terça-feira, 25 de setembro de 2012

Toronto: Comidinhas...

Ai ... como adoro falar sobre comidinhas... hehehehe... e depois morro na academia fazendo meus treinos aeróbicos e minhas dietas malucas... mas... enfim... vale a pena, principalmente quando se está viajando e tendo excelentes oportunidades de conhecer outros gostos gastronômicos!!

Então... sobre Toronto, acho que logo me vem à mente a imagem e, principalmente, o sabor maravilhoso da combinação do "fish and chips".

Comidinha típica de pub inglês, não é a toa que na província de Ontário, onde está Toronto, o prato está super presente nos cardápios.

Como fiquei hospedada por 3 noites no bairro Little Portugal, na casa de um amigo, o primeiro lugar que conheci para saborear um lanchinho foi justamente uma PADARIA PORTUGUESA!! hahahahha... uma bela homenagem à minha dupla cidadania, não??

Pois bem, em me primeiro dia canadense, lá estava eu na Nova Era Bakery Pastry, para uma passagem rápida, mas muito proveitosa. Primeiro, foi curioso estar em Toronto e ser rodeada por pessoas falando português (fiquei sabendo que os donos são de Açores). Segundo, foi muito bom fazer um lanche, embora simples, antes de começar minhas andanças pelo Canadá. Nada como um café, um suco e um sanduíche para iniciar o turismo, não?

A Nova Era Bakery Pastry, que tem várias filiais no Canadá, ficava na 1172 Dundas Street West.

Depois, seguindo da Nova Era, experimentei algumas bebidas na Chinatown de Toronto, como o Coco do Vietnam e o Milkshake de Bubble Tea.

Bem... quanto ao coco vietnamita, com o devido perdão ao meu amigo alemão-canadense que considera esse coco melhor do que o brasileiro, sinceramente eu não gostei muito. Achei diferente, sem gosto de coco e, ainda por cima, meio salgado. Sei lá... não combinou... coco bom mesmo é o nosso do Brasil!! Pronto, falei!! Mas... é claro que gosto não se discute, certo??

E... o que dizer sobre o Bubble Tea?? Ixi... outra bebida estranha da Chinatown... nem sei como definir... Para começar, muito doce. As bolinhas (bubbles, feitas a base de tapioca) pareciam meio gosmentinhas, mas com textura que lembrava chiclete... enfim... não sei definir!! kkkkk... No início foi bastante refrescante até porque pedi um de chá verde e era gelado, além disso o calor em Toronto era bizarro... mas, depois de um tempo bebendo, ficou enjoativo... Então, resumindo, é uma bebida diferente de tudo que já experimentei, mas não aprovei muito.

Nesse mesmo dia, finalizei em um ótimo ambiente dentro do The Drake Hotel. Aliás, esse foi um dos hotéis que eu consultei para possível hospedagem em Toronto. Fica na Queen Street (perto da casa do meu amigo, em Little Portugal), um pouco afastado do centro, mas o hotel é super diferente, meio temático, em estilo rock 'n' roll... o seu bar/restaurante não poderia ser muito diferente: muito legal!

Ótima música ambiente, bela decoração, garçons simpáticos e atenciosos, ótimos pratos... aprovadíssimo!! Recomendo!! Comi ostras de entrada e um prato principal de carne de frango com legumes. Viram só como eu não enfiei o pé na jaca tanto assim?? Achando que eu ficaria comendo só hambúrguer, né?? hehehehe... foi o que menos comi na viagem!!! Graças a Deus!! =))

Quando retornei em Toronto (passei pela cidade por 3 vezes), tomei um café da manhã/brunch mega ultra caprichado... mas, vocês terão que me desculpar porque não me lembro agora do nome do lugar (perguntarei ao meu amigo, que foi quem indicou o lugar e levou, para depois atualizar aqui o blog, combinado?). Então, esse brunch, bem estilo americano, rico em carboidratos, proteínas e gorduras, continha praticamente tudo a que se tinha direito: ovos, pães/panqueca, bacon, queijo, presunto, frutas como morango, laranja, uva, banana, ketchup e outros condimentos.... rsrsrs... uma misturada danada, não?? Mas eu juro que no final tudo se entendeu e foi uma senhora refeição, daquelas que alimentam por horas e horas.

Tanto que, somente no final do dia, já à noite, voltei a comer e, dessa vez, no famoso local turístico Distillery Historic District!!

O local, repleto de bares, cafés, salões de festas, restaurantes, galerias de arte, estava bem animado em pleno sábado!!

Compreendendo mais de 40 edifícios e 10 ruas, é o maior complexo da América do Norte a preservar o estilo de arquitetura industrial Vitoriano. Fundado em 1832, já no final da década de1860 era a maior destilaria do mundo. Já chegou a fabricar mais de 2 milhões de galões de whisky, principalmente para exportação. Infelizmente, o local não sobreviveu à desindustrialização do centro de Toronto nem mesmo à recessão da década de 1990. E, a partir de 2001, foi transformado em local de acesso a pedestres, integrando cultura e entretenimento. Ou seja, virou atração turística!! rsrsrs...

Não estive por lá de dia, mas tão somente à noite. Mas devo dizer que o lugar é muito bacana, muito bonito mesmo. Não sei se foi a iluminação noturna, as luzes, o céu estrelado com lua ... mas a verdade é que eu adorei o Distillery District!! Teria ficado horas e horas por lá se não tivesse que acordar cedo no dia seguinte para ir a Niagara Falls.

Detalhe: para quem for de carro, tem estacionamento do lado de fora daquele tipo que você paga na máquina antes, estima a quantidade de horas que ficará e coloca o bilhete no carro. Além disso, como já comentei aqui no blog, voltei do Canadá sem entender direito as regras sobre bebida alcoólica e direção. Pelo que entendi, conversando especialmente com garçons e vendedores de bebida, parece que a regra é: se beber, não aparente estar bêbado e reze para não ser parado pela polícia, ou seja, ande na linha e respeite todas as regras do trânsito e, a princípio, não terá problema. Porém, por via das dúvidas, o melhor mesmo é beber bem pouco ou não beber se estiver dirigindo.

E eu não poderia ter escolhido um lugar melhor do que o Mills St. Brewery para me deliciar com sua famosa cerveja, de fabricação própria, e um saboroso hambúrguer. Ok, dessa vez eu me rendi. Mas eu juro que havia pedido um fish and chips... rsrsrs... Na verdade, foram pedidos dois pratos, um hambúrguer "mata fome de qualquer um" e um fish and chips para serem divididos.

Ambiente descontraído, amplo, com televisores transmitindo canais esportivos, música ambiente descolada, garçom atencioso e educado... o pub estava cheio e, mesmo assim, fui muito bem atendida. Nota 10!!

A cerveja, a blonde,  também foi aprovadíssima, tanto que repeti a dose e pedi novamente a cerveja já em outro lugar, no Irish Pub, na região de porto - Watermark Irish Pub, em Queen's Quay. Dessa vez eu bebi uma cerveja ruiva do Mills St. Brewery. Deliciosa!! Recomendo!!

Quanto ao Watermark Irish Pub, outro lugar agradabilíssimo!! A paisagem ao redor é muito bonita, com vista para as Ilhas de Toronto, para o Lago Ontário, para os barquinhos de passeio... super legal!! Romântico também, viu??

Aliás, um passeio pela Waterfront Trail, passando pelo Harbourfront Centre, pelo York Quay Centre, vai dar uma boa noção do lugar, com algumas atraentes opções gastronômicas. Escolhi o Watermark Irish Pub pela localização, pelas mesas do lado de fora para contemplar a paisagem e, também, porque, pelo horário, era um dos lugares mais cheios por ali (em plena terça-feira!!!). Com o calor - de novo, bizarro!! - que fazia em Toronto, não havia lugar melhor para ir!! Foi simplesmente perfeito!!

Acrescento o carisma dos garçons (fato comum pelo Canadá - não me recordo agora de nenhuma experiência ruim com o atendimento e serviços que recebi no Canadá, salvo um ou outro taxista). Os garçons tiraram várias fotos para mim!! Obaaaaa... nota 10 de novo!! =))

E dessa vez eu comi o fish and chips!!! Bom demais!! E o outro prato foi uma espécie de torta muito gostosa também.

Pertinho dali saía o barco Mariposa - Mariposa Cruises - onde eu vi várias pessoas embarcando para jantar. Estavam todos bem arrumadinhos!! Fiquei com muita vontade de ir junto, pois devia ser lindo o passeio, pelo Lago Ontário, passando próximo às Ilhas de Toronto, vendo Toronto de longe, sob outra perspectiva, especialmente ao anoitecer e jantando!!! hummmmmm... romântico, não??? Fiquei super na vontade, mas eu estava terrivelmente mulamba depois de um dia inteiro de turismo na cidade com um calor dos infernos que deixa qualquer carioca acostumado com Rio 40º com inveja (ironia, tá?? Quase tive um treco nesse dia!!). Mas acho que deve valer a pena e, quem sabe, em uma próxima vez eu não me organizo melhor e faço o passeio?? Achei interessante!! (custa aproximadamente 75 dólares o jantar + passeio por pessoa).

Pelas minhas andanças, posso dizer que na região do centro de Toronto, principalmente perto do hotel onde me hospedei e da Dundas Square, com o Eaton Centre ali na frente, não faltava opção de restaurantes e bares para todos os gostos e bolsos. Inclusive, na Dundas Square havia um Hard Rock Café. Se você não tiver para onde ir ou não souber para onde ir, acho que uma dica para descobrir um local legal para comer, ainda mais se você estiver andando por ali, é sem dúvida nos arredores da Dundas Square (Yonge Street com a Dundas Street).

E essa foi a minha experiência gastronômica em Toronto, sem contar as duas vezes em que recorri ao Starbucks (amoooo o café mocha deles!! Principalmente as versões em frozen... e cada lanchinho, com muffin/bagel com recheio + café venti ou grande, em torno de 10 CAD ) e também as vezes em que comi na casa do meu amigo que, muito generosamente, ofereceu-nos um churrasco típico canadense, com direito a galinha caribenha ultra mega apimentada e muitas caipirinhas, além de costelas de porco, entre outros... um pouco diferente dos nossos churrascos e bem mais saboroso (talvez mais calórico também!! hehehehe... ).

Por fim, não achei os preços baratos como são em muitos lugares nos EUA, mas também não achei caros como venho achando aqui no Rio de Janeiro... por isso, de modo geral, pelo que me lembro, o gasto médio por essas refeições que fiz em Toronto, por pessoa, incluindo impostos e com bebidas, ficava em torno de uns 30 dólares. (os lanches na padaria e no brunch foram bem baratos, menos de 10 dólares por pessoa!!!).

Dica: quando eu estive em Toronto - julho de 2012 - estava acontecendo um evento na cidade chamado Summerlicious, similar ao nosso Restaurante Week. Ou seja, vários restaurantes participantes com menus especiais e completos (entrada + principal + sobremesa), com preços especiais (entre 25 a 35 dólares canadenses - almoço/jantar)... mas eu não consegui entrar em nenhum participante. No Destillery District havia alguns participantes que estavam lotados, com espera, ou com acesso apenas mediante reserva. Logo, para quem gosta de comer bem, é bom ficar atento aos eventos que acontecem na cidade. Alguns sites costumam publicar as programações:


***TORONTO: TEATROS

***TORONTO: SHOWS

***TORONTO: THINGS TO DO




Nova Era Bakery Pastry


Água de Coco do Vietnam

Loja em Chinatown onde comprei o meu Bubble Tea



Esse é o Bubble Tea

Restaurante em Chinatown

Bar/Restaurante do The Drake Hotel

Ostras no The Drake Hotel

Pratos principais no The Drake Hotel

Brunch em Toronto

Brunch em Toronto

Restaurantes em Distillery District

Restaurantes em Distillery District
Restaurantes em Distillery District

Restaurantes em Distillery District

Restaurantes em Distillery District

Mills St. Brewery

Mills St. Brewery

Mills St. Brewery

Mills St. Brewery

Mills St. Brewery

Mills St. Brewery

Mills St. Brewery

York Quay e Harbourfront Centre


Waterfront Trail

Barco Mariposa - passeio pelas ilhas de Toronto com jantar a bordo

Irish Pub

Watermark Irish Pub

Watermark Irish Pub

Watermark Irish Pub

Watermark Irish Pub

Nenhum comentário:

Postar um comentário