quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Onde comer no Rio: Conheça o Restaurante Japonês Shin Koike

Por Rô Rocco

Como já é de conhecimento público, a gastronomia carioca vem passando por uma revolução bem positiva. Nem a crise que assola nosso país tem tirado dos empreendedores o desejo de oferecer ao público novos sabores gastronômicos de altíssimo nível e, mais ainda, uma verdadeira experiência. 



Esse é o caso do Restaurante Japonês Shin Koike, do querido chef que dá nome ao restaurante.

Localizado no seleto espaço gastronômico Voque Square, na Barra da Tijuca, o restaurante oferece pratos que vão muito além dos tradicionais sushis e sashimis com os quais estamos acostumados. O Apaixonados por Viagens esteve lá no dia 12 de julho para conferir um dos festivais mais esperados do Japão, o Tanabata Matsuri. Foi a 1ª vez que esse festival foi comemorado no Brasil.



Para o festival, chef Shin Koike (eleito o embaixador da difusão da culinária japonesa no Brasil) convidou mais dois feras da culinária nipônica: O chef Koichi Mori, especialista em soba (macarrão japonês de trigo sarraceno), que preparou noodle ao vivo o que só fez aumentar a admiração do público para o seu trabalho e arrancou merecidamente algumas boas risadas da gente com seu jeito simpático ao convidar algumas pessoas da plateia para auxiliá-lo a cortar os noodles, por exemplo. Uma graça!



O segundo chef é o Mestre dos Sushis, Hirotoshi Ogawa, que preparou alguns pratos do menu completo que foi servido naquela noite. Este menu, que foi maravilhoso, contou com: entrada, prato principal e sobremesa, com criações de cada um deles

Conheça abaixo os pratos que foram servidos no Festival. 


Todos os pratos pareciam obras de arte em forma de comida e o sabor estava simplesmente fantástico. Para os amantes de comida japonesa, o restaurante é sem dúvida um dos melhores do Rio de Janeiro.




- Petiscos do Sushibar (Hirotoshi Ogawa) – Temari de Camarão, carapau com molho de umeboshi e alho, vieira com uni e tempero com shoyo e nori, pargo com temperos de yuzu kosho com cebola e linguado com molho de gergelim preto. Todos estavam deliciosos.



- Entradas Quentes (Shin Koike) – Cogumelo de shitake recheado com patê de camarão empanado na batata palha, tempurá de vieira com shiso e mini chawanmushi trufado. Foi um dos pratos de que mais gostei.


- Soba com calda fria (Koichi Mori) – Soba de chá verde, flor de cerejeira e tradicional.


- Sashimi com peixe do dia, fresco, diretamente do mercado carioca (Hiotoshi Ogawa) - Salmão, Atum, Beijupirá


- Suhi (Hiotoshi Ogawa) – Lula, atum zuke, serra, olho de boi, ikura, olho de cão, pescada perna de moça, namorado e tamago (omelete japonês). Algum desses estavam muito picantes pois continham muito wasabi e outros estavam divinos.


- Principal (Shin Koike) – Magrete de pato cozido com legumes, temperado com shoyu agridoce. Foi o prato que eu menos apreciei. Uma questão de paladar... nem sempre dá para ganhar todas.


- Para finalizar (Koichi Mori) – Soba com calda quente com tempurá. Muito saboroso!


- Sobremesa (Koichi Mori) -  Gelatina de tangerina com sorvete de yuzu. Confesso que, como boa chocólatra, fiquei sentindo falta de algo que tivesse chocolate, mas o prato estava diferente e gostoso também.


Percebam que foi um verdadeiro e autêntico passeio pela gastronomia japonesa em uma noite bem divertida e animada! 

Comemorado no país a partir da sétima noite do sétimo mês do ano, a data também é conhecida como Festival das Estrelas. Lá no Japão, as cidades ficam todas enfeitadas com esses papeis coloridos que correspondem aos pedidos das pessoas.

Ainda foi possível degustar saquê ou cerveja artesanal durante o festival.


Para completar a festa, uma variedade de instrumentos de percussão conferiram à atmosfera do restaurante aquele clima incrível de como se estivéssemos em algum restaurante no próprio Japão. Um desses instrumentos é conhecido como Taiko (tambor japonês) e todos eles juntos realmente animaram a nossa noite. 


Foi uma noite inesquecível, não só pela comida, mas pelo ambiente, pela companhia e pela simpatia do Shin Koike.

Esse cardápio foi criado especialmente para este evento, porém a casa conta um menu fixo que apresenta 5 técnicas culinárias japonesas que apostam na receita tradicional nipônica que muitas das vezes é desconhecida por nós brasileiros até mesmo porque os restaurantes tendem a dar uma adaptada ao paladar mais brasileira e acabam muitas vezes não sendo fiéis às receitas realmente japonesas. As 5 técnicas são: cru, grelhado, cozido/vapor, frito e só vapor. Eles unem a técnica japonesa com ingredientes brasileiros.



Levando em consideração toda a qualidade gastronômica do festival, certamente é o tipo de restaurante que vale a pena a visita.

Se você é do tipo que prefere petiscos, o chef Shin Koike também criou uma versão carioca do boteco japonês que é o Roman Izakaya.  Clique aqui e leia como é este boteco, como foi idealizado e saiba mais sobre lá.

Seja no Restaurante Shin Koike ou seja no Roman Izakaya, a sua experiência com comidas japonesas será elevada a um nível acima depois que você conhecer essas duas casas.
  
**Ficha Técnica **

- Restaurante: Shin Koike
- Endereço: Av. Das Américas, 8585, Barra da Tijuca/RJ - Shopping Vogue Square
- Telefone:
021 3030-9092
- Reservas: reservas@shinkoike.com.br
- Capacidade: 70 lugares.
- Horário de funcionamento: Seg a Sex: 18h à 01:00h / Sáb e Dom: 12h às 01:00h
- Cartões de crédito: Todos
- Cartões de débito: Todos
- Estacionamento: Sim, do próprio Shopping Vogue Square
- No instagram do  Apaixonados: clique aqui e confira fotos e vídeos



Nenhum comentário:

Postar um comentário