quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Turistando pelo Rio... Cristo Redentor/Corcovado!!

"Minha alma canta

Vejo o Rio de Janeiro

Estou morrendo de saudades
Rio, seu mar
Praia sem fim
Rio, você foi feito prá mim
Cristo Redentor
Braços abertos sobre a Guanabara
Este samba é só porque
Rio, eu gosto de você..."



E tem cartão-postal mais representativo do Rio do Janeiro do que o Cristo Redentor?? 

Além de receber milhões de turistas a cada ano, o Cristo Redentor vem sendo continuamente uma grande fonte de inspiração para muitos artistas e poetas desde a sua inauguração. Difícil, por exemplo, imaginar a Bossa Nova sem o Corcovado... 

Verdadeiro símbolo do cristianismo, provavelmente o ponto turístico mais visitado no Rio de Janeiro, a escultura que representa Jesus Cristo foi eleita, em 2007, em Lisboa, uma das novas 7 Maravilhas do Mundo!!

Localizado no topo do Morro do Corcovado (com 710 metros de altura, dentro do Parque Nacional da Tijuca, é assim chamado desde o século XVII, por se assemelhar a uma corcova/corcunda), a a 709 metros acima do mar, com acesso de carro ou pelo bondinho pelo Bairro de Cosme Velho, o Cristo Redentor foi inaugurado no dia 12 de outubro de 1931.

São 8 metros de pedestal e 30 metros de estátua que levaram cerca de 5 anos de obras para serem construídos, cuja ideia, inicialmente, seria para comemorar o centenário de independência do Brasil

A estrada de rodagem que dá acesso ao Cristo foi construída em 1824, em expedição liderada pessoalmente por D. Pedro I,  enquanto que a estrada de ferro teve o seu primeiro trecho (Cosme-Velho / Paineiras) finalizado em 1884 e no ano seguinte chegou ao cume do morro Corcovado, a qual, em 1912, foi transformada em primeira ferrovia eletrificada do Brasil. Além disso, trata-se da menor ferrovia do mundo (segundo o site Wikipedia).

Os grandes envolvidos foram: o engenheiro Heitor da  Silva Costa, o artista plástico Carlos Oswald e o escultor francês Paul Landowski.

As obras foram realizadas a partir de doações feitas por fiéis de arquidioceses e paróquias de todo o país. 

Tombado definitivamente como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional pelo Iphan, em 2009, o monumento já passou por obras de recuperação e restauração em 1980, 1990 e 2010, já que a estátua está sujeita a fortes desgastes devido a sua localização, aos ventos, chuvas, devendo ser periodicamente submetida a manutenções. 

Em 2003, para facilitar a vida de muitos e escapar dos 220 degraus que levam ao Cristo, foi inaugurado um sistema com escadas rolantes, elevadores panorâmicos e passarelas para melhor acesso à plataforma de onde se eleva o monumento.

O visitante tem pelo menos 3 opções para chegar lá em cima: bondinho, de carro/van, a pé. 

Bem... minhas opiniões e dicas são:

1) Se você se importa em perder praticamente o dia inteiro visitando apenas uma atração turística, evite ao máximo ir ao Cristo aos finais de semana ensolarados!!! É muito tumultuado!! Muita gente!! Bondinhos demoram pelo menos 20 minutos e são apenas dois... ou seja, da última vez que fui, em domingo ensolarado, cheguei por volta das 11:00 da manhã e o próximo bondinho disponível para subir só saía às 13:40!!! Mas... se final de semana for o único momento que tiver para visitar o Cristo, redobre a paciência e vá assim mesmo, pois a vista panorâmica lá de cima é deslumbrante, simplesmente espetacular!! Vale a pena!!

2) Nunca fiz, mas dizem que o trecho a pé das Paineiras é belíssimo!! Para quem gosta de trilhas e caminhadas, é uma boa pedida!! E DE GRAÇA!!

3) Se você tiver carro e não quiser pagar pelo bondinho (paga-se primeiro pelo bondinho e em separado para acessar o Cristo - são dois ingressos!!), talvez a melhor opção seja subir de carro. Porém, mais uma vez, em dias movimentados, o estacionamento lá em cima não comporta tantos carros e, da última vez, eu vi carros estacionados já bem distante do ponto de onde saem as vans que conduzem até o acesso ao Cristo.

4) Para quem vai de carro ou de van, chega-se a um ponto em que terá que estacionar ou descer do carro, comprar o bilhete de acesso ao Cristo e pegar uma van que leva até um local mais próximo da escadaria ou dos elevadores que levam à estátua.

5) Descendo na estação de metrô Largo do Machado (linha 1), há ônibus/integração do metrô que leva ao Cristo e isso serve para a ida e a volta, deixando bem na frente do bondinho. 

6) Endereço: Rua Cosme Velho, n. 153.

7) MAIS INFORMAÇÕES:

Horário de Funcionamento do bondinho: 
De segunda a domingo, das 8h às 19h, com saídas a cada meia hora.
* Estes horários ordinários estão sujeitos a mudanças sem aviso prévio, pelas diversas variedades e condições climáticas. Favor consultar horários especiais.
Duração da viagem cerca de 20 minutos.

Tabela de Preços: 
Adultos - R$ 44,00*
* Inclui transporte de ida e volta, e acesso ao monumento Cristo Redentor.
Crianças (06 - 12 anos) - R$ 22,00
Menores de 06 anos - Grátis
Idosos / Necessidades Especiais - A partir de 60 anos - desconto de 50% mediante a apresentação de carteira de identidade original. Lei 10741-03. Portador de necessidades especiais - desconto de 50% na apresentação de cartão especial Riocard, Vale Social, Passe Federal, C.R.A.S. ou laudo médico emitido por órgão público de saúde. Lei 4240/03.

Cartões de Crédito - American Express, Mastercard, Visa e Visa Electron

OBS.: Lá em cima há lanchonetes, banheiros, lojas de souvenirs e uma linda vista panorâmica do Rio de Janeiro.


Lagoa Rodrigo de Freitas




Pão de Açúcar


Ponte Rio-Niterói

Estádio do Maracanã



"Um cantinho e um violão

Este amor, uma canção

Pra fazer feliz a quem se ama

Muita calma pra pensar

E ter tempo pra sonhar

Da janela vê-se o Corcovado

O Redentor que lindo

Quero a vida sempre assim com você perto de mim

Até o apagar da velha chama

E eu que era triste

Descrente deste mundo

Ao encontrar você eu conheci
O que é felicidade meu amor"




Nenhum comentário:

Postar um comentário