Qualquer coisa, coloque o endereço da sua soga no Google Maps e simule o tempo que levará para chegar em Barreinhas!

      Beijos,
      Lily

      Excluir
  23. Olá!
    Parabens pela viagem!
    Você poderia dizer qual melhor calçado pra caminhar nas dunas?
    penso que tenis seja complicado, mas descalço deve ser quente!hehe
    obg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bom?
      A areia das dunas dos Lençóis, por incrível que parece, são frias em razão da intensa evaporação da água na região. Eu andei somente descalça ou de chinelo. Não vi necessidade de nada além disso. Mas, se preferir levar algo mais fechado, como uma papete ou crocs, fique à vontade.

      Abraços,
      Lily

      Excluir
  24. Olá Lily !!
    O seu relato foi o mais completo que achei e me passou uma segurança imensa.
    Estou indo no mês de julho para uma formatura e aproveitar e fazer um passeio. De dois dias apenas, mas espero curtir muito.
    Tenho duas dúvidas: qual o melhor calçado para caminhar nos passeios? e qual a melhor câmera para levar, um semi profissional da Canon ou uma câmera digital Kodak easyshare mesmo? Li o seu relato e estou preocupada com a integridade da minha câmera. rsrsrs
    Desde já, Muito grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cláudia!
      tudo bom? Muito obrigada pelo carinho e pelo comentário! Fico muito feliz com o feedback dos nossos leitores.
      Julho é um ótimo mês, com certeza! Você vai amar!
      Dois dias é mesmo pouco tempo e acho que você ficará morrendo de vontade de voltar rsrs...

      Sobre o calçado, eu andei descalça nas dunas ou no máximo de chinelo. Não vi necessidade de nada além disso. A areia é fria devido à intensa evaporação da água na região.

      Sobre a câmera, quando eu fui, naquela época, eu levei apenas celular e uma câmera aquática que eu tinha da marca Olympus. Eu não tinha a Canon T5i naquela época e, hoje em dia, acho que levaria sim. Mas isso é algo pessoal. O importante é ter o kit de limpeza certo para tirar a areia depois, se levar a sua semi profissional. Mas uma aquática tipo a GoPro já vai atender muito bem também.

      Espero ter ajudado,
      beijos,
      curta muito!!

      Excluir
  25. Olá Lily !!
    O seu relato foi o mais completo que achei e me passou uma segurança imensa.
    Estou indo no mês de julho para uma formatura e aproveitar e fazer um passeio. De dois dias apenas, mas espero curtir muito.
    Tenho duas dúvidas: qual o melhor calçado para caminhar nos passeios? e qual a melhor câmera para levar, um semi profissional da Canon ou uma câmera digital Kodak easyshare mesmo? Li o seu relato e estou preocupada com a integridade da minha câmera. rsrsrs
    Desde já, Muito grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cláudia
      tudo bom? Muito obrigada pelas palavras!
      beijos,
      Lily

      Excluir
  26. Achei bem legal suas dicas!
    Vou viajar no começo de agosto. Vou ficar 3 dias em São Luís. O que é legal conhecer em São Luís?
    Depois vou conhecer lençois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elaine!
      Desculpe-me pela demora em responder. Não fui notificada do seu comentário.
      Sobre sua viagem, se é que ainda dá tempo de ajudar, o que posso te dizer é que eu somente passei por São Luís, sabe? Não fiquei por lá e não me sentiria apta a dar muitas dicas, salvo as já conhecidas, como visitar o Centro Histórico da cidade (rua do Giz e Casa da Festa), tentar curtir um pouco das praias (mas acho que você nem vai gostar muito, se comparar com Lençóis Maranhenses, porque as praias de São Luís não são muito famosas... mas pode tentar conhecer Calhau e o Bar do Nelson para ter uma experiência típica de reggae, Olho d‘Água e Araçagi), visitar a Lagoa de Jansen onde há muitos restaurantes e bares movimentados, principalmente à noite, conhecer o Teatro Arthur Azevedo, o Palácio dos Leões, a Igreja da Sé, Palácio Daniel de la Touche... e, se tiver um tempinho extra, um bate e volta a Alcântara e Raposa, para ver o corredor das rendeiras.

      Espero ter ajudado um pouquinho.
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  27. Respostas
    1. Olá, Eliza.
      Esta viagem eu fiz em 2013 e levei uma câmera Sony que era waterproof na época. Além do celular, que na época era um Samsung mais simples. Até que renderam belos registros, não é mesmo?

      Hoje em dia, eu tenho uma Canon T5i, o celular Samsung Galaxy S6 e a GoPro Hero4 Silver.

      Beijos,
      Lily

      Excluir
  28. Esse relato me ajudou muito a entender a dinâmica do lugar li diversos posts e nao estava entendendo como funcionava o local gostei muito.

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós que agradecemos pelo carinho! Que bom que pudemos ajudar.
      E aí, você foi? Gostou?
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  29. Oi Lily, tudo bem?
    Vou passar a semana do ano novo com meu marido em Barreirinha.
    Gostaria de saber se à noite faz frio por lá? E se precisamos nos preocupar com os mosquitos? Li em algum lugar que precisamos tomar vacina contra febre amarela, acha que precisa? como somos muito brancos, gostaria de saber se o calor é como no Atacama? Agradeço desde já.
    Melissa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Melissa
      tudo bom?
      Em primeiro lugar, não sei se você sabe que essa época do ano é, infelizmente, de seca. As lagoas intermitente estarão provavelmente secas e as lagoas fixas possivelmente estarão com o nível bem baixo de água.

      Sobre os mosquitos, quando eu fui, não tive problemas com eles nos passeios, mas havia sim mosquitos na pousada. Acho bom sim levar repelente. Eu sempre levo o meu por via das dúvidas porque sou do tipo que "atrai" , sabe?

      Em relação à vacina da febre amarela, eu desconheço essa obrigação. Agora, por questão de segurança, considerando que tivemos um surto no Brasil esse ano com inúmeras campanhas de vacinação e muitos casos registrados nas regiões Sudeste (Minas Gerais) e Centro-Oeste, eu tomaria sim, caso você nunca tenha tomado, ainda mais porque vários países do mundo exigem que brasileiro apresente o Certificado Internacional da Vacina e acho válido você já ter se gosta de viajar.

      Espero ter ajudado.
      Beijos,
      Lily

      Excluir
    2. Pois é, fiquei sabendo que a maioria das lagos estarão secas, mas é a única época que conseguiremos viajar por causa do trabalho. Valeu pela dica das vacinas, gostamos muito de viajar, vou procurar onde posso tomar. Sobre o clima, como é? Muito quente como o Atacama e um friozinho na noite?
      bjos

      Excluir
    3. Oi, Melissa
      tudo bom?
      então, quando eu fui (mês de julho) era calor o dia inteiro! Muuuuito calor! Se você for friorenta, leve um casaquinho leve para usar à noite ou no final da tarde se estiver ventando. Mas eu não usei. No máximo, eu colocava saídas de praia e vestidos de manga comprida para me proteger do sol, para não queimar tanto rsrs...

      Beijinhos,
      Lily

      Excluir
    4. Obrigada novamente Lily pelas dicas, ajudou e muito.
      bjos

      Excluir
    5. Estamos às ordens!
      Depois volte para nos contar como foi e as novidades do lugar, ok?
      Beijinhos

      Excluir
  30. Muito obrigada pelas informações, irei agora em dezembro com minha família inteira, 54 pessoas acredita.. Vai ser ótimo e levarei em consideração todas as informações, estou ansiosa e espero apreciar e aproveitar ao máximo. Irei até Jericoacoara.. 😊😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia! Será uma farra! Vocês vão adorar. Depois venha me contar com foi, viu?
      Divirtam-se muito e aproveitem cada segundo desse paraíso!
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  31. Ótima materia, este lugar é realmente maravilhoso, ja fui uma vez e ano que vem vou de novo. Eu amo viajar :DD um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Matheus!
      É um paraíso mesmo, não é? Foi uma das viagens mais incríveis que já fizemos. Quero voltar também!
      Abraços e um Feliz Natal!
      Lily

      Excluir
  32. Uauu, vou programar minha viagem por aqui. O maranhão é muito abençoado se Deus quiser estarei la em 2018

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Otávio! Tudo certinho?

      Vai dar tudo certo sim! Você vai adorar essa terra linda! E depois volte aqui para nos contar como foi, viu?

      Um Feliz Natal!
      Abraoços,
      Lily

      Excluir