terça-feira, 30 de setembro de 2014

Peru: Paracas e Islas Ballestas


Paracas
No nosso segundo dia de passeio, nós fomos explorar a região de Paracas: Passeio a Islas Ballestas e Parque Nacional de Paracas. O passeio foi organizado pelo hotel El Huacachinero, onde ficamos hospedados, que contratou a agência de turismo Desert Travel Ica. Custou 120 soles por pessoa, mais uma taxa turística de 17 soles por pessoa.



Biodiversidade de Paracas

Leões Marinhos nas Islas Ballestas

Veja mais dicas para fazer uma boa viagem ao Peru aqui!

Veja nosso roteiro completo pelo Peru, com todos os preços/valores que gastamos, aqui!

Em Huacachina, fez muuuuuuito frio pela manhã e à noite. Uma neblina densa e pesada cobria o céu de manhã e o sol só brilhava mesmo por volta 10h.

O passeio, dessa vez, foi em grupo. Um micro ônibus de turismo foi nos buscar no Hotel, bem cedo, por volta das 7h da manhã, e depois passamos para buscar outros turistas em seus respectivos hotéis. 

Porto de Paracas

Chegamos em Paracas e fomos direto para o porto, onde há um píer de embarque para os passeios de barco. Infelizmente, o tempo não ajudou muito e a neblina permaneceu nessa primeira etapa do passeio. 

** Dica para o passeio a Islas Ballestas e para o Parque Nacional de Paracas: o melhor lugar para sentar em ambos os passeios é do lado esquerdo (principalmente para quem gosta de fotografia).


Lancha que faz o passeio pelas Islas Ballestas

As Islas Ballestas pertencem a um Parque Nacional Marinho, e ficam a mais ou menos 30 minutos da costa de barco. 

Islas Ballestas

As lanchas são abertas e comportam vários turistas. Tente não ficar por último para entrar e sentar, para conseguir sentar ao lado de quem estiver viajando com você e também poder escolher um assento com melhor visão do passeio (lado esquerdo). 


Guia para as Islas Ballestas era ornitólogo e falava em inglês e em espanhol

Apesar do manhã nublada, pudemoapreciar as formações Rochosas,  os buracos nas pedras, que são vários e permitem visões incríveis das ilhas


Islas Ballestas

Muitos pássaros pela região

Incríveis formações rochosas nas Islas Ballestas

Vimos pinguins, muitas aves de diversas espécies, lobos e leões marinhos, inclusive um bebê de leão marinho muito fofo!


Pinguins nas Islas Ballestas

Leões Marinhos

Pássaros

Bebê leão marinho

O nosso guia era um ornitólogo e explicava o tempo todo para a gente em português e inglês. Disse que o guanto, fezes das aves, como é um excelente adubo natural, salvou a economia do Peru na década de 70, pois a sua extração e exportação diretamente das Islas Ballestas foi capaz de quitar sua dívida externa do país.





Por falar em guanto, aos que fizerem o passeio, muito cuidado com os "ataques" dos pássaros rsrsrs... Afinal, eles estão no habitat deles e nós é que somos os invasores. Então, alguns são premiados com cocô de pássaros, que são vários sobrevoando as lanchas de passeios. Eu mesma fui uma delas, mas não fez grandes estragos kkkk.. Cuidado com seus equipamentos eletrônicos!!

Ainda durante o passeio de barco, nós passamos pela curiosa, misteriosa e mística figura de um candelabro esculpido numa montanha próxima ao mar. Sua origem é muito incerta e há algumas teorias para justificá-la

Candelabro

Candelabro


. Navegantes que teriam feito como sinalizador? 

. Incas teriam feito, pela importância medicinal do cacto para eles, já que também se parece com a planta? 

. Alienígenas como algum tipo de sinal para a humanidade?  

. A mesma origem das Linhas de Nazca? Mas essa última teoria só complica por causa do traçado: em Nazca, as linhas têm de 3 a 5 cm de profundidade, enquanto a de Paracas  têm até 50 cm.

Depois do passeio às ilhas Ballestas, voltamos para o Porto de Paracas, onde foi dado ao grupo do passeio um tempinho para ficar ali e curtir um pouco o lugar. Aproveitamos para ir ao banheiro em um dos cafés do calçadão, pois são vários, e a maioria oferece wifi gratuito! Bom para mandar notícias para os amigos e família.

Bares no calçadão de Paracas

Também é legal para ver os pássaros, principalmente os pelicanos, e admirar um pouco a praia e o Pacífico (embora essa praia em si não seja tão bonita, mas tem tanto pelicano que é irrestível chegar perto deles e olhar de pertinho).

O Pacífico

Na sequência, o grupo voltou para o ônibus e fomos direto para o Parque Nacional de Paracas, explorar seus desertos e praias!


O micro-ônibus que fez nossos passeios

**Guardem sempre todos os bilhetes e entradas com vocês, pois podem ser pedidos para conferência na entrada do Parque e do Museu.

Boa parte do litoral do Peruà semelhança do Chile, é desértico. Aliás, o guia nos contou que é bem parecido com o Deserto do Atacama, como se fosse uma extensão do mesmo, com o mesmo microclima.
   
Deserto de Paracas

Fósseis de conchas em pleno deserto, o que é indício de que tudo isso já foi oceano um dia

Deserto de Paracas

A palavra Paracas em quechua significa "chuva de areia". Bem apropriado para um deserto, né?

No Deserto de Paracas não chove, segundo o guia!  Mas tem lençol freático alcançado com 5 metros de profundidade.

Lá só tem a raposa como animal carnívoro que se alimenta principalmente dos ovos dos pássaros. De resto, não se vê muita vida animal, além dos pássaros.




O terremoto que ocorreu em 2007 durou 2:40 minutos e alcançou 7.8 na escala Richter. Foi foi responsável por muita destruição na região de Paracas e Pisco, mesmo com seu epicentro tendo sido a 40 km de lá. O nosso guia disse que parecia o fim do mundo. 

O terremoto mudou muito a paisagem da região e foi capaz de derrubar parte da formação Rochosa chamada de Catedral, que era muito famosa dentro do Parque Nacional de Paracas. Hoje, podemos apreciar apenas o que sobrou da Catedral.

A gente fez algumas paradas pelo caminho percorrido no micro ônibus, com destaque para:

. os miradores da formação Rochosa da Catedral (o que sobrou dela)

Catedral - formação rochosa que era muito famosa e desmoronou em parte durante o terremoto que aconteceu em 2007

Catedral, antes do terremoto de 2007

Falésias - o encontro do deserto com o Pacífico

. praia Supay para admirar o mar encontrando as falésias do deserto




.  a praia de areia de pedrinhas vermelhas 






. o almoço no restaurante El Che (os restaurantes que existem lá são anteriores à criação do parque nacional e o governo deixou ficar)No Restaurante El Che, nós comemos um lenguado inteiro a la plancha (grelhado) com batatas, arroz e salada (pedimos para substituir a salada por mais batatas porque não confiei em comer salada crua) e Inka Cola para acompanhar, por 40 soles.

Inca Cola e choclos

Linguado - peixe típico de Paracas

No entorno dessa região de restaurantes tem alguns morros onde subimostivemos uma bela vista das falésias, do deserto e do Pacífico. Lindo demais!

Mirantes naturais no entorno do Restaurante El Che

. por fim, fomos ao museu de Interpretação do Parque, que é muito interessante e rico em informações. Vale a pena conhecer.


Museu de Interpretação do Parque Nacional de Paracas

Pisco significa, em quechua (idioma inca) pássaros!

Explicações sobre os movimentos tectônicos que atingem muito o Peru. Muitos terremotos e abalos sísmicos ocorrer por lá

Receita para preparar um autêntico ceviche

No caminho de volta para o Oásis de Huacachina, nós passamos rapidamente pela Plaza de Armas de Ica para deixarmos alguns turistas do grupo. Até então, eu nem tinha visto direito a Plaza de Armas e me pareceu bem bonita e arrumada.


Plaza de Armas de Ica

Plaza de Armas de Ica

Seguimos para Huacachina e, pelo adiantado da hora, não dava mais para fazer o passeio de buggy pelas dunas e ver seu pôr do sol (o limite de saída seria às 16:30).

Oásis de Huacachina

Porém, isso não nos impediu de novamente voltar para as dunas e caminhar por elas, para ver o pôr do sol! 


Oásis de Huacachina

pôr do sol nas dunas de Huacachina

Eis a vantagem de ficar no Oásis de Huacachina: você aproveita o que tem de melhor nele e também pode ir à Ica, se quiser, passear por lá, já que em Ica tem um enorme Shopping Center muito bom e tem a parte histórica da Plaza de Armas e Catedral.

À noite, optamos por jantar no Restaurante Huafuckingchina. Comemos dois pratos principais, Pollo saltado e Pollo teriyaki, por 50 soles.



Pollo Teriyaki

Pollo saltado

Com relação ao câmbio de dólar para soles, não achamos vantajoso fazê-lo em Huacachina, pois o Hotel Huacachinero ofereceu um câmbio de 2.60 soles para 1 dólar. Já no centro de Ica, o lugar mais seguro para trocar é no banco e estava por 2.76 para 1 dólar.





23 comentários:

  1. Nossa, perfeito esse trajeto. As pessoas se fecham muito a so conhecer o Machu Picchu e, tem outros lugares super ricos em beleza natural.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Heloisa!
      Tudo bom?
      Obrigada por vir comentar! Seja sempre bem vinda! Peru foi um país muito especial que visitamos. Uma viagem incrível
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  2. Perfeito o relato de vocês!! Eu e minha esposa iremos para o Peru na proxima semana e o post foi muito útil. Como ficaremos hospedados em Huacachina apenas um dia inteiro, gostariamos de fazer no mesmo dia os passeios pelas Ilhas Ballestas, Reserva Nacional de Paracas e passeio pelas dunas no mesmo dia. Vocês acham possível? Outra pergunta: também nos hospedaremos no Hotel Huacachinero e provavelmente eles nos oferecerão os passeios pela mesma empresa com a qual voces foram. O que voces acharam dos serviços deles?
    Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  3. Perfeito o relato de vocês!! Eu e minha esposa iremos para o Peru na proxima semana e o post foi muito útil. Como ficaremos hospedados em Huacachina apenas um dia inteiro, gostariamos de fazer no mesmo dia os passeios pelas Ilhas Ballestas, Reserva Nacional de Paracas e passeio pelas dunas no mesmo dia. Vocês acham possível? Outra pergunta: também nos hospedaremos no Hotel Huacachinero e provavelmente eles nos oferecerão os passeios pela mesma empresa com a qual voces foram. O que voces acharam dos serviços deles?
    Obrigado!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thales!
      Tudo bom?
      Muito obrigada!!!
      Que máximo! Vocês embarcam quando?
      Com relação aos passeios, dá sim para fazer tudo no mesmo dia! Fica pesado, mas você terá que administrar seu tempo e tentar fazer o passeio pelas dunas no último horário, que era o das 16:30, salvo engano.
      Nós gostamos sim dos passeios que fizemos. Não tivemos problemas. Tudo dentro do normal e esperado. Sem sobressaltos, entende? Mas é sempre melhor quando a gente faz sozinho e não depende de um grupo... de todo modo, funcionou bem para a gente porque estávamos sem carro e foi super prático.
      Abraços e boa viagem!
      Lily

      Excluir
  4. Oi Lily!! Td bem? Me tira uma dúvida, quanto tempo total leva o passeio em paracas (ilhas ballestas + reserva)?? Será que dá pra começar o passeio de manha em Huacachina e chegar em Lima até o início da noite? Estou indo ao Peru em outubro e quero muito encaixar Paracas no roteiro!
    Parabens pelo blog!! To super me guiando por ele!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Karina, tudo bom?
      Esse passeio tomou-nos toda a manhã e início da tarde. Chegamos no Hotel em Huacaccina por volta das 14:30/15:00. Deu tempo de pegar o passeio pelas dunas que saiu às 16:00 =))
      Com relação a chegar em Lima à noite, aí é importante você checar os horários de ônibus. A viagem leva cerca de 5h entre Huacaccina e Lima.
      Que máximo que você ao Peru! Linda viagem! Curta muito muito!
      Muito obrigada! Fico feliz por gostar do blog. Seja sempre bem vinda.
      Bjos,
      Lily

      Excluir
  5. Sabem me dizer se é possível ir de carro próprio até a entrada da reserva de paracas ou no centro de visitantes? Pois dai faria as ilhas ballestas de manha por agencia, a tarde iria de carro proprio na reserva e depois seguiria para huacachina. Muito bom o blog de vocês, estou colhendo muita informação bacana! Pretendo ir em Janeiro até Lima de carro, saindo de Florianopolis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Herbert! Tudo certinho?
      Sim, eu vi carros de passeio lá na Reserva Natural de Paracas sim! Mas tem que seguir direitinho o caminho no mapa que vão te dar.
      Nós fomos de excursão, como você deve ter visto aí pelo texto, né?
      Mas isso porque não alugamos carro.
      Você pode ir direto a Paracas e fazer o passeio para as Islas Ballestas de manhã e depois seguir para a Reserva Natural de Paracas.
      Que coragem hein? Dirigir de Floripa até Lima é uma pernada boa, não?
      Boa sorte!
      Vai dar tudo certo!
      Depois venha aqui me contar como foi!
      Abraços,
      Lily

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Oi Lily, tudo bom? Que passeio incrível, me deixou mais ansiosa para conhecer o Peru. Estou me programando para ir ano que vem, de preferência em julho, vai depender das férias rsrs. Queria tirar algumas dúvidas: esse passeio de buggy é o que incluiu o jantar no deserto ou é fora a parte? Eu queria fazer os passeios Reservas Naturais de Paracas: Islas Ballestas e Parque Nacional de Paracas e o de buggy, nesse caso teria que ficar dois dias em Ica?
    Quanto à Cusco, o passeio do Vale Sagrado é o dia inteiro? Nesse passeio é possível ficar em águas calientes para pegar o trem cedo para Machu Picchu? Essa seria a melhor opção né?
    Obrigadinha :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rafaella!
      Tudo certinho?
      Toda a região de Paracas é sensacional!!!
      Sobre o passeio de buggy, não vi essa opção por lá de jantar no deserto. Para ser sincera, eu só conheço esse tipo de passeio no Marrocos para quem vai para o Saara. Pode ser que agora tenha o jantar nas dunas de Huacacchina, mas quando eu fui, não havia.
      Com relação ao tempo dos passeios, para fazer os 3 no mesmo dia, pode ficar muito corrido. Quando eu fui, o último horário de saída do passeio de buggy era às 16:30h. Eu fiz Islas Ballestas de manhã e Parque Nacional de tarde... eu devo ter chegado em Huacacchina por volta das 16:30 sim... mas é arriscado atrasar e você não conseguir chegar a tempo, sabe? Por isso mesmo que eu fiquei 2 noites lá e ainda deu tempo de ir a Nazca, que foi outro passeio incrível!
      Com relação a Cusco, o passeio ao Vale Sagrado costuma ser sim o dia inteiro.

      Veja aqui o post completo com o roteiro -->> http://www.blogapaixonadosporviagens.com.br/2014/09/peru-roteiro-completo-para-17-dias.html

      Eu fiz assim: Sítio Arqueológio de Chinchero, Maras e Moray: tour privado com o motorista Manuel (contato: aloperutour@gmail.com) total 150 soles. (saímos às 08:00 e ficamos em Ollantaytambo, na estação de trem, às 14:00, para pegarmos o trem para Águas Calientes)

      Se você fizer o Valle Sagrado, pode pedir para ficar em Ollantay e pegar o trem para Águas Callientes por lá =))

      Espero ter ajudado!
      Pretendo em breve terminar de escrever sobre o Peru e colocar um Guia no ar, ok?
      Bjos,
      Lily

      Excluir
  8. Oi, Lily. Tudo bem? Espero que sim.
    Queremos conhecer o oásis e fazer o passeio de buggy, fazer Ilhas Ballestas e o vôo às linhas de Nazca. Temos dois dias e depois voltamos à Lima. Para isso, é melhor ficar hospedados em Paracas ou em Ica? Grata, Rosana.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lily. Tudo bem? Espero que sim.
    Queremos conhecer o oásis e fazer o passeio de buggy, fazer Ilhas Ballestas e o vôo às linhas de Nazca. Temos dois dias e depois voltamos à Lima. Para isso, é melhor ficar hospedados em Paracas ou em Ica? Grata, Rosana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rô!
      Tudo certinho?
      Olha, em 2 dias será beeeem corrido fazer tudo. Você conseguirá fazer Islas Ballestas de manhã, voltar para o Oásis e fazer o buggy de tarde. No dia seguinte, será o dia inteiro praticamente para fazer as linhas de Nazca. Mas precisará fazer tudo bem coordenado e se tiver qualquer imprevisto, aí já corre risco de perder algum passeio. Mas que dá, dá! Eu fiquei hospedada no Oásis de Huacachina porque achei o lugar mais interessante. Paracas tem seu charme e Ica eu achei feinha. Gostei de ter ficado no Oásis e não me arrependo.
      Espero ter ajudado.
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  10. Oi, Lily. Muito obrigada mesmo pelas dicas. Adoro o blog de vocês. Vou tentar fazer tudo rapidinho... Rsrsrs... Bjs, Rosana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rô!
      Seja sempre bem vinda!
      Muito obrigada!
      Estamos na torcida e depois me conte como foi.
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  11. Olá, quanto tempo você indicaria para Paracas, Ica e Nazca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ingryd! Tudo bom?
      Então, nós ficamos 3 dias por lá e achei suficiente, viu? Foi um dia para passear em Paracas, um dia para Ica + Oásis + bodegas de Pisco e 1 dia para Nazca.
      Se conseguir fazer assim, acho que você já estará muito bem servida de passeios!
      Depois volte para nos contar como foi.
      Beijos,
      Lily

      Excluir
  12. Boa tarde Lily, vou com a minha filha e minha irmã fazer a região de Paracas, Huacachina e Nazca. Faremos em 5 dias. Vou de carro alugado em Lima. Como vou em julho, acha que os passeios como o sobrevoo em Nazca, a entrada para o Parque em Paracas e o passeio das Ilhas Balestas precisam ser comprados antes? ou seria melhor ver no hotel em que vou ficar ( vou ficar no Huacachinero também).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paulo
      tudo bom? Você irá perto das festas do solstício de inverno (normalmente em junho)? Nessa época, costuma ter mais procura. No seu caso, a preocupação por ser julho é em razão de férias? Pois acho que isso não influencia tanto já que o Peru ainda não é um destino muito procurado, salvo se fosse para Macchu Picchu, pois aí sim, para entrar lá em Macchu Picchu recomenda-se comprar os ingressos com até uns 2 ou 3 meses de antecedência. De resto, eu fui em agosto e comprei tudo na véspera e não tive problema algum. Uma dica é mandar email para o hotel e perguntar para eles se precisa reservar o passeio com antecedência. De repente eles fazem a reserva sem pagar, deixando para pagar só lá na hora.

      Espero ter ajudado. Quero saber depois como foi a sua aventura.
      Abraços,
      Lily

      Excluir
  13. Olá, boa tarde!
    Estou indo para Peru em outubro, mas compramos as passagens antes de pesquisar bem o que fazer...
    vamos ficar apenas 3 dias em Lima!
    Queria muito conhecer Paracas...
    Acha que vale a pena dedicar 1 dia inteiro? Eu conseguiria fazer o passeio nas praias e parque e o passeio de buggy no mesmo dia?

    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Déborah, tudo certinho?
      Bem... que dá, até dá, sabe? Mas será meeeeeeega corrido! kkkk... e sinceramente, não sei nem se valerá a pena fazer um bate e e volta assim... porque são 4h de ônibus de Lima a Paracas.

      Veja aqui neste site: http://www.go2peru.com/peru_bus/buses_from_to_paracas.htm#journey_lima_paracas

      Você teria que pegar o ônibus das 3:45 da manhã, para chegar lá às 7:45, correr para pegar o passeio (ou já deixar tudo comprado antes) para fazer o barco de manhã para Islas Ballestas, depois o passeio pelas praias de Paracas, correr para Huacacchina para fazer o buggy no último no horário, que costumava ser por volta das 16:30 para pegar o último ônibus de volta para Lima que é às 19:30 saindo de Paracas ou 18:30 saindo de Ica, se você for com a empresa Cruz del Sur.

      Em resumo, acho bem perrengue... talvez se você escolher fazer só Islas Ballestas ou só as Praias de Paracas, aí fica mais folgado e sem muitos riscos de perder ônibus. Se for só um passeio, aí eu acho que dá sim.

      Quanto à Lima, eu só tive dois dias também... e achei bem de boa!

      Espero ter ajudado,
      beijos,
      Lily

      Excluir