terça-feira, 6 de novembro de 2012

Toronto: turismo - Parte 2

Mais uma vez em Toronto, agora chegando de Ottawa... já havia passado por Montreal, Quebec City, Ottawa... regressando em Toronto em clima de início de fim de viagem... ou seja: eu já estava dando sinais de cansaço... 

Como ainda estava com o carro, pois faltava visitar Niagara Falls, resolvi aproveitar esse dia inteiro em Toronto para fazer alguns passeios que necessitassem do carro.

Depois de tomar um delicioso brunch, em local próximo à casa do meu amigo canadense/alemão, fui para o Ontario Science Centre, que fazia parte do boleto turístico Toronto City Pass!!

Lá no Science Centre, adquiri o Toronto City Pass por uns 60USD. O boleto turístico incluía, ainda, a CN Tower, o Royal Ontario Museum, Casa Loma e o Toronto Zoo.

Na minha opinião, se você conseguir fazer pelo menos 3 dessas atrações, o Toronto City Pass já vale muito a pena.

A CN Tower, o Royal Ontario Museum e a Casa Loma, por serem dentro da cidade, de fácil acesso, dispensam carro. Já o Science Centre e o Zoo, que ficam mais afastados, para esses eu recomendo ter o carro. O acesso é fácil também, principalmente pelas Freeways.

Todavia, depois de conhecer todas essas atrações, embora tenha achado interessante, eu não regressaria ao Ontario Science Centre. É um programa bem legal para a criançada!! Aliás, estava justamente cheio de crianças e adolescentes. Para adultos, embora seja razoavelmente interessante (mais para os curiosos), achei meio infantil. Se estiver com crianças ou adolescentes, aí já valerá mais a pena a visita. 

É um lugar bastante instrutivo e, em grande maioria, participativo e interativo. São vários os andares (no subsolo), com exposições permanentes, outras temporárias, áreas recreativas, lojas, lanchonetes, restaurantes... é um ótimo programa para passar o dia inteiro com seus filhos!!

O estacionamento custa 10CAD e o Ontario Science Centre funciona a partir das 10:00 e fecha ou às 16:00  ou às 17:00 (depende se é dia de semana ou feriado/final de semana). O preço do ingresso avulso, fora do Toronto Pass, é 22CAD para adultos. E também tem o super hightech cinema IMAX.

Depois de ficar pouco mais de 1 hora no Science Centre (o suficiente para perceber que não era o melhor programa para mim), fui levar esse meu amigo ao aeroporto. Para minha surpresa, o aeroporto estava bem mais movimentado do que quando cheguei no Canadá (cheguei por Toronto, em pleno feriado do Dia do Canadá). 

Aproveitando o carro e as vias expressas, fui correndo para o Toronto Zoo. Esse sim deu pena porque o tempo foi curto demais!! 

Em primeiro lugar, o Zoo estava lotaaaaaado!!! Em segundo lugar, o estacionamento é gratuito depois das 16:00. Chato é que a última admissão é até 1 hora antes de fechar. No verão, o Zoo estava funcionando das  9:30 às 18:30

São vários pavilhões, separados e classificados, de modo geral, pelo tipo de vegetação ou pela localização geográfica nos continentes. Achei o máximo!!

Admito que Zoológico é programa também típico da criançada... mas eu adoooooro!! Puxa, não é todo dia que posso ver leões albinos, ursos polares, pinguins, entre outros milhares de bichinhos!!

Não deu tempo de percorrer todos os pavilhões... =((  Fiquei dentro do Zoo em torno de 2 horas e meia e, mesmo correndo muito, não consegui ver tudo. Outra coisa que também aconteceu é que, já dada a hora mais ou menos de fechar, vários animais são recolhidos (provavelmente para serem alimentados ou são deslocados para outro ambiente para descansarem). Chegou numa hora que nem adiantava muito ficar andando e tentando descobrir o que ainda o Zoo poderia oferecer, pois vários animais já tinham sido recolhidos, os pavilhões fechados estavam com acesso proibido... daí eu ter deixado de ver vários animais que tinha vontade de observar... uma peninha mesmo!! Não vi gorilas, não vi o urso pardo, não vi o leão, tigres... ai que puxa!!

Bem... o Zoo é enoooooorme!! É um dos maiores zoológicos do mundo!! Tem que ter muita disposição e mais do que 3 horas para percorrer seus pavilhões, com calma, de forma contemplativa, e observar os animais. Não tive tanto tempo assim e fiz uma pequena maratona. O problema é que, dessa vez, não me entendi tão bem assim com o mapa do Zoo e, mesmo me guiando pelas placas (algumas bem localizadas e auto explicativas, outras meio confusas e que mais atrapalhavam do que ajudavam... ) e pelas trilhas (há várias trilhas), eu me perdi um pouco dentro do Zoo e perdi tempo com isso. Aliás, se eu soubesse, não teria ido ao Science Centre e teria aproveitado todas as horas da tarde no Zoo... 

Enfim... saí de lá meio triste por não ter conseguido ver todos os animais e andar por todos os pavilhões, mas pelo menos consegui ir e consegui ver alguns bichos bem diferentes daqueles com que estamos acostumados aqui no Brasil!! Valeu muito a pena ter ido lá e recomendo, não só para as crianças (que com certeza vão amar) mas também para todos que gostam de animais. Ah... caminhando pelo Zoo, ainda é possível ver vários bichos soltos, andando, passando perto de você e dando alguns sustinhos também!! hehehehe...

Achei o máximo ter visto o bebê urso polar!! Lindo! Lindo! O uso polar também era um fofo... ficava nadando (coitado... muito quente) em círculos, com os mesmos movimentos... A Tundra Treck foi a mais legal, na minha opinião!! Só que não consegui fazer a savana... mesmo correndo muito... 

O Zoo conta com uma super infra estrutura: brinquedos, lanchonetes diversas, restaurantes, banheiros... muito bem equipado mesmo!!! Algumas atrações não estão incluídas na entrada do Zoo, nem no Toronto Pass. Por exemplo, havia uma atração, em ambiente fechado, com arraias e tubarões, que tinha que pagar um valor extra para poder entrar, ou, ainda, para andar de camelo, só pagando um extra. Também havia uma área só de piscinas onde o pessoal estava se fartando, já que o calor que fez nesse dia foi bizarro. 

O valor da entrada avulsa, fora do Toronto City Pass, custa 20CAD para adulto. O estacionamento custa 10CAD, mas, quando fui, não paguei pelo horário que cheguei. Vejam só como o Toronto City Pass é super vantajoso!!!

Depois dessa pequena  maratona, voltei para Toronto. No caminho, parei em uma das super gigantes lojas da IKEA, loja que vende de tudo um pouco (lembra, de leve, a Tok Stok)... e, após algumas comprinhas por lá (não tem como não comprar... é muuuuuuito barato... é muuuuuuuuuuita oferta e variedade... você realmente encontra praticamente tudo na  loja!!) fui para o Distillery District, conhecer esse famoso e emblemático lugar, que já foi um grande pólo de destilarias e hoje se mantém com seus galpões para festas (estavam acontecendo pelo menos umas 3 festas quando estive por lá), galerias de arte, restaurantes, pubs, bares... muito bacana o lugar!!!

O Distillery District, com prédios em melhor estilo vitoriano, reúne muitas pessoas, principalmente à noite e aos finais de semana. Como estava acontecendo o evento Summerlicious, super parecido com o nosso tupiniquim Restaurant Week, os restaurantes estavam bem cheios e alguns só aceitavam a entrada mediante reserva prévia. 

Por sorte, consegui entrar no descolado e famoso restaurante/bar/pub Mills St. Brewery, cuja cerveja, própria, é uma delícia!!

E assim terminou mais um dia super produtivo em Toronto... no dia seguinte eu fui para Niagara Falls... e só dois dias depois retornei para Toronto, para ficar mais 3 noites!!

Science Centre

Science Centre

Science Centre

Science Centre

aeroporto de Toronto

entrada do Zoo

Zoo de Toronto

Zoo de Toronto










esse é o bebê urso polar 

bebê urso polar





leões albinos







Distillery District

Distillery District




Distillery District



Distillery District



Distillery District



Distillery District



Nenhum comentário:

Postar um comentário