quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Mendoza: Restaurantes + Comidinhas

Já que não dá para viver só de vinhos e montanhas, vamos também falar da parte gastronômica de Mendoza, certo??



Como já expliquei nos primeiros posts, em alta temporada ou em feriados muito procurados, a maior dica é fazer as reservas de tudo quanto for possível antes de viajar. Isso vale para as vinícolas, principalmente as melhores, estilo boutique, como também para os restaurantes.

Minha viagem foi no reveillon de 2013 para 2014 e iniciei esse processo de reservas no mês de novembro.

Confesso que minha principal fonte de pesquisa a respeito dos restaurantes foi o ranking do site TripAdvisor.

Comecei a ler sobre os restaurantes lá listados e disparei vários e-mails perguntando, primeiro, sobre o jantar da noite de Ano Novo (era o que mais me preocupava no início) e depois sobre almoço no dia 01º de janeiro.

Decidi passar a noite de Reveillon no restaurante Lo de Fer, que ainda mantém o Primeiro Lugar no Ranking do TripAdvisor, e me apresentou uma proposta que amei de cara: o restaurante não é propriamente um restaurante, mas sim uma casa familiar, adaptada, onde a família te recebe com todo o carisma e simpatia do mundo!! Depois escreverei só sobre eles porque merecem um post separado pela alegria que nos proporcionaram na Virada do Ano.

Bem, eu tentei fazer reserva para jantar em vários restaurantes, escolhas que foram baseadas no ranking do TripAdvisor de restaurantes que estivessem localizados mais próximos ao hotel Amerian Executive, onde me hospedei. Muitos não me responderam, outros disseram que estavam cheios, alguns disseram que não iam funcionar... no final das contas, deixei, por garantia, reservados 2 restaurantes para jantar: Azafrán e Florentino Bistro.

Verdade seja dita: TEM QUE SE ESFORÇAR PARA COMER MAL EM MENDOZA!! Como eu li depois em vários blogs trocentas indicações de restaurantes e como o próprio ranking do TripAdvisor traz inúmeros comentários maravilhosos sobre a gastronomia mendocina - que faz jus à fama argentina para uma bom corte de carne - eu fiquei bastante tranquila com minhas escolhas para jantar.

Aliás, diga-se de passagem, comi muito bem em todos os lugares onde estive e paguei preços absolutamente justos e baratos, principalmente se comparados ao  Rio de Janeiro (que anda uma loucura... isso para não dizer uma verdadeira extorsão!).

Um detalhe importante: para os almoços eu fiz reserva na Família Zuccardi para o primeiro dia. Para o segundo de passeio, almoçamos no restaurante de Villas Cuevas (passeio a Alta Montanha). No terceiro dia, a reserva do almoço foi no Cavas Wine Lodge. Para o quarto dia, almoçamos no Spa Thermas Cacheuta, cujo passeio já incluía o almoço. No último dia em Mendoza, que foi dia 01º janeiro, feriado, com quase tudo fechado, acabamos comendo umas empanadas num barzinho na Peatonal Sarmiento.

No final das contas, não consegui ir ao Florentino Bistro porque voltamos tarde do passeio que fizemos neste dia da reserva e não conseguimos nos aprontar para ir, sem contar que minha amiga passou mal e, depois da falta de água no hotel (lembram que faltou água no hotel rsrs...), saí bem tarde com meu namorado e fomos caminhar pela super top e badalada Av. Aristides, repleta de bares, pubs, cervejarias, onde fica o super indicado pub El Palenque, que é referência local. Optamos pela cervejaria local Antares, que fabrica suas próprias cervejas e chopes. E foi uma excelente dica do Hotel Amerian Executive, pois eu saí pensando em caminhar na direção da Plaza Independencia quando o recepcionista do hotel me orientou a ir para a Av. Aristides, lugar mais descolado e repleto de opções mais jovens e bacanas.

E outro lugar ótimo que nos encantou e onde fui por duas vezes é a Heladería Perín, bem pertinho do Azafrán, na Sarmiento, um excelente lugar para se refrescar no verão super quente de Mendoza com sorvetes maravilhosos!!! 

Vamos então falar um pouquinho do Azafrán, do Antares, do Perín e da cervejaria Munich:


*** RESTAURANTE AZAFRÁN:

O excelente restaurante Azafrán fica na Sarmiento, uma rua também cheia de boas e atraentes opções de restaurantes.




Achei o preço, como já disse, muito justo. Pedimos dois vinhos, águas, duas entradas e prato principal. Por casal, ficou na faixa de R$100.00 (feitas as conversões).

Meu namorado foi na frente para garantir nossa reserva. Se você perder a reserva ou se não tiver feito, principalmente em se tratando de alta temporada, desista!! Nós vimos um casal tentando uma mesa para jantar e a primeira perguntar foi se eles tinham reserva. Com a negativa, o garçom explicou que somente mediante reserva que o restaurante estava funcionando.

Logo que chegou, meu namorado foi apresentado ao sommelier da casa que o acompanhou até a adega do restaurante, que é um luxo!

Aliás, nesta adega é possível também fazer suas refeições, mediante reserva, em ambiente super exclusivo.




Achei lindo o lugar e fiquei encantada com a variedade de vinhos e também com os preços de cada um. Fica muito mais transparente no sentido de se poder escolher o vinho e considerar também seus preços.







O sommelier orientou meu namorado que fez a escolha dos vinhos para a nossa noite. Experimentamos dois vinhos tintos muito bons.

Eles serviram entradinhas por conta da casa: deliciosos pãezinhos e pastinha, além de uma espécie de caldinho. Com o calor que fazia, confesso que o caldinho não agradou muito. Mas achei muito gentil e gostei do mimo e da recepção.



O ambiente do restaurante é outro detalhe à parte! Super aconchegante e moderno. O atendimento foi ímpar! Adorei tudo na casa. Acho que o detalhe de ter um sommerlier ajudando com a escolha dos vinhos fez toda a diferença.







Pedimos um ceviche de entrada que agradou muito no sabor, mas decepcionou no tamanho. Acho que nossa fome era tanta que esperávamos que viesse mais ceviche, até porque estava bem bom!



Nossos pratos principais tinham que ter carne!! rsrs... eu penso assim: Se estou em lugar de praia, como peixes e frutos do mar. Se estou em lugar onde a carne é o carro chefe, eu como carne!!

E olha que eu nem sou tão carnívora assim, viu? Mas ir para a Argentina e não comer seus maravilhosos e suculentos cortes de carne, é uma heresia!! Eu amo o ojo de chorizo, um corte que não tem aqui no Brasil




No final, o restaurante agradou muito e super recomendo! Façam reservas por e-mail que eles respondem e confirmam direitinho.



*** CERVEJARIA ANTARES:

Localizada na Avenida mais pop de Mendoza, a Aristides Villanueva, a Cervejaria Antares é uma excelente opção para alternar um pouco do circuito de vinhos! 




Para os fãs de cerveja, a casa tem fabricação própria!! Eu e namorado não resistimos e fizemos uma degustação de cervejas. 




Bom demais!! e haja fígado para aguentar tanto vinho e cerveja, não? rsrsrs. A casa estava bem cheia quando fomos e preferimos sentar no ambiente interno, até porque Mendoza estava fervendo no verão! Um calor digno de Rio 40 graus!




Percebi pelo menu que muitas das cervejas da Antares são premiadas na Argentina. Bem interessante também.


A casa, que tem espaço interno super amplo e externo, na calçada, também agradável, foi um achado sensacional! A Avenida Arisitides é cheia de bares, pubs, restaurantes e vale muito a pena caminhar por ela, observar os lugares e escolher onde ficar antes mesmo de qualquer indicação.

O atendimento era meio enrolado, típico de bares, até porque o lugar estava cheio, mas nada que comprometesse a casa. Eu voltaria com certeza!!

Também pedimos um menu completo de petiscos, com direito a empanadas e outras guloseimas deliciosas!!!




*** HELADERÍA PERÍN:

Com o calor que fazia em Mendoza, esse foi um dos melhores oásis que encontramos por lá! Fica na Sarmiento, bem pertinho do Restaurante Azafrán.

Já que eu não vi Freddo em Mendoza ... pausa para minha tristeza  =(( ... e também não procurei pela sorveteria Freddo... devo confessar que a Perín foi uma extraordinária e maravilhosa substituta!!

Ai... como eu aaaaaaamo sorvete de DULCE DE LECHE!! E não conheço doce de leite melhor do que o Argentino (o Uruguaio e o Mineiro moram no meu coração também, mas o Argentino é o líder!).

É claro que eu atolei o pé na jaca e passei pela Perín por 2 vezes para me esbaldar com seus sorvetes. Eu devia ter ido todo dia, mas não deu... agora fica a saudade... ai que delícia!!











*** CERVEJARIA MUNICH:

No dia primeiro de janeiro, como deixamos o dia livre para passeios ou descansar, acabei não fazendo reserva de restaurante para almoçar. Na verdade, não encontrei restaurante, daquele ranking do TripAdvisor, que funcionasse no dia primeiro, que é feriado. Poucos me responderam. 

Achei então melhor deixar totalmente livre o dia, além do fato de que acabamos tomando um café da manhã tarde e ninguém teria fome tão cedo. 

Meu voo de volta para o Brasil era só à noite, enquanto dos meus amigos era de tarde. Então, para podermos fazer algo juntos, saímos para caminhar pela cidade e praças. 

Andamos pela Plaza Italia, que fica em frente ao Amerian Executive Hotel, onde estávamos hospedados. Depois seguimos em direção à Plaza Independencia e fomos conhecer a Peatonal Sarmiento, uma ruazinha de pedestres e cheia de bares, cafés e restaurantes. 

A maioria estava fechada. Então, nossas opções eram poucas e acabamos sentando nessa Cervejaria Munich.

Olha... foi prático diante da situação, pois queríamos comer umas empanadas para passar o tempo e tomar uma cerveja local para amenizar o calor.

Mas, sinceramente, indicar eu não indico! O lugar é bem caidinho. Acho, inclusive, que a maioria ali dos bares da Peatonal são mais estranhos. As empanadas também não eram grandes coisas. 

Bem, depois de conhecer a Aristides, realmente eu não recomendaria a ninguém ficar na Peatonal Sarmiento. Se quiser um bom bar ou cervejaria, não perca tempo e vá para a Aristides.

Dica: cerveja Andes é muuuuuuito melhor do que a Quilmes, na minha humilde opinão de não mestre cervejeira! kkkk...











Nenhum comentário:

Postar um comentário