terça-feira, 25 de junho de 2013

Florianópolis: Morro da Cruz - Mirante!

Eis um lugar bem interessante que conheci nessa minha última ida a Floripa, no reveillon de 2012/2013: MORRO DA CRUZ!!

Localizado em região bem central, subimos de carro para chegar ao mirante. Primeiro problema que identifiquei foi o da falta de estacionamento adequado para quem só quer visitar o mirante. Muitas pessoas deixavam o carro em uma espécie de recuo da estrada para subida, mas ficamos até preocupados com isso e, com medo de multa, por não saber se ali era mesmo permitido estacionar, fomos bem rapidinho conhecer o mirante.

Só uma curiosidade: quem já foi a Floripa, deve ter reparado que tanto no Facebook como no Instagram aparecer a palavra Desterro para identificar o local. Sabe por que? Porque Florianópolis era originalmente conhecida como Ilha de Santa Catarina... depois passou a se chamar "Vila de Nossa Senhora do Desterro". Com a Proclamação da República, foi elevada a cidade de Desterro, nome que desagradava a muitos por lembrar os desterrados, pessoas exiladas, presas. Então, em homenagem ao então presidente Floriano Peixoto, Hercílio Luz (esse mesmo da ponte que liga a ilha ao continente - a primeira ligação, inaugurada em 1926) mudou o nome da cidade de Desterro para Florianópolis.

E, depois dessa aulinha resumida de história, ainda pergunto-me por que o Instagram e o Facebook estão mais de um século desatualizados?? rsrsrs...

Ahhh, o nome da Catedral de Floripa é justamente Nossa Senhora do Desterro, que fica no centro, até que relativamente perto do Mercado Público Municipal.

E já que o assunto é mirante, vamos entender um cadinho da geografia do local?

Que fique claro também que Florianópolis abrange não só a ilha mas também a parte terrestre que lhe faz a projeção.

Fazem parte do município de Florianópolis os seguintes distritos, localizados na ilha: Sede, Barra da Lagoa, Cachoeira do Bom Jesus, Campeche, Canasvieiras, Ingleses do Rio Vermelho, Lagoa da Conceição, Pântano do Sul, Ratones, Ribeirão da Ilha, Santo Antônio de Lisboa e São João do Rio Vermelho.

No continente, temos os seguinte bairros: Estreito, Coqueiros, Bom Abrigo, Itaguaçu, Abraão, Capoeiras, Balenário e Jardim Atlântico, entre outros.

Mas muitos que vão para Floripa querem saber mesmo é das suas praias!! E não é que o lugar contam com pelo menos 100 praias catalogadas e reconhecidas pela população local. Além disso, tem também uma grande laguna, a Lagoa da Conceição, e uma grande lagoa, a Lagoa do Peri. Já imaginaram a quantidade de trilhas e passeios ecológicos possíveis para se fazer por lá?? Haja lugar para explorar pela ilha, hein??

Uma pena que o tempo, mais uma vez, não foi tão brother comigo... não choveu tanto como no reveillon anterior - graças a São Pedro!!! Mas, o tempo também não ficou assim tão firme que permitisse arriscar umas trilhas legais. Por exemplo, soube que tem uma trilha muito bonita, para o sul da ilha, para chegar na Lagoinha do Leste, uma praia deserta que só é alcançada por uma trilha relativamente difícil, a partir do Pântano do Sul. Fica para a próxima, né??

Aliás, li que alguns testes de balneabilidade revelaram praias impróprias ao norte da ilha, lá mesmo onde fica a região de Jurerê Internacional, considerada a mais très chic de todas, onde tomar espumante à beira do mar é banal e comum. Imagino que o sistema de saneamento básico das maravilhosas e lindas mansões que existem na região não seja lá dos melhores, uma das possíveis causas de poluição. Enfim... mas esse é outro papo...

Quanto ao Mirante do Morro da Cruz, embora não seja o ponto mais alto da ilha, com seus 285 metros, ele proporciona um sensacional visu e é de fácil acesso. Tem-se uma visão geral das duas baías, das pontes Hercílio Luz, Colombo Salles e Pedro Ivo Campos, o bairro Trindade, parte da costa leste de Floripa, entre outros. É nesse morro em que se encontra a maioria das emissoras de televisão.

A vista vale a pena a subida, mas o lugar merecia estar com uma conservação melhor. Podia ser feito ali algo com infraestrutura bem bacana para receber os turistas. Como eu disse, já logo senti a falta de um estacionamento decente (acho até que tinha um pago dentro da área de uma das emissoras de TV, mas nem chegamos a conferir).

Recomendo ir, mas de preferência em grupo e eu não iria à noite para lá. A vista é bem bacana e dá uma noção interessante da Ilha.

A subida fica mais ou menos na direção do Shopping Beira-Mar






região de manguezais perto da Universidade Federal




Nenhum comentário:

Postar um comentário