segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Dia de Iemanjá em Salvador - Bahia!


E hoje foi dia de acordar cedo na Bahia (sim, baiano também acorda cedo, viu??), pois dia 02 de fevereiro é dia de homenagear Iemanjá!! E os festejos ao orixá africano começaram desde a madrugada, momento lindo de comemoração em que impera um sincretismo religioso forte com a presença de devotos do candomblé, da umbanda e do catolicismo também. Afinal, hoje também é dia de Nossa Senhora dos Navegantes e Nossa Senhora da Conceição.

Uma das festas mais populares e valorizadas do ano atrai sempre milhares de baianos e turistas vestidos de branco à praia do Rio Vermelho, em Salvador, capital baiana. Fiéis, admiradores e curiosos se encantam com as festividades, com os barquinhos e com as oferendas entregues ao mar.

Crédito: Tatiana Margno, que esteve presente na festa de 2014



Frequentemente representada em forma de sereia e longos cabelos, a Rainha do Mar tem sua festa oficialmente comemorada em Salvador todo dia 02 de fevereiro desde 1923, ano que foi marcado por uma escassez forte de pescado na comunidade do Rio Vermelho, quando então os pescadores foram para o mar, levando ofertas para a Mãe d'Água em troca da volta dos peixes.

Créditos: Tatiana Maragno

Créditos: Tatiana Maragno

Hoje em dia, flores, perfumes, espumantes, velas, espelhos, em meio a danças e cantos, são levados em balaios por centenas de barcos mar adentro na esperança de que sejam abençoados por Iemanjá mais uma vez! O auge da cerimônia é quando uma embarcação parte da praia conduzindo a imagem da orixá, seguida por dezenas de jangadas, saveiros e lanchas e, após serem lançados ao mar, as embarcações retornam e são recebidas com mais música, podendo até ter trios elétricos que já fazem uma prévia do Carnaval baiano!!

Créditos: Tatiana Maragno

créditos: Tatiana Margno

Iemanjá era a orixá de uma nação iorubá, os Egba, que viviam inicialmente em um local no sudoeste da Nigéria, entre Ifé e Ibadan, onde há um rio chamado Yemanjá. No século XIX, por causa das guerras entre povos iorubás, os Egba foram obrigados a se afastar do rio Iemanjá e passaram a viver em Abeokuta. No entanto, continuaram cultuando a divindade, que, segundo a tradição, passou a viver em um novo rio, o Ògùn.

Créditos: Tatiana Maragno

Créditos: Tatiana Maragno

No Brasil, o Dia de Iemanjá pode ser comemorado em dias diferentes dependo do estado. Embora o principal seja o dia 2 de fevereiro, em São Paulo a comemoração é no dia 8 de dezembro, e no Rio de Janeiro é muito celebrada no Réveillon, no dia de Ano Novo, com vários rituais de Passagem de Ano.


créditos: Tatiana Maragno

Créditos: Tatiana Maragno

FOTOS: TATIANA MARAGNO (@TATTYTOPTRIPS - INSTAGRAM)




4 comentários:

  1. E Salve Yemanjá!!! Festa linda em Salvador! Quero voltar pra aproveitar mais! ;) bjs. Tati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga! Salve Salve a Rainha do Mar!
      Também quero voltar a Salvador! Agora tenho uma prima morando lá... ficou mais fácil!!! kkkk... vamos combinar??
      Beijokas,
      Lily

      Excluir
  2. Opaaaaaa notícia boa! Vamos sim! Salvador já é minha segunda casa anyway! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que para o segundo semestre do ano vai dar! O primeiro semestre já está hiperlotado! kkkkk

      beijinhos,
      Lily

      Excluir