sexta-feira, 10 de novembro de 2017

República Tcheca: Vinhos, Morávia e Olomouc vão te conquistar!

A República Tcheca e seus inúmeros encantos... como não se Apaixonar? 

Uma grande surpresa do país é a Região da Morávia, onde se encontram quatro monumentos dignos de respeito e de reconhecimento pela UNESCO e que atraem a atenção de viajantes: o palácio e jardins de Kroměříž, a coluna barroca de Olomouc, a casa funcionalista Tugendhat, em Brno e  a abadia de Lednice-Valtice, em uma paisagem transformada no maior parque do mundo. 

Além disso, na Morávia há regiões com tradições folclóricas únicas e excepcionais, como Slovácko y Valáquia. E também vale a pena ver os monumentos técnicos em  Ostrava e o  antigo império da empresa de calçados Baťa, a cidade de Zlín. De preferência, com um bom vinho da região na mão!

Tesouros da Unesco


Jardins de Kroměříž

Kroměříž, durante a temporada de  verão, parece o Jardim do Paraíso. Os jardins locais, que são inscritos na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, também são uma simbiose perfeita da  luz das plantas, água, arte e arquitetura.

O Jardim das Flores e o Jardim ao pé do Palácio estão entre os mais belos da Europa. Encantam a todos o labirinto de paredes verdes, a decoração original de flores e esculturas, a alameda e estufas históricas.


Coluna da Santíssima Trindade de Olomouc

Orgulho de Olomouc, a Coluna da Santíssima Trindade é um monumento que, por seu tamanho, riqueza e beleza, não tem comparação. Fruto do empenho dos burgueses de Olomouc, graças aos quais foi construída a Coluna da Santíssima Trindade de Olomouc que, por seu valor histórico e artístico, foi inscrita na lista da UNESCO, estando entre as maiores esculturas barrocas da Europa Central.

Villa Tugendhat

A Casa Tugendhat testemunhou a origem da habitação moderna e o trágico destino de seus habitantes. A obra do famoso arquiteto alemão Mies Van der Rohe é atualmente considerada uma das quatro casas mais importantes do mundo. Graças a seus valores, esta jóia da arquitetura moderna foi incluída na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco.


Lednice-Valtice

Que tal um passeio pelo Jardim Europeu, em Lednice-Valtice? No mundo há poucos lugares que merecem tanta atenção como a elegante área em torno dos palácios de Lednice-Valtice. Durante séculos, tem sido um parque completamente único e repleto de árvores excepcionais, construções românticas, lagoas e belos recantos. Assim,  Lednice-Valtice, que foi registrado na lista da Unesco, é chamada de Jardim Europeu.

O Reino de Valáquia e as montanhas de Beskydy

Há um aspecto romântico no Reino de Valáquia, em Beskydy! As montanhas Beskydy apresentam uma harmonia perfeita entre a natureza e o homem. Altas colinas cobertas por bosques, prados repletos de orquídeas e a  peculiar arquitetura de Valáquia,  sutilmente encravada na paisagem. Tudo isso com o sabor de queijos de ovelha, bolos chamados "frgál"  e “slivovice", a aguardente de cerejas e outras especialidades locais.

Nessa região, desde os tempos antigos reina o deus pagão Radegast, que também deu o nome à cerveja local. A natureza pura das colinas de Beskydy oferece aos visitantes inúmeros lugares atraentes. No verão, são quilômetros de trilhas marcadas que atravessam prados cheios de ovelhas e vales de espessos verdes. No inverno, a região torna-se um reino do gelo, com as condições ideais para o esqui. A colina Solan, cujas vistas misturam a beleza da natureza com a tradição popular, é considerada a zona mais bonita da Valáquia.

Região de Slovácko

Slovácko é uma região cheia de sol onde longas tradições e folclore ainda estão vivos. Típicas da região de Slovácko são casas brancas com janelas azuis e trajes tradicionais. Como  lembranças  da região, o turista encontra objetos de cerâmica ou de madeira entalhada.

Para viver esta paisagem pitoresca nada melhor do que pedalar entre os moinhos de vento estilo holandês e ir descobrindo histórias de lugares de peregrinação. De bicicleta, em caminhadas ou mesmo  em vôos panorâmicos organizados pelo Museu da Aviação Kunovice, é possível desfrutar da região de  Slovácko com seus vinhedos, prados floridos, castelos, palácios, arquitetura e folclore.

Nenhuma visita à região de Slovácko seria perfeita sem um passeio pelo Canal de Batasin. Esta via fluvial de 56 km servia originalmente para transportar lignites (é um tipo de rocha). Hoje, tornou-se uma atração turística apreciada por todos os visitantes que navegam em  uma paisagem panorâmica desfrutando da cultura popular, como por exemplo, o local de peregrinação Blatnice ou Strážnice, com seu jardim do palácio, museu ao ar livre e centro histórico.

Visitando o mais famoso local de peregrinação da República Tcheca

Slovácko é uma região onde a religião e a fé sempre foram importantes. A principal construção sacra é  o mosteiro de Velehrad. Este é o lugar de peregrinação mais importante do país desde o século XIII e, até os dias de hoje, vem atraindo milhares de pessoas todos os anos. Um dos centros da região é Uherské Hradiště, que oferece a seus visitantes grande quantidade de  monumentos, entre os quais se destaca a acrópole da Grande Morávia.


Ostrava

A metrópole da Morávia do Norte é um dos tesouros da República Tcheca ainda não descoberta pela maioria. A principal atração de Ostrava são os fascinantes monumentos técnicos de importância europeia assim como a famosa rua Stodolni ulice, símbolo de diversão e lugar que nunca dorme.

O ponto chave da cidade é o local único, a  zona baixa de Vítkovice, incluída na lista do patrimônio cultural europeu. Praga tem Hradčany, Brno tem Špilberk e Ostrava tem Vítkovice!

A Zona Baixa de Vítkovice é um complexo industrial único da primeira metade do século XIX que mostra detalhadamente a tradição de produção de ferro nesta área. Graças a uma transformação gradual, originou-se aqui um mundo único de tecnologia que torna mais fácil  conhecer esta cidade do aço como se fosse um romance de Julio Verne. A Planta Siderúrgica de Vítkovice pertenceu no passado aos Rothchild, importante família de banqueiros.

Se em Zlín é típica a arquitetura de Baťa, em Vítkovice podemos admirar as casas típicas dos trabalhadores das empresas Rothchild .

Zlín

Por falar em Zlín, ela fica na região da Morávia Central, que está intimamente ligada ao personagem de Tomáš Baťa, cujos sapatos calçam pessoas por todo o mundo até hoje.

O rápido crescimento de sua empresa deu início a um impressionante desenvolvimento desta cidade de características únicas. Vale a pena saborear a atmosfera incomum da cidade, cuja arquitetura funcionalista é ainda preservada. O ponto dominante na paisagem de Zlín é o edifício chamado de arranha-céu Bata, que na época de sua construção foi o segundo edifício mais alto na Europa, com seus 77,5 m de altura, onde Jan Baťa, o irmão de Tomáš Baťa, estabeleceu a direção da empresa, instalando ali uma grande novidade para a época e para a região: um elevador!

Nos anos 20 e 30 do século XX , surgiram as  típicas colônias chamadas de  «as casinhas de Baťa» e outras construções do moderno estilo funcionalista.

Olomouc fascinante

Bem no coração da Morávia está situada a histórica cidade de Olomouc, famosa por seus monumentos barrocos, pela rica vida cultural, pelas tradições regionais populares e por suas vivências culinárias. A apenas duas horas de trem a partir de Praga é possível desfrutar das delícias desta cidade, sem grande volume de turistas.


Olomouc barroca

Por toda parte é possível apreciar o estilo artístico dos séculos XVII e XVIII. A arquitetura barroca está representada não apenas nos  vários monumentos históricos mais interessantes da UNESCO, como também nos monumentos sacros locais e na fortificação municipal. A Coluna barroca da Santíssima Trindade (sloup Nejsvětější Trojice) é seu monumento histórico mais importante. Com 35 metros de altura este é o grupo escultórico mais alto da República Tcheca.

Outro local barroco de destaque se eleva acima da cidade, na colina Svatý Kopeček. Ali se encontra a basílica barroca da Visitação da Virgem Maria (bazilika Navštívení Panny Marie), com uma maravilhosa decoração interior. Sendo um importante lugar de peregrinação, há sempre muitos peregrinos por lá.


Passeio no zoo

Na colina Svatý Kopeček, encontra-se, além da basílica da Visitação da Virgem Maria, também o  Jardim Zoológico de Olomouc (Olomoucká zoologická zahrada). Famoso sobretudo por seu aquário de tubarões, que é o maior da República Tcheca, ali também fica uma torre mirante, da qual é possível observar toda a cidade de Olomouc.

O Jardim Zoológico fica aberto todo o ano e na temporada alta o ingresso custa 110 CZK para adultos e 70 CZK para crianças. Da cidade, várias linhas de ônibus vão diretamente à colina Svatý Kopeček .

Queijinhos curados de Olomouc (Olomoucké tvarůžky)

Os queijinhos curados de Olomouc (Olomoucké tvarůžky), conhecidos por seu intenso odor, ganharam este nome nos mercados onde eram vendidos e, ainda que não sejam fabricados exatamente em Olomuc, estão fortemente ligados à cidade. São vendidos em lojas especializadas e, combinados com a cerveja local, possibilitam uma experiência gastronômica fora de série.


Venda do Olomouc card

Quem decidir ir a Olomouc pode adquirir o Olomouc card, cartão turístico com o qual é possível visitar sem pagar nada 78 lugares muito interessantes, não apenas em Olomouc, mas também na  Morávia Central e nas montanhas Jeseníky. No preço do cartão está incluído também o transporte público na cidade. Comprando o cartão, recebe-se grátis um guia prático com informações sobre as atrações onde o cartão pode ser usado. Há opções para 48 horas por 240 CZK ou para 5 dias por 480 CZK. À venda no Escritório de Turismo de Olomouc.

E como todos esses passeios combinam com uma boa bebida, que tal harmonizar com um vinho? Ou você acha que somente as cervejas tchecas que fazem sucesso? 

Os caminhos entre os vinhedos do país levam às encostas das montanhas onde as uvas amadurecem para produzir vinhos tchecos de qualidade. Adegas pitorescas e ruas charmosas com inúmeras lojas de vinhos certamente vão te fazer mudar de ideia se acha que só há cerveja por lá.  A maioria dos vinhedos está na Morávia do Sul, que é a região mais quente da Tchéquia.



Znojmo

Quem prefere os vinhos brancos deve ir à histórica cidade de Znojmo. Uma vez lá, você não deve deixar de  visitar o mosteiro de Loucký, um antigo centro espiritual, ligado aos aspectos mundanos da vida: bastará visitar as imensas adegas do lugar.

Você visitará o museu da viticultura e a fabricação de barris, ou a cripta românica. Quando  terminar, poderá provar alguns vinhos.

Nos arredores de Znojmo é possível fazer uma infinidade de excursões com o tema do vinho. De bicicleta é o ideal para usufruir da beleza das vinhas e da paisagem pitoresca. Além disso, as rotas de ciclismo entre os vinhedos formam uma rede que cobre todo o sul da Morávia. Entre os destinos favoritos, você encontrará as adegas azuis em Nový Šaldorf, a adega pintada em Šatov, decorada com desenhos populares ou a famosa vinha de Šobes no Parque Nacional Podyjí.

No início de setembro, no centro histórico de Znojmo, celebra-se a safra histórica tradicional, durante a qual o novo mosto de vinho fermentado da colheita (burcák, em tcheco) está por toda parte.

Outro importante centro de vitivinicultura é a Cidade de Mikulov. No palácio barroco, que domina a Cidade você vai ver a maior exposição nacional de vitivinicultura e um barril gigante único. Poderá visitar o palácio com um guia e também o centro da Cidade. Uma vez terminado o passeio, uma degustação de vinhos brancos local espera por você.

Mikulov geralmente é um lugar muito animado durante o segundo fim de semana de setembro, ocasião em que acontece a vindima de Pálava. Mas os arredores da cidade também merecem  atenção. Sabia que é de lá um dos mais antigos exemplos da  criação artística em cerâmica: a Venus de Věstonice, que é uma estatueta de cerca de 25 mil anos e original de uma aldeia perto de Mikulov!


Vitivinicultura moderna em terras antigas

A uma curta distância da cidade de Mikulov, existem outros lugares que os amantes do enoturismo não devem perder. Vale mencionar o  antigo vinhedo de Sonberk, cuja história remonta ao século XIII.

Seu  vinho era fornecido à corte da Imperatriz Maria Teresa da Áustria. A casa vinícola, que produz vinhos desde 2003, e que foi proclamada como a melhor vinícola da  República Tcheca, continua  naturalmente na tradição, embora aplique métodos modernos. Prova evidente disso é o novo edifício, um trabalho arquitetônico digno de atenção, que está perfeitamente ligado à paisagem ao pé das montanhas.

A vinícola produz autênticos vinhos brancos especiais com um atributo de qualidade, exclusivamente a partir de suas videiras. Vinhos frutados com um elevado teor de minerais e sabores aromatizantes excitantes, como as variedades Ryzlink rýnský (Riesling do Reno); Pálava (cruzando variedades de Savagnon e Muller Thurgau), Tramín (Savagnin), Sauvignon (Sauvignon) ou Rulandské šedé (Pinot Gris).

Em Sonberk, você pode fazer duas coisas: provar o vinho e visitar a casa e suas vinhas.
Informações e fotos enviadas pelo Czech Tourism, que é uma agência governamental, ligada ao Ministério do Desenvolvimento Regional tcheco, com a função de promover a República Tcheca enquanto destino turístico.

Texto editado por Lily Pestana

Descubra mais em #DestinoChequia e acesse os sites:


www.midestioneschequia.com

www.czechtourism.com

Veja mais matérias sobre a República Tcheca aqui no  Apaixonados por Viagens:













Nenhum comentário:

Postar um comentário