sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Dicas para Grávidas Viajarem de Avião com Segurança

By Rô Rocco

TIRAMOS TODAS AS NOSSAS DÚVIDAS COM A GINECOLOGISTA/OBSTETRA DRA. REGINA ROCCO.

Frequentemente me perguntam dicas de como é viajar grávida e/ou com crianças.

A minha primeira experiência em viajar grávida, foi em setembro de 2015 quando fizemos o enxoval da nossa filha Maria Clara, em Miami. 


Eu estava muito apreensiva, cheia de dúvidas, com medo de que pudesse acontecer algo com a minha baby. Na época, busquei bastantes informações na internet e o principal, conversei muito com a minha tia que também é a minha médica ginecologista-obstetra, a Dr. Regina Rocco.

Aproveitando que estamos em janeiro, mês de férias, resolvemos fazer uma entrevista com a Dra. Regina Rocco para tirar todas as dúvidas das nossas grávidas leitoras do blog. 

Mesmo que você ainda não esteja grávida, vale muito a pena ler com atenção essa entrevista muito rica e valiosa para todas as mulheres.


1. Quantas vezes por mês uma grávida pode viajar?

R.R: “Não existe uma quantidade pré-definida de vôos que uma gestante pode ou não viajar, tudo vai depender do número de horas de voo.”

2) A partir de quanto tempo de gestação pode viajar?

R.R. “O recomendado é a partir de 14 semanas até 30 semanas no máximo e sempre com autorização médica. É claro que cada caso é um caso e isso precisa ser avaliado pelo médico que acompanha o pré-natal da gestante”

3) Existe algo que indique uma duração ideal de voo para o primeiro trimestre de gestação?

R.R. “As viagens no 1º trimestre devem ser evitadas principalmente pelo risco de abortamento. Não existe uma duração ideal recomendada, mas o que se sabe é que fazer um voo de poucas horas de duração traz menos riscos do que um voo muito longo, como por exemplo viajar para o Japão.”

4) Quais os exames pré viagem que são recomendáveis para verificar se está tudo bem para viajar?

R.R. “Avaliar hemograma completo, avaliar as taxas de glicose, renais, ureia, creatinina, se é portadora de trombofilia, e sempre consultar o médico antes.

NÃO ESQUECER em hipótese alguma de levar algum remédio de uso constante.

Caso a gestante possua algum risco de sangramento, colo em apagamento, placenta baixa, o ideal é NÃO VIAJAR.”

5) Quais as recomendações durante o voo?

R.R. “Realizar algumas caminhadas durante o voo, beber apenas água e usar a meia calça de média compressão”

6) Quais remédios levar numa viagem, de modo geral? 

Obs: sabemos que isso depende de cada pessoa e das orientações particulares do médico e do pré natal.

R.R. “Se a gestante tiver tendência a vômito, levar Antieméticos (são medicamentos que possuem como principal característica o alívio dos sintomas relacionados com o enjoo, as náuseas e os vômitos)

7) Sobre alimentação durante o voo, quais as restrições / orientações?

R.R. “Comer comida preferencialmente grelhada, assada ou cozida a fim de evitar toxoplasmose, E. coli (Escherichia coli), Brucelose, Listeriose, etc.”

8) Quais os destinos que não são indicados em hipótese alguma para uma grávida durante a gravidez?

R.R “Qualquer destino que esteja com algum surto de febre amarela, Chicungunha, Malária, etc. Locais que tenham dificuldade de encontrar água potável também devem ser fortemente evitados.”


Comentários Gerais 

R.R. “Quem tem obesidade mórbida e/ou é fumante e/ou é usuária de canabis, já possui um risco maior de ter problemas durante o vôo do que a população de gestantes em geral. Este grupo deve evitar fortemente viajar de avião”

“Evite usar roupas muito apertadas e busque sempre usar a meia calça de média compressão, independentemente da idade gestacional.”
  
Conversando com a minha prima, que também é ginecologista obstetra, a Dr.Claudia Rocco acrescentou que não se fazem testes em grávidas, então é muito difícil mensurar com precisão os riscos. O que existe é um elenco de orientações convencionadas a serem as melhores dicas para uma viagem segura, tal como já explicado acima pela Dra. Regina Rocco.

Então é isso! Espero que estas informações possam ajudar todas as grávidas na hora de planejarem suas viagens e que sejam lindas como esse momento especial da vida de vocês! Não é para desanimar, viu? Viajar grávida é possível sim, tanto que eu sou exemplo disso! Mas não de descuide e faça dessa experiência algo ainda mais gostoso e mágico para você e seu baby.

Um beijo e até a próxima,

Rosana.


Nenhum comentário:

Postar um comentário