segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Rio de Janeiro Gastronômico/Sugestões (2)

Um Giro Gastronômico pelo Rio de Janeiro porque, para  ter disposição para tanto samba, carnaval, futebol e praias, tem que se alimentar direitinho também!!! rsrsrs...

Como já expliquei no post anterior, Cariocas da Gema e Cariocas de Coração gostam mesmo é de COMIDA DE BOTECO, PETISCO E UMA BELA FEIJOADA (com roda de samba, caipirinha, chope e amigos, fica melhor ainda!!!).

O atendimento, o serviço, a qualidade das refeições, de modo geral, ainda precisa melhorar bastante no Rio. Está longe de ser o ideal e reclamações, infelizmente, ainda são frequentes. Eu disse DE MODO GERAL.

É claro que alguns lugares destacam-se por terem mais do que um ambiente agradável para receber seus clientes, mas também por possuírem garçons e equipe prestativa, atenciosa, agradável e simpática. Isso sem contar os deliciosos quitutes.

Restaurantes TOPS, para uma refeição completa (entrada + principal + sobremesa), ficará em torno dos R$150,00 por pessoa (isso depende muito da bebida escolhida e, se for alcoólica, essa conta poderá ser muito - muito mesmo - mais cara!! Em restaurantes TOPS, para ter uma noção, uma caipirinha custa em torno dos R$30,00 - R$40,00).

Uma boa dica para expandir seu universo gastronômico e conhecer lugares e paladares novos é aproveitar o Restaurant Week, evento que reúne diversos restaurantes pela cidade, com preços fixos para cardápios especialmente preparados para almoço e/ou jantar. Vale a pena!!

Enquanto a edição do 1º Semestre de 2013 do Restaurant Week não chega ao Rio, que tal ver se algum desses lugares, por onde estive e fotografei, não agrada?

As fotos foram clicadas com o celular e usei os recursos de edição e filtros do aplicativo Instagram para conferir um efeito mais estilizado.

** Posts Relacionados:

Rio de Janeiro Gastronômico/Sugestões: meus cliques + Instagram

Rio de Janeiro: Sugestões Gastronômicas (1)

Rio de Janeiro: Sugestões Gastronômicas (2)

Rio de Janeiro: Restaurant Week

Restaurant Week no Rio: já começou

Restaurant Week: Calendário do Primeiro Semestre




1) Boteco Colarinho: Rua Nelson Mandela, n. 100. A casa faz parte da nova rua, aberta em Botafogo, em 2010, próxima à estação de metrô. O forte do bar é, sem dúvidas, o happy hour. Prepare-se para esperar um pouco por uma mesa, já que o lugar não é muito grande, se chegar entre às 18:00 e 19:00. O carro chefe são os petiscos. E, para acompanhar, alguma cervejas importadas e nacionais são bem atraentes. Esse prato fotografado foi de uma linguiça calabresa com mussarela de búfala. Uma delícia. Preço desse prato era em torno dos R$25,00.





2) Rota 66: Eis um lugar que me agrada muito. Seja o de Ipanema (Farme de Amoedo), o do Leblon (Conde de Bernadotte), o da Cobal de Humaitá (bem pequeno) ou o da Tijuca (que me fez lembrar uma vila mexicana), para quem gosta de mex food, o Rota 66 é uma ótima pedida!! 

O de Ipanema e o da Tijuca são os maiores. A comida é muito saborosa. Adoro os combos, que proporcionam experimentar um pouco de cada: tacos, nachos, flautas, molhos... huuuummmm... fico salivando só de lembrar!! E o que dizer da marguerita frozen?? Delicinha!!! Os preços dos combos fica em torno dos R$40,00-R$50,00 (uns mais completos, outros menos, servem bem duas pessoas) e os preços das margueritas em torno dos R$15,00 (preços variam se for vodka, cachaça, nacional ou importada).





3) Restaurante Frontera: Copacabana (Av. Nossa Senhora de Copacabana 1144), Ipanema (Rua Visconde de Pirajá 128), Leblon (Rua Ataulfo de Paiva 630), Jardim Botânico e Barra.... Escolha o seu bairro e aproveite um bom rodízio de pizza e/ou crepe!! Além das saborosas massas (tem que ter muita disposição e estômago para encarar o rodízio!!!), a casa também oferece buffet self service. Um lugar bacana para comemorar happy hours e aniversários, considerando que comandas individuais são distribuídas e cada um controla a sua própria consumação. 





4) Restaurante Azumi: Rua Ministro Viveiros de Castro 127, em Copacabana, este é para quem gosta de japinha super tradicional. Campeão como Melhor Restaurante Japonês da última edição do Comer & Beber da Veja Rio 2012, o lugar, que possui uma entrada discreta (até um pouco difícil de achar), é exemplo de simplicidade e excelente atendimento. Havia lista de espera de umas 4 mesas, quando cheguei, por volta das 22:00. Em menos de 30 minutos, contudo, eu consegui sentar em uma mesa para dois (um pouco na passagem e que outros não quiseram, mas estava bom para mim!).

Ambiente com decoração simples, não é muito grande. São 3 salões e conta com duas áreas fechadas que podem ser reservadas para eventos mais particulares, como aniversários. A comida é excepcional!! E olha que nem consegui provar os sushis e sashimis porque já estava hiper satisfeita com os pratos quentes de frutos do mar que pedi de "entrada". Para acompanhar, o tradicional saquê!! 

Atendimento muito bom, atencioso e dedicado. Não hesite em perguntar aos garçons se tiver dúvida porque o cardápio é grande e alguns termos eu mesma (que sou fã de comida japonesa, mas não sou uma especialista) não entendia. As explicações são maravilhosas. Percebi que o restaurante é administrado basicamente por japoneses (nacionais e importados rsrs) e parecia pertencerem à mesma família.

O restaurante é frequentado principalmente por moradores, japoneses residentes e turistas. Quando eu fui, até a Camila Morgado, atriz global, estava presente e acompanhada. 

O preço médio dessa belezura toda não poderia ser baratinho. Paga-se pela qualidade do serviço, da comida sensacional, pelo atendimento... Uma dose (bem caprichada) de saquê mais dois pratos quentes divididos por duas pessoas ficou em torno dos R$100,00 para cada um. 

Super recomendo e vale a pena tirar um pouco o caranguejo do bolso para conhecer o Azumi.






5) Paradis: Uma charmosa delicatessen, com lounge, onde você pode apreciar desde maravilhosos macarons, chocolates a blends de café Nespresso ou Champane. Localizada na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, perto do metro da Siqueira Campos (mais ou menos entre a Constante Ramos e a Santa Clara), posso dizer que a Paradis é sim um pedacinho de Paris em pleno Rio de Janeiro.

A especialidade da casa, ao meu ver, são os macarons. Experimentei um sorvete de macaron de banana e estava simplesmente divino!!! Difícil mesmo é sair de lá se algumas deliciosas iguarias para levar para casa. O preço médio é de R$4,00 por unidade. O atendimento é super simpático e atencioso. Ofereceram-me alguns pedaços de chocolate para experimentar e, obviamente, não resisti: além do macaron, levei alguns chocolates com sabores de laranja, limão, meio amargo e ao leite. Amoooo!!! O dono, chef franês Pierre Cornet-Vernet, que já comandou restaurantes como o da sede da Maison Christian Dior, quando presente na Paradis, é muito atencioso com os clientes. 






6) Rio Scenarium: Rua do Lavradio, no bairro mais boêmio do Rio: a Lapa. Uma das mais tradicionais casas de shows, forró, samba, chorinho, entre outros ritmos tipicamente brasileiros, o Rio Scenarium ainda sem mantém como uma das favoritas opções noturnas, principalmente entre turistas. Aos finais de semana, é bastante comum ver enormes filas formarem-se a partir das 22:00. Além de dois amplos salões de dança (o de baixo sempre tem música ao vivo e o de cima costuma ser comandado por DJs que usam e abusam do melhor da MPB dançante), a casa/boate/museu/antiquário/restaurante oferece 3 andares com mesas para comes e bebes também. 

Se quiser aproveitar a saída para jantar, lanchar e dançar, chegue cedo!! Cedo mesmo!! Se chegar depois das 20:00, as chances de conseguir mesas ficam bem reduzidas. Já experimentei alguns petiscos como pastéis, quibes, bolinhos de aipim, entre outros. Todos aprovados!! Preço médio dos petiscos fica entre R$20,00 e R$30,00. 







7) Bar da Praia: na Rua João Lira n. 5, Leblon, embaixo do Hotel Marina Palace. Um lugar descolado,  sofisticado, com decoração praiana, música ambiente de lounge, conta com uma varanda que oferece uma boa vista para a rua e, em algumas mesas, uma privilegiada e bela vista da praia do Leblon, costuma reunir um público jovem e descontraído. Da última vez que fui, experimentei alguns combos japoneses, brusquetas, bebi uma deliciosa sangria (hiper refrescante para o verão). No final, a minha conta deu em torno dos R$70,00 e saí bastante satisfeita!!





8) Bar Desacato: Rua Conde de Bernadotte, Leblon. O lugar é famoso pelos seus espetinhos que são deliciosos. Amplo ambiente que disputa a clientela com outros ótimos bares que lhe são vizinhos, como o Rota 66, Sindicato do Chopp, Informal, Bar do Adão, entre outros. 

Os petiscos são bem preparados e gostosos. Os espetinhos costumam acompanhar farofa e molho. Comi um kafta que estava muito bom. E as caipirinhas?? Fantásticas!! (foto abaixo). Bebi uma de abacaxi com pimenta pela qual me apaixonei e recomendo!! Preço médio dos espetos é entre R$10,00 e R$15,00. Caipirinhas também na faixa dos R$15,00.





9) Lagoon Gourmet: Na Lagoa Rodrigo de Freitas, próximo ao clube de regatas do Flamengo, o espaço, que na verdade é um centro gastronômico, divide-se entre agradável e refrigerado lounge e uma disputadíssima varanda. A vista, da varanda, para a Lagoa Rodrigo de Freitas é belíssima, especialmente ao final do ano, com a Árvore da Lagoa (maior árvore flutuante do mundo), acesa. 

Os restaurantes San Remo, Pax Delícia, Quadrifoglio Caffé, Gula Gula e Giuseppe Grill Mar foram os escolhidos para compartilhar o ambiente.

Não sentei no lounge, mas sim na varanda (após uma lista de espera). Apesar do calor que fazia em pleno dezembro (bizarro!!), pude apreciar uma bebida bem caprichada e uma salada de grão de bico, lulas, alho poró e tomate confit que estava dos deuses!! 

O cardápio na varanda é um que apresenta opções dos 5 restaurantes. Uma grande vantagem, pois os restaurantes têm suas próprias especialidades, agradando a maioria: massas, risotos, saladas, pizzas, grelhados, frutos do mar, carne... As entradas também são muito apetitosas: experimentei um ceviche espetacular e um carpaccio de salmão muito gostoso também.

Só não gostei do fato de que, por poder cada um escolher o prato que mais lhe agradar e de restaurantes diferentes, em uma mesa de tamanho médio (éramos 5 pessoas), cada refeição chegou em momento distinto. O tempo entre a chegada do primeiro prato e o do último prato ficou em torno de 10 minutos o que foi bem desagradável. Isso poderia ter sido avisado antes, mas não foi. Portanto, se for um casal apenas e não quiser correr esse risco de cada prato chegar em momento diferente e com esse intervalo tão grande, sugiro pedir do mesmo restaurante. (Estive no final do ano e não sei se o movimento intenso foi o causador dessa demora). Preço médio dos pratos principais entre R$30,00 e R$40,00 e das bebidas em torno dos R$25,00.





10) Bibi Sucos: um lugar hiper gostosinho para uma refeição saudável e mais rápida. Os sucos, obviamente, fizeram a fama da rede. No Leblon e em Copacabana, as lanchonetes estão sempre movimentadas. Além dos sucos, as saladas montadas e os crepes são os carros chefes da casa. Para um pós praia, uma comida leve e um suco caem muito bem, não? 






11) Tantra Mongolian Grill: Estrada Leopoldo Fróes n. 38, São Francisco, Niterói. Bem, esse não é bem um restaurante carioca, mas eu não tinha como deixar de mencionar pois o lugar, como um todo, me surpreendeu bastante: ambientes com decoração bem caprichada, atendimento atencioso, preços bem acessíveis, comida excepcionalmente gostosa!! Sim, o Tantra conquistou meu coração!!

Adorei a brincadeira de preparar meu próprio prato. Você pode optar entre pratos prontos no cardápio, pelo rodízio japonês e montar seu próprio prato com as iguarias expostas em uma bancada e que depois, em conjunto, é grelhada em uma grande chapa. O sistema de preparar sua comidinha é super bacana, pois você pode misturar temperos, com algumas dicas que são colocadas em painéis, alguns são até afrodisíacos. 

Resumo da brincadeira: você come muuuuuuito bem, tudo super saboroso e com preços que talvez eu não consiga encontrar na cidade do Rio. O preço do buffet de japonês com esse esqueminha self service de comida da Mongólia (para mim, era tailandesa... rsrsrsrs... ), por pessoa, era uns R$45,00. 

Ahhhh... e tem mais!!!! Quando eu fui, pude assistir a uma apresentação de uma malabarista estilo Cirque du Soleil bem diferente. E já falei da decoração? rsrs... sei que já falei, mas é tão legal que vale a pena mencionar de novo!! A decoração é muito bonita, com temas exotéricos e budistas. A vista da praia de Icaraí, da varanda, encanta também.







12) Pizzaria Bráz: Jardim Botânico (Rua Maria Angélica 129) e Barra (Avenida Érico Versíssimo 46). Amooooooo!!! Para mim, embora não seja uma casa genuinamente carioca (a pizzaria ganhou fama em terras paulistanas antes de chegar ao Rio), é a melhor pizza da cidade!! 

Experimente as pizzas de funghi, tacchino ou toscana. São excepcionais!!! E o chope, super cremoso, é uma delícia. Algumas entradas são apetitosas também, como o pão de calabresa (provavelmente, a entrada mais famosa) ou os piqueniques de mussarela e calabresa. O preço médio da pizza grande é uns R$50,00. E tem a opção delivery também!!! 

Dica: a filial do Jardim Botânico é bastante movimentada. Aos finais de semana, o ideal é chegar antes das 20:00 para evitar filas muito grandes!!!





Nenhum comentário:

Postar um comentário