quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Chile: Vinícola Concha Y Toro...

Para os apaixonados por vinhos, a dica é visitar a vinícola Cocha Y Toro que fica bem pertinho de Santiago. Terá oportunidade de conhecer a sede da maior empresa exportadora de vinho da América Latina.


É possível contratar um traslado com agências de turismo locais, bastando consultar a recepção do hotel. Se optar por essa forma, esse é um passeio que toma metade do dia e pode ser feito pela manhã ou de tarde (a não ser que se combine com outras vinícolas próximas e se faça um passeio de dia inteiro, completo, pelas vinícolas).


Outra forma aparentemente tranquila é alugar um carro e visitar a vinícola no horário que achar melhor. É bom saber que lá dentro há visitas guiadas e, essas sim, têm horários certos para início e término. Já ouvi relatos de pessoas que preferiram ir de metrô até um certo ponto e depois pegaram um táxi.

Conhecer a história da vinícola Concha Y Toro faz parte da visita, além de degustar alguns vinhos, poder fazer comprinhas e passear pelos jardins, parreiras, ver o casarão da sede, os tonéis de vinhos e aprender um pouco mais sobre vinhos.



Em 1883, Don Melchor Concha Y Toro trouxe nobres uvas francesas da região de Bordeaux para plantá-las no Vale do Maipo. E assim foi fundada a base do que viria a ser hoje essa extraordinária indústria de vinho que é a Concha Y Toro.

O Vale do Maipo, devido à sua localização, entre rios, montanhas, próximo também ao mar, é muito fértil e é um excelente lugar para plantio da uva em escala e quantidade. Essa descoberta levou o Chile a alcançar um nível mundial de reconhecimento e respeito quanto ao quesito produção de uva e vinhos de qualidade sensacional e irrefutável.

Casillero del Diablo é o vinho de maior venda da linha premium, enquanto que o Don Melchor é um dos mais caros.



A visita não é muito demorada. Inicia-se com uma apresentação em vídeo e depois segue o passeio com um guia local que fala sobre a história da vinícola, do plantio do uva, sobre os vinhos, visitando os jardins, as parreiras (que estavam bem secas quando eu estive lá), havendo umas três pausas para degustação de vinhos e a visita ao famoso esconderijo do "Diabo", que faz parte da história do vinho Casillero del Diablo.

Para quem nunca visitou uma vinícola antes, vale a pena conferir. O lugar é muito bonito! Os vinhos são maravilhosos! E no final do passeio, é claro, são todos convidados para fazer comprinhas na loja que existe no local.


Soube que na época da colheita é feita uma grande festa porque muitos empregados são contratados e é com muita alegria, danças e música que é realizada a colheita. Deve ser muito interessante visitar a vinícola nessa época, para quem puder planejar uma viagem, talvez seja até melhor!!

Não gastamos mais do que 35 minutos de Santiago até a entrada da Vinícola. É um percurso muito lindo também e fico imaginando que de carro seja melhor para poder apreciar mais ainda a paisagem com paradas pelo caminho.

Existem várias outras vinícolas próximas a Santiago que também parecem ser bem bacanas para uma visita, como a Cousiño Macul e a Viña Santa Rita, onde eu não estive. Quem já esteve nelas e quiser deixar suas dicas aqui, fique à vontade!!

Saúde, Salud, Cheers para todos!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário