sexta-feira, 15 de março de 2013

Paraty: Circuito Gastronômico!!


Aeeeehhhhh... retornando após um abafado, quente e longo verão (na verdade, aqui no Rio de Janeiro, apesar da trégua feita hoje, o "calordusinfernos" segue firme e forte), estou aqui novamente... tentando finalizar os relatos inacabados do ano passado... ai ai ai ... e tem tanta coisa legal para contar aqui... feriado da República e Zumbi que passei em Aracaju, reveillon em Floripa, carnaval em Maceió... é tanta coisa bacana, que, com a falta de tempo e correria das últimas semanas, eu fiquei pensando por onde retomar...

Nada então mais justo do que voltar relatando sobre essa delicinha de lugar chamado Paraty!! Já declarei meu amor por Paraty em outras ocasiões aqui no blog e não terminei de escrever sobre minha última ida.

Para lembrar um pouco, vejam os posts abaixo:

- Paraty: indo e voltando

Eu não tive muito tempo em Paraty dessa última vez que fui (final de setembro de 2012), mas li comentários tão maravilhosos sobre vários restaurantes na cidade que já viajei com água na boca para tentar conhecer o máximo que desse.

Aliás, boa parte das dicas sobre os restaurantes eu obtive no meu queridíssimo site TripAdvisor. Tem muita resenha interessante por lá e sempre dou uma olhada antes de viajar para sondar os comentários dos turistas.

Isto posto, considerando que eu cheguei em uma sexta-feira à noite, fiquei sábado em Paraty e, no domingo, após um passeio pelo Centro Histórico pela manhã, zarpei para Trindade, até que minha MARATONA GASTRONÔMICA rendeu bons frutos!!!

Vejam só o que deu para eu conhecer:

**RESTAURANTE MARGARIDA: logo na entrada do Centro Histórico, esse aconchegante restaurante agrada-me bastante. A depender da época do ano, tem que ser feita reserva. Ele é bastante movimentado e ainda oferece, para quem curte, música ao vivo. O cardápio é variado, mas os frutos do mar sempre são carros-chefes para mim!!

É a segunda vez que visito a casa e não me arrependo!!! Em casario antigo, com decoração que nos remete aos tempos coloniais, rico em madeira, o lugar tem amplos salões e garçons (ao menos das duas vezes em que estive e fora da alta temporada) atenciosos. Os preços não são baratinhos. Aliás, bons restaurantes em Paraty não são baratos. Comparando com o Rio de Janeiro, os preços são parecidos (talvez um pouco mais barato que o  Rio).

Pedimos uma entrada de ceviche, dois drinques e um prato de camarões. Preço em torno dos R$100,00 para duas pessoas.















**PARATY 33: já passei na frente algumas váááárias vezes. Sempre cheio! Muito cheio! Nunca entrei. Conheço quem já tenha entrado, mas não são pessoas que foram para apreciar o cardápio e sim a azaração. Como em Paraty não há boates (pelo menos eu desconheço!!), o Paraty 33, que costuma oferecer shows com bandas dos mais diversos estilos musicais, atrai a galera mais jovem atrás de uma noitada.




**CENTRO HISTÓRICO À NOITE: na praça da Igreja Matriz, há muita opções de bares, quase sempre cheios e animados.






**BANANA DA TERRA: li tantos comentários tão maravilhosos sobre esse restaurante, que é quase uma unanimidade na preferência do pessoal que costuma relatar em blogs sobre os restaurantes em Paraty, que eu tive que conferir!!

Voltando do passeio de escuna, no sábado, como não almocei no barco (a escuna Cigano oferece almoço a bordo, mas não curti muito o cardápio) deixei muuuuuito espaço guardado para iniciar minha maratona/circuito gastronômico em Paraty!!

A ideia era entrar na maior quantidade de restaurantes que desse, considerando o horário de fechamento dos restaurantes em Paraty, em torno das 24:00/01:00 em baixa temporada, pedir ao garçom o prato mais famoso, o carro-chefe, saborear um drinque, e migrar para outro restaurante na sequência!!

Coisa de maluco?? kkkkkk... Apaixonados por experimentar novos sabores!!! Ainda bem que o boyfriend topou o esquema doido de jantar, migrando de restaurante em restaurante!!! =))

Começamos, então, pelo badalado e famoso Banana da Terra. Como ainda era cedo, por volta das 18:00 (voltamos do passeio de escuna, fomos ligeiramente à pousada para um banho, e fomos atolar o pé na jaca... ), o restaurante estava vazio, LITERALMENTE VAZIO, pois acabava de abrir!! Muita sorte, porque o lugar, pela fama que mantém, costuma ser cheio e, muitas vezes, recomenda-se fazer reserva.

Com o restaurante todo para a gente, os garçons estavam hiper atenciosos. 

Seguindo o combinado, pedimos um prato principal para dividir: peixe em crosta de pimenta limão com risoto de palmito pupunha. Divino!!! E, para acompanhar, considerando a fama de Paraty em relação às suas cachaças e alambiques (a cidade sedia o Festival da Pinga), eu iniciei os trabalhos com as caipifrutas de cachaça: abacaxi com pimenta e tangerina com manjericão. Amei as misturas e sabores!! Os preços ficaram em torno de R$100,00 para duas pessoas.

O restaurante conta com uma decoração muito rica e bonita!! Eu fiquei encantada. Vejam nas fotos!!













**RESTAURANTE BARTHOLOMEU: seguindo na mesma rua do restaurante anterior, praticamente ao lado, encontra-se esse outro restaurante muito bem conceituado em blogs e sites sobre Paraty e seus sabores. 

Ainda cedo (eu comecei a maratona gastronômica às 18:00!!), o restaurante estava vazio. A vantagem de entrar nesses restaurantes vazios, além de ter um atendimento praticamente exclusivo dos garçons, é poder bancar a turistona tirando várias fotos, dos mais variados ângulos, no restaurante, sem incomodar os clientes. 

Havia música ao vivo. Um ambiente bem agradável. Conseguimos uma mesa na janela. Mais um casario antigo, seguindo o estilo do Centro Histórico de Paraty, poder sentar perto da janela, ouvir uma boa música ao vivo e ver o vai-e-vem das pessoas na rua... bom demais!!! 

Há no interior um salão com sofá, que imagino servir para quem aguarda na reserva. Com decoração mais rústica do que o restaurante anterior, o Bartholomeu também é muito aconchegante.

Pedimos novamente um prato para dividir: filé de robalo em crosta de castanhas com risoto. Para acompanhar, continuei nas caipifrutas de cachaça local. Preço para o casal ficou em torno dos R$75,00 (apenas uma caipifruta dessa vez!!)













**CAFÉ PINGADO: nada melhor do que fazer uma pausa, para digestão, depois de passar pelos excelentes restaurantes Banana da Terra e Bartholomeu. 

E o escolhido para a pausa não poderia ter sido melhor: Café Pingado!! Um café muito agradável, descolado também, em casario antigo (como tudo no Centro Histórico), com vários quitutes e guloseimas que aparentavam ser deliciosos, como bolos, cookies, brownies (a essa hora, eu só tinha olhos para doces!! kkkkk).

Mas a pausa não incluía comida, porque eu ainda estava má intencionada e finalizar a noite em outro restaurante. Portanto, seguindo o esquema da "Maratona Gastronômica", tratei logo de pedir o carro chefe da casa: café pingado com geléia de pimenta e chantilly!!! Que combinação gostosa, viu?? E ainda foi providencial para dar aquele up (lembrem-se de que eu tinha acordado cedo, fiz o passeio de barco de escuna logo no primeiro horário de manhã, voltei do passeio e fiz rápido pit-stop na pousada para começar a comilança...). A essa hora, o movimento pelo Centro Histórico já estava ficando mais intenso. Fui em baixa temporada, em final de semana, mas por causa do evento Paraty em Foco, havia bastante gente na cidade. 

Esperei nem 5 minutos por uma mesa, mas demorou um pouco para ser atendida. Nada que tirasse meu humor. Se fosse alta temporada, provavelmente a situação teria sido pior. Valeria muito contratar mais garçons, já que o entra e sai de gente no estabelecimento é enorme!! Não lembro exatamente o preço do café, mas acho que era em torno de R$8,00.











** EMPÓRIO DA CACHAÇA: ainda na mesma rua do Café Pingado, do Banana da Terra e do Bartholomeu... SIM, TODOS FICAM NA MESMA RUA, em frente ao Largo do Rosário, continuando na pausa iniciada no Café Pingado, migrei para o Empório da Cachaça!!

Para quem gosta da "mardita", super recomendo entrar na loja. Difícil mesmo é sair de lá sem ter comprado ao menos uma para degustar depois!!

E, por falar em degustação, fui honrada com uma bela demonstração das melhores cachaças por uma funcionária da casa. Ela explicou bastante sobre as cachaças, sobre os sabores, ofereceu-nos várias provinhas para degustar. Foi excelente!!! Entre cachaças e licores, experimentei uns 10 tipos de bebidas diferentes: licor de milho, licor de chocolate com pimenta, cachaças locais como a Paratiana e a Maria Izabel, entre outros. Adorei!!







**DOCINHOS PELAS RUAS DE PARATY: não precisa andar muito pelo Centro Histórico de Paraty para deparar-se com essas deliciosas barraquinhas de docinhos que são vendidos, principalmente com o anoitecer do dia. Tem como resistir?? Alguém me ensina!!! É claro que comprei uns docinhos... todos estavam na faixa de R$2,00 a R$5,00. Sobremesa garantida!!! 




**THAI BRASIL: para encerrar a noite em grande estilo e altíssimo nível, eu mal sabia que havia deixado o melhor para o final!!!

Saí completamente apaixonada pelo restaurante Thai Brasil. Ainda dentro do Centro Histórico, no sentido oposto dos outros restaurantes acima (caminhando em direção ao Largo de Santa Rita), com entrada bem escondidinha, esse aí deixou muuuito gostinho de quero mais: quero mais espaço no estômago para comer mais!!! kkkkkk... 

Bem, em primeiro lugar, que fique claro que o restaurante é para quem gosta de comida tailandesa. Como eu sou uma super fã, a tarefa mais difícil foi escolher apenas um prato do cardápio. Considerando o adiantado da hora, que o restaurante estava praticamente fechando e que foram hiper gentis em nos atender, com uma hostess que esbanjava simpatia, a decisão tinha que ser rápida. 

Pedimos dois chás gelados, um deles é o chá Thai. Os dois caíram super bem e eram, além de refrescantes, muito gostosos. 

Como prato principal e único, pedimos camarões no abacaxi com molho curry e arroz de jasmim!!! 

O lugar apresenta uma decoração muito especial. Rica em detalhes, muito bem ornamentado, repleto de cores e pinturas, tudo isso em completa harmonia, torna o ambiente ainda mais encantador. 

Para finalizar, batemos um papinho ligeiro com a dona/chef alemã,  Marina Schlaghaufer, que conduz a casa com muito requinte... uma verdadeira profusão de sabores e aromas!! Preço para duas pessoas (prato principal e os chás) em torno de R$70,00.

















**ISTAMBUL: este simpático restaurante/lanchonete, bem próximo à Rodoviária e fora do Centro Histórico, queridinho de muitos que comentam sobre as comidinhas de Paraty, como ficava perto da Pousada, resolvi dar uma espiadinha no lugar. Não comi absolutamente nada. Mas, pelo já li a respeito, as esfirras e os kebabs fazem muito sucesso!!!




** PIZZARIA DA CIDADE: estabelecimento no Centro Histórico de Paraty, a Pizzaria estava bem movimentada, apesar das altas horas em que chegamos (já passava da meia noite - outubro de 2014 - e poucas casas estavam abertas ainda). O atendimento foi muito bom, a pizza veio bem rápido. Achei a casa bem agradável, a pizza estava gostosa, com massa fina que adoro e o preço era justo/correto. Nós gostamos e aprovamos.


com Cris (@crispelomundo), outubro de 2014

6 comentários:

  1. Quando li esse post, a minha reação foi: "Como eu nunca tinha pensado nisso???" Fui a Paraty em novembro e tentei imitar seu tour gastronômico. No primeiro dia fomos ao Café Margarida e no segundo dia fomos ao Thai Paraty(acreditando que era o mesmo dono do Thai Brasil, que ainda não estava aberto) e depois ao Banana da Terra. Pedimos exatamente o mesmo prato no Thai Paraty e estava maravilhoso, mas depois descobri que não se tratava do mesmo restaurante e o dono da pousada onde ficamos nos informou de que o Thai Brasil é melhor. No Banana da Terra também copiei sua sugestão e adorei o prato! O Bartholomeu ficou para a próxima, com certeza quero voltar! E acho que vou fazer isso agora em todas as viagens... Em vez de ir a um restaurante e cada um pedir um prato, vamos a dois restaurantes diferentes e dividimos um prato só! hahaha Achei genial essa ideia, obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maííííra!!! Que fofa vir aqui compartilhar conosco a sua experiência!

      Amei!! De verdade! Fico sempre muito feliz quando os leitores voltam para dizer que a dica foi válida!

      Que bom que você conseguiu e que teve ótimos momentos em Paraty. Eu adoro aquela cidade e são tantos os restaurantes bons que só fazendo assim mesmo para a gente conhecer um pouco mais, né?

      Beijo grande!

      Lily

      Excluir
    2. Pois é Lily, acabei demorando um pouco pra vir aqui contar, mas fiquei com isso na cabeça desde que voltei de lá... Eu sempre dou uma pesquisada antes de ir conhecer um novo lugar e tive a sorte de encontrar esse post, não podia deixar de te agradecer! Realmente muitas vezes fico sofrendo pra decidir ou por ter deixado de conhecer alguns restaurantes e dessa forma dá pra ter mais experiências mesmo em viagens mais curtas, como foi o caso de Paraty, que é realmente uma perdição! Beijos e boas viagens pra nós!!

      Excluir
    3. Imagine... já fico feliz por ter vindo dar esse feedback! Muito legal mesmo! E mais feliz ainda por você ter curtido a ideia rsrs...
      Beijo grande,
      Lily

      Excluir
  2. Olá, Lily!


    Também achei maravilhosa sua idéia e pretendo por em prática da próxima vez que for a Paraty com meu esposo! Já conhecemos o Margarida Café, e gostei muito do lugar, bonito, aconchegante, com um toque de sofisticação. A adega deles então, nem se fala, divina! Porém o bolso deve estar preparado, pois de barato, não tem nada, kkk. Não conheço ainda o Banana da Terra, morro de vontade, pois só vejos elogios a este restaurante, mesmo caso para o Bartholomeu. Enfim, em Paraty se come muito bem sim, e quero deixar minha dica: Restaurante/quiosque La Luna, na praia do Jabaquara, maravilhoso! Imagina, um local rústico, mas ao mesmo tempo sofisticado, boa comida e bebida, ótimo atendimento. Onde você faz as refeições literalmente com os pés na areia, de frente para a praia, com o barulho do mar, e com sorte, e indo a noite, com a lua como anfitriã? Perfeito! Recomendo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cristiane!
      Que legal! Tomara que você consiga sim fazer esse circuito gastronômico! A gente super curtiu e se divertiu um bocado.

      E obrigada por compartilhar suas dicas. Não conheço esse quiosque, mas já fiquei curiosa.

      Beijos,
      Lily

      Excluir