terça-feira, 8 de novembro de 2011

Morro de São Paulo/Bahia: pense em praias lindas... peeeennsee em Morro!


Fonte: Internet/Google Imagens

Ôxi, meu rei! Aproveitando o clima de fim de ano que está se aproximando, resolvi escrever sobre minhas últimas viagens de reveillon.

Nada mais gostosinho do que começar em terras baianas: MORRO DE SÃO PAULO.

Pense em sol, pé na areia, muito calor, águas morninhas, lindas praias, corais, peixinhos, águas cristalinas... pensou? Morro de São Paulo reúne todas essas características! E, para melhorar, o circuito gastronômico de lá é de lamber os beiços!! Especialmente quando é época de lagostas... huuuummm... só de lembrar da moqueca de lagosta, já morro de saudades! E a tapioca da feirinha do alto?? E o acarajé?? Prooonto, já morri! rsrs...

Excelente lugar para ir com a família, com crianças, com os amigos, com os namorados(as)! O clima é de descontração, relax e muita diversão! Esqueçam os saltos altos!! Chinelo de dedo e sandálias rasteiras serão usados o tempo todo!!

Passei o reveillon de 2008/2009 lá em Morro. Sei que o lugar é bem mais famoso pelo carnaval, ou melhor, pelo pós carnaval, quando milhares de foliões saem de Salvador e vão curar sua ressaca, depois da quarta feira de cinzas, lá nas praias de Morro.

Mas resolvi conhecer Morro de São Paulo e vi no reveillon uma ótima oportunidade, já que consegui me organizar para passar 5 noites por lá, o que considerei mais que suficiente para conhecer bem todas as praias e fazer os passeios que queria.

*Primeiro Alerta: Morro de São Paulo fica também bem cheio no período do reveillon! Programe-se um pouco antes para não correr o risco de encontrar todas as pousadas lotadas, considerando que o lugar é pequeno.

Além disso, prepare-se para os preços que são cobrados. Costumam ser três a quatro vezes mais caros nessa época do ano do que o tarifário normal. É bom começar a negociar descontos antes e, em alguns casos, é possível sim conseguir.

*Como chegar: Não dá para imaginar que seria tão fácil assim chegar em Morro, certo? Um lugar tão lindo e paradisíaco como esse tem que impor dificuldades no seu acesso!!


E a aventura já começa exatamente na ida para Morro!

Como eu enjoo bastante em viagens longas de barco e já tinha lido bastante sobre a viagem de catamarã para chegar em Morro, resolvi optar por uma forma mais alternativa de chegada (que me custou quase que um dia inteiro!!).

Bem, antes de mais nada, para os corajosos que quiserem enfrentar o catamarã, a viagem dura em média umas duas horas e meia e o barco sai de Salvador, do porto/Terminal Marítimo, aquele mesmo ali próximo ao Mercado Modelo e Elevador Lacerda. O mar pode estar agitado o que significa que o catamarã vai sacudir um bocado e isso costuma causar fortes enjoos na tripulação. Recomendo apenas que, se você for passar reveillon por lá e não tiver o tíquete do catamarã adquirido antes e resolver viajar para Morro em cima da hora, tenha paciência para driblar a multidão que vai para o mesmo destino e tente chegar o mais cedo possível para não perder o transporte que sai, mais ou menos, de meia em meia hora, mas que, nessa época do ano, fica sempre muito lotado.

Então, prosseguindo na minha aventura, eu desisti de ir de catamarã. Combinei com os recepcionistas da pousada onde eu me hospedei para que eles organizassem tudo para mim. Paguei com antecedência o traslado (uns R$100,00 por pessoa) e, já no aeroporto de Salvador, estavam lá para nos conduzirem ao trajeto alternativo: fomos do aeroporto de Salvador até a região do Porto/Terminal Marítimo do Mercado Modelo.

Ao invés de pegarmos o catamarã, pegamos outro barco, cujo percurso durou em torno de 35 minutos (e mesmo assim apelei para o Dramin!). Fomos direto para Valença e lá havia um carro nos esperando, que atravessou a cidade e nos levou até um ponto onde pegamos outro barco, na Ponta do Curral, que na verdade parecia uma escuna, e esta parou na praia da Gamboa e depois em Morro de São Paulo. Não passei mal, mas fiquei viajando, desde minha saída do Rio de Janeiro, por quase 10 horas até finalmente chegar em Morro.

Na volta, fui de avião (ao menos era chamado de avião heheh... era um táxi aéreo monomotor ou bimotor bem pequeno, onde cabiam no máximo umas 6 pessoas e suas bagagens que não poderiam ultrapassar 20kg) com a empresa aérea Addey direto para o aeroporto de Salvador, uma viagem agradável, sem turbulência, com paisagens belíssimas e rápida, em torno de 25 minutos.

Fonte: Internet/Google Imagens

* Onde se hospedar:

Um bom site para pesquisa foi: http://www.morrodesaopaulo.com.br/main.shtml

Vou citar algumas sugestões de pousadas mais econômicas (há alguns resorts em Morro de São Paulo, especialmente na Quarta Praia, os quais, contudo, ficam mais afastados do centrinho, mas contam com uma infraestrutura bem bacana!).

Eu fiquei hospedada na Pousada Kaza de Praia, bem simples, com café da manhã, mas com diárias salgadas no reveillon (na faixa dos R$300,00 para quarto duplo naquela época) e era uma das mais econômicas!!

Outras pousadas que eu pesquisei foram:



* Dicas:

Leve poucas bagagens!! Até porque é para ficar o dia todo nas praias. Roupas leves, protetor solar, óculos, chapéus, chinelos, sandálias farão parte do look diário!

Ao chegar em Morro, há alguns meninos com carrinhos de mão para levarem sua bagagem até o hotel escolhido. Como não existem táxis por lá simplesmente porque no centrinho não há carros circulando, recomendo fortemente contratar esses meninos porque, a depender do hotel, é possível que haja muitas ladeiras, subindo e descendo, até chegar ao seu destino de hospedagem (para sair do barco e chegar na praça principal você já vai enfrentar uma ladeira bem íngreme). Negocie o preço antes!!

Se você não se entende com o dendê, lembre-se de pedir para que a moqueca seja feita sem ele! Não faça como eu que me esqueci e sofri consequências dolorosas por isso!! rsrs...

Não há agência bancária em Morro de São Paulo. Cartões de crédito Visa e Master são bem aceitos. Mas é sempre bom levar dinheiro em quantidade suficiente para imprevistos. Eu vi pelo menos uma farmácia na Vila principal.


* Restaurantes:

- Bianco & Nero: muito famoso e faz jus à fama! É espetacular!! No centrinho da vila.
- Sabor da Terra: no centrinho da vila.
- Club do Balanço: Na segunda praia
- Pizzaria da Mercedes: em frente à praça da vila central.
Ao redor da pracinha principal da Vila e na ladeira que lhe dá acesso há muitos restaurantes, pizzarias, sorveterias, barraquinhas de tapioca e cafés. Dê uma voltinha antes e escolha o local que mais agrade!!


* Passeios Imperdíveis:

- Volta à Ilha de Tinharé: Foi o que eu mais gostei!! Feito com lancha ou bote, com emoção ou sem emoção!! Eles fazem paradas em piscina natural, também na Ilha de Boipeba, onde há o encontro do mar com o rio e a paisagem é linda, e ainda há degustação de ostra no meio do caminho e visita a Cairu (convento e igreja), um dos municípios mais antigos do Brasil.

- Passeio de barco até a Ponta do Curral: passa pela praia da Gamboa, com direito a banho de argila, parando também em um banco de areia belíssimo e chegando, depois, na Ponta do Curral.

- Explorar as 4 praias: Primeira Praia é aquela onde vai descer a tiroleza. Segunda Praia era na época a mais badalada, cheia de bares e quiosques, reunia mais gente. Terceira Praia, quando eu fui, tinha uma faixa de areia mais estreita porque a maré estava subindo muito rápido e, portanto, só pude aproveitar para caminhadas, mas é nela que ficam as ilhas da Saudade e a de Caitá. Quarta Praia é um pouco mais afastada, mas merece tantas visitas quantas forem possíveis porque é mais reservada, exatamente por ficar mais longe e conta com piscinas naturais lindíssimas!!

- Pôr do Sol da Toca do Morcego, do Forte ou do Farol é um espetáculo à parte. 

- Descer de Tiroleza (para os mais corajosos).

- Caminhada histórica, passando pelo forte (Fortaleza de Tapirandu), pelo farol e pela vila com sua igrejinha.

- Para os mais aventureiros, mergulho e kite surf também rolam por lá. A melhor época do mergulho é de outubro a fevereiro, quando água fica mais cristalina.






* Agitos Noturnos:

Na noite de reveillón havia algumas festas fechadas e espalhadas, principalmente na segunda praia. Mas resolvemos assistir aos fogos em um mirante que separa a Primeira da Segunda Praia, já que os fogos estavam ocorrendo na Segunda Praia. A areia estava lotada de gente e havia muita música e agito por lá.

Além de se fartar com a gastronomia local, os luaus da Segunda Praia são muito famosos também! Quase toda noite acontece algum por lá, ainda mais quando é verão e alta temporada.

Há algumas festas na Toca do Morcego e na Pulsar Disco. Mas, o mais importante é procurar, quando estiver por lá, conversar com as pessoas para descobrir quais são as festas e eventos que vão ocorrer. Lembrando que as festas começam bem tarde.



Lembre-se de relaxar, afinal, você estará na Bahia... Relaxe! Morro de São Paulo é uma delícia!!! Ai que morro de saudade...

8 comentários:

  1. Ai que saudades de Morro ... estive lá em janeiro de 2006!!! Foi muito muito bom!!! SUPER RECOMENDO ESSA VIAGEM!!!!!!!!!!!!!!! Adorei o post!!!!

    ResponderExcluir
  2. Pra quem gosta de praia e agito este é o lugar! Dá pra ir solteiro ou "casadinho" pq dá para aproveitar de todas as maneirad. Eu q não gosto de praia adorei o lugar! Super recomendo!!
    Ah e por favor, não deixem para chegar em Salvador no próprio dia 31/12, pois vcs correm o risco de não conseguirem chegar em Morro de São Paulo a tempo de pular as 7 ondas. rsrsrs.
    Amei o post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Romina Santana Estevam8 de novembro de 2011 21:54

    Um Post vindo diretamente da terra, deixarei aqui algumas dicas q acho q é bem o q minha amiga Lili gostaria q eu passasse para vcs, pq fui maaaaaais uma vez este ano em janeiro/2011...então...para quem gosta de agito a terceira praia continua bombando como sempre durante o dia, quem quer mais tranquilidade é na quarta praia...o pós praia recomendo ir direto assistir o pôr -do sol na Toca do Morcego...lá é montado um lounge à tarde, com redes, puffs, esteiras, tudo bem estiloso... começando com som ambiente, depois banda voz e violão, como sempre aqui na Bahia o pôr-do-sol é aplaudido...neste clima vc pode pedir drinks e comer uma pizza muito gostosa q é servida lá, vc faz um fim de tarde muuuuuuuuuuuito agradável, depois vai almojantar umas 20hs...kkk...(as refeições aqui por estas bandas são assim) e depois dar uma descansadinha báááásica...depois é começar a se arrumar para a night...a Vilinha é o point para fazer um "esquente" com as roscas de frutas bem tropicais...vc chegando na Vilinha vai ver exatamente o q estou falando uma barraca cheia de frutas bem coloridas famosa por lá e a interação já pode começar ali...kkk...dali vc tem várias opções...existem umas festinhas num praia q vc vai de barco, nem sempre elam acontecem mas nem se preocupem...na praia durante o dia vc sempre se mantêm informado, pq eles divulgam na praia tudo q vai rolar na noite...além disto a Toca do Morcego ainda é uma excelente opção com música eletrônica e comercial, as mais tocadas do momento em boites e festa!!! Além disso tem a Pulsar q é mais eclética quanto as músicas, rolam festas com música baiana também, e as festinhas da terceira praia...huuuuuuuuum m-u-i-t-o booooooas...as barracas na praia revezam as festas, cada noite é em uma...e sair de manhã com o sol nascendo, pisando na aréa é uma sensação única...e neste mesmo dia depois de durmir começa tudo novamente...até o dia de ir embora com aquela sensação de...PQ TENHO QUE IR EMBORA DAQUI???????????? Fui escrevendo e lembrando q cada momento nesta viagem q fiz este ano...espero q tenha ajudado como sou local deixei tudo atualizadíssimo para quem não é daqui, pq quem é da terrinha aqui já sabe de tudo isso!!!! Uuuuuuuuufa é isso...lili tomara q c goste!!! Bjoooooooo, da sua amiga À Baiana...kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Adorei os comentários! Aliás, amei todos! Obrigada a vocês! Romina, em especial, que complementou muito bem o post aqui!! Eu, quando fui no reveillón de 2008/2009, não vi esse agito todo na terceira praia a qual, inclusive, como mencionei no post, estava com a faixa de areia muito curta porque a maré subia rápido durante o dia. A segunda praia que bombava de gente durante o dia!! Excelente essa atualiazação! Amei! Amei! Beijinhos em vocês!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lili, adooorei esse post! Primeiro quero falar que estou adoorando o seu blog, acho que você está fazendo um excelente trabalho e tenho certeza que está fazendo tudo com muito gosto e carinho, afinal você é mesmo apaixonada por viagens!!!
    Prima, acho que essa sua iniciativa foi muito boa pois assim temos oportunidade de saber mais sobre alguns lugares que desejamos visitar e podemos também programar melhor essa mesma viagem. Assim não só poupamos tempo pesquisando sobre o local e as actividades que oferece, como também aproveitamos melhor o tempo que lá passamos!
    Vou destacar que adorei todos os posts até o momento, mas em especial esse sobre Morro de São Paulo pelo fato de já ter lá ido. Conforme fui lendo esse post fui me recordando da viagem e foi batendo aquela saudade! Sem dúvida é mesmo uma ilha mágica! Encanta os turistas não só pela sua beleza natural, mas também pelas diversas atividades que disponibiliza, pois estas agradam a todos, desde as crianças até aos mais idosos. Morro é ao mesmo tempo uma ilha tranquila e calma (pois a sua beleza nos traz paz de espírito e nos conforta) como também é supeeer badalada (pois em qualquer altura do ano há festas, luais e atividades radicais para praticarmos).
    Bem, vou contar um pouco da minha experiência (que é pequeníssima comparada com a tua eheheh): Fui à Morro em Agosto de 2009, não era alta temporada, mas foi quando tive férias e mesmo assim adorei! Tinha apenas 15 anos, então não pude ir à discoteca, mas ouvi falar muito bem da "Toca do Morcego", cheguei a passar lá pela frente e me pareceu ser muito boa; pelo menos bonita eu sei que é pois tem uma vista fantástica para o forte e o mar. Nesse mesmo dia fui até ao farol e à tiroleza, acho que vale a pena lá ir, mesmo se não for corajoso para enfrentar a maior tiroleza do Brasil. Tem que andar um pouquinho, mas quem viaja não pode deixar de fazer as coisas com medo de se cansar, e a vista que nós temos da tiroleza é incrível, de lá podemos ver as 4 praias da ilha! Em seguida fui ver um lindo pôr do sol no forte (dizem que é o pôr do sol mais lindo do mundo, isso eu não sei, mas tenho certeza que foi o mais bonito que eu já tive a sorte de ver).
    Fiquei hospedada na primeira praia, do quarto conseguia ver as pessoas descendo na tiroleza. Gostei da localização pois tanto estava perto da segunda praia, como também estava perto dos restaurantes!
    Numa das noites, depois do jantar com música ao vivo, fui numa feirinha de artesanato ali no centrinho e também achei interessante as barraquinhas de cocktails de frutas que por lá haviam.
    Agora vem o ponto auge da minha estada na ilha: numa tarde fui fazer mergulho na terceira praia; aproveitei que a maré estava beixa e fui pelos corais a fora... Comecei a tirar fotos com os peixinhos, me sentei no chão pra foto ficar mais bonita e no mesmo instante o vendedor de ração para peixes teve a excelente ideia de jogar em cima de mim uma "mãozada" de ração! Quando dei conta do que tinha acontecido só sentia os peixinhos todos me mordendo e eu gritando, apavorada com a situação! Foi mesmo muito engraçado porque eu tenho um pouco de nojinho das escamas dos peixes e nessa hora entrei em pânico e fiquei estérica ahahah. Foi mesmo uma situação pra nunca mais esquecer e, no meu caso, nunca mais repetir; mas afinal era só um bahiano querendo zuar com uma carioca! eheheh Se quiser depois eu te mostro as fotos Lili ;) A minha irmã ainda tirou umas 2 ou 3.
    Bem Lili, é isso, gostei muito de ter participado um pouquinho no seu blog e espero que você tenha gostado do meu comentário :)
    Muitos beijinhos, continue firme e forte com o blog e ao mesmo tempo nos fazendo sonhar com essas maravilhosas veigens! Saudades...

    ResponderExcluir
  6. Me enganei ali em cima, o mergulho que fiz não foi na terceira praia, mas sim na quarta ;) Beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Valeu Lili, gente sobre o comentário de Morro quanto as praias,realmente a praia q bomba de manhã e de noite é a segunda praia, pq a primeira praia é a da Tiroleza, a segunda a mais agitada, a terceira serve de caminho de passagem (pq não tem nada de interessante e quando a maré enche vc nem consegue passar)para a quarta praia q é a mais bonita e a mais calma para se ficar!!! Além disso não falei do pôr-do-sol do Farol, tem q fazer uma trilha para chegar lá fica no alto do morro à vista é perfeita e quando todos param de conversar vc experimenta um silêncio q nunca tinha vivido antes, pq como é muito alto não se ouve barulho de nada,não tem acesso a carros em Morro, o único veículo q circula por lá é 01 trator fazendo a coleta de lixo e os taxis para levar as bagagens caso vc precise são muito modernos...kkkkkk...chegando lá vc vão conhecer o taxi ecologicamente correto de Morro...kkkkkkkkkkk...essa eu não vou conta não...kkkkk...pq fica a surpresa p quem não foi...por isso lá vc pode experimentar sensações q vc passa o ano inteiro sem viver...bjks a todos

    ResponderExcluir
  8. Ahh... então tá tudo igual!! Para não ficar dúvida alguma: A SEGUNDA PRAIA DE MORRO DE SÃO PAULO CONTINUA SENDO O POINT DO AGITO DE DIA E À NOITE!!! Se vc quer curtição, interação, azaração, ver mta gente e badalar, VÁ PARA A SEGUDNA PRAIA DE MORRO!!! É lá onde costumam acontecer as festas e o famoso luau de Morro de São Paulo!! Obrigada Romina!!

    ResponderExcluir