sábado, 12 de abril de 2014

Los Roques: 5° Dia, em Cayo de Água

Finalmente, hoje foi o dia de Cayo de Água!





Criamos coragem de enfrentar o mar, o vento, as ondas e uma viagem de mais ou menos 1h.

Na ida, fomos muito bem para o que eu esperava. A lancha, que foi contratada pela Posada La Cigala (a lancha da La Cigala é mais devagar e não faz esses passeios distantes, por isso tivemos que contratar por fora e custou 600 bolivares por pessoa, pago no pier), tinha um tamanho médio e levou 12 passageiros.

Foi uma viagem com emoção! Estilo montanha russa, sabe?

Por isso não recomendo para crianças pequenas nem pessoas que sofram de problemas na coluna um passeio como este em temporada de ventos fortes! Quando a lancha bate na onda com força, a gente chegava a quicar no banco.

Na ida, antes de chegar em Cayo de Água, paramos em Dos Mosquises, um lugar lindo para fotografar e também para conhecer o Projeto de Preservação das Tartarugas Marinhas, onde se paga 20 bolivares para entrar.



Eu olhei o projeto de fora e, para quem já foi em alguns dos pontos do Projeto Tamar, preferi não ir e curtir a praia e tirar fotos. Acabei encontrando 2 estrelas do mar ali na praia lindinhas! E vi as tartarugas dos tanques do projeto.

A pausa em Dos Mosquises foi curta, de uns 30 minutos.

Então, seguimos para o destaque do dia: Cayo de Água!


Éramos 4 lanchas e 18 barracas de praia em Cayo de Água.  Uma praia enorme e paradisíaca!!

Cayo de Água é tudo o que esperamos do Caribe! Um sonho! Lindo demais!!

O estreito de encontro dos dois lados do mar é incrível! Foto tipo cartão postal!

A gente caminhou muito, muito mesmo, para os dois lados da praia e até o farol. Tudo incrível de lindo!

Detalhe: tem bastante guaripete em Cayo de Água! Rsrs... São safados esses calangos e ficam sempre rodeando as cavas de bebidas.



Chegamos em Cayo de Água por volta das 11:30 e saímos às 15:00.

Então fomos para Carenero e ficamos uns 20 minutos só para uma pausa e aliviar as batidas das ondas no barco.



Voltamos para Gran Roque e conseguimos andar um pouco pela vila.

Chegaram vários produtos novos na farmácia das marcas Vichy, La Roche Posay e Avene, com proteção solar, e preços variando entre 500 e 1000 bolivares.

E finalmente conheci o famoso Gustavo, corintiano, que fica na praça principal de Gran Roque vendendo suas pérolas: brincos, cordões, pulseiras de pérolas verdadeiras a um preço que não se pode imaginar.

E mais um jantar excelente na La Cigala encerrou nossa noite com a companhia dos casais brasileiros com quem fizemos amizade: Symone e Júnior,  Dani e Thiago. Muita charla e risadas com nosso amigo Joel, que trabalha na La Cigala! "No pasa nada!"




Nenhum comentário:

Postar um comentário