quinta-feira, 13 de julho de 2017

Uruguai: Passeios, Roteiros em Montevidéu, Punta del Este e Colonia de Sacramento

Tentando organizar um cadinho aqui para vocês, seguem as matérias já publicadas no Apaixonados por Viagens sobre esse país - Uruguai - que eu, Lily, conheci na virada do Ano de 2010 para 2011, onde fiquei 10 dias e pude curtir bastante os encantos (e festas!) de Punta del Este, o charme de Colonia de Sacramento e toda a história de Montevidéu.

Plaza Independencia

Algumas informações bem úteis:

- Moeda é o peso uruguaio, mas vários estabelecimentos aceitam dólares ou reais (usei mais dólares na época que fui). Em Punta del Este era tudo bem dolarizado, inclusive.

- O aeroporto fica em Montevidéu, a 18km de Pocitos e o táxi não sai caro.

- Hospedagem em Montevidéu: em Punta Carretas ou Pocitos. Só fique no Centro/Ciudad Vieja se o orçamento estiver muito enxuto. Do contrário, gaste um pouco a mais e fique nesses bairros, que são bem melhores e agradáveis. O Ibis de Montevideo pareceu-me um bom local para hospedagem. 


- Uruguai é um dos países mais seguros da América Latina e Montevidéu é a cidade-capital com a melhor qualidade de vida (de acordo com a consultoria Mercer)

-  Com 67km de costa, banhado pelo Rio da Prata e com algumas boas praias de rio próprias para banho, o clima em Montevidéu, no verão, é bem quente (muito quente mesmo!!!). À noite refrescava um pouco. Mas no inverno pode ser bem frio, bastante rigoroso (lembrem-se de que o Uruguai está embaixo do Rio Grande do Sul!).

- A Ciudad Vieja, área mais antiga de Montevideo, teve sua origem em 1724, quando o governador de Buenos Aires iniciou obras de fortificações. Época marcada pela disputa entre portugueses (estavam próximos, no Rio Grande do Sul) e espanhóis que brigavam pelo domínio do território ao redor do Rio da Prata, principalmente depois que os portugueses fundaram a Colonia de Sacramento, em 1680.

Farol da Ilha dos Lobos, em Punta del Este

- Em Punta del Este: fomos e voltamos de ônibus de Montevidéu para Punta del Este. Fiquei 7 dias por lá e foi incrível! Um dos melhores reveillons da minha vida!

. O Balneário que pertence ao município uruguaio Maldonado e é famoso pelas badaladas praias de La Barra, Playa Bikini, Montoya... além da chiquérrima Jose Ignacio. E não se esqueçam dos cassinos! Lugar onde o Rio da Prata - aquele mesmo que banha terras portenhas em Buenos Aires - encontra-se com o Oceano Atlântico. Por isso mesmo, faz frio, mesmo no verão! Só com sol rachando para esquentar. E à noite, é bom estar preparado para o friozinho.

. Melhor época do ano: em disparado, o Ano Novo - Reveillon! Se você quer ver a cidade agitada, festas, praias movimentadas e uma temperatura um pouco mais quentinha, tem que ir em dezembro ou janeiro. 

Alguns PASSEIOS TURÍSTICOS EM PUNTA DEL ESTE:

- Cassino do Hotel Conrad: de frente para a Playa Mansa.

- Playa Mansa: praia de rio, com um belo passeio/rua de madeira e mirantes.

- Praias Emir e dos Ingleses: ficam na Península, belas para conhecer com uma caminhada, mas não são boas como praia de banho. Muitas pedras!!

- Farol de Punta del Este: na Península, com 45 metros de altura, foi construído em 1860.

- Porto: caminhar pelo porto, curtir a paisagem chique e organizada dos barcos, iates, cruzeiros, degustar frutos do mar em algum de seus vários restaurantes, admirar os lobos marinhos que por ali ficam atrás de comida, fazendo companhia para os pescadores, juntamente com os vários albatrozes.

- La Mano/Playa Brava: verdadeiro cartão postal de Punta del Este, La Mano del Afogado, escultura que faz parte do conjunto de 8 esculturas do "Paseo de las Américas", rende uma boa foto e algumas brincadeiras com os dedinhos que surgem da areia, obra do artista Mario Irarrazabal, representando "o homem surgindo na natureza".

- Playa Brava: mar mais mexido, com ondas, atrai surfistas e também um público mais jovem, pois, ao longo da praia, há algumas boates. Pelo que vi, quando estive por lá, a faixa etária do pessoal dessas boates em Playa Brava era em torno dos 18/20 anos.

- Ponte Leonel Vieira: liga Playa Brava a La Barra e mais parece um pequeno trecho de montanha-russa, com direito a friozinho na barriga. 

- La Barra e Playa Bikini: boates (as melhores no que eu fui... mas isso é bastante sazonal por lá e o ideal é chegar em Punta e sair perguntando para o pessoal para descobrir qual boate está na moda, qual festa está bombando e decidir para onde irá à noite, pois muita coisa muda por lá de um ano para o outro!!), festas na praia Bikini (a melhor quando eu fui!!).

- Jose Ignacio: mais afastada, atrai milionários e artistas que procuram mais exclusividade e luxo, com excelentes restaurantes e estâncias de famosos.



- Casapueblo: outro cartão postal de Punta, um dos lugares mais pitorescos e belos da região, onde o clássico é ir para assistir ao pôr do sol.

- Em Colonia de Sacramento: fui num bate e volta de Montevidéu, de ônibus. 

Bela, charmosa e romântica, a Cidade Histórica, às margens do Rio da Prata, fundada pelo Império Português no século XVII, tem seu Bairro Histórico reconhecido com Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Meu grande arrependimento foi não ter ao menos pernoitado lá, pois, só um day trip, achei muito rápido para sentir a atmosfera do lugar. Super merece dormir lá ao menos uma noite, mas, se puder, fique duas noites, porque Colonia é uma das cidades mais fofas que já visitei aqui na América Latina.

. Como chegar: Eu fui de ônibus mesmo e achei muito fácil e tranquilo. A distância entre Montevideo e Colonia del Sacramento é de aproximadamente 180km e a viagem de ônibus leva em torno de 2:30 horas  A rodoviária de Montevideo, que se chama Tres Cruces, se comparada com as grandes rodoviárias do Rio (Novo Rio) ou São Paulo, é pequena. Clique aqui e veja os horários no site da rodoviária. Se estiver em Buenos Aires e quiser usar um dia para fazer o bate-e-volta em Colonia, basta ir de Buquebus. Informe-se antes sobre os horários - clique aqui).


Calle de los Suspiros

Calle de los Suspiros
. O que fazer: O Bairro Histórico fica bem próximo à Rodoviária de Colonia del Sacramento. É um lugar maravilhoso, com ruas tortuosas, paisagens pitorescas, algumas poucas ruas com pedras da época colonial, carros antigos que são um clássico por lá, uma linda Plaza Mayor que é cercada de restaurantes e pousadas charmosas. É uma região bem pequena que pode e deve ser percorrida sem pressa, de maneira contemplativa. Embora as ruas sejam de paralelepípedo, o que requer uma caminhada mais cuidadosa e devagar, especialmente para as mulheres, é bem tranquilo de conhecer o principal e muito mais com um dia de passeio (use calçados confortáveis). Mas, como já disse, que se desejar ir além, explorar mais a gastronomia, quiser desacelerar um pouco, fique ao menos um noite por lá.



. Dica: não perca a Rua dos Suspiros, talvez a única que conseguiu sobreviver inteirinha a tantas guerras e disputas entre Portugal e Espanha, com calçamento em pedras coloniais preservadas, é de suspirar mesmo.







Nenhum comentário:

Postar um comentário