quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Primeiro dia em Mendoza: chegada + Bodega Vistalba




Ahhhh.. finalmente chegou a viagem do reveillon e nem mesmo a demora para chegar na cidade de Mendoza ia me desanimar.

Como expliquei nos posts anteriores, eu resolvi economizar na passagem e perdi uma noite de sono por isso, no aeroporto de Cordoba, por conta da conexão cruel que acabei fazendo. O aeroporto de Cordoba, aém de não ter nada para fazer, um Duty Free minúsculo e ridículo, ainda por cima estava cheio de bichinhos e insetos... pouco confortável, embora não fosse um aeroporto pequeno. Eu diria que ele é mediano.



Chegando em Mendoza, o motorista Jose, que foi contratado pelo Hotel Amerian Executive, já estava por lá aguardando.  Meu voo atrasou, o voo dos meus amigos atrasou mais ainda.

Resultado disso: perdemos a visita na vinícola Vistalba, que estava marcada para às 11h.






Na verdade, talvez tivéssemos até conseguido pegar a visita se não tivéssemos trocado logo o dinheiro em casa de câmbio ou não tivéssemos feito uma pausa para tomar um café e acordar.

Fato é que o intervalo ficou muito curto e na Vistalba não teve jeito. Perdemos a visita, sem chances de dar um jeitinho de conhecer a vinícola. Fizemos somente a degustação e mesmo assim a guia estava com "cara de pressa" porque chegamos atrasados.

Mas, antes disso, devo explicar que fomos direto do aeroporto fazer os passeios. Portanto, paramos rapidamente no centro de Mendoza em uma agência de câmbio e conseguimos um bom câmbio para o dólar: 1 dólar = 9.70 pesos. Lembrem-se do dólar blue e da especulação enorme para trocar o dólar. A questão é a seguinte: câmbio oficial não é vantajoso + cambista de rua é perigoso + prefira casas de câmbio com cara de certinhas.

Não confiem nas pessoas que ficam te assediando pelas ruas chamando para fazer câmbio. Infelizmente, na Argentina, há muita nota falsa e não se pode dar mole. Cuidado com esse câmbio negro das ruas! Muita atenção mesmo para não ser enganado nem ter problemas com a polícia local. Eu achei ótima casa de câmbio para onde o Jose nos levou, pois tinha cara de certinha e organizada. Trocar no hotel também pode ser uma opção segura, mas o câmbio jamais será o mais vantajoso. O mesmo vale para o aeroporto, onde o câmbio também não é vantajoso.

Depois de fazermos o câmbio, paramos rapidamente para um lanche com café, para acordar, já que nós 4 tínhamos virado a noite viajando e íamos direto fazer um passeio pelas vinícolas, ou seja, já chegar chegando mesmo, com pé direito enfiado na jaca, ou melhor, no barril de vinho! kkkk...

Nossa primeira visita foi então à Bodega Vistalba, que fica na região de Lujan de  Cuyo.





Eu lamentei profundamente não ter conseguido fazer a visita guiada, pois a vinícola é muito bonita.

A Bodega Vistalba é ícone na fabricação de vinhos tops. É uma bodega estilo boutique, mais chique, sabe? Ela é menos industrial e bem menor do que outras bodegas famosas como a Norton, a Luigi Bosca ou a Chandon. Estas últimas, por exemplo, são grandes exportadoras também, mais comerciais.


Começamos a degustação com espumantes

Então, chegando na Vistalba, já pegamos a degustação de vinhos quase no final

Eu praticamente tive que implorar para a guia fazer uma degustação para a gente. Eu expliquei todo o ocorrido e sobre o atraso no voo da Aerolíneas e, no final, consegui "arrancar" uma degustação com ela, meio que às pressas.

Conhecemos por lá um casal de brasileiros que estava hospedados fora do centro de Mendoza e que resolveram ir pedalando conhecer a Vistalba. Acabaram também se atrasando e disseram que a gente não perdeu grande coisa.

Por sugestão deles, nós fizemos uma degustação misturada. A guia nos ofereceu 3 tipos de degustação de vinhos: da  linha clássica, reserva ou premium. Então, como estávamos em 04 pessoas, escolhemos 2 degustações premium, uma clássica e uma reserva.




Não recomendo fazer da forma como degustamos! Principalmente da forma corrida como fizemos. Pois era muito fácil esquecer e confundir os vinhos.

O ideal é escolher só a premium mesmo ou a reserva, pois são os vinhos mais tops da Bodega e assim você não se confunde depois. Se estiver em casal ou com amigos, pode pedir também só uma degustação e compartilhar a mesma taça. Se bem que a quantidade servida para degustar é pequena, cerca de 3 dedos (deitados, é claro! rsrs... ) mais ou menos. É só para você realmente conhecer o sabor do vinho e depois, se quiser, comprar nas lojas das vinícolas.



Vinhos que degustamos + potinhos de chocolates

No ambiente de degustação havia também potinhos de chocolate para a gente comer, o que achei muito interessante, pois a proposta é anular o gosto que ainda restou na boca e não prejudicar a degustação do próximo vinho.

E, também super legal, era o azeite que também foi oferecido, com pães, para degustação. Uma boa tática para os que têm baixa resistência ao álcool em um tour Baco como este é:

- levar sua água (geralmente as vinícolas não servem água durante as degustações e, em Mendoza, você já começa a fazer visita com degustação às 09h da manhã!).
- se a Bodega oferecer esses chocolates ou pães com azeite, não deixe de experimentar. Primeiro, porque a tendência é que o azeite seja excelente, com baixo grau de acidez (em torno de 0.2). Segundo, porque assim você estará menos suscetível a ficar "altinho" rápido.



Meus vinhos prediletos na Bodega Vistalba foram o Vistalba Corte A e o Vistalba Corte B. Degustamos também espumantes que eu adorei.

Terminada a degustação, ainda consegui espiar um pouquinho dos ambientes internos da vinícola e, aproveitando uma porta aberta, vi o local de armazenamento dos barris.





Do lado de fora, a região é belíssima! Com a Cordilheira dos Andes sendo seu pano de fundo, a vinícola é realmente um espetáculo.





A loja também é bem legal, bonita, moderna, como quase tudo em Mendoza, já que a cidade teve um grande salto de desenvolvimento e reconhecimento mundial como grande produtora de vinhos nos últimos 20 anos. Portanto, tudo parece bem novinho e com carinha de super bem cuidado.





Na lojinha da Vistalba, além de um abridor de vinhos (eu adoro levar souvenirs para casa dos lugares que conheço e, em Mendoza, não vi nada melhor do que esses abridores de vinho estilizados e bem práticos também), acabei comprando um vinho branco. Sim, branco!






Na terra onde a uva Malbec é a queridinha, a mais famosa da região, e que produz vinhos tintos, eu quis comprar um vinho branco da uva Torrontés, que é uma uva muito famosa também em Mendoza, que produz mais vinhos brancos. Isso porque eu tinha em casa alguns vinhos da Vistalba que comprei quando eu fui a Puerto Iguaçu (cidade argentina que faz fronteira com o Brasil e com Foz do Iguaçu, onde eu super recomendo que se vá passear, comer nos seus maravilhosos restaurantes e também comprar vinhos, pois os preços são ótimos!!).




E assim foi minha rápida experiência na Vistalba!

A próxima vinícola foi a Zuccardi! Não percam o próximo post...

Um pouco mais da Bodega Vistalba, em fotos, para vocês verem!!








8 comentários:

  1. Lili!!
    Que lugar maravilhoso, voce tinha comentado, mas só depois de ler seu relato que dei conta da viagem maneira que deve ser =)
    Cenário bem maneiro e a degustação tudo de bom!
    Ansiosa para ver o resto dos relatos.
    Beiijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris!
      Que bom que gostou!
      Eu curti muito a viagem! Foi muito boa! Lugares lindos, parreiras cheias de uvas, vinhos maravilhosos, comida excelente, passeio à montanha... olha, fizemos de tudo um pouco! Foi excelente!!!
      Em breve vou publicar mais!
      Muito obrigada!!!
      Beijinhos,
      Lili

      Excluir
  2. Vendo essa fotos dá muito vontade de ir pra lá. Eu quero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monica, eu adorei!
      Como planejei aos poucos e já com 05 meses de antecedência eu tinha as passagens e hotel reservados, consegui fazer uma viagem bem bacana e com um orçamento legal! Comi muito bem! Bebi vinhos maravilhosos! Foi super divertido e bastante completo! Eu recomendo!
      Beijinhos

      Excluir
  3. Lili, que delícia de viagem e de visita, heim?
    Eu amo vinhos, e consequentemente amo visitas à vinícola. Inclusive, não esqueço da que me indicou e eu amei em Niagara-on-the-Lake.
    E a paisagem em volta?
    Eu sempre achei Mendoza no meio do nada, difícil de chegar, etc... pensava que não valia a pena. Mas depois que vi suas fotos, fiquei com muita vontade de conhecer. Já até sondei umas pesquisas!
    Bjoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiii!!! Obrigada pelo comentário!!
      Então... Mendoza não é um destino facinnn de chegar, né? Bem que a Gol ou a Tam podiam liberar uns voos para lá, direto ou com conexão... seria um sonho!!
      Somos duas fãs de bons vinhos, né? Embora eu não entenda muito dos tipos nem das harmonizações (sou capaz de beber espumante comendo churrasco numa boa!! kkkkkk...), mas aprecio muito a bebida!!!
      Vale a pena sim planejar uma ida para lá. Achei 5 dias um tempo bem bacana o que torna maravilhoso para ir em feriados prolongados... e foi uma viagem relativamente barata, porque usei milhas! Acho super válido!
      Que bom que você gostou!!!
      Beijinhos

      Excluir
  4. Olá! Me interessei muito nos posts sobre Mendoza, estamos planejando uma viagem por lá em julho deste ano. Gostaria de saber como vc se locomoveu por lá... se alugou carro, ou fez tour... pq vi que vc mesma que fez as reservas (tb costumamos fazer o máximo possível por nossa conta). Obrigada pelas dicas! Abraços, Luise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luise,
      tudo bom? Mendoza é um lugar maravilhoso, especialmente para amantes de um bom vinho!
      Dê uma olhada no nosso Guia de Mendoza que está neste link --> http://www.blogapaixonadosporviagens.com.br/2014/03/mini-guia-de-mendoza-argentina.html

      Nele você encontrará todas as informações! Nós contratamos um motorista particular que nos levou às vinícolas e também para a Cordilheira!
      Nós mesmos fizemos todas as reservas.
      Qualquer dúvida, após ler o guia e os texto, se eu ainda puder ajudar em algo, pode contar com a gente!
      Beijos,
      Lily

      Excluir