quarta-feira, 21 de março de 2012

Praia do Forte/Bahia!! (2)

Continuando o post anterior, mais informações sobre a PRAIA DO FORTE!!

Mais um programa bem legal na Praia do Forte é visitar a sede nacional do Projeto TAMAR, que fica bem perto da Igreja de São Francisco, na pracinha de São Francisco, de frente para a praia principal. Com uma área de 10 mil metros quadrados, é lá que fica o Centro de Visitantes mais moderno e completo do país. O turista vai visitar aquários naturais repletos de tartarugas marinhas, vários tanques com tartarugas, tubarões, arraias e outros animais marinhos, exposições fotográficas, observar a alimentação delas, ficar encantado com seus filhotes, assistir a vídeos informativos e entender um pouco mais sobre esse animais tão graciosos. Há também dois bares/restaurantes e uma loja de lembranças do projeto.

temporada de desova das tartarugas marinhas vai de setembro a maio. De 15 de dezembro a 15 de fevereiro, o visitante pode acompanhar a soltura dos filhotes na praia.

Nos meses de maio e junho, pode-se ter a sorte de nadar ao lado das gigantes tartarugas marinhas. Uma pena que eu não vi nenhuma.

Uma curiosidade é que existem 7 espécies de tartarugas marinhas no mundo e 4 delas são encontradas na Praia do Forte e lá botam seus ovos há milhares de anos.

Na rua principal, Alameda do Sol, fechada para tráfego de veículos, uma caminhada já basta para perceber como o local está preparado para o turismo, cheia de lojas e restaurantes/bares/cafés/delicatessens que se destacam pela deliciosa culinária típica baiana.

Inclusive, algumas agências bancárias (Itaú, Bradesco e Banco do Brasil) e caixa 24 horas estão à disposição de quem precise. Casas de câmbio, agências de turismo e traslados, correios, posto de saúde, farmácias, locadoras de veículos, estacionamentos, entre outros, podem ser facilmente localizados na Vila da Praia do Forte.

Com relação à gastronomia, eu destaco dois lugares em que estive: Bar e Restaurante Souza e Tango Café

Bar Souza, que fica bem no final da Alameda principal e também outro dentro do Projeto TAMAR, é muito famoso por seu bolinho de peixe e pela moqueca baiana!! Se não quiser o dendê (muita gente não se dá bem com o dendê), é só pedir peixada sem dendê.

O lugar também  é conhecido pelas noites agitadas. Quando estive lá, rolou um show de banda local que tocava um pouco de tudo: música baiana, forró, sertanejo e funk!! A diversão no Bar Souza é garantida e vai até altas horas da madrugada. Com amplo espaço, foi cobrada uma entrada de R$10,00 quando estive lá à noite para a música ao vivo.

O engraçado foi durante o almoço de domingo, quando estive no Bar Souza da Alameda do Sol, e, para nossa surpresa, dois miquinhos apareceram por lá, querendo comida também!! Parece ser bastante comum encontrar com macaquinhos na Praia do Forte.

Uma passadinha no Tango Café para saborear suas deliciosas tortas é também fundamental!! O ambiente é charmoso e as tortas são divinas!! Difícil mesmo foi escolher apenas uma...

Além disso, não deixem de comer tapiocas recheadas... são deliciosas!! Há várias opções de tapiocarias espalhadas pela Alameda principal. Escolha a que agradar mais!!

E as cocadas baianas?? hummmm... impossível não cair em tentação!! Na frente do Projeto TAMAR tem uma moça que vende cocadas de vários sabores e dá vontade de comprar uma de cada para experimentar!!

Comi na praia e gostei muito também do queijo coalho com mel!! É diferente e muito gostoso. Na verdade, não é bem um mel... é mais uma rapadura com consistência de mel... enfim... é algo docinho!!! hehehehe...

Aliás, difícil mesmo é comer mal na Praia do Forte. Acho que tem que se esforçar muito para isso. A diversidade gastronômica é enorme, com restaurantes italianos, japoneses, pizzarias, sorveterias e muita culinária típica da região baiana, garantindo o sucesso das refeições de todos.

Outras opções noturnas são: Las Margaritas que oferece música ao vivo, Beach House e o Bambu.

Algumas atrações turísticas que não consegui visitar:

Castelo Garcia D'Ávila: considerado como a primeira grande construção portuguesa de estrutura residencial militar no Brasil, erguido em 1551, apresenta características medievais. Suas ruínas foram totalmente restauradas. Fica a 3km da vila na estrada que leva para a Linha Verde. Em 1938, foi tombado como patrimônio histórico.

Instituto Baleia Jubarte: entre os meses de julho a outubro, as agências de turismo promovem passeios  em alto mar para contemplar e ver de perto os mamíferos. Antes do embarque, o Instituto oferece uma palestra sobre as baleias, seus hábitos, costumes e vida. O passeio dura em torno de 6 horas.

Passeio de Quadriciclo pela Reserva Ecológica de Sapiranga: reserva formada pela Mata Atlântica, é o habitat natural de várias espécies de flores e plantas nativas.

Bóia-Cross e Tirolesa:  no rio Pojuca. O passeio de barco parte da foz do rio Pojuca e segue até as corredeiras, onde também é possível tomar banho e fazer uma hidromassagem natural.

PROJETO TAMAR

Vários estágios das tartarugas





Cascos de Tartarugas Marinhas




Macaquinhos que apareceram no Bar Souza 

Alameda Principal da Praia do Forte

Alameda Principal

Café Tango

Linda Iluminação da Pousada Tatuapara


Nenhum comentário:

Postar um comentário